TRANSLATE/TRADUTOR

terça-feira, junho 26, 2012

ANÁLISE ESPECIAL: PARAGUAI DÁ UMA CACETADA NO FORO DE SÃO PAULO. É POR ISSO QUE OS COMUNISTAS ESTÃO ENLOUQUECIDOS!

O grande assunto político continua sendo a destituição do ex-bispo comunista Fernando Lugo. Todos os demais assuntos referentes à política interna brasileira ou a decantada crise européia têm suas estaturas diminuídas face aos acontecimentos no país vizinho.
Por que? Esta indagação tenho certeza é formulada pela maioria dos brasileiros. Quem acompanha a política tanto nacional como internacional e, sobretudo latino-americana, entenderá as razões que fundamentam a minha assertiva.
É que desde a criação do Foro de São Paulo, a organização esquerdista fundada em reunião na capital paulista no inicio dos anos 90 por Lula, Chávez e outros  comunistas e os ditos "movimentos sociais", implementa um plano continental que visa à implantação de regimes socialistas em todos os países latino-americanos.
É por isso que a destituição de Lugo, como foi a destituição de Zelaya em Honduras, soou como um um petardo de grandes proporções entre os comunistas do Foro de São Paulo. 
A designação de comunista sempre acaba sendo aparentemente descabida depois da dèbacle do comunismo no final dos anos 80. Todavia o movimento comunista, embora tenha levado um baque significativo, rearticulou-se e continua tão vivo como nos tempos de Lenin. O que houve foi uma mudança de estratégia, mas o objetivo continua o mesmo.
Como não teria mais sentido a violência pura e simples que o comunismo sempre utilizou para conquistar o poder, até porque seria rechaçada, mudaram a estratégia para "paz e amor", ambientalismo e a utilização dos conceitos politicamente corretos. Valeram-se por exemplo, da questão dos direitos humanos consagrada na Carta da Onu e a primeira coisa que fizeram foi transformar comunistas em vítimas, embora sejam eles protagonistas de uma história pregressa de horror e assassinatos brutais como ocorreu na ex-URSS e continua ocorrendo em Cuba e na Coréia do Norte, que são ditaduras comunistas. 
Até hoje nenhum país comunista foi democrático. Todos foram ditaduras e são ditaduras, como a cubana que já tem mais de 50 anos.
Mídia cala sobre o Foro de S. Paulo
Os comunistas então passaram a aceitar - entre aspas - as regras democráticas e começaram uma luta para alcançar o poder dentro da lei. Todavia, uma vez no poder passaram à uma segunda fase, que constitui no aparelhamento de todas as instâncias do Estado. O avanço desse projeto diabólico, até que seja consolidado, obedece a etapas. Basta que observem como era agia o PT no início do governo Lula ou como agia Chávez nos primeiros tempos de seu governo e até mesmo o tiranete da Bolívia. 
Em mais de uma década de poder em vários países, os comunistas já estão aprofundando o seu processo de conquista total do Estado e, mais ainda, dos corações e mentes, através da lavagem cerebral que começa no jardim de infância e segue até as universidades. Quem conhece Antonio Gramsci, o italiano vagabundo e mentiroso metido a intelectual, verá que os comunistas do século XXI seguem sua cartilha.
Já conseguiram êxito no domínio de todos os sindicatos de trabalhadores, universidades, bem como das redações dos veículos de comunicação, já que os cursos de jornalismo formam a cada ano um grupo mais ou menos homogêneo que vai para o mercado de trabalho de cabeça feita.
Em linhas muito gerais é isso que vem ocorrendo. No entanto a palavra "comunismo", quando falada ou escrita, é repudiada pelos próprios comunistas que se apressam em ridicularizá-la e afirmam que "comunismo não existe mais". (Todo comunista é um doente mental e o sintoma dessa moléstia é a mentira). Todavia isso é um embuste, porque a palavra comunismo passou a ser odiada justamente porque todas as ditaduras comunistas liquidaram a liberdade e a democracia e prenderam ou assassinaram seus oponentes. Imaginem se esses embusteiros contumazes admitirão que são comunistas?
Gramsci: o embusteiro italiano
E aí vem a questão: por que países pequenos e frágeis como o Paraguai e Honduras adquirem essa notoriedade toda? Ora, porque foram até agora os únicos que, com  sucesso e dentro da democracia, sem tanques e soldados nas ruas, sem macular a liberdade de expressão e de ir e vir das pesssoas, sem prisões e opressões, conseguiram assestar um poderoso revés aos planos do Foro de São Paulo. 
Infelizmente a grande imprensa nacional e internacional já está em boa parte controlada pelos comunistas. E isto faz com que o noticiário do Paraguai seja completamente distorcido, como foi o de Honduras. A mídia dá relevo não para a questão principal, que é a ameaça comunista. Sim, porque os jornalistas militantes cuidam zelozamente para que este aspecto ideológico seja escamoteado. É como se os fatos sofressem uma "lavagem" depurando-os do conteúdo eminentemente político. O foco é dirigido no interesse dos comunistas e a palavra de ordem desde o início foi "golpe". Os comunistas como vítimas!, mais uma vez. A sordidez não tem limite. Invocam instituições democráticas para depois destruí-las. 
Então, o que houve no Paraguai foi uma reação notável não só à figura de Fernando Lugo e seus bate-paus, mas cravou um dardo certeiro no coração do Foro de São Paulo, razão pela qual em uníssono todos os tiranetes vagabundos do continente latino-americano gritaram: "é golpe". Mas não colou. Pegaram o bonde errado justamente num país em que davam como favas contadas o seu domínio absoluto. Nenhum tanque na rua. Forças Armadas nos quartéis. Nenhuma prisão, nenhum ato de violência por parte do novo governo. Nada. Os paraguaios seguem a vida normalmente.
Esta é, acreditem prezados leitores, a verdade absoluta sobre o episódio paraguai; uma leitura honesta do ponto de vista político e jornalístico.
Conclusão: o sonho democrático latino-americano voltado para a paz, a liberdade e o desenvolvimento ainda prevalece e com ele a ajeriza ao arreganho de qualquer tipo de ditadura.
Os paraguaios surpreenderam o mundo! E, sobretudo, a canalha comunista do Foro de São Paulo. 
Pena que as oposições aos velhacos aqui no Brasil, na Venezuela, no Uruguai, no Chile, na Argentina, no Peru, no Equador e demais países do continente sul-americano, ficaram mudas!
Em troca, líderes como Fernando Henrique Cardoso preferem sair por aí defendendo a liberação da maconha ou dando discursos idiotas sobre desenvolvimento sustentável.
Até agora não ouvi e nem li pronunciamento de qualquer liderança de nível internacional importante fazendo uma crítica leal e justa sobre o evento político paraguaio e seus reflexos sobre a América Latina. O continente faz pouco que saiu de ditaduras de despotas cucarachas e corre o risco de ser dominado por ditaduras comunistas. Em pleno século XXI!
Hora de reagir. O Paraguai já está fazendo a sua parte.

