TRANSLATE/TRADUTOR

sexta-feira, maio 22, 2015

UMA VIAGEM DO PARAÍSO PARA O ESGOTO DO INFERNO. AMANHECE, BOM JESUS!

Ao ler a Folha de S. Paulo nesta madrugada deparo com aquelas matérias calcadas no pensamento politicamente correto, falando no desmanche do minhocão, criação de parques urbanos, ciclovias e coisas do gênero. Me veio à mente uma viagem inesperada que me levou de Guarulhos ao Aeroporto de Congonhas.

Confesso que foi um trajeto angustiante. Problema de desconexão de vôos obrigou-se ao deslocamento a Congonhas. Felizmente uma atendente da TAM que parece ter caído do céu dispensou-me uma atenção fora do comum, tomando as providências para que eu pudesse embarcar para Florianópolis duas horas depois em Congonhas. Ofereceu-me o transfer da própria TAM. Todavia quando cheguei ao local havia uma fila quilométrica. Para não perder tempo, tomei um táxi rumo a Congonhas, desses que operam entre os aeroportos. O motorista muito educado e, sobretudo, politizado, me coduziu com rapidez e eficiência até lá.

Mesmo assim, senti medo. Ao longo da viagem, cortando praticamente todo o miolo de São Paulo, passei inclusive próximo aos famosos Arcos do Jânio, que o prefeito petista Haddad, apoiado pelos alegres e descolados rapazes da redação da Folha, cedeu aos grafiteiros. Creio que foi no início deste ano, se não me engano, que num desses Arcos foi desenhado uma cara gigante de Hugo Chávez, o finado ditador bolivariano da Venezuela, que até hoje não se sabe onde está o cadáver. 
Enquanto eu via São Paulo passar da janela do Táxi, o motorista me informava tudo ao contrário do que leio na Folha de S. Paulo. “Já fui assaltado quatro vezes por motoqueiros” - exclamou o taxista com os olhos grudados na estrada. “O senhor olha aí, as pichações, a sujeira, o lixo. O PT está acabando com São Paulo” - desabafou o motorista, um cidadão de mais de 50 anos de idade.
Como era um domingo, o trajeto foi vencido com facilidade pela ausência de congestionamentos. Agradeci ao anjo da guarda, enquanto olhava pela janela a pujante São Paulo completamente avariada em todos os aspectos. Fazia tempo não passava por lá. Na verdade, alguns anos. Só sendo obrigado pelas circunstâncias para sair daqui de Florianópolis. Logo eu que passei boa parte da minha vida profissional viajando sem parar. Pude ver novinhos em folha os aeroportos de Guarulhos, Confins, Tom Jobim e outros no Norte e Nordeste para onde nunca mais fui. Toda essa infraestrutura foi edificada pelos governos militares. Os aeroportos eram bonitos, limpos, confortáveis e seguros, como eram os aviões das antigas Varig, Transbrasil e até mesmo da então estreante TAM, além da Vasp. Dessas companhias sobrou apenas a TAM. Tudo de bom que foi feito no período dos governos militares está sendo destruído e o que se salva é que faz o Brasil ainda existir. Se algo ainda funciona, deve-se aos governos militares. Energia, transporte, aeroportos e comunicação.
Tudo isso passava pela minha cabeça enquanto o táxi se aproximava do meu destino. Estava ansioso para chegar, temendo que o táxi sofresse um assalto a qualquer momento. Principalmente depois que o motorista lastimou a morte de um colega, assassinado durante um assalto havia alguns dias.
Louvações outra vez ao anjo da guarda quando o táxi chegou a Congonhas. Paguei e agradeci ao atencioso motorista entrando imediatamente no Aeroporto. Fiquei apavorado. Congonhas se transformou numa favela. Estava estropiado. Cansado de uma noite inteira num avião. Regressava de Miami. Impossível não estabelecer uma comparação como o que tinha visto nos Estados Unidos e com o que me deparava naquele momento. Nem mesmo o jet lag, que deixa o sujeito meio zonzo, foi capaz de impedir que minha memória funcionasse a todo o vapor. 
A constatação era de que havia deixado o paraíso e mergulhado no esgoto do inferno, agora que perambulava naquela 'favela aeroportuária'. Morto de sede e de fome não tive coragem de consumir nada naquelas lanchonetes nauseabundas. E aí me lembrei da ala de embarque do aeroporto de Miami, onde a pude tranquilamente me alimentar com segurança e qualidade numa unidade da Starbuck. 
Enfim, cheguei em Florianópolis. Chovia. E o aeroporto Herícílio Luz, que embora seja internacional, não possui fingers. A obra do novo aeroporto não sai por causa dos ecochatos que provavelmente esperam pelas propinas para conceder uma licença ambiental. Tivemos que aguardar que o pessoal de terra providenciasse centenas de guarda-chuvas para possibilitar o desembarque.
Para variar, o aeroporto de Florianópolis estava abarrotado de gente. Eu tinha saído do paraíso para me atolar de novo nos confins do inferno. E aquele cineminha norte-americano que passava no meu cérebro, insistia em repetir mil vezes o “filme” que acabara de ver. Ou seja, um documentário ao vivo e em cores na terra do Tio Sam. Lembrei de Wood Allen,  em seu clássico “A Rosa Púrpura do Cairo”, com a cena da mulher entrando na tela do cinema para viver um idílico romance que a vida real lhe negara. Eu, ao contrário, estava saindo da tela diretamente para a funesta realidade brasileira. 
Desembarcava numa terra de loucos, bandidos, assaltantes, ladravazes dos cofres públicos, onde nada, mas nada mesmo, funciona e a mentira é elevada à categoria de virtude. Completa este quadro tétrico o fato de que um país das dimensões do Brasil é governado pelo PT. Ou melhor, desgovernado por um bando de psicopatas.
Que os deuses se apiedem de nós. Amanhece, bom Jesus!

