segunda-feira, abril 04, 2011

CRIANÇAS GRAVAM VÍDEO ERÓTICO EM SALA DE AULA DE ESCOLA DE VILA VELHA, NO ESPÍRITO SANTO. VEJAM:


Embalados por danças que simulam atos sexuais, alunos de uma escola municipal de Vila Velha gravaram vídeos de verdadeiros bailes funk organizados no local onde deveriam estudar. As imagens foram encontradas pelo padrasto de uma adolescente que gravou três vídeos com um celular.

"Pegamos o celular da minha enteada para ver algumas fotos e encontramos os vídeos. Isso não pode ficar impune. As crianças vão para a escola e procuram pornografia e atos sensuais. Não sabemos se existem outras filmagens. É desesperador", lamentou ele, que prefere não ser identificado.

As imagens mostram os alunos fazendo fila para participar da dança. Uma professora passou pela sala de aula onde tudo acontecia, mas os adolescentes não se intimidaram. "Eu nunca vi isso nem em baile funk, que dirá em uma escola. Crianças podem fazer o que quiserem e ninguém faz nada", acrescentou o padrasto.

A avó de uma das meninas ficou chocada com as imagens. "Fiquei indignada e preocupada. Não aceito isso. Se para alguns é normal, para mim não é. Há três anos, alguns alunos me contaram que um professor disse que era para eles fazerem sexo porque é muito bom", reclamou.

O padrasto da menina disse que denunciou a situação e que tem medo de que aconteçam casos ainda piores dentro da escola. "Se isso é o que está gravado, imagine o que eles não fazem longe das câmeras".

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que a direção da escola Nair Dias Barbosa não tem conhecimento do fato. Por meio das imagens, a secretaria disse que vai identificar a situação e tomar, se necessário, as providências cabíveis. Do site Folha Vitória

CLIQUE E SIGA ---> BLOG DO ALUÍZIO AMORIM NO TWITTER

23 comentários:

Anônimo disse...

Me deu náusea...

Libertinos não sabem a diferença entre liberdade e libertinagem.

Saudade dos tempos do Regime Militar

Ordem, disciplina e educação

Anônimo disse...

Todos critiam a escola e os que fazem parte dela, sem saber a verdadeira realidade. Escolas sem espaços, salas superlotadas,e quando se fala que "não tem mais vaga" a resposta de um pai é a mesma, " eu vou procurar meus direitos porque toda a criança tem que estar na escola". Aí quando acontece uma caso desse, que por uns minutos alunos ficam sozinhos, e não respeitam o ambiente escolar e nem as regras impostas, e trazem para a escola o que aprendem na rua, o nome da instituição cai na lama. Será justo? Essa dança praticada pelas alunas não foi ensinada na escola. Será que o pais sabem o local onde seus filhos estão indo? Jogar a responsabilidade da educação dos filhos para a escola é muito fácil. Fico indignado com essa situação, diretores, professores refém no próprio ambiente de trabalho.

Jefferson Nóbrega disse...

Quando a televisão educa ao invés dos pais.

Anônimo disse...

Gente... é só dar uma espiadinha no "manual básico" para a implantação do comunismo de Lenin e cia...

Este item está escrito lá escancaradamente:

"Dê aos jovens liberdade sexual sem limites"...

O resto é 2 + 2 ...

Anônimo disse...

É impressionante como os responsáveis pela escola - diretores, professores e afins - NUNCA sabem o que acontece DENTRO do ambiente escolar!!! São sempre surpreendidos pelos fatos. O Brasil é um país que não dá a mínima para a educação. Esse vídeo é a prova.

Anônimo disse...

Essa deseducação e destruição das crianças faz parte dos planos de implantação do socialismo, que nada mais é do que a degeneração da civilização judaico-cristã, a civilização que deu ordem e moral ao ocidente. Está tudo planejado como na cartilha de Lênim postado pelo anônimo acima.
Vejam este absurdo:
http://veradextra.blogspot.com/2011/03/agora-vamos-ver-as-criancas-dancarem-um.html

Anônimo disse...

É um absurdo onde chegou o ensino público no Brasil, e tudo com a conivência dos tais educadores que se autoproclamam o supra sumo da formação educacional. Esta é a situação em que o país vive nos últimos 20 anos quando a admnistração nacional foi entregue a esquerdopatas de todas as matizes.

Anônimo disse...

Que nojo!
Não é culpa da escola, é dos pais que não vigiam seus filhos e o local em que frequentam.Ficam soltos na rua e quando chegam em casa a TV imunda,TV baixaria desse país só ensina essa porcaria.

professor anônimo disse...

