TRANSLATE/TRADUTOR

sábado, outubro 31, 2015

REPORTAGEM-BOMBA DE 'VEJA' REVELA OS "CHAVES DE CADEIA" QUE CERCAM LULA, O FALSO MITO.

A reportagem-bomba de Veja desta semana faz um inventário da decadência política de Lula. Este blog há pelo menos uma década no ar sempre interpretou o suposto prestígio de Lula como fruto de um poderoso esquema de marketing político. Isto durou até que explodiu a Operação Lava Jato que fez jorrar uma torrente de roubalheiras a céu aberto. O mito Lula foi feito na base de muita grana procedente dos cofres estatais. Essa dinheirama foi ‘lavada’ - pasmem - pelos maiores empresários brasileiros e seus asseclas, tanto aqueles incrustados na Petrobras como em outros órgãos estatais. O que veio à luz por meio da Operação Lava Jato ainda pode ser apenas a ponta do iceberg. A corrupção geral e irrestrita, o propinoduto, o avanço nos cofres públicos que começa pelos cartões corporativos com gastos sem limite e secretos, levam a crer que Lula e seus sequazes, dentre eles os mega empresários, explodiram os cofres estatais como fazem as quadrilhas de bandidos que explodem caixas eletrônicos para roubar o dinheiro.
Lula é um mito de pés de barro. Lula não é e nunca foi a
“liderança carismática”, delineada na sociologia de Max Weber no que concerne ao conceito de "tipo ideal" de dominação política. Bom, mas essa é outra história. Weber é uma espécie de filósofo maldito para o esquerdismo delirante. Poucos até hoje se aventuraram pela senda weberiana.
Lula, reafirmo, é o resultado de um poderoso esquema de marketing político montado com recursos financeiros sem limite captados nas burras estatais, ou seja, o dinheiro auferido pelo recolhimento de um turbilhão de impostos. Cada um dos brasileiros honestos, que trabalham, que estudam, que ralam no dia a dia por conseguinte são os financiadores sem direito a qualquer dividendo dessa orgia diabólica que detonou o Plano Real e trouxe de volta a praga da inflação. O dinheiro auferido pelos cidadãos derrete na primeira semana após o recebimento dos salários. O Real foi brutalmente desvalorizado. Igual ao que aconteceu na Venezuela onde o Bolivar não vale mais nada.
OS BASTIDORES SOMBRIOS
Apesar disso tudo se vê uma verdadeira guerra nas sombras do poder que une o PT e os mega empresários para manter intocável esse esquema maldito que infelicita o povo brasileiro. Não fosse a Operação Lava Jato, os procuradores federais e o juiz Sérgio Moro, esse esquema estaria funcionando a todo vapor, sofrendo metaformoses variadas de forma a manter a ilusão de que tudo estaria normal. E, mesmo com a descoberta de boa parte dessa roubalheira, seus atores, mesmo aqueles que estão na cadeia, continuam lutando com afinco para de uma forma ou de outra tentar sufocar o império da lei que tipifica o Estado Moderno. Essa tentativa corresponde a algo planejado cuidadosamente, tendo em vista o golpe mortal na incipiente república brasileira. Essa gentalha deseja na verdade um Estado totalitário do tipo cubano, onde o ditador pode tudo inclusive eliminar seus oponentes e fazer uso dos cofres públicos como se fossem de sua propriedade.
Neste ponto tem de ser acrescentado o aspecto ideológico-político que permeia todo esse teatro de horror: o comunismo. Desta feita o "neocomunismo" posto em marcha pelo PT do Lula, pelo chavismo de Nicolás Maduro, na Venezuela; pela ditadura do tiranete Rafael Correa no Equador ou pelo esquema bolivariano do índio cocaleiro Evo Morales ou, ainda, pela bruxa Cristina Kirchner que transformou a Argentina, outrora um país próspero, numa Nação caloteira. O lado mais dramático de toda essa loucura inclui os mega empresários tupiniquins que têm neste momento a Venezuela como emblema. Nesse país que um dia foi de abundância e prosperidade o povo sofre com a escassez de alimentos e seus principal líder da oposição é prisioneiro político. Lá também grande empresários identificados pelo neologismo 'boliburguês' fazem parte da ditadura bolivariana. Por trás disso tudo o vulto solerte e dissimulado do Foro de São Paulo, a organização comunista fundada por Lula e Fidel Castro em 1990. 
A reportagem de Veja não chega a estabelecer esse nexo político-ideológico que vincula a bancarrota do Brasil e de seus vizinhos aos desígnios do Foro de São Paulo que continua operando sem parar. 
OS FARSANTES DA MÍDIA
