TRANSLATE/TRADUTOR

domingo, novembro 20, 2016

ESTAMOS VIVENDO O PRIMEIRO LEVANTE EM MEIO SÉCULO DESTINADO A SALVAR A CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL

Em agosto de 2011, portanto há 5 anos, escrevi aqui no blog o artigo que segue após este prólogo. Um vídeo contendo um show de jazz nos Estados Unidos, em 1958, conforme podem conferir abaixo, acabou inspirando o meu artigo. É que volta e meia pesquiso sobre jazz e bossa nova no Youtube onde há um acervo fantástico.

Casualmente encontrei um vídeo que enfoca uma performance da cantora norte-americana muito famosa nos anos 50 e 60 dos século passado, Anita O'Day que, justiça seja feita, dava um banho como se diz na gíria, no que tange à musicalidade, à voz e aos magníficos improvisos.

Além da apresentação de Anita me chamou a atenção os detalhes do evento, sobretudo o comportamento da platéia, enfim, o ambiente. Nota-se que público está concentrado no espetáculo, bem vestido, denotando boa educação e bom gosto. Lembrei-me como era o Brasil em 1958. Fora do Rio de Janeiro e São Paulo e mais duas ou três capitais de Estado, o Brasil era ainda um país agropastoril, enquanto os Estados Unidos produziam filmes coloridos como este do vídeo. Na platéia se vê diversas pessoas empunhando filmadoras, provavelmente as então famosas 16 milímetros.   

Os Estados Unidos já constituíam nessa época um país vigoroso tanto no plano econômico como cultural. Nessa época a arquitetura legal e constitucional edificada pelos Found Fathers, permanecia intocável sem qualquer risco de retrocesso.

Cerca de uns 5 anos depois da ocorrência desse festival de jazz se iniciava o que hoje se conceitua como "guerra cultural", quando os comunistas largaram mão da truculência armada para dar início a uma guerra incruenta visando o desmonte de todos os valores que deram vida à Civilização Ocidental. As teorias de Gramsci e, sobretudo, a tal "teoria crítica" do bando da Escola de Frankfurt, saíram das universidades, já dominadas pelos esquerdistas, para proporcionar a maior lavagem cerebral da história do Ocidente. Foi quando apareceram os hippies, os festivais de rock bundalelês, o nudismo e o dito amor livre embalado pelos eflúvios da maconha e outras drogas. Naquele momento nascia o dito "pensamento politicamente correto" que haveria de iniciar, como de fato iniciou, a escalada de destruição dos principais pilares do nosso Ocidente.

Como velho de guerra, com mais de 45 anos de jornalismo, com ótima memória, tenho condições de fazer um bom inventário do que ocorreu nos últimos 50 anos nos planos político, cultural e econômico, quando a escalada da dita "contracultura" então em moda a partir dos anos 60 do século passado, explodiria poucos anos depois da elegante performance de Anita O'Day num ensolarado dia do ano de 1958.

Transcrevo, como disse no início deste post, o texto que escrevi em 2011, portanto há 5 anos, quando as redes sociais e a internet ainda não tinham a dimensão e influência da atualidade. E não poderia intuir que cinco anos depois se levantaria nos Estados Unidos um movimento tão forte e poderoso contra esse assalto criminoso à cultura ocidental que culminou acertadamente com a eleição de Donald Trump como Presidente do mais importante país do mundo. Movimento que se espraia pelo resto do Ocidente, com destaque para o Brexit no Reino Unido e nos movimentos conservadores em toda a União Européia que causam calafrios nos burocratas de Bruxelas e da ONU. Leiam o artigo que escrevi em 2011 e vejam o vídeo:

UM SHOW DE JAZZ ÀS VÉSPERAS DA SOCIEDADE OCIDENTAL COMEÇAR A SER VILIPENDIADA PELA DELETÉRIA CONTRACULTURA
Para começar o dia trago para vocês uma apresentação especial de Anita O'Day, célebre cantora de jazz americana. Ela canta duas músicas que são consagrados standards do jazz: Sweet Georgia Brown e Tea for Two em dois arranjos onde ela mostra o completo domínio da voz e dá um passeio nos improvisos dialogando intensamente com o trio de piano, baixo e bateria que a acompanha.

Aproveito este vídeo para formular algumas reflexões (êpa!) no que tange ao tipo de sociedade que se tem em 2011 e aquela que se tinha nos anos 50 do século XX. Sim, porque esta filmagem retrata o Festival de Jazz de Newport, nos Estados Unidos, em julho ou agosto de 1958.

