TRANSLATE/TRADUTOR

quarta-feira, maio 27, 2015

EM MEIO AO BOICOTE DA GRANDE MÍDIA E ATÉ MESMO DE PARTE DA OPOSIÇÃO, MARCHA PELA LIBERDADE ENTREGA O PEDIDO DE IMPEACHMENT DA DILMA AO CONGRESSO.


Marcha do Brasil Livre chega a Brasília! #QueremosUmBrasilLivre!
Posted by Marcel van Hattem on Quarta, 27 de maio de 2015
Sob o indecente boicote da esmagadora maioria dos veículos da grande mídia, a Marcha Pela Liberdade, organizada pelo Movimento Brasil Livre, que foi a pé de São Paulo à capital do Brasil, cumpriu a risca o que prometeu e entregou na Câmara dos Deputados, o pedido de impeachment da Dilma. Foram 32 dias caminhando de baixo de chuva ou sol escaldante que um grupo de jovens realizou o que poucos, mais muito poucos mesmo teriam coragem de fazer.

Agora, imaginem se esse movimento fosse feito por organizações comunistas sob qualquer pretexto? A grande imprensa e as redes de televisão fariam uma cobertura diária e conseguiriam facilmente o patrocínio de empresas como a Odebrecht, a Coteminas, ou mega bancos como Bradesco e Itaú.

Entretanto, como a Marcha Pela Liberdade postula um Brasil decente e o banimento do PT da vida nacional, a começar pelo impeachment da Dilma, mereceu uma cobertura diminuta. A exceção única foi o site da revista Veja e vamos ver se a revista impressa que é fechada na noite desta sexta-feira oferece ao público brasileiro uma reportagem especial sobre a Marcha.

Deve-se assinalar que até mesmo o principal partido de oposição, que é o PSDB, boicotou também a Marcha Pela Liberdade. Sua principal liderança, o senador Aécio Neves, presidente do partido, e que obteve mais de 50 milhões de votos no último pleito presidencial, não estava na recepção aos jovens do MBL quando na tarde desta quarta-feira entregaram o pedido de impeachment. Foram recebidos pelo presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha e outros parlamentares eda oposição, conforme se vê neste vídeo da Jovem Pan:

Um leitor do blog deixou um comentário num dos posts abaixo, assinalando que até mesmo blogs independentes teriam sido parcimoniosos na cobertura da Marcha Pela Liberdade. Sim, isso é verade, mas decorre, sobretudo, do fato de que a esmagadora maioria dos blogs de viés oposicionista não são editados por jornalistas profissionais e experientes como este aqui. E não digo isso para me vangloriar. Sou plenamente realizado na minha profissão. Mas digo isso para ressaltar um detalhe ao qual já me referi em muitas oportunidades. É que a maioria esmagadora dos jornalistas é esquerdista e apoia o PT e demais partidos de viés comunista. Jornalistas são em maioria mais esquerdistas, mais comunistas do que a mais radical militância comunista. Além disso, são poucos os jornalistas que têm competência e criatividade para manter no ar um blog com atualização diária e que vá além do clipping diário do que é publicado na grande mídia. Na verdade, os jornalistas em sua maioria não gostam muito da internet e de blogs e de redes sociais. Por isso, defendem eles mesmo - pasmem - o 'controle social da mídia' proposto pelo PT.

Este blog está há uma década no ar. Migrei com armas e bagagens para o jornalismo digital na época em que explodiu o escândalo do mensalão. E me sinto muito além de jornalista, mais como cidadão brasileiro, com o dever de contribuir de algum forma na tentativa de livrar o Brasil da desgraça comunista bolivariana. E as minhas armas para lutar pela democracia e a liberdade são o meu conhecimento e a minha experiência de mais de 40 anos de jornalismo. Sei que esta contribuição é pequena. Mas é o que tenho a oferecer ao Brasil e aos brasileiros.