Cabe a cada família educar seus filhos.Culpar a escola por tudo o que acontece é injusto.
Nós educadores estamos pedindo socorro, viramos reféns de uma sociedade que não educa suas crianças. Vivemos contantemente ameaçados, nossa integridade enquanto ser humano também é ferida.
Por favor que alguém também escute nosso clamor e pedido de socorro!!!!!

Escolhi esta profissão por amor, quero continuar a ser professor, mas preciso acima de tudo de reespeito.

Alexandre, The Great disse...

Essas crianças entraram pra Escola há uns 6/7 anos no máximo. Qual o governo? Qual a orientação educacional desde então?
Taí a resposta para muitas questões nacionais: gravidez precoce, disseminação das DST e das drogas, prostituição infantil e tantas outras mazelas sociais que o "guvernu dus pobri" legou aos brasileiros.

Anônimo disse...

É MUITO FACIL OS PAIS CULPAREM OS ESDUCADORES AO VEREM UMAS CENAS DESSAS ,MAIS SERÁ QUE ELES ACOMPANHAM A VIDA DE SEUS FILHOS DIA A DIA? QUEREM JOGAR A CULPA DOS SEUS ERROS COMO PAIS EM CIMA DOS POBRES PROFESSORES E PEDAGOGOS QUE GANHAM UMA MISÉRIA PARA SEREM MUITAS VEZES REFÉM DE ALUNOS QUE NÃO QUEREM NADA COM NADA ENQUANTO OS PAIS NÃO ESTÃO NEN AI.

Anônimo disse...

Para o professor anônimo

É claro que a escola como instituição em si não é culpada.

A culpa é de quem está por trás do conteúdo programático enfiado goela a baixo de toda uma sociedade.

Neste caso, os alunos figuram como os inocentes úteis, objetos que são de um gigantesco projeto de engenharia social tocado "com carinho" pelos socialistas.

Quanto ao professor, este, claro, não tem culpa pelo programa vindo de Brasília. Mas uma vez tendo tal percepção e do que ele implica tem sim, mais ainda que a OBRIGAÇÃO moral e legal, tem aquilo que se pode dizer como um "chamado de consciência".

Do contrário estará funcionando como uma engrenagem da máquina comunista...

PS: Sempre é bom lembrar:

Socialismo é o regime preparatório ao comunismo.

Se o 1º for possível, porque não haverá o 2º de sê-lo?

Anônimo disse...

Tudo bem senhor professor, talvez o sr. seja uma das exceções, no entanto é patente que há mtos professores que ao invés de ensinar adequadamente os filhos em sala de aula, estão é passando-lhe nada mais e nada menos que ideologias comunas baratas. Eu mesmo já ouvi de uma mãe de aluno que os professores de uma tal escola só sabem elogiar esse regime do diabo e seus sequazes como Che, Fidel, Lênin e outros vagabundos, tanto professores de história quanto de matemática. Há sim descaso por parte de professores (não todos) que se formaram na vigarice da ideologia marxista e não na alta-cultura que é o que deveria ser. E o reflexo é este aí que vemos não só neste filme como também assinalado no LINK pelo anônimo acima.
É mesmo um nojo!
Há uma enorme parcela de gerações desajustadas e combalidas, são os futuros filhos do Lula do Brasil!

Anônimo disse...

Ao professor anônimo: quantas vezes a sua categoria votou no PT? O sindicato dos professores categoria SEMPRE acompanhou, de forma bovina, as diretrizes dos esquerdopatas brasileiros. Que os pais tem culpa, concordo, mas, não são eles os únicos. Veja o que o Cpers fez contra a ex-governadora Yeda Crusius, veja o que a Apeoesp fez em relação ao Serra. Em São Paulo o sindicato dos professores chegou ao cúmulo de queimar livros em praça pública.

Anônimo disse...

Infelizmente nestepaíz, não precisa mais estudar,
tem bolsa miséria p todo mundo,
e se o cara for bom será presidente,

Anônimo disse...

Cadê o
MPF,
MPE o
Promotor e o
Juiz da Infância e da Juventude,
pra meter os pais, professores e direção da escola no banquinho p se explicar???
É o fim da Picada,
vão querer qual Futuro pra essas Crianças???
já não chega o videozinho sacana do mec que o bolsonaro denunciou,
a moça que ensina sexo anal na TV no paraná,
agora essa baixaria,
que país é esse???
Autoridades vamos acordar,
a coisa é muito Séria...

Anônimo disse...