O evento ocorre no auge do verão do hemisfério norte, ao ar livre. O público é grande, porém ordeiro e concentrado no espetáculo. O ambiente, diria, é familiar. Há jovens pais mimando seus bebês no embalo sincopado da música. As pessoas se comportam com elegância e educação; estão bem vestidas, num clima de absoluta paz. Trata-se, portanto, de algo muito diferente o que ocorre neste século XXI em shows ao ar livre.

Esse tipo sociedade que prezava os valores da educaçãos, os bons modos e a elegância e que permitiu  o extraordinário progresso dos Estados Unidos que contaminou positivamente todo o mundo ocidental, já estava nessa época - o final dos anos 50 - à beira do precipício da denominada contracultura que originou o movimento hippie, o culto às drogas e à anarquia social e política. Reparem que em certo momento a câmera flagra um tipo que destoa da maioria, usando barba e chapéu, tragando a fumaça de um cigarro, com aquele olhar em soslaio... Eles já começavam a aparecer.

Uns cinco ou seis anos depois dessa memorável apresentação de Anita O'Day em Newport o mundo já não seria mais o mesmo. O glamour, a educação e o respeito à lei e à ordem começavam a ser estraçalhados.

Foi no embalo do movimento também chamado de underground, que surgiram os primeiros fundamentos do pensamento politicamente correto. A partir daí o mundo mudou. E mudou para pior, pois nessa guerra de valores venceram os vagabundos, os vadios, os imundos, os drogados, os falsos pacificistas que se contrapunham à cultura ocidental e, de forma especial, à ética do trabalho. E tem mais: essa gente constituia um bando de anti-higiênicos e, quem sabe, provavelmente foram os vetores do virus da AIDS.

No âmbito político essa vagabundagem se perfilava em torno de promessas socialistas, comunistas e assemelhadas. O pacifismo por eles entoado acabou edulcorando regimes ditatoriais odiosos, como o cubano, tanto é que foi naquela época que a foto de Che Guevara começou a estampar as camisetas dos hippies.

O estrago causado por essa guinada anárquica da sociedade ocidental foi tão grande que chegou a destruir inclusive a produção cultural de bom gosto e alto nível, seja na música, nas artes plásticas, na literatura, enfim, em todos os setores artísticos. Sem falar no fato de que o movimento contracultural contaminou seriamente as universidades imprimindo nelas o seu viés ideológico. Depois de cerca de meio século da eclosão desse movimento idiota tem-se aí o resultado: a destruição da família e o aumento inaudito da violência que campeia em todas as regiões do planeta. O que poderia parecer moderno e avançado nos anos 60 do século passado, tipificado pelo slogan Make Love, Not War, resultou nesse ambiente que caracteriza o século XXI, onde os cidadãos vivem numa verdadeira roleta russa e só podem contar com a sorte para sobreviver ante o assédio permanente e impune dos bandidos.

A reflexão que faço tomando por base um documentário de um concerto de jazz de 1958 do século passado não se trata de nostalgia, sentimento que reputo como dos mais cretinos, haja vista para o fato de que não tem qualquer sentido. Estou apanhando uma cena do passado como paradigma para examinar o presente. A constatação resulta inelutável. Verifica-se que houve uma degeneração dos hábitos e costumes, ou seja, um apodrecimento do tecido social, que se vai esgarçando ainda mais pela ação corrosiva do pensamento politicamente correto que considero o maior flagelo deste século. Não se trata de pregar o retorno ao passado; trata-se de de corrigir o presente no sentido se preservar os principais valores da civilização ocidental da qual são emblemas a democracia e a liberdade individual.

21 comentários:

Edy Junior disse...

Maravilhoso documento de uma época e de comportamento ,tomadas de cena muito boas,e música de primeira qualidade,parabéns pela revelação.

Anônimo disse...

Bom-dia prezado Sr. Aluizio,

Seu trabalho é realmente importante, avante bravo jornalista, ninguém decente agüenta mais essa esquerda abjeta, ultrajante. Hoje vamos às ruas em apoio a LAVAJATO, DR SERGIO MORO, MPF, PF! Av. Paulista as 15hs.

Obrigado , forte abraço e PARABENS!

Anônimo disse...