23 comentários:

Anônimo disse...

Aluízio, Jesus vai amanhecer, confie. Possivelmente, isso que está acontecendo no país e em todas as esferas administrativos é para deixar o povo mais amadurecido. O brasileiro está deixando de ser cordeirinho. É devagar mesmo. Você sabe que a evolução de uma sociedade acontece a passos lentos, mas vai acontecer.
Tudo concorre para o bem geral.

Aluizio Amorim disse...

Estimado leitor:
que os anjos digam amém à sua assertiva.
Obrigado.
Forte abraço.

Anônimo disse...

O pior é que se a canalha ler isso vai dizer que a decadência de Congonhas é uma prova de sua popularização e chamá-lo de elitista saudoso do tempo em que pobre não andava de avião. Se bem que não sei como o pobre pode viajar tanto. Esses dias comprei uma passagem só ida SP-Recife e dava para ir e voltar aos EUA.

Anônimo disse...

Não tenho mais esperança nem ilusões quanto ao nosso país: com 59 anos, procuro um jeito de sair do Brasil e fixar residência no exterior, mas ainda não descobri como. Se alguém souber como fazer isso, por favor me oriente. Grato.

Anônimo disse...

Anonimo que quer sair do br: green card americano pode ser obtido com o eb-5, o visto de investidor. Digite no google em ingles "eb-5 visa". Minimo de investimento é de $500,000 (dolares).

Carlo Germani disse...

Caro Aluizio,

Sem qualquer bajulação (que não é meu padrão),é motivo de aplauso o seu talento para a escrita.

Você consegue narrar fatos com uma inquestionável competência e sem qualquer prolixismo.

PS:Que tal o jumento iletrado Ricardo Boechat começar a aprender com você como se faz Jornalismo de fato?

Boechat,é um dos maiores farsantes do jornali$mo tupiniquim.É inculto,prolixo e apologista da revolução cultural patrocinada pelo petismo-comunismo e Foro de S.Paulo.

