TRANSLATE/TRADUTOR

sexta-feira, novembro 20, 2015

NEGÓCIOS DA PETROBRAS EM ANGOLA E ESTADOS UNIDOS FINANCIARAM A ELEIÇÃO DE LULA EM 2006, REVELA EX-DIRETOR DA PETROBRAS.

Lula e o ditador de Angola, José Eduardo dos Santos, em foto do Blog do Planalto.
A revista Veja que costuma chegar às bancas aos sábados decidiu adiantar a edição e já está nas bancas. O destaque da capa concentra-se no ataque terrorista ocorrido em Paris. Mas no miolo é que está a reportagem mais importante que revela a Conexão-Angola e envolve diretamente Lula no maior esquema de corrupção da história do Brasil. 
Quem deu o "caminho da roça" para os investigadores da Operação Lava Jato foi um depoente voluntário. Leiam:
Em abril do ano passado, um funcionário de carreira da Petrobras, com trinta anos de casa, procurou a Polícia Federal oferecendo-se para ajudar nas investigações do petrolão, o maior esquema de corrupção da história do Brasil. Ele narrou seis casos que classificou de "má gestão proposital" - ou seja, negócios feitos com a intenção de produzir propinas. A maior parte das quatro horas de depoimento espontâneo foi dedicada à atuação de Nestor Cerveró à frente da diretoria internacional da empresa. A decisão de explorar petróleo em Angola, contou o funcionário, foi planejada para dar "prejuízo intencional". E deu. Segundo ele, foram 700 milhões de dólares jogados para o alto, com sobras para os corruptos.
O depoente voluntário recomendou aos procuradores que rastreassem os sinais da entrada no Brasil de dinheiro originário do exterior. À informação do colaborador, cujo nome as autoridades preservam, faltavam evidências sólidas. Em abril de 2014, a Lava-Jato era ainda uma operação restrita à ação de doleiros. Um ano e meio depois, o próprio Nestor Cerveró, quem diria, um dos engenheiros da "má gestão proposital", aparece como a melhor oportunidade de confirmar as ousadas operações de "prejuízo intencional" com o objetivo de obter propinas para os diretores corruptos da Petrobras e seus padrinhos políticos. São histórias que invertem o ditado segundo o qual "a ocasião faz o ladrão". No maior escândalo de corrupção da história brasileira, o ladrão cuidava de providenciar a ocasião.
Preso desde janeiro sob a acusação de embolsar dinheiro sujo do petrolão, Cerveró já foi sentenciado duas vezes pelo juiz Sergio Moro. Numa delas, a cinco anos de reclusão, por comprar um apartamento com recursos desviados da estatal. Na outra, a doze anos e três meses de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A perspectiva de uma longa temporada atrás das grades reavivou a memória do ex-­diretor, apadrinhado por caciques do PT e do PMDB. Cerveró negocia agora um acordo de delação premiada, na tentativa de reduzir a sua pena. As histórias narradas por ele ao Ministério Público já preenchem pelo menos 25 anexos e encerram uma lógica comum: a Diretoria Internacional da Petrobras foi usada de forma sistemática com o objetivo de levantar recursos para campanhas eleitorais - com destaque para a campanha de Lula à reeleição, em 2006. Naquele ano, segundo Cerveró, a Petrobras pagou 300 milhões de dólares ao governo de Luanda pelo direito de explorar um campo petrolífero em águas profundas nas costas de Angola. Cerveró disse ter ouvido de Manuel Domingos Vicente - então presidente do Conselho de Administração da Sonangol, a estatal angolana do petróleo - que até 50 milhões de reais oriundos de propinas produzidas pelo negócio foram mandados de volta para o Brasil com o objetivo de irrigar os cofres da campanha de Lula. Cerveró fez registrar em um dos anexos: "Manoel Vicente foi explícito em afirmar que desses US$ 300 milhões pagos pela Petrobras à Sonangol retornaram ao Brasil como propina para financiamento da campanha presidencial do PT valores entre R$ 40 milhões e R$ 50 milhões".
Segundo Cerveró, a negociação foi conduzida por integrantes das cúpulas dos dois governos. O delator apontou como negociador do lado brasileiro Antonio Palocci, que ocupava o Ministério da Fazenda e era membro do Conselho de Administração da Petrobras. Quando da assinatura do contrato, Palocci já havia sido demitido do cargo de ministro devido ao escândalo da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa. A Petrobras pagou cerca de 500 milhões de dólares e gastou mais 200 milhões de dólares para explorar quatro blocos de petróleo em Angola. A empresa perfurou poços secos e teve gigantesco prejuízo com a operação em Angola, mas, como explicou Cerveró, isso pouco importou, pois o objetivo era cozinhar os números e deles arrancar propinas para financiar a campanha presidencial de Lula.
O mesmo método teria, segundo Cerveró, sido aplicado na compra da sucateada Refinaria de Pasadena, no Texas, Estados Unidos. O objetivo igualmente era montar um propinoduto para a campanha à reeleição do então presidente. Do site da revista Veja

16 comentários:

Anônimo disse...