O blog rende praticamente zero e nenhuma empresa, nenhum empresário, nenhuma entidade patronal, ninguém é capaz de oferecer algum tipo de apoio ao jornalismo independente. Os vagabundos querem mesmo é mamar nas tetas do governo e vivem lambendo o traseiro do Lula. São vermes que rastejam em torno de qualquer poder. Essa gente é desprovida de grandeza e, sobretudo de coragem. Entretanto, a história da humanidade está aí para comprovar que as grandes mudanças que fazem o mundo avançar em todos os níveis não são obra de covardes, evidentemente.

Para concluir este meu comentário, destaco post da página do Facebook do deputado estadual gaúcho Marcel van Hattem que se associou à Marcha em Brasília:

"Eu e parte da equipe do meu gabinete estamos em Brasília para participar da Marcha do Movimento Brasil Livre pelo impeachment da Dilma. Todos pagaram a passagem com dinheiro dos seus bolsos (eu, também) e, no momento em que optaram voluntariamente por vir, sabiam que estariam abrindo mão de um dia de trabalho, descontado na folha no fim do mês. Como todos os brasileiros que vieram hoje a Brasília por um Brasil Livre com seus próprios recursos, sem pão com mortadela, sem dinheiro de ONGs suspeitas ou de partidos políticos e sem bolsa-passeata de R$35, nós estamos fazendo o mesmo. Claro que sequer nos passou pela cabeça fazer diferente, mas por dever de transparência e para evitar os comentários maldosos que fatalmente vêm de certa oposição raivosa (aquela que tenta sempre nos acusar daquilo que ela mesmo não tem vergonha de fazer), cumpro aqui meu dever de prestar contas a todos os meus eleitores e seguidores dessa página. #‎MudaBrasil #‎ForaPT#‎EuQueroUmBrasilLivre
P.S.: o gabinete 306 na Assembleia em Porto Alegre funciona normalmente durante todo o dia."

Daqui do meu Estado, Santa Catarina, não sei se algum parlamentar viajou a Brasília com o mesmo objetivo. Os estimados leitores se souberem de algo neste sentido podem assinalar nos comentários.

Na sequência transcrevo do site da revista Veja a matéria sobre a entrega do pedido de impeachment da Dilma hoje à tarde em Brasília. Leiam:
ENTREGA DO PEDIDO DE IMPEACHMENT
Os integrantes da Marcha Pela Liberdade apresentaram nesta quarta-feira à Câmara dos Deputados um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O documento de aproximadamente 3.000 páginas foi entregue ao presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O texto acusa a presidente de crime de responsabilidade por não ter punido subordinados envolvidos em corrupção.
O documento entregue nesta quarta-feira cita a negligência de Dilma Rousseff diante de quatro ilegalidades praticadas em seu governo: os desvios na Petrobras, as "pedaladas fiscais", a manobra para evitar o descumprimento do superávit em 2014 e o desvio de função no BNDES, que financiou 20 obras no exterior. O pedido cita o jurista Ives Gandra Martins, que defende a abertura do processo deimpeachment por causa da omissão de Dilma.
O grupo que participou da marcha saiu de São Paulo em 24 de abril com pouco mais de 20 pessoas e caminhou cerca de 1.000 quilômetros até a capital federal. A marcha foi organizada pelo Movimento Brasil Livre, que também havia ajudado a organizar os protestos de 15 de março e 12 de abril em todo o país.
Em Brasília, o grupo teve a companhia de centenas de manifestantes contra o governo. Depois de caminharem até o gramado em frente ao Congresso, eles estenderam duas bandeiras de aproximadamente 70 metros de comprimento com a palavra impeachment, soltaram balões verdes e amarelos e gritaram palavras de ordem contra o PT e o governo.
Cerca de quinze parlamentares de oposição foram até a rampa do Congresso para demonstrar apoio aos manifestantes. Entre eles, o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), e o líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP). Os únicos que caminharam até a multidão foram Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSC-SP). O senador Aécio Neves (PSDB-MG) que vem sendo criticado por sua postura cautelosa a respeito do impeachment, não apareceu.
Na reunião com os manifestantes, Eduardo Cunha assegurou que o pedido será analisado à luz do direito. "Por ser um pedido com argumentos jurídicos consistentes, o presidente disse que vai ter de se debruçar sobre esse pedido de impeachment", disse Carlos Sampaio.
"O jogo continua e agora é colocar pressão, porque esse pedido tem que ser votado", afirmou o idealizador da marcha, Renan Santos, após a reunião com o presidente da Câmara. Do site da revista Veja