18 comentários:

HD disse...

Coo se vê não mudou muito desde otempo da ditadura militar até os dias de hoje.

naquele tempo os militares et caterva saiam na rua e viam comunistas por tudo. Olhavam para um pé de goiaba e ao invés de ver frutas viam um monte do comunistas sobre ela. Olhavam para uma festa e ao invés de ver pessoas se divertindo viam comunistas maquinando contra o governo, e assim por diante.
Hoje parece que não mudou muito.

Será que aqueles comunistas que "comiam as cirancinhas" ainda estão por aí?

Anônimo disse...

O Chavez já era, o capeta já está puxando pelo braço. A dona doida da Argentina deve ser a próxima a tomar um pé na bunda.

Anônimo disse...

não é a toa que chama-se América Latrina.

O Libertário disse...

Disse tudo, Aluizio. A estratégia de afirmar que o comunismo morreu é também gramsciana, me parece. Só faltou relembrar que a ONU se faz de morta porque o comunismo emburece as pessoas tornando-as dóceis ao planejado despotismo planetário.

Anônimo disse...

Quem diria que um país tão pequeno, agiria de forma tão grandiosa? Parabéns Paraguai, espero que esta atitude contamine os outros países de toda américa do sul, e do mundo. Chega de foro de são paulo, chega de governo mundial. Mas, não esperem que por aqui isso irá acontecer, pois não irá. Não temos oposição, estão todos do mesmo lado, como, citado no texto e, mesmo eu, jamais confiei nesse fernando henrique, ele está preocupado em desgraçar ainda mais o país, com a liberação das drogas. E além do mais o psdb do serra é igual ou pior do que o pt. Deus nos livre dessas desgraças.

prado disse...

Quem diria que Paraguai e Honduras nos dariam uma belíssima lição de destemor a interferências externas, ordem e respeito à lei... Parabéns a paraguaios e hondurenhos! Que vosso lindo exemplo seja seguido por outras repúblicas menos evoluídas no continente...

Alexandre, The Great disse...

Brilhante análise, Aluízio! Permita-me citá-la em sala de aula, numa análise da conjuntura. Grato,

Aluizio Amorim disse...

Caro Alexandre,
é uma honra para este modesto escriba que você tenha gostado. Se passar o texto à frente, mais ainda.
Grande abraço

Anônimo disse...

