TRANSLATE/TRADUTOR

sexta-feira, agosto 05, 2016

REPORTAGEM BOMBA DE 'ISTOÉ' DEVASSA ESQUEMA BANCOOP E REVELA QUE ROSEMARY DE LULA GANHOU UM APARTAMENTO.

Em março deste ano, o Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva do ex-presidente Lula pelos crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica no caso do tríplex do Guarujá. Agora, se descobre que o esquema do imóvel ocultado pela família Lula da Silva tem mais capilaridade do que se imagina e não se limitou a beneficiar o petista. Privilegiou também outros personagens ligados a Lula, à cúpula do PT e à Central Única dos Trabalhadores. É o que demonstra o Ministério Público de São Paulo em nova fase da investigação, batizada de Operação Alcateia. Mais de sete volumes de documentos colhidos pelos promotores até agora dão segurança para eles afirmarem que a amiga de Lula, Rosemary Noronha, recebeu um apartamento da falida Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop) sem tirar um centavo do bolso.
Rose, como era conhecida no governo quando, a pedido de Lula, ocupou a chefia de gabinete do escritório da Presidência em São Paulo, teria sido favorecida com um duplex de cerca de 150 metros quadrados no Condomínio Residencial Ilhas D’ Itália, numa área nobre do bairro paulistano da Mooca. “Rosemary Noronha não conseguiu provar que pagou o imóvel”, afirmou à ISTOÉ o promotor Cássio Conserino. “Ela, assim como outros personagens ligados a Lula, não apresentou um mísero comprovante bancário de pagamento de uma parcela”, complementa. Os outros personagens íntimos de Lula a que Conserino se refere são o presidente da CUT, Vagner Freitas, e a própria Central Única dos Trabalhadores. O lado mais sórdido disso tudo é a consequência desta e de outras fraudes da Bancoop. Com a falência da cooperativa, mais de sete mil famílias perderam as economias de uma vida e o sonho da casa própria ao investirem na entidade ligada ao sindicato dos bancários. Enquanto cooperados de boa-fé foram lesados em suas poupanças, Lula e amigos, de acordo com a investigação, acabaram contemplados com imóveis sem precisar mexer no bolso.
A PROTEGIDA: DOIS APARTAMENTOS
De acordo com o MP, Rose possui dois apartamentos da Bancoop. Ambos localizados no bairro paulistano da Mooca. Em relação ao mais valioso deles, um duplex de 150 metros quadrados no Condomínio Residencial Ilhas D’ Itália, a amiga de Lula não apresentou um documento sequer que atestasse o pagamento. “Rosemary não apresentou um comprovante e ainda omitiu que era dona deste imóvel em sua resposta”, afirmou o promotor Cássio Conserino.
Algumas das respostas chamaram a atenção do Ministério Público. Em documento enviado em junho, Rose passou com louvor na prestação de contas de um outro imóvel construído pela Bancoop também na Mooca. Juntou uma série de comprovantes que mostram o pagamento do apartamento no Condomínio Torres da Mooca. Não falou, no entanto, uma palavra sobre um imóvel mais valioso localizado na mesma rua: o duplex de 150 metros quadrados, que está em nome de sua filha Mirelle. Às autoridades, a própria Mirelle confirmou que quem comprou o duplex da Bancoop, avaliado em R$ 1,5 milhão, foi sua mãe. Em janeiro de 2014, o apartamento teria sido repassado para a filha. “A partir deste momento, passei a arcar com os pagamentos do imóvel”, disse Mirelle em documento enviado para as autoridades paulistas.
Lula e Rosemary como um afresco das ruínas de Pompeia, a célebre cidade romana destruída pela lava de um vulcão.
No meio político, Rosemary Noronha ganhou notoriedade pela proximidade com o ex-presidente. A relação dos dois remonta a 1988, quando ela trabalhava como caixa da agência bancária onde o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC detinha conta corrente em São Bernardo do Campo. A amizade levou Rose a administrar as contas pessoais de Lula, que depois a convidou para ser secretária da sede do PT em São Paulo. Lá, ela trabalhou por 12 anos. Quando ascendeu à Presidência, Lula nomeou Rosemary como assessora do gabinete em São Paulo. Depois, como chefe de gabinete do escritório da presidência da República, também na capital paulista. Em diversas viagens de Lula ao exterior, ela esteve presente na comitiva. Nos bastidores, o poder alcançado por Rose incomodava a ex-primeira-dama Marisa Letícia. Em dezembro de 2012, Rosemary deixou o governo após ser um dos alvos da Operação Porto Seguro. A protegida de Lula foi acusada de envolvimento com uma organização criminosa que fazia tráfico de influência em órgãos públicos.
