TRANSLATE/TRADUTOR

sexta-feira, junho 05, 2015

REPORTAGEM-BOMBA DE 'VEJA' REVELA AS LIGAÇÕES PERIGOSAS DA MULHER DO GOVERNADOR DE MINAS GERAIS FERNANDO PIMENTEL

Embora a edição da revista Veja que chega às bancas nesta sexta-feira de forma antecipada em decorrência do feriadão de Corpus Christi destaque na capa uma criança com dois cachorrinhos, no canto direito acima está a foto da mulher do governador mineiro Fernando Pimentel. Esta é a chamada da reportagem-bomba desta edição que recheia o miolo da revista. É coisa grande e comprova que enquanto os gafanhotos vermelhos permanecerem no poder os cofres públicos continuarão a ser impiedosamente dilapidados. Lembrem-se sempre que a corrupção e a roubalheira desenfreada comandada pelo PT e seus sequazes, tem como objetivo precípuo o financiamento do projeto de poder perpétuo do partido em consonância como as diretrizes do Foro de São Paulo. Aliás, o roubo, a corrupção e a pilhagem sempre foram os principais meios de conquista do poder pelos comunistas.  
Não é à toa que cresce um movimento em todo o Brasil defendendo não apenas o impeachment da Dilma, mas também a proscrição do PT e seus satélites vermelhos, principalmente os deletérios PSOL, PCdoB, PSTU e assemelhados que constituem um pernicioso ajuntamento de psicopatas, o que nos faz lembrar a todo instante o livro "Ponerologia - Os Psicopatas no Poder".
Nesta madrugada o site da revista Veja "vazou" um aperitivo da reportagem-bomba que dá uma ideia do tamanho da encrenca que agora envolve o casal Pimentel. Por tudo isso vale a pena comprar esta edição de Veja. E os mineiros que fiquem atentos correndo cedo às bancas. Faço a transcrição abaixo:
LIGAÇÕES PERIGOSAS
As duas mulheres que aparecem nesta reportagem não se conhecem. Carolina de Oliveira é jornalista. Cresceu na periferia de Brasília e hoje é a primeira-dama de Minas Gerais. Helena Maria de Sousa, ou Helena Ventura, como também é conhecida, mora em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, é enfermeira da rede pública de saúde e se candidatou a deputada estadual nas últimas eleições pelo PT. Apesar das trajetórias aparentemente distintas, as duas são suspeitas de envolvimento no mais recente escândalo de corrupção investigado pela Polícia Federal. Ambas, cada uma à sua maneira, estão conectadas a Benedito de Oliveira Neto, o Bené, empresário de Brasília que, na última década, fez fortuna como parceiro do governo federal, teve como cliente a campanha da presidente Dilma Rousseff, foi preso e está indiciado por formação de quadrilha.
O acaso levou Carolina a Bené. Formada em comunicação, ela trabalhou numa empresa que prestava serviços ao então prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel. Logo, foi promovida a assessora pessoal dele - e não se separaram mais. Em 2010, Pimentel foi indicado para coordenar a campanha presidencial de Dilma Rousseff. Carol o acompanhou. O prefeito delegou a Benedito de Oliveira, seu amigo, a montagem do comitê central. Bené alugou a casa e organizou toda a infraestrutura para o início da campanha. Ele era um mero desconhecido, e continuaria nas sombras se não fosse um escândalo que eclodiu antes mesmo do início da campanha. Além de marqueteiros e jornalistas, o empresário contratou para o comitê uma equipe de ex-policiais e arapongas para bisbilhotar a vida de adversários. Revelado por VEJA, o caso provocou o afastamento da dupla Pimentel-Bené do comando da campanha - mas só da campanha.
O FIO DA MEADA
Eleita, Dilma nomeou Fernando Pimentel para comandar o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O ministro, por sua vez, contratou Carolina como sua assessora no ministério. Ela cuidava dos compromissos oficiais, acompanhava as viagens e estava presente na maioria dos eventos de que ele participava. Em 2012, motivado por rumores, Pimentel recomendou que a assessora deixasse o cargo. A pedido do ministro, ela foi contratada por uma agência que presta serviços ao PT. Montou a própria empresa, a Oli Comunicação, e, recentemente, oficializou a união com o agora governador Fernando Pimentel. Nesse período, Bené continuou ganhando dinheiro. Foram mais de 500 milhões de reais em contratos superfaturados com o governo. Tudo estaria bem para todos se, no ano passado, Bené não tivesse sido apanhado outra vez com a boca na botija. A polícia apreendeu um avião do empresário com 113 000 reais em dinheiro e documentos que sugeriam que ele repetia na campanha de 2014 o mesmo papel que desempenhara em 2010 - o caixa paralelo que financiava o PT.
As investigações indicam que Bené montou uma ampla rede criminosa envolvendo empresas-fantasma para financiar as campanhas petistas, incluindo a do governador Pimentel. Basicamente, ele superfaturava contratos com o governo e repassava parte do que arrecadava aos partidos através de doações legais, como no petrolão, ou clandestinas, através das empresas-fantasma. Na operação policial que prendeu o empresário, a polícia realizou buscas no apartamento onde Carolina Oliveira morava antes de se mudar para Belo Horizonte. Procurava documentos que mostrassem negócios entre ela e o empresário. A sede da Oli Comunicação estava registrada no mesmo endereço de uma empresa-fantasma de Bené.
A ENFERMEIRA & BENÉ
É nesse ponto que a história de Carolina converge com a de Helena Ventura. Sindicalista e filiada ao PT, a enfermeira disputou três eleições. Foi candidata a deputada federal em 2010, a vereadora em 2012 e, no ano passado, tentou uma vaga na Assembleia Legislativa de Minas. Somando o resultado das três eleições, ela teve incríveis 29 votos. Mas o que chamou atenção foi o custo de sua última campanha. Dona de um salário de 2 000 reais, Helena declarou ter gasto 36 280 000 reais com a candidatura. E o mais interessante é que praticamente todo o dinheiro, 36 250 000  reais, foi pago a um único fornecedor - a Gráfica Brasil, cujo proprietário é Benedito de Oliveira. É evidente que existe algo muito estranho nessa história.
Há um grande segredo envolvendo esses personagens. Segundo um relatório do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, o dinheiro a ser repassado para a Gráfica Brasil tinha como origem declarada o fundo partidário - a verba que os partidos políticos recebem dos cofres públicos. O PT não quis se pronunciar. A enfermeira disse que desconhece tanto a origem quanto o destino do dinheiro. "Se eu tivesse esse dinheiro, seria eleita com certeza", afirmou ela ao jornal Hoje em Dia. Helena também garante que nunca ouviu falar do empresário. Benedito de Oliveira, já solto, disse, por meio de seu advogado, Celso Lemos, que nem sabe quem é Helena. Caroline Oliveira não foi localizada. Seu advogado, Pierpaolo Bottini, informou que a primeira-dama de Minas Gerais mantém apenas relações de amizade com a família de Bené. Negócios? Nenhum. A coincidência de endereços teria sido apenas um grande mal-entendido. O advogado diz que a Oli funcionou num escritório no centro de Brasília até julho de 2014 e, depois disso, uma das empresas de Bené se instalou no mesmo endereço. Por equívoco, alguém se esqueceu de formalizar a mudança. Simples assim. Do site da revista Veja