No caso do Paraguai que sentou botinadas no rabo do trapalhão e comunistóide presidente, os Bostivarianos mandatários resolveram quase que por unanimidade não aceitar a vontade do povo paraguaio e em uma atitude totalmente imperialista e totalitária decidiram retaliar o país para impor suas vontades em uma visivel e canalha interferência a soberania paraguaia. O Paraguai é um estado soberano e o congresso de lá foi democraticamente eleito pelo povo.
Portanto, o chorôrô das viuvinhas do Fidel é a demosntração do pavor que esse bando de vagabundos tem da verdadeira democracia.

Anônimo disse...

Ao primeiro da lista, HD, dize-nos o que pensa do Foro de São Paulo, de Hugo Chávez e de Fidel Castro.

Se responder, te diremos se os comunistas que "comiam as cirancinhas" (sic) ainda estão por aí.

Sds

Anônimo disse...

HD é abreviação de idiota ?

Eu sou do Sul disse...

Parabens ao povo paraguaio por "morder a perna" dos comunas.

Atha disse...

Aluizio,

Veja o que encontei. Marcos Guterman, dfisse:

"Adivinhe quem está por trás da crise no Paraguai? A propósito da crise no Paraguai, topei hoje com um texto fantástico. Divulgado em vários blogs “progressistas”, o artigo sugere que os EUA estão por trás do que ele chama de “golpe” no Paraguai. A priori, pensei que fosse falar do MST do Lula da Belba Selva, Berba serva, sírvase.

Mas isso não é tudo. Segundo o texto, os EUA estão por trás também da denúncia do mensalão. E tem mais: ele sugere que Demóstenes Torres e Carlinhos Cachoeira são meros agentes a serviço do serviço secreto americano para desestabilizar o Brasil.

Poucos artigos resumiram com tanta precisão a que ponto chega a obsessão de parte da esquerda brasileira com os EUA. Se os americanos não existissem, esse pessoal trataria logo de inventar".

Atha disse...

Grupo pró-Lugo, petistas protesta diante do Consulado do Paraguai em SP. Cerca de 50 participam de manifestação; Força Sindical pede 'manutenção da democracia'.

Cerca de 50 pessoas fazem protesto pela democracia no Paraguai durante a tarde desta segunda-feira, 25. De acordo com a Polícia Militar, o grupo está reunido, desde às 14h, em frente ao consulado paraguaio, na altura do número 600 da Rua Bandeira Paulista, no Jardim Paulista, zona oeste de São Paulo.

De acordo com a Força Sindical, que organiza a manifestação, "é necessário que os governos, os movimentos sindicais e sociais, além das forças políticas democráticas paraguaias, brasileiras e sul-americanas, se mobilizem".

Ainda segundo a entidade, "com base nas cláusulas democráticas das constituições da OEA e da Unasul a democracia nos países latinoamericanos deve ser mantida".Só não disse: DemoGrácia a nosso modo, muchas Grácias Debo Demoni tudo de Bon Demon demonizá.

Anônimo disse...

Somente num país com 40 milhões de eleitores idiotas, imbecis e os coitados dos ignorantes, para não perceberem no maior mentiroso da história, o bandido bêbado e na dona terrorista, ainda mais perigosa, que usam Globo e etc., para fazer as cabeças desse bando de enganados, que só gritarão depois da trolha entrar.
Parabéns pelo artigo.
Infelizmente, o nosso povinho, o mesmo do Congresso e Justiça, não conseguem ver a realidade.
O Congresso pelo DOUTORADO em bandidagem e a Justiça, pelo preço barato que foram comprados.

Anônimo disse...

É preciso ser um pouco mais coerente. Os petista em geral estão contra o que houve no Paraguay por considerarem que atpé mesmo contra Collor foi golpe, coisa que até Lula reconheceu em palanque de Alagoas que foi obra de um bando de canhalas que usaram isso para se projetar nacionalmente e produzir políticos mil vezes mais corruptos do que turma de Collor.

Rene Cardozo disse...

excelente articulo Sr. Amorim...es asi como usted dice...aqui en Paraguay seguimos la vida normalmente como nos caracteriza...trabajando.
No hubieron tanques ni militares en las calles...no hay CRISIS como la prensa izquierdista quiere hacer creer.
ES mas...tan tranquilo esta todo que hasta el ex presidente Lugo ya esta haciendo CAMPAÑA POLITICA en una tv publica.
Saludos desde Paraguay.
Rene Cardozo.

Anônimo disse...

Vocé está no certo Aluizio!!! No Paraguai está tudo tranquilo mesmo!!