16 comentários:

Anônimo disse...

Vamos com força pra cima desses patifes PTralhas!!!

Uma informação importante. Discussão sobre a ideologia de gênero (do diabo) nas escolas do Estado de Minas Gerais. Os esquerdumes querem ganhar puxando o tapete, já que no plano federal eles perderam.

Divulguem nas redes sociais por favor. Ajudem!

Assistam: Se a página der erro atualizem umas 2 vezes que funciona....

http://webtv.cmbh.mg.gov.br/video/?m=168&id=5477

Eduardo


Veronica Ruzzi disse...

Sr. Aluizio Amorim
So a maneira como escreve os seus artigos e comentários, já se nota o respeito que o jornalista tem com os seus leitores, são joias raras hoje em dia, só atraves da verdadeira e correta infornação temos a condição de nos defender em nossos direitos, como pessoas e constitucionalmente.

Anônimo disse...

alguém pode me informar quando teremos outra manifestação nas capitais? participei das duas anteriores (15/03 e 12/04) e aguardo com ansiedade a próxima. Fora Lula! Fora Dilma! FORA PT!!!!!!

Anônimo disse...

Parabéns a você Aluizio pelo acompanhamento e pelo registro da marcha contra o governo corrupto petralha, feita por essa gurizada, e desgraçadamente grande parte da população idiotizada ainda acompanham a grande mídia oficialesca, e os grandes empresários tem total culpa nisso, porque estão em conluio com o governo ladrão, pois se quisessem poderiam boicotar as grandes empresas de comunicação que não sobreviveriam só com a verba do governo. Como seria bom ver esses empresários e suas empresas quebrarem depois que eles juntos com a corja bolivariana quebrarem a população e o país!

Anônimo disse...

Caro Aluízio
...e o Aécio não foi. Vai ser covarde assim lá em Brasília mesmo.Não jogo mais o meu voto fora com Aécio. Precisa ser tão covarde? Ou ele acha que é o REI da cocada preta?
Esther

Anônimo disse...

FORA PT e PSDB. O Brasil não merece vcs!

Anônimo disse...

Espera aí... até acho que Aécio poderia estar lá, mas quero lembrar que os líderes do movimento o ofenderam - e muito! - no dia anterior, por não entenderem que Aécio também estava querendo o impeachment, porém,usando de outra estratégia! Como Aécio poderia prever a reação do grupo à sua presença? Lembrem-se de que a mídia, durante os últimos dias, fez questão de sugerir que a oposição se acovardou, quando ela apenas mudou a forma de agir, para atingir o mesmo objetivo! Tentaram - e ainda tentam - colocar Aécio como se estivesse contra o desejo população! Várias matérias geraram revolta, insuflada pelos robôs do PT, de plantão. Isso foi proposital,óbvio! resultado: a orquestração funcionou. De repente vários passaram a atacar Aécio.
Alguns jornalistas, que não deram a mínima para a jornada heroica dos meninos, valorizaram, isso sim, esse ataque à Aécio. Parte da mídia explorou isso muito bem. Nada como dividir, para enfraquecer aquele que tem a chance, como nenhum outro, de vencer a diabalhada vermelha! Será que dá pra perceber o que a petralhada conseguiu? Eles são gênios! pena que do mal.