18 comentários:

Anônimo disse...

Quando aprenderão?
SÃO PAULO, 04 DE JUNHO DE 2015 ÀS 09:34 POR OLAVO DE CARVALHO
http://dcomercio.com.br/categoria/opiniao/quando_aprenderao

Juarez Rds disse...

Que nojo, sinto vontade de vomitar, esses PTralhas insiste em continuar no poder. na minha opinião eles só vão sair na marra...

ACORDA FFAA

Anônimo disse...

O vermelho Pimentel, como todo petista, entrou descendo a lenha nas gestões do PSDB de São FHC do PT, que não foram ruins como SÃO péssimas as do PT - a roubalheira é oficial e descarada - mas depois da Veja e sites anti corruptos, ele sumiu.
Como Lula, nessa hora esconde até esquecerem, depois volta na oportunidade adequada.
Ele estaria nas negociatas do BNDES, ajudando a fazer os brasileiros de mercadoria de uso dos caprichos do PT, mas que agora sai da toca como em BH, impedindo a fala do Gilberto Carvalho numa casa de jesuítas, solidários com os "democratas" do PT?
Viu ontem no petista JNacional o DEM, Agripino etc., no horario do partido, descendo a lenha duramente no PT, muito diferente do PSDB de São FHC do PT, que É FROUXO, parecendo não querer ofender o PT?

Anônimo disse...

Carolina Oliveira a primeira dama do Vale do Jequitinhoha,porque na capital mineira quem ganhou foi o Pimenta da Veiga.Quanta mentira
O local onde funcionava a firma Oli, e que Bene pegou pra ele.Quem
e o dono do imovel? os contratos de aluguel ,registrado em cartorio
com as datas.E claro o local serviu para duas firmas fantasmas.Que
cedo ou tarde vai aparecer.

Anônimo disse...