Boechat,é o fantoche-palhaço do grupo Band.

Boechat,é ateu,comuna-caviar,
apologista do aborto e da liberação das drogas,da agenda esquerdista-comunista,sempre serviçal de Lula,Dilma,PT et caterva,apoiador confesso da escória humana e política como,Mujica,Chavéz,Lula,Dilma,...,
e de toda a canalha do Foro de São Paulo.

Boechat,uma fraude humana e profi$$ional.

PS2:Band News FM 10 anos no ar: qual o legado dessa existência?
Respondo:uma fraude total.Um desfile de vaidosos (Boechat como porta estandarte),onde locutores(as)se travestem de intelectuais.

Band News FM:mais um veículo de mídia a serviço da causa petista-comunista.

PS3:Como disse Goeebles:"Uma mentira repetida mil vezes,se torna uma verdade".
Isso para a imensa massa de imbecis coletivos que assolam este país(?).

PS4:Me foi passada agora a informação que Boechat na Band News FM,de hoje,se diz contra a redução da maioridade penal.
É mais uma do militante pró-Foro de S.Paulo.

Finish them! disse...

..." Se bem que não sei como o pobre pode viajar tanto. Esses dias comprei uma passagem só ida SP-Recife e dava para ir e voltar aos EUA...."

*Se esse pobre foi "tocado" pela mão invisível do pt então é mais do que possível! hehe..

Anônimo disse...

Da jornalista Christina Fontenelle, no Facebook, sobre mais uma polêmica inútil acerca do desarmamento, em função das mortes violentas que ganham espaço midiático no Rio de Janeiro:

"Gostaria muito de ser capaz de compreender a débil mentalidade. Mas, não consigo. O que vem a ser exatamente uma arma 'branca' para essa gente? Uma faca? Um canivete? E eu pergunto: barra de ferro, pedaço de pau, viga de construção, garrafa com solvente e fósforo - tudo isso também não pode matar? O que essa gente tem na cabeça? Quando alguém quer acabar com a vida de outra pessoa, o fará seja com o que lhe parecer mais prático, mais à mão. Tem é que punir severamente quem tirar a vida de outra pessoa por outro motivo que não seja a legítima defesa da própria vida ou da terceiros sob severa ameaça! Punição severa! Punição pelo crime cometido e não de acordo com a idade de quem o tenha cometido! E tem mais: o desarmamento de armas de fogo da população de bem (porque os criminosos continuaram, é claro, bem armados) provou ser (o que muitos de nós já sabíamos) um mecanismo de extermínio e de atemorização desta mesma população! As coisas SÓ PIORARAM! Cada vítima deveria EXIGIR reparação financeira 'astronômica' do estado! Chega!".
Aqui:

Ou seja: não demora os defensores dos direitos dos manos vão decretar que a culpa dos crimes é das facas ou das bicicletas, o que poderia gerar belas campanhas: do "Desfacamento" ou do "Desbiciclamento"...

E mais: http://www.alertatotal.net/

Desarmamento: Brasileiros honestos na ilegalidade.
Aqui: http://www.alertatotal.net/2015/05/desarmamento-brasileiros-honestos-na.html
E : Desobediência Civil.
Aqui: http://www.alertatotal.net/2015/05/desobediencia-civil.html

Anônimo disse...

Aos anônimos acima:

Mudar-se do Brasil é uma das opções. Mas é também a mais cômoda. A solução não é abandonar o barco - a solução é lutar e não deixar que ele afunde. Mesmo porque o domínio do comunismo não é só continental (América Latina), é mundial - elles estão infiltrados nas grandes instituições do mundo todo.. com o mesmo objetivo. Acredite.. cedo ou tarde elles te pegarão, onde você estiver!

Anônimo disse...