Mas não é apenas Veja que tem passado ao largo deste aspecto, sobretudo a sua editoria internacional, mas toda a grande mídia controlada pelos esbirros do Foro de São Paulo. Dentre esses veículos de mídia mesmo assim ainda é a revista Veja que tem feito revelações importantes e que obriga os demais veículos de comunicação a pautarem determinados assuntos. 
O sucesso dessa empreitada que tem em mira transformar o Brasil numa nova Cuba ou Venezuela, se deve, sobretudo, ao jornalismo farsante que não tem pejo em mentir, escamotear informações pondo em marcha a deletéria máquina do denominado “marxismo cultural” que tem em mira esfarelar a liberdade individual. Ao atingir esse desiderato emerge, enfim, um estado totalitário quando se estabelecerá de forma oficial o contubérnio entre as esferas pública e privada. Por isso os empresários grandalhões estão nessa parada. 
No que se refere a Lula, a reportagem bomba de Veja dá uma palhinha em seu site. Mas isso não é tudo sem o nexo político-ideológico que subjaz ao enredo dessa opereta de terror.
Transcrevo um aperitivo do conteúdo da reportagem-bomba de Veja que chega às bancas neste sábado que abre o feriadão. Vale a pena conferir. Mas lembrem-se de estabelecer aquilo que denomino neste meu texto de “nexo político-ideológico". Leiam:
Nos bastidores: Lula, de camiseta dentro do Palácio do Planalto seguindo Berzoini e Dilma. Foto: Veja.
O FALSO MITO E AS VERDADES
Oito anos na Presidência da República fizeram de Lula um mito. Ele escapou ileso do escândalo do mensalão, bateu recorde de popularidade, consolidou o Brasil como um país de classe média e elegeu uma quase desconhecida como sua sucessora. Os opositores reconheciam e temiam seu poder de arregimentação das massas. O líder messiânico, o novo pai dos pobres, o protagonista do primeiro governo popular da história do Brasil encontra-se atualmente soterrado por uma montanha de fatos pesados o bastante para fazer vergar qualquer biografia - até mesmo a de Lula. Investigações sobre corrupção feitas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público vão consistentemente chegando mais perto de Lula. Ele próprio é foco direto de uma dessas apurações. Do seu círculo familiar mais íntimo ao time vasto de correligionários, doadores de campanha e amigos, o sistema Lula é formado predominantemente por suspeitos, presos e sentenciados. Todos acusados de receber vantagens indevidas de esquemas bilionários de corrupção oficial.
O mito está emparedado em verdades. Lula teme ser preso, vê perigo e conspiradores em toda parte, até no Palácio do Planalto. Chegou recentemente ao ex­-presidente um raciocínio político dividido em duas partes. A primeira dá conta de que sua derrocada pessoal aplacaria a opinião pública, esse monstro obstinado, movido por excitação, fraqueza, preconceito, intuição, notícias e redes sociais. A segunda parte é consequência da primeira. Com a opinião pública satisfeita depois da punição a Lula, haveria espaço para a criação de um ambiente mais propício para Dilma Rousseff cumprir seu mandato até o fim. Nada de novo. A política é feita desse material dúctil inadequado para moldar alianças inquebrantáveis e fidelidades eternas.
Os sinais negativos para Lula estão por toda parte. Uma pesquisa do Ibope a ser divulgada nesta semana mostrará que a maioria da população brasileira condena a influência de Lula sobre Dilma. Some-se a isso o contingente dos brasileiros que até comemorariam a prisão dele, e o quadro fica francamente hostil ao ex-presidente. O nome de Lula e os de mais de uma dezena de pessoas próximas a ele são cada vez mais frequentes em enredos de tráfico de influência, desvios de verbas públicas e recebimento de propina. Delator do petrolão, o doleiro Alberto Youssef disse que Lula e Dilma sabiam da existência do maior esquema de corrupção da história do país. Dono da construtora UTC, o empresário Ricardo Pessoa declarou às autoridades que doou dinheiro surrupiado da Petrobras à campanha de Lula à reeleição, em 2006. O lobista Fernando Baiano afirmou que repassou 2 milhões de reais do petrolão ao pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula e tutor dos negócios dos filhos do petista. Baiano contou aos procuradores que, segundo Bumlai, a propina era para uma nora do ex-presidente. A relação de nomes é conhecida, extensa e plural - dela faz parte até uma amiga íntima de Lula. A novidade agora é que a lista foi reforçada por um novo personagem. Não um personagem qualquer, mas Luís Cláudio da Silva, um dos filhos do ex-presidente. O cerco está se fechando.