As informações colhidas até agora pelo Ministério Público complicam outro aliado do ex-presidente. O presidente da Central Única dos Trabalhadores, Vagner Freitas, não conseguiu demonstrar ter pago à Bancoop por um apartamento registrado em seu nome no condomínio Altos do Butantã. Apresentou apenas uma explicação fajuta de que teria comprado a unidade na capital paulista a partir da soma de valores de cotas que teria adquirido de dois apartamentos. “É estranho que ele tenha investido em duas unidades e não tenha mostrado comprovantes de nenhuma”, diz Conserino. Segundo o Ministério Público, a matrícula registrada em cartório não comprova que Vagner Freitas quitou o imóvel. “A questão é se ele pagou. Isso ele não conseguiu mostrar”, afirma o promotor.
OS AMIGOS DE LULA
As provas reunidas até agora pelo Ministério Público demonstram também que a Central Única dos Trabalhadores, fundada por Lula e braço sindical do PT, também teria sido aquinhoada com imóveis da Bancoop de maneira irregular. Questionado pelos promotores, Vagner Freitas se limitou a dizer que as unidades, sem mencionar quais, foram negociadas diretamente com a Bancoop e que não ocorreram repasses para a OAS. Não demonstrou um comprovante bancário, transferência ou boleto atestando que a CUT realmente pagou alguma parcela das duas unidades que possui em um empreendimento construído pela Bancoop no bairro paulistano do Tatuapé. Com três quartos, cada apartamento está avaliando em cerca de R$ 400 mil. “Há uma simbiose grande entre a CUT e Bancoop, cooperativa do sindicato dos bancários. Inclusive, há, atualmente, integrantes da CUT que participam do alto escalão da cooperativa”, complementa o promotor Cássio Conserino.
Houve, entre os investigados pela Operação Alcateia, quem conseguisse comprovar que desembolsou pelos imóveis. Carlos Gabas, ex-ministro de Dilma Rousseff, forneceu comprovantes suficientes para lotar uma pasta. Freud Godoy, ex-segurança de Lula, e a esposa dele também enviaram uma série de registros de pagamentos dos apartamentos que compraram da Bancoop. No entanto, nessa nova fase da investigação, os promotores ainda vão periciar os documentos. Em pelo menos um caso, mantido em sigilo, constam recibos pela metade ou boletos sem autenticação bancária. O Ministério Público ainda pretende cruzar as informações de pagamento dos investigados com os dados fiscais da Bancoop, obtidos em outra denúncia sobre fraudes na cooperativa.
COOPERATIVA DE SACANAGENS
Na lista de suspeitos do Ministério Público aparecem ainda conhecidos da Operação Lava Jato. São os casos do ex-tesoureiro do PT e ex-presidente da Bancoop, João Vaccari Neto, e da cunhada dele, Marice Corrêa de Lima. Ambos foram presos por envolvimento no Petrolão. Ao responder aos promotores, Marice disse que as escrituras dos apartamentos que teria adquirido da Bancoop já estavam com a força-tarefa do Petrolão. Enviou apenas uma planilha da Bancoop. Nela, estão as somas das parcelas pagas. Para os promotores, o documento por si só não serve para afastar as suspeitas que recaem sobre eles. “Não há como levar a sério uma planilha referendada pela cooperativa se os acusados são dirigentes ou pessoas próximas a ela”, afirma o promotor do MP-SP. Em um despacho sobre Marice, o próprio juiz Sergio Moro disse que “enquanto vários foram prejudicados pela gestão da BANCOOP”, “a investigada aparenta ter lucrado em decorrência de aparente generosidade da OAS”. A cunhada de Vaccari recebeu da empreiteira envolvida no Petrolão mais de duas vezes o valor que pagou ao devolver um apartamento no prédio em que está o tríplex atribuído à família Lula. O mesmo imóvel foi vendido, em seguida, pela construtora por um valor abaixo do pago a Marice.
A situação de Vaccari é ainda mais grave. O ex-tesoureiro do PT se tornou um personagem onipresente nas investigações da Bancoop. Sua passagem pela presidência da cooperativa, entre 2004 e 2008, foi marcante. Cooperados reclamam de assembleias fraudadas e cobranças de taxas irregulares. Foi pelas mãos dele que a Bancoop foi à bancarrota e iniciou as controversas transferências de empreendimentos inacabados. Desde 2010, ele é réu de uma ação por lavagem de dinheiro, estelionato e formação de organização criminosa. Recentemente, teve a sua prisão pedida no caso do tríplex do Guarujá, apesar de já estar detido, desde abril de 2015, por envolvimento na Operação Lava Jato. Clique AQUI para ler a reportagem completa e ver infográficos