Caro Sr.Aluizio Amorim,
Conheço bem a situação por ti vivida, sou paulista mas morei em Floripa por 14 anos e depois disto, os caminhos da vida me trouxeram a terra do tio Sam.
Já havia viajado muito pelo mundo, mas para se ter a real noção da coisa, temos que morar no lugar para podermos compreender e mensurar as diferenças, os prós e os contras.
Nos EUA, também há problemas, como em muitos lugares do mundo, mas a diferença é que aqui as coisas funcionam.
Uma das diferenças mais gritantes entre brasileiros e americanos, é que aqui o povo não deixa que as coisas saiam dos trilhos.
Não mexam com a "família ou com a liberdade", pois se mexerem sofrerão as consequências.
O respeito por quem trabalha e paga impostos, se vê facilmente e é evidente assim que se chega aqui.
Bem não vou me estender, mas quero dizer a vocês que embora esteja aqui sou brasileiro, e amo meu País, portanto deixo um pedido a todos que aí estão, que apoiem a Intervenção Militar, é sem dúvida a única saída para que o Brasil continue a existir como País, senão será dissolvido na Tal pátria grande, e vocês todos serão os burros de carga, que sustentaram o resto da América latina.
Para tanto, basta parar o País por 3 dias com o povo indo as ruas ou aos QG`s e pedirem SOS aos Militares.
Apoiem os militares, pois são os únicos em que se pode confiar.
Eu tenho 58 anos, portanto vivi 64 e digo aos mais moços, foi o melhor tempo do Brasil, o país crescia a 13% ao mês, tínhamos segurança e respeito.
Tudo que hoje resta de infraestrutura no Brasil foi feito pelos militares.
Procurem saber da reforma, está feita no aeroporto de Guarulhos, a ultima agora a pouco.
Deixo um abraço a todos e força.
Quem quiser vir para os USA, procure visto de estudante que é valido por um ano, depois e durante este ano vcs conseguiram se ajeitar.

Anônimo disse...

O coveiro de José Janene

Veja o documento publicado nesta página.
É a certidão de óbito de José Janene, aquele que a CPI da Petrobras pensou em exumar, para esclarecer se ele simulou ou não a própria morte.
O declarante não é um parente de José Janene: é Alberto Youssef.
Alberto Youssef não se dedicou apenas a lavar o dinheiro roubado por José Janene - ele se dedicou até mesmo a enterrar seu cadáver
Aqui: http://www.oantagonista.com/posts/o-coveiro-de-jose-janene
E:
Os parlamentares dominicanos valem mais do que os brasileiros.
Dilma Rousseff vetou o texto aprovado pelo Congresso Nacional que determinava o fim do sigilo nos empréstimos do BNDES.
Lula está contente. Ele poderá continuar oferecendo empréstimos subsidiados a Cuba, Venezuela e República Dominicana, em viagens pagas pelas empreiteiras, sem que tenhamos acesso a esses dados.
A propósito, se você quiser ler os detalhes do empréstimo do BNDES à República Dominicana para as obras da barragem de Montegrande, construída pela Andrade Gutierrez, consulte as atas do parlamento dominicano, como fez O Antagonista.
De fato, os senadores dominicanos puderam analisar o contrato com o BNDES antes de aprová-lo, ao contrário dos brasileiros.
http://www.camaradediputados.gov.do/masterlex/mlx/docs/2e/4/76B2/7775.pdf



Anônimo disse...

Amigo Aluizio. Gostaria que viesses ao Japão. Iria de bater uma revolta.
Aqui tudo o que existe é para funcionar, e com perfeição.
Grato.

Anônimo disse...

a tara dos progressistas por parques e "espaços públicos" é incurável..

no final só servem de lugar pra juntar um monte de vagabundos mesmo...

ate porque a brasileirada gosta mesmo é de shopping center...

Anônimo disse...

já fui à Sao Paulo de ônibus...

a entrada da cidade é uma das coisas mais feias e tétricas que já vi na minha vida...

grafites e pichações por todos os lados...

e moradores impotentes e conformados por não ter o que fazer para impedir que seu patrimônio seja rabiscado de tinta...