15 comentários:

Anônimo disse...

o Lula espertalhão foi, como disse, um mito fabricado pela mídia comprada, tudo bem bolado nos laboratórios de engenharia social de como enganar o povo sem que percebesse as manobras; afinal os mafiosos comunistas são mestres em falsas propagandas!
Mas, diante do povo no presente talvez não tenha 10% de aprovação, a não ser nos DATAFOLHA E IBOPE aliados do governo que lhe dão 20 a 40% - tudo montado!
Então, depois que o patife Lula veio a público e revelou suas chantagens prá eleger Dilma nas trapaças, caiu do cavalo prá sempre junto com a merda PT: todos sabem ser um falsário, muito arrogante e soberbo!
Isso ainda a considerar se não foi a SMARTMATIC que lhe teria dado a vitória(eletrônica)!

Anônimo disse...

Nao fosse o LAVA-JATO, BOLIVARIANISMO `A JATO!

Anônimo disse...

Aluízio, e pensar que o ladravaz sonhava com o Nobel da Paz 2015. Esse bandido deve mofar na cadeia, por ser o responsável direto pelo maior crime de corrupção da história da humanidade. Encerrando: Veja criou uma capa antológica.

Anônimo disse...

Aluizio, você é o melhor blogueiro de oposição! Ninguém mostra, tanto quanto você, a verdadeira face do lulopetismo.

Parbéns!

O MESMO de SEMPRE disse...

Aluizio,
o seu melhor post, onde o Jornalista se apresenta em competente e magistral texto.
Brilhante no úrtimu!
Este sim é um texto, matéria, escrita por um Jornalista.
Muito bom, isto sim é um texto de Jornalista.

Anônimo disse...

Aluízio, parabéns pelo seu texto !!! Está conciso e de compreensão AMPLA da nefasta trajetória do mito Lula nestes trágicos 13 anos de domínio petista. Sou, como muitos outros milhares leitores de seu blog, apreciador dos seus textos. Expressam honestidade, correção, coragem, cultura, atualidade. Parabéns !!!

Anônimo disse...

Vivemos num país DENOREX, tudo parece ser, mas não é:
.
LULA - parece político, mas não é, é em verdade chefe de quadrilha;
.
PT - parece partido político, mas não é, é sim uma ORCRIM;
.
PETISTAS(petralhas) - parecem políticos, mas não são, são na verdade membros da ORCRIM;
.
presidANTA - parece que governa, mas não, na verdade é da ORCRIM e pilha o País;
.
JUDICIÁRIO - parece que faz justiça, mas não faz, apenas acata as ordens da ORCRIM;
.
LEGISLATIVO - parece que legisla, mas não, na verdade está mamando nas tetas na nação;
.
ORCRIM - parece que os membros são a favor dos pobres e desvalidos, mas não é, tão somente gera-os cada vez mais;
.
BRASIL – parecia ser o país do futuro, mas não é, é na verdade a doação que seu povo faz à ORCIM;
.
FUTURO – parecia brilhante e pujante, mas não será, será na verdade ainda mais doloroso do que já é;
.
SOLUÇÃO – parecia que a DEMOCRACIA resolve tudo, mas não, a VIOLÊNCIA aplicada é maior que a democracia que sucumbe inerte;
.
POVO – parecia alegre, festeiro, com: futebol, BBB, novelas, etc., mas não é, é sim meramente irresponsável e submisso aos desmandos da ORCRIM, aceitando bovinamente seu destino;
.
SOLUÇÃO II – parece que as urnas são uma, mas não são, na verdade o sistema é manipulado no STE e pela área de TI;
.
Essa é a receita da queda, do rumo à miséria e ao empobrecimento, onde tudo parece que é, mas não é, o que de REAL e VERDADEIRO existe é o ROUBO e o SAQUE aos recursos da nação.

Irmão do Eremildo

O MESMO de SEMPRE disse...

O Juiz MORO BOBEOU!!!

Jamais poderia ter permitido que um réu apresentasse um AUTO-DEPOIMENTO como se um depoimento onde o objetivo é JUSTAMENTE COLHER CONTRADIçÔES nas declarações do réu/acusado.

Tal é um precedente ABSURDO.

O Juiz jamais poderia ter admitido tal PATACOADA!!!