16 comentários:

Anônimo disse...

Rio:
Uma criança sambando no palco. Ridículo
Uma cantora no meio de Caetano e Gil só mostrando a perna.
Uma tocha olímpica de "baixas emissões" segundo o Galvão. Agora mesmo toneladas de bombas sendo explodidas. Persistindo na mentira.

Anônimo disse...

SEM MISERIA GERAL, O COMUNISMO NÃO CONSEGUE SE INSTALAR!
Evidentemente, à exceção da mafia do partido e os capitalistas associados a esses que serão os burgueses do pedaço!
A cada dia aparecer mais uma trapaça e canalhice proveniente da bandidagem do PT não é surpresa alguma, pois entraram no poder para tomarem o Brasil para o partido, tornar a nação miserável e todos estarem a seus pés implorando migalhas!
Afinal, se o cangaceiro Lula estava numa organização a nível do CV, PCC, FARC etc., que esperar desse meliante profissional senão piratarias?

Anônimo disse...

Filme sugerido: 'Se Meu Apartamento Falasse'

Anônimo disse...

Aluízio, por quê as ratazanas bolivarianas do MTST não invadem os apartamentos da amante do beberrão Lula da Silva???!

Ferreira Pena disse...

Esse vagabundo é bandido e corrupto desde São Bernardo e a CUT. É a maior farsa que esse país já viu, mesmo assim jamais será preso. Tomara que pela primeira vez na vida, em relação a esse sujeito desprezível, eu esteja errado.

Anônimo disse...

Fatos de 2012.

O jogo continua. Repassem não permitam que tudo isso e muito mais caia no esquecimento.

Rose, amiga intima de Lula, 25 milhões de euros.

http://www.alertatotal.net/2012/12/inteligencia-descobre-que-empresas.html


Fundo de pesca da Noruega, bilhões!

http://www.alertatotal.net/2013/01/bacalhaugate-lula-teme-que-acao-anti.html


Rose era a “mulher invisível” que negociava diamantes africanos na Europa

http://www.alertatotal.net/2012/12/inteligencia-militar-revela-que-rose.html


Mensalão aéreo de Lula milhões ou bilhões?