Sabe Aluizio, por muitos anos vivi numa completa ignorância das circunstancia a respeito do mundo, aquele pacote dado "pronto" que vc não precisa saber mais nada do mundo, o que está dentro dele basta!...
Porem sempre sentia que algo estava aquém, anos de escola, cigarrinho-do-capeta (graças ao bom Deus vi logo que era porcaria), faculdade de Direito, trabalho de advocacia, não me sentia satisfeito, assistia ao jornal da grande mídia parecia que era um analgésico as minhas inquietações, acreditava nas pataguadas!
Por muitos anos acreditei num golpe militar, mas pelo menos minha família me ensinou, desde de pequeno que comunismo é coisa do demônio, mas acretiva que tinha sido exorcizado com a queda do muro de berlim, entre tantas outras distorções, omissões e mentiras.
Foi, por volta dos meus 35, uma pessoa muito querida e mais experiente, disse p/ eu ler os clássicos, passei a comprá-los e a lê-los com fervor, automaticamente fui deixando de procurar informações na TV e livros que não levam a nada, e obtendo as respostas, ou pelo menos entendimento a respeito da natureza humana.
Fomos treinados só p/ acreditar e acatar fatos jogados, aquele pacotinho pronto - é proibido pensar; é imperioso que isso mude, questionarmos, a vermos o outro lado, o que realmente levou a determinado fato! Do contrario seremos iguais a bichinhos adestrados.

Anônimo disse...

Ótimo post e vídeo melhor ainda Aluizio...Good Sunday...
Artur Von Hansa Humboldt

A América é dos americanos disse...

Como sempre abrangente em sua argumentação. Ótimo.

Anônimo disse...

CUMUNISMO é um regime revolucionario que, por meio de trapaças e falsas propagandas quer se impor, subir para o poder e depois mostrar suas garras, colocando-se como salvador da humanidade de todos que estejam a seu lado: quer ser o senhor deus absoluto, com direito de vida ou morte!
É uma organização ostensivamente terrorista, sem rodeios e, tendo oportunidade, toma o poder por meio de golpes ou o que for!
Além disso, impostor, inescrupuloso e sumamente truculento, É materialista, rejeita a religião, cristã e sua moral, o direito, o Senhor Deus, a Igreja, todos os direitos da família, do indivíduo, fazendo de todos mercadorias a serviço estatal.
Quer que todos os meios de produção estejam nas mãos do Estado - para usar como quiserem apenas os capitalistas do Estado- e todos os mais na "justiça social"(disfarce de IGUALITARISMO DA MISERIA) e igualmente controlando toda a educação para encher as mentes apenas de ideologias - promovendo a famigerada LAVAGEM CEREBRAL desde a infncia.!
Assim, controla todos os transportes, as finanças e, para o comunismo a pessoa existe para o Estado, não o Estado para a pessoa!
Com esses zumbis tudo é ao contrario!
CURUCUCUBA do burguesão Castro E VENEZUMERDA do Maduro podre são 2 exemplos de como funciona essa desgraça, regime adorado por chantagistas e estelionatarios!

Cactus disse...

.
Discurso DEVASTADOR do Trump:
.
https://www.youtube.com/watch?v=xdfYiFpaxao
.

Anônimo disse...

Da época da contracultura só se salva o rock. Vivi boa parte daquilo tudo, não me arrependo, mas hoje vejo a ideologia que estava por trás e concordo com sua análise. Porém, continuo amando o rock, que naquela ocasião e mesmo depois deu um banho de criatividade musical e produziu ótimos músicos. Como se diz, há males quem vêm pra bem. No caso específico em análise, pode-se dizer que o mal da contracultura ao menos foi um bem para a música.

Sou suspeito, pois gosto muito do rock, mas é o penso.

Anônimo disse...

SHOW!
Sera' que os alegres rapazes e raparigas da midia leem Aluizio?!
Oportunidade de aprender o que e' jornalismo de verdade.Valores que foram invertidos. Que pena! Ainda bem que alguns fatos importantes conseguimos `a nivel nacional e internacional pricipalmente com a vitoria de Trump. Infelizmente a bandidagem continua todo vapor pra anular conquistas importantes. Agora depende de no's evitarmos o retrocesso.

Rose disse...

Texto genial! análise genial! parabéns!
As drogas, nessa história toda, serviram para alcançar o apogeu nos planos de degradação, de perda de valores e de idiotização humana. Afinal, gente imbecilizada não dá trabalho para ser manipulada.

Anônimo disse...