E aí Teori, não tem nada contra o lula não? Vai ser uma vergonha se aparecerem as provas e nada ainda estiver sendo investigado no Ministério Público contra o lulalalau!

TERMINATOR disse...

Uai, não é só ¨branquelos¨, caucasianos, etc que são ¨ditadores malvádus¨? Africanos e latinos (Fidel) podem ser ditadores sem problema nenhum, não é mesmo? Opa, esqueci das leizinhas politicamente corretas da banãnia. Sorry, não me processem por racismo, ok!? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

TERMINATOR disse...

Aliás, please, não me processem nem por racismo, xenofobia, homofobia ou quaisquer outras idiotices que as esquerdas inventaram ou inventarão futuramente do tipo: não gostar, amar ou dar total apoio a terroristas, bandidos, traficantes, corruptos, etc. Eu amo todos voces! Viva o politicamente correto!

Anônimo disse...

Muitos são os indícios de ladroagem por onde passa o PT. Nessa lógica, o blog do Aluizio deve incentivar a Policia federal a ficar atenta aos sorteios das Megas Cenas, pois sempre que acumula lá vem um ganhador. Agora que Operação Lava Jato está desvendando tudo os prêmios estão se acumulando. Há necessidade da observação atenta da Policia nas loterias. Há coisas estranhas, como o maior estado da nação São Paulo e o que mais joga é o que menos ganha. Pode ser coincidência, mas é muita.

Alexandre, The Great disse...

Eles são desavergonhados. Mesmo que apareçam (e estão aparecendo!) as tais "porvas", os sem vergonha nada farão (inclusive o ministro bolivariano do stf)

Fábio Barreto disse...

Podem investigar o caso de Angola que encontrarão muita coisa.

Claudia Barbara disse...

É reconfortante ver uma postagem como esta (já que na minha cidade só chega a revista Veja uns dois dias depois de ter sido lançada nas capitais) revelando dos malfeitos do Lula logo após a sua aparição, mais uma vez, em rede nacional, tentando justificar o injustificável.

Realmente, o cara quer mesmo se reeleger em 2018.

De todo o meu coração eu desejo que ele já esteja na penitenciária nesta data.

Anônimo disse...

Com tantos testemunhos de gente ligada à Empresa,o que falta ainda para prender o responsável por tudo isso? A Lava-jato já tem toda a matéria para isso.Esperar provas escritas dos delatores é quase impossível.Como um funcionário do terceiro escalão as produziria? Além de tudo são muitos delatores falando a mesma coisa.Isso não bastaria?

Anônimo disse...

O Deputado Jair Bolsonaro esteve em João Pessoa, ontem e hoje. Em reunião com o pessoal militar da reserva deu uma 'palhinha', de forma muitíssimo discreta, como deve ser, sobre a delação bombástica de integrante do seu partido, envolvido na Lava Jato. Aguardemos!
Além disso explicou os motivos pelos quais ainda não saiu do seu atual PP, envolvido em malfeitos. Dentre os motivos, ele perderia a capacidade de continuar a sua luta, o que prejudicaria todo um programa de intenções.
Mas já asseverou que vai sair. Só não disse para qual.

Cavalaria Ligeira

Anônimo disse...

Nao vai demorar muito Aluizio, pra algum psicoptista dizer que e' uma corrupcao `a favor dos pobres, ''politicamente correta''.

Anônimo disse...

se a voz indica alguma coisa, em 2018 ele sera votado pelas minhocas

Anônimo disse...

Entendi.
Bando de vampiros, sanguessugas, com ajuda do PMDB, tal qual; aguardem o troco nas urnas os 2 partidos vagabundos!

Anônimo disse...

A Lava-Jato deveria exigir também do corrupto-mor provas escritas de que é inocente.Isso é claro que ele também não tem ,visto que usou laranjas.

Anônimo disse...

Luta de classes, luta de raças... é só isso que o esquerdoPândego sabe fazer, além de roubar muito. Eu não vou servir de bucha de canhão e artilharia. Ele quer que nós sejamos bala de fuzil para seu projeto. Usar nossa juventude para sustentar as suas milícias da CUT e FUP, apinhadas sobre as estatais, achando que tudo lhes pertence. Não me humilho nem me orgulho por ser negro porque acima de tudo sou brasileiro e trabalho e estudo sem favor de governo.

Anônimo disse...

Vagabundos, que Deus lhes dê em dobro tudo que nos fizeram. Inúmeras pessoas que colocaram seu suado dinheirinho na Petrobras foram vilmente assaltados por esse bando corrupto sem moral, se, ética e sem respeito por absolutamente nada. Tenho nojo, muito nojo desse país, cheio de ladrões.

Anônimo disse...

o Brasil eh um pais fantasma.empresas fantasmas aos montes,"laranja",dinheirosujo em especie em malas,jatinhos voando p todo lado,mentiras q a imprensa ajuda a alardear,nao ha um argumento solido p manter essa mafia no poder.estamos andando p atras de modo acelerado e lah atras tem um precipicio.......