Anônimo disse...

Temos que reconhecer 2: o jornalismo do Aluizio não é de zé qualquer, mas de gabarito, vai ao fundo da questão e fala destemido; mais uma turma igual, as coisas estariam melhores; se fosse um candidato...
Outra: reconheço que o PT sabe fazer oposição, faz qualquer coisa para triturar seus desafetos, como falsos dossiês, enquanto o PSDB seria massa-de-manobra do PT!
Aécio, 1/2 oposição, poderia ter sido bem mais contundente com Dilma na eleição passada, mas é meio intelectual, pouco de confronto, apesar de que as eleições teriam sido fraudadas; teria ganho, mas não levou; se presidente, o PT daria um jeito de o tirar ...
E o Brasil que emende de não votar mais em "eleições" eletrônicas, sem meios de recontagem de votos, pois do modelo atual o PT vencerá. sempre!

TERMINATOR disse...

Muito bom, parabéns, rapazes! Pois é, bem observado, ontem eu olhei quase todos os telejornais e nada. Era só FIFA, FIFA, FIFA e para variar mais futebol, futebol, futebol que qualquer outra coisa. Essa nossa mídia é mesmo uma piada mas fazer o quê se o brasileiros também são uns palhaços. Estamos num circo literalmente.

Anônimo disse...

Aluizio, seu blog é importante e sua luta traz resultados positivos para o Brasil. Persevere!

Acho que Aécio perdeu importante oportunidade de reforçar a luta de oposição e essa postura frouxa vai fazer o PSDB perder votos na próxima eleição. Hoje a maioria dos eleitores vota no PSDB por entender ser este o mais forte opositor do PT. Com o enfraquecimento do PT e o surgimento de novas lideranças de oposição (Bolsonaro, Caiado, etc), esses votos migrarão para os candidatos que tiverem postura de oposição mais agressiva, independente de partido.

Acho que Aécio perdeu o bonde e o PSDB tende a diminuir de importância: 50 milhões de votos? Nunca mais!

Anônimo disse...

Aluizio,o pacate dereividicacoes ,foram entregues a Camara dos Depultados e os partidos de opocicoes estiveram presentes. O Senador Aecio e do Senado,nao poderia estar presente. Mais somor com o processo de investigacao da Dilma na Procuradoria.

Anônimo disse...

Houve sabotagem com paralisação relâmpago dos ônibus em Brasília.

https://www.facebook.com/kleberromaooficial/videos/830933717000370/?hc_location=ufi

Anônimo disse...

que o traira alvaro dias tofolli estava fazendo lá?.

Alexandre, The Great disse...

Aluízio: quero exercer meu direito de opinião e, ao contrário do que muitos escreveram aqui, penso que o Sen Aécio Neves fez bem em não estar presente na recepção ao MBL (embora desconheça os motivos que o levaram a tomar esta atitude). Ocorre que a sua presença poderia gerar uma insatisfação geral pois o MBL prega o impeachment imediato - apresentado diretamente à Câmara - enquanto as oposições acabaram por optar pela denúncia da presidanta por crime comum ao PGR. Assim sendo evitou-se um desgaste do Senador e um desnecessário confronto de idéias, num momento tão importante que foi a chegada do MBL à Brasília. É a minha opinião, respeitando a dos demais comentaristas e ao próprio blogueiro, a quem prezo a amizade e consideração.

Anônimo disse...

Se querer adular.. sua contribuição é gigantesca, mais ainda quando se considera que o faz de forma independente, sem receber qualquer subvenção e ainda, considerando o caráter revanchista dos comunas, arriscando o próprio pescoço por uma causa que não é só sua. Que Deus te dê: força para prosseguir, visão para perceber e astúcia para decidir.

Finish them! disse...

Seu comentário faz sentido, Alexander, The Great - Às vezes o maior avanço se conquista com um pequeno recuo!