TERMINATOR disse...

O brasileiro é um povo que já fracassou como outros já fracassaram na história e foram esquecidos. Não tem volta pois já são mais de 200 milhões e é difícil consertar toda essa gente. Além do quê os brasileiros se procriam igual a ratos, se juntam aqui e ali e mesmo sem condições tem ninhada e criam os rebentos de qualquer jeito. Acho que o único jeito do brasileiro criar vergonha no focinho será uma guerra violentíssima (de preferência invasão externa porque civil já estamos em uma) para fazer essa massa de porcaria cair de joelhos. Educação e outras conversas moles não adiantam porque o povinho mesmo os ¨com educação¨ (e os ricos, e os abastados, e os de berço, etc) são na grande maioria safados, corruptos, bandidos, etc, vide nossos políticos, empresários, banqueiros, etc. E volto a falar: A maior desgraça e culpa disso tudo foi a colonização latina fracassada portuguesa e o pouco que isso aqui cresce é por causa dos imigrantes italianos, japoneses, alemães, franceses, eslavos, etc que vieram para cá e trabalharam. Vi em algum lugar alguém reclamando o porquê dos petistas estarem tão empenhados em trazer haitianos para o Brasil e o porquê destes não ficarem no Haiti para reconstruirem seu país igual os japoneses o assim fizeram depois dos terremotos. A resposta é: porque no Japão tem japoneses. Simples assim.

Anônimo disse...

moro na Europa ha dez anos...

nesse tempo todo só fui uma unica vez ao Brasil, e ainda por cima por causa dessas pressões chatas feitas pela família e coisas assim...

detestei...

não via a hora de embarcar de volta pra cá...

em Guarulhos fiquei por umas duas horas por causa da conexao que tinha de fazer...

foram duas horas tensas, um olho na mala e outro a minha volta para detectar qualquer movimento suspeito...

fiquei fincado no mesmo lugar, perto de um local com mais movimentação e que me deu mais sensação de segurança, durante o tempo todo...

uma unica vez tive que me deslocar para ir ao esgoto chamado banheiro...

troço medonho...qualquer um pode te encurralar ali dentro sem problema algum e te assaltar com uma faca...

comer naqueles esgotos do aeroporto a que chamam de lanchonetes e com aqueles preços extorsivos, nem pensar...

as lojas de souvenir que vi enquanto passava pelos corredores, pelo amor de Deus, vão do brega absoluto ao cafona incurável...

chocalhos, colares de pena, brincos de conchas, camisetas com estampas horrorosas...

enfim, badulaques sem o menor senso estético, sempre ostentando aquela combinação impossível entre verde, azul, branco e amarelo...

tudo muito diferente dos gifts que são oferecidos nos aeroportos de Londres ou Amsterdam...

e os restaurantes de comida brasileira que já vi pela Europa seguem a mesmíssima linha cafona dos badulaques...

la estão sempre aquelas cores da bandeira na fachada dos estabelecimentos destoando de todo o conjunto arquitetônico das cidades europeias...

Alexandre, The Great disse...

Que horror! Nem Dante Alighieri conseguiu retratar o Inferno que vc relata neste post. Vade retro!

Anônimo disse...

Vou me informar.

Obrigado pela dica!

Anônimo disse...

Caro Aluizio:
Você voltou para o inferno sim. Quem tem recursos suficientes e algum bom senso, com certeza se não deixou o Brasil, está pensando em fazer isso...
Eu estou com 52 anos e meus melhores anos aqui foram no período do governo militar...agora tudo se transformou em pesadelo.
Eu pouco saio de casa, tive uma pessoa da família vitima da bandidagem que tomou conta do Brasil e não vejo um caminho de volta a 1964, e a cubanização do Brasil segue o seu curso, liderada pelos psicopatas que já conhecemos.
Tem alguma chance mesmo de melhorar? Acho pouco provável...quem tem coragem, melhor pegar o seu barquinho, como fazem alguns cubanos, e zarpar para Miami de vez!!! Se você também conheceu o céu, com certeza não se adaptará mais no inferno comunista...se Deus "era" brasileiro, Ele mesmo já fugiu daqui faz tempo!