Infelismente esse é o nível de muitas educações erradas no nosso Brasil, e eu acho que muitos pais tem uma certa culpa pois se tivesse dado uma boa educação pro seus filhos isso não estaria acontecendo, pois educação vem de casa, não se aprende na escola.

Anônimo disse...

A podridão agora é LEI. Se faça a imundice encrustrada na questão comportamental. A escroque que antes lutava pela aberração do comportamento homosexual, conseguiu atingir seu pleno objetivo, destruir tudo que seja ligada a moral ou o bem absoluto. A palavra de ordem agora é tornar a alma e o corpo um templo de dejetos do mal.
Desde do princípio na politica amoral da luta contra a homofobia, já praguejava que tal luta iria colher outras imundices que quem sabe, poderão vir a ser legalizadas e por conta disso, qualquer condenação a tais atos imorais, será punido.
Já pensou a pedofilia, necrofilia, zoofilia e outros satânicos comportamentos vir a ser legalizados ou combater quem os condena moralmente?

Se isso ocorrer, meu desejo para uma destruição total desse mundo podre e cretino se faça o mais rápido possível. Que surjam os radicais moralistas que estejam dispostos a sacrificar suas vidas para limpar esse esgoto em que nos encontramos.

Anônimo disse...

Aquela do banheiro numa escola tradicional de Curitiba foi pior. E não era a primeira vez, apenas a vez que CAIU na rede...Aí é evidente a 'simulação' para chamar a atenção e criar bafão. No caso do banheiro em Ctba estavam mesmo praticando sexo, no caso oral, a guria nos dois garotos...Tem no YouTube o caso de Portugal, o aluno liga um rádio e faz strip tease, tira toda a roupa, diante do olhar apatetado da professora que já estava na sala e ficou olhando a performance do gajo que não deverai ter nascido. Ninguém na sala reclamou. Pelo contrário, depois de chamados á escola, os pais do pirralho aceitaram a transferência do guri para outra escola, mudam a mala de lugar e só. Ademais, as alunas ficaram indignadas com a saída do 'colega', ínúmeros depoimentos conta a saída, bilhetes e protestos até nas portas dos banheiros, dizendo da 'saudade' que sentiram do, bem, daquilo do gajo...

Se os culpados disso não são os pais dessas 'criaturas', quem vão culpar? quem não os pariu e os pegam já tortos assim? querem milagres?


Vejamos as possibilidades de ação no caso em tela
1- professora entra e pede( notem bem "pede") para pararem. Eles param?
2- professora insiste, agora com mais firmeza, 'mandando' que parem...Eles param? São desde casa, desde o berço, treinados para obedecer ? Ou ignoram o pedido, a ordem?
3- professora pediu e não foi atendida, mandou e foi pior ainda, resolve por para fora de sala achando que vai limpar a área e ficar com os poucos que querem aula ( querem???). Muito bem. Manda sair e não saem. FAz o quê? Vai encaminhar tudo para a direção/coordenação como? sozinha? ainda que consiga fazê-los ir, acontece o quê? mimimi e voltam para a sala com bilhetinho para os pais?

Não sabem que o ECA não permite que se faça admoestações contra menores? que é exposição? que não podem tirar aluno de sala, nem que ele arranque os escalpo de outro? nem levar suspensão? tudo proibido em nome do "sagrado direito à Educação e a assistir às aulas sem perder conteúdos"?

Não dizem que a escola e as aulas devem refletir e se basear na 'realidade' do aluno? a realidade deles é a que se viu...Ou tinha ali algum japinha criado entre aulas de violino desde os 3 anos e campeonatos de cálculos com o ábaco?

E que se note: o cara descobriu 'por acaso', já que a filha/enteada não chegou em casa contando horrorizada...Portanto deve ser uma das que curtem o show,sim, dá o tapa e esconde a mão, tão safadda como os demais, só a 'família' que não vê...

Como se o caso dos alunos estupradores aqui de Floripa, filhos de delegado, dono da BRS e neto de governador não fossem da mesma laia dos que estão no vídeo e ainda piores...Os 3 reproduziram exatametne o que tinham em casa...
¬¬

Anônimo disse...

Ao professor anônimo novamente:

Sinceramente, peço desculpas se minhas palavras foram muito duras - em essência, um professor não merece isso. Percebo em suas palavras um grito sufocado de revolta com isso tudo. É que aqui no estado em que moro (sul), não há dessas coisas (ainda). Os alunos aqui estão mais interessados em estudar. Mas já ouvi que, na periferia, algumas coisas aqui e ali já começam a acontecer (como ameaça a professores e tal). Tenho comentado com os pais e amigos e a continuar teremos que tomar providências.