Deveria ter imediatamente esclarecido:

Sr. MARCELO, o seu AUTO DEPOIMENTO NADA MAIS É DO QUE UMA MERA PEÇA DA DEFESA. Portanto, não substitui o depoimento oral, onde se pode verificar a coerência do depóente.

Tala artificio, pretenso artificio, na verdade apenas expõe o TEMOR do DEPOENTE em ENVOLVER-SE EM CONTRADIÇÕES. Desta feita, tal incorre em indício PARA ACUSAÇÃO!

Anônimo disse...

o capo que gosta de assassinar a reputação das pessoas contrárias à sua bandidagem ta provando do proprio veneno. ele assassina a reputação das pessoas sem provas, sem fundamento; baseado em mentiras e o que ta vindo à tona sobre ele tem provas.

Anônimo disse...

Agora temos gente aqui querendo ensinar Sérgio Moro a fazer as coisas. Rsrsrs

Carlo Germani disse...

As capas de VEJA valem por uma matéria inteira.


PS:Vejam que todos os fatos ocultos estavam a disposição desde sempre.

PS2:Confirmo minha tese de que Lula/Dilma/PT serão detonados com a decisão final dos "senhores donos do mundo" (Oligarquia Financeira Mundial).

PS3:Correta a afirmação do anônimo acima,que disse:
"Não fosse a Lava-Jato,Bolivarianismo a jato".

Adendo:Não esqueçamos que a Lava Jato só aconteceu depois que empresário Hermes Magnus,em 2008,e dono da empresa Dunel Indústria e Comércio,que prestava serviços à Petrobrás denunciou todo o esquema de lavagem de dinheiro.

Anônimo disse...

o video do ano:o depoimento de Marcelo O.ao juiz Sergio Moro postado no Antagonista!

Coraci Queiroga disse...

Infelizmente o povo foi iludido e comprou gato por lebre. Quem sabe esse período conturbado de nossa história, quando, nunca antes na história deste país se mentiu e roubou tanto, não sirva de reflexão para as próximas e seguintes eleições? Os cofres de empresas estatais foram covardemente assaltados. Os políticos perderam a noção do que é Ética. O povo se sentiu perdido e abandonado pelo poder público. O bolivarismo não chegou a galope porque toda essa podridão do desfalque na Petrobras foi descoberto a tempo. Os miseráveis que foram alçados de classe social, agora descem novamente. O desemprego é um fantasma assustador para todos os trabalhadores. A inflação corrói a renda das famílias. E grande parte dos políticos ri de toda essa desgraça. Roubam e humilham o povo. Criam mais miseráveis e desempregados. E confiantes esperam a reeleição nas próximas eleições. Quem sabe, nas próximas eleições o povo se sinta repleto de dignidade e contribua para dar a merecida dignidade a esses vermes parasitas que corroem a honra dos cidadãos honestos. A merecida dignidade dessa classe nojenta dos atuais políticos será a de não serem reeleitos. Vamos contribuír para que Tb eles fiquem desempregados também.

Anônimo disse...

Prezado Coraci Queiroga,
as estatais são mantidas estatais exatamente para que sirvam à pilhagem Não são poucas que são desmanteladas para apagar os rastros e outras que são criadas para a pirataria. São semelhantes a bancos que vão à falência depois de dilapidados nesses negócios entre os políticos, principalmente financiamento de campanhas.

Quanto ao bolivarianismo, ele já está entre nós. Com a UNASUL e a Escola de Defesa da UNASUL vai ser fácil a derrocada de nossas FFAA e, brevemente estarão sob o comando de generais Venezuelanos ou Cubanos. Já temos um comunista no Ministério da Defesa. É assim que fazem, lentamente, um passo de cada vez e ninguém vai percebendo.

E o povo não é totalmente inocente em toda essa situação. Eleitores se vendem por sacos de cimento e bolsa família. Decerto, entendo que a miséria e a pobreza são criadas para que a corrupção continue em seu círculo vicioso. Quem está faminto, ou vê a família passando fome, elege até o capeta se esse lhe dá o que comer.

Aqueles que ganham muito dinheiro com a desgraça do Brasil, são os principais responsáveis por toda a miséria na política. Veja que, diante dessa crise, nenhuma ação de mudança profunda e estrutural foi votada no Congresso Nacional.

Há muito mais o que se dizer, mas fico por aqui. Um abraço!

Kurt Lehmann disse...

Esperemos que o maior traidor de esta terra abençoada está finalmente punido e retirado da cena politica do país.