Anônimo disse...

Terminator,

concordo com você sobre o nosso fracasso devido ao modelo de colonização...

a Australia é tao mais selvagem - talvez ate mais, por causa do vasto e árido deserto, coisa que não temos - do que o Brasil...

ambos os países foram depósitos de prisioneiros e da chinelagem de seus respectivos países colonizadores...

a Austrália foi colonizada por ingleses...

e funcionou...

fizeram daquele pais longe de tudo, praticamente isolado no Oceano Pacifico e afastado da civilização, infestado de cobras, aranhas peçonhentas e crocodilos um lugar onde todos querem conhecer e, se possível, morar...

e fizeram o mesmo na Nova Zelandia, aquele "risco de terra" perdido na imensidão do Pacifico...

nós ficamos nas nossas anedotas sonhaticas de que temos as terras onde em se plantando tudo dá, que temos as praias mais bonitas, as mulheres mais sensuais, o melhor futebol, o melhor isso e mais aquilo...

haja paciência...

Anônimo disse...

Lamento informar mas a TAM já é de propriedade da LAN... Só estão mantendo o nome por questões de marketing.
O Brasil já acabou....

Anônimo disse...

Ontem foi no ar uma reportagem bomba no Jornal do SBT. A prefeitura de São Paulo financia o tráfico de drogas na região da Cracolândia. Aquilo realemtne virou um inferno à vista de todos. Só não vê quem não quer e nem a polícia nem o MP tomam qualquer atitude. Isso acarretaria facilmente o impeahcment e cadeia do prefeito HADDAD. Chamar a principal oposição, o PSDB, então, seria perda de tempo. E é muito curioso que nenhumm jornal ou blog fez menção sobre a reportagem.

Anônimo disse...

Caro Aluízio,

Acredito que existam outros infernos ainda piores, por aqui mesmo nesse velho oeste tupiniquim. Eu mesmo tenho de frequentar, por amor e sustento à minha família, um desses infernos, chamado de empresa pública.

Todo o santo dia, acordo pensando no festival de horrores e fantasias dantescas que terei de enfrentar durante as 8 horas que se seguirão. Horrores e fantasias 'orquestradas' pelos diretores petistas que 'comandam' a empresa. Cada novo dia é uma surpresa em termos de incapacidade, incompetência e mau-caratismo.

Aluízio, você não tem idéia do que vira uma empresa, ainda mais pública, dirigida por esses protótipos de bestas do inferno. A primeira coisa que esses monstros fazem, ao assumir a empresa, é colocar somente os seres mais detestáveis e incapazes em cargos de chefia. E a partir deste ponto, um verdadeiro jorro de pura merda começa a borbulhar daquilo tudo que a empresa produz. Para aqueles que não fazem parte da 'cúpula', parece que nada mais faz sentido. Toda a realidade desmorona. Todas as decisões passam a envolver centenas de centenas de incompetentes que nada sabem, nada ouviram e nada falam. O que antes era, normalmente, decidido por uma única pessoa (ou no máximo, duas ou três), passa a ser decisão de centenas, só que centenas de completos retardados.

Aluízio, essa gente é insana. Eles riem, debocham e cospem na realidade. É como se, para eles, o mundo lá fora não existisse. Fico pensando se a questão é somente a ideologia comunista/socialista que causa tamanho estrago na mente desses animais. Parece ter algo de mais podre nessa gente. Já pensei até em algum tipo de possessão demoníaca coletiva atuando.

Vander.

P.S.: Desculpe os palavras de baixo calão.