Que Deus nos dê: olhos para enxergar, força para não esmorecermos...

Natã disse...

Lembrar que funk carioca é cultura nacional hein!

Anônimo disse...

Situações desta matiz e reflexo de uma sociedade por sí doente, estamos perdendo valores familares, e o eixo a referencia, sobre valores que hoje sao taxados como fora de moda. Outra situação sao as dificuldades impostas aos professores, salarios baixos, falta de segurança pra trabalhar, constantes ameaças sofridas por alunos drogados, infra estrutura das escolas precárias em muitos locais, muito abaixo do necessário para se poder trabalhar. soma-se a tudo isso muitos pais alheios ao que seus filhos fazem. Sempre achando que seus filhos quando aprontam na escola e são chamados pela escola e direção são vitimas e injustiçados, se acham vitimas e perseguidos e assim os pais se furtam de ensinar e educar seus filhos pautados por valores eticos e morais e acabam relegando este papel a escola. Aqui apenas inumeramos algumas das dificuldades que nos professores sofremos em nosso dia a dias em sala de aula. Analisem melhor como a educação neste País e tratada pelas autoridades de Norte a sul, Leste a oeste. Gastão muito dinheiro para se fazer uma copa e uma olimpiada e quanto se fala em investimento em educação, nunca se tem recurso. Ai fica muito bonito falar que é a educação a salvação deste País. E quase uma piada de pessimo gosto. São tantos desfechos com causas diversas em suas origens. Precisamos levar educação e escola com mais seriedade com familia fazendo sua parte. Não se omitindo e deixando para os professores fazerem a parte que cabe aos pais de educar e ensinar seu filhos a se comportarem em sociedade. O papel da escola e dos professores e ensinar e passar formação tecnica cientifica. Etica e bons modos vem de berço, se traz de casa. para encerrar o comportamento destes adolecentes e parte da educação que trazem de casa, portanto agora que fizeram esta encenação na escola, não adianta aparecem pais estarecidos e cobrando da escola, vão para casa e repensem onde falharam e assumam a parte da responsábilidade que lhes cabem
José Kossman - POA - RS
Professor de História

Eduardo Moreira disse...

José Kossman, bom dia!

Concordo com você em até certo ponto. Mas veja bem o que nós professores fizemos também? Hoje eu passava em frente uma escola no centro de São Carlos/SP e vi cartazes de protesto de todo o tipo, mas exigindo o que? REVOLUÇÃO! Sim, os professores das escolas estão criando indivíduos deprecativos, imorais, agressivos e acéfalos. Não é lenda não, pode ir em qualquer escola e você verá que sempre tem um ou outro professor instigando a derrubada de valores, da moral, dos bons costumes, da religião, da família, da sociedade. Não vou culpar um ou outro, meu tiro vai pra todos. Biólogos tirando onda com a cara de pessoas que trazem valores religiosos, físicos dizendo que o universo veio do nada (totalmente impossível), historiadores metendo o pau no cristianismo, na cultura ocidental e cantando louvores para o comunismo sem sequer citar o que fizeram Stalin e Lênin na URSS. Sociólogos ensinando que a saída para a sociedade é a revolução baseada no confisco da propriedade privada, necessária para a manutenção da família. Filósofos só pra encher a cabeça dos alunos com argumentos do tipo "tudo é relativo" e "não existe verdade". Geógrafos que usam todos os critérios marxistas (por si imorais) para julgar qual país é ou não de primeiro mundo. Você me diz agora que a escola não tem culpa? A culpa é dos dois, da família que foi moldada por uma sociedade sem valores (que foram retirados pelos "intelectuais") e a escola, que ontem e hoje fez o papel de ruir com todos os valores, quebrar todos os "tabus". Pronto, eis o que temos: uma sociedade sem preconceitos, sem ética, moral ou qualquer outra coisa. Da sociedade que os "intelectuais" destruíram sobrou isso, mas os "intelectuais" não foram capazes de prever o óbvio: se derrubarmos os pilares a casa vai cair. Não, eles estavam ocupados demais lendo Marx, Engels, Lênin, Trotsky. Eles pensavam que derrubando a religião, a cultura ocidental maldita, eles iriam conseguir a utopia do comunismo. Eis a utopia que nós educadores conseguimos ao darmos ouvidos à pessoas como Paulo Freire, Gramsci, Stalin, Lênin, Trotsky e companhia. De fato, a verdade não existe mais, porque nós a destruímos. Tenho vergonha de ter feito licenciatura.