Vindo de integrantes do PT nada mais me surpreende!Eles são craques pra fabricarem escândalos!Que a desgraça pra PTistas chegue mais rápido que se possa imaginar!É escândalo todo dia!Tem que acabar com esse partido!Temos que fazer um movimento onde os honestos e trabalhadores brasileiros não votem em ninguém desse partido!Muitos desses ratos PTistas já estão abandonando os porões !Querem nos fazer de otários!Quanto à capa da VEJA,não gostei nem um pouco!Numa semana querendo trazer ovos,na outra cachorros(amo os cachorros,tá?Tenho dois:Luna e Pitoco)Deveriam ter colocado o casal sensação do momento:o casal PIMENTEL!!!Iam brilhar!A exposição também é uma forma de punição já que não podemos contar com a justiça muitas vezes frouxa,outras vezes demorada demais!Deveriam renunciar,mas a vergonha é pouca,eles aguentam o tranco,vão negando até o povo esquecer!

Anônimo disse...

Essa mulher deveria repensar suas ações.

O que se planta é o que se colhe.
Às vésperas de ser mãe é uma temeridade praticar atos deste tipo

A LEI DO RETORNO É IMPLACÁVEL.

artes da patty disse...

Agora ninguém sabe de , ninguém conhece ninguém. O que estão esperando pra fechar de vez o PT e cia bela.Cadê as FFAA?

Anônimo disse...

Os mineiros estavam com a faca e o queijo na mão. Poderiam ter escolhido o Pimenta da Veiga e hoje teriam a Ana Paola como primeira dama, uma senhora distinta.Preferiram o Fernando Pilantrel com o seu dentão de babá MC Phee e sua companheira escolada na marginália.

Anônimo disse...

Como há males que vem pra bem,pelo menos os eleitores de Fernando Pimentel ficaram conhecendo quem ele é na verdade.Caíram por terra os slogans de suas campanhas:para prefeito de BH em 2004:"Pimentel, o bom de serviço". Para governador 2014:"Político presente".Ele pode ser "bom" e"presente"para armar esquemas de corrupção que o elegeram e a sua fiel escudeira Dima.Atualmente o slogan de seu governo é:"Governo de Minas, governo de todos". De todos os corruptos.

Jurandir disse...

Prisão domiciliar Há! Há! Há! O povo otário merece...
Folha Política: Condenado no mensalão, João Paulo Cunha participa de ato com petistas de Osasco
http://www.folhapolitica.org/2015/06/condenado-no-mensalao-joao-paulo-cunha.html

A bomba é o PT disse...

OK, outro final de semana com reportagem bomba. Entretanto, a única bomba eficaz é o governo do PT, que já explodiu o Brasil, e a cada dia cai mais e mais no colo da população.
A menos que algo salve a Nação, temos um caminho tenebroso a percorrer, sob o manto estendido da corrupção comandada pelos comunistas, aceita pela ridícula oposição , e absorvida por um povo sem qualquer espírito cívico, submisso e covarde.

Anônimo disse...

Bonitinha e ordinária.

Anônimo disse...

Lava Jato Planalto - Foto emblemática!!!
https://pt-br.facebook.com/CanalDaDireita/photos/a.268763386601533.1073741828.262104660600739/664454787032389/?type=1

Anônimo disse...

Sumiu o Pimentel?
Andava falante, todo posudo na tv, que de agora em diante a coisa seria diferente?
... Até que não aparecessem as coisas tenebrosas dele e as novas de todo dia do partido dele, a desgraça PT.
O PT tem achado os brasileiros no mínimo de lacaios e otarios e, se não continuar pressionando eles, terão razão em dizer por trás: O POVO BRASILEIRO É UM IDIOTA-ÚTIL MESMO!

Anônimo disse...

A boca dessa Carolina parece dentadura de velha,nao parece natural.

Anônimo disse...


Depois da entrada da DESGRAÇA PELADA chamada PT, o dinheiro dos OTARIOS, IDIOTAS-UTEIS, PANACAS, TROUXAS e mais parecidos é para atender os caprichos do PT e de seus amiguinhos carniceiros comunistas de fora, como os Castro & Mafia, e os daqui que se estrepem!
Têm noção agora o que seja estar sob DITADURA COMUNISTA, da "democracia" que a toda hora os petistas vomitam quando abrem a tampa do vaso sanitario nas tvs em discursos?
Voto facultativo e sem eleições eletrônicas comandadas pelo PT-SMARTMATIC, mas com recibo de votos!

Anônimo disse...

O Pimentel tem cara de rato e a tal CaroliNE tem cara de perua que um dia foi pobrinha,ambos se merecem,no PT só tem gente feia.

Anônimo disse...

Essas capas da veja conseguem se superar em cretinice