“Nas viagens para fora do Brasil – “segundo um dos relatos feitos ao MPF -, Lula comumente transporta grande quantidade de bagagem. São 6 ou 7 malas grandes, lacradas. Em geral, tal bagagem nem retorna ao Brasil. Quando precisa transportar algo mais importante, apela para as mordomias do cargo que ocupou. O material dele volta como “bagagem diplomática” que não passa por qualquer inspeção alfandegária. O que ele leva e trás de tão importante só ele mesmo sabe. Familiares dele fazem muitas viagens a Paris – onde Lula teria um imóvel na mesma rua e prédio do falecido presidente venezuelano Hugo Chávez”

http://www.alertatotal.net/2013/04/mpf-investiga-mensalao-aereo-viagens.html

Tem até o livro de Ivo Patarra: “O CHEFE”

http://www.escandalodomensalao.com.br/
Comentário sobre Livro..

http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/13000-o-chefe-de-ivo-patarra.html


Quando chegar no BNDES, teremos a medalha de ouro da corrupção.

Anônimo disse...

Patrícia Lélis suposta estuprada pelo Pastor Marco Feliciano fala a verdade!

https://www.youtube.com/watch?v=w4Ulgj-XCHA

Anônimo disse...

Ficamos desnorteados ao vermos o tamanho da audácia desses ladrões na sanha de roubar, não apenas o dinheiro público, mas também a cooperativa de funcionários, BANCOOP, que foi à falência por má gestão e por tantas roubalheiras. Enquanto lula e quadrilha ganhavam de presente os apartamentos de luxo, concluídos pelas empreiteiras, as pobres famílias, que pagaram realmente a construção,ficaram a ver navios.
MAS AGORA ESPERAMOS VER ESSES FATOS EXCLARECIDOS, OS CULPADOS PRESOS E OS IMÓVEIS DEVOLVIDOS A SEUS VERDADEIROS DONOS.

samuel disse...

O lado mais sórdido disso tudo é a consequência desta e de outras fraudes da Bancoop: A falência da cooperativa: Mais de sete mil famílias perderam as economias de uma vida e o sonho da casa própria ao investirem na entidade ligada ao sindicato dos bancários.

Anônimo disse...

Nas acusações a Lula de falcatruas, posse de sitio e Rose do apartamento que não consegue explicar de como pagou, olhe o que diz as gravações a respeito disso:
1 - O PT declara que todas as quantias repassadas a Lula são legais e declaradas à Justiça e ao Fisco!
2 - Rose declara que pagou o apartamento por "serviços" prestados como assessora de Lula!

Alexandre, The Great disse...

Só queria entender uma coisa: por quê esse pústula ainda está solto?

OFF Topic ? disse...

A tal Abertura da Copa foi uma produção esquerdóide de artistas e intelectuais politicamente corretos, senão veja: salvação do planeta, tocha antipoluição (Baía da Guanabara com cocô, não conta, né?), os eternos Caetano e Gil, música do Chico Buarque, destaque e gritos da Regina Casé, entrevista com pretinho liderando fila, com pretinha repórter, entrada do Brasil liderada por transexual, vaia orquestrada para Temer... Faltou algum requisito dessa “vanguarda” vagabunda? Ah, sim, a alegria e o entusiasmo dos repórteres da Globo cantando as glórias do “meu Brasil brasileiro e inzoneiro”... (lídia)

Anônimo disse...

E quando que os bancarios roubados vão ARREBENTAR o sindicato e os sindicalistas, hein.

Tenham atitude!



Toloco

Finish them! disse...

Vagabond unlimited...
I want my money back!!!

Anônimo disse...

Essa Rose era a "comida" do ex-presi, cansado que estava elle de comer jerimum...

TERMINATOR disse...

KKKKKKKKK. A abertura das olim-piadas ativou o ufanismo barato dos bananeiros que agora acreditam piamente que são grandes coisas como gente e moram num grande país. O interessante é que os dois pontos altos da festa foram o voo do 14 bis do descendente de franceses Santos Dumont e do desfile da germânica ¨di zóio azul¨ Gisele Bundchen ¨representando a (hã!?) mulher brasileira¨. Nestas hora é bom mesmo esquecer o politicamente correto progressista, não!?