Bem lembrado, Aluizio, acrescentando a essa guerra cultural subliminar (ou nem tanto) para destruir os princípios até então consagrados pela sociedade civilizada, a doutrinação estritamente política intensificada nos anos 60 com a mitificação de Sierra Maestra e seus principais atores (Fidel, Che e o fuzilado Camilo Cienfuegos), as loas baba-ovos a Régis Debray, a devoção aos estrategistas da guerrilha vietnamita Ho Chi Min e Von Giap, ciosamente copiados pelos “nossos” militantes da luta armada, na frente os Carlos Marighella e Lamarca. Foi nessa época também que as Universidades se tornaram laboratórios produtivos da autoproclamada vanguarda do socialismo, com uso dos jovens mais promissores como tubos de ensaio, sob a regência de “educadores” tipo Paulo Freire e seus seguidores da ideologia dos oprimidos e descamisados. Saíram, portanto, dessas duas correntes aliadas os construtores do NINHO DA SERPENTE que pariu, no Brasil, todas as figuras que desde o final da ditadura militar assomou ao Poder sob o falso discurso de tudo pelo social para, DE FATO, assaltar e quebrar o país. E eles ainda estão aí grudados como craca ao governo. Louvável, mas não basta processar e encarcerar corruptos; é preciso LIMPAR e mesmo extirpar da sociedade o virus da ideologia comunista nela inoculado e ainda atuante e surtindo efeitos. (lídia)

Anônimo disse...

cARO aLUÍZIO
dEU NA tv QUE 59% DOS ALEMÃES QUEREM A REELEIÇÃO DE mERKELL. o QUE HÁ COM ELES??
eSTHER

Anônimo disse...

Por falar nisso,George Soros financia manifestantes contra Trump nos EUA por $15 a hora, sem mortadela ou tubaína.
http://www.dcclothesline.com/2016/11/17/breaking-george-soros-caught-red-handed-funding-anti-trump-protests-paying-protesters-15hr-2/

Aliás, Soros fundou outras 187 organizações que querem destruir a América e, obviamente, Donald Trump.
http://endingthefed.com/donald-trump-under-attack-by-187-organizations-funded-by-george-soros.html

Anônimo disse...

Que bela apresentação, preciosa relíquia. Grata Sr Aluisio.
Penso que sim, havia uma elegância nos tratos e trajes, na educação e nos modos.No entanto, havia também muita hipocrisia e muito farisaísmo, porque este verniz cultural, senhor, e falo aqui do verniz psicológico, estava desgastado pela repressão individual da expressão e o indivíduo transitava naquele "momentum", com a mente em uma caixa limitadora e não verdadeira em seu todo, não no "politicamente correto" do séc. 21 , mas no "socialmente correto" do séc 20.Penso também que a dinâmica de purgação destas repressões, ocasionou os desvarios libertinos dos quais hoje o mundo colhe maus resultados, pois toda uma sociedade restritiva, começou a externar ímpetos de mais liberdade, confundindo-a em exageros cognitivos, com libertinagens de todo tipo. Nesta dinâmica social, que leva gerações para chegar a uma resultante, é o caráter evolutivo e individual do corpo inconsciente coletivo, o mental, que demanda ferramentas tais que,por vezes destrutivas, ocasionam regimes, totalitarismos , para se fazer o domínio de mudança e abertura usando-se uma contracultura. Oras, não estou a defender os métodos nem as entrelinhas, pois naqueles originadores, os pais de ideologias, o caráter abusivo sempre imperou,dai autodenominem-se " revolucionários", e as práticas de seus discípulos fidelizados por cartilhas programáticas, alterou o tecido social/mental/cultural, introduzindo-se na formação "mental" dos indivíduos e suas expressões.
SÒ que um indivíduo não é sua mente, e a tem como ferramenta de auxílio para organização da vida, e possui uma consciência latente em contínuo despertar,um dom intuitivo frequentemente desconsiderado a despeito de como sua mente é configurada em contato com o mundo sensorial.Os revolucionários, jogam fora a criança junto com a água.

Lembro sempre do que esta escrito nas Escrituras evangélicas:
Nem à direita nem à esquerda. O Centro=equilíbrio.

Espero, desde que transitamos pela difícil fase adolescente da humanidade, possamos , aqueles que viram a mudança ocorrer, que não tenhamos os ranços do passado, mas os valores do antigo, conjugados ao novo, após a peneira de avaliações, ás quais hoje, constatamos, fazemos cada um de nós. LIberdade com responsabilidade é exercida por indivíduos amadurecidos, equilibrados, psicologicamente individualizados, com um senso de Eu, que transcende o ego fragmentado e conflituoso. Nestes tempos mágicos e surpreendentes, possamos fazer a síntese do melhor.
Onde o "novo" poderá encontrar o antigo e perene em essência? A elegância de modos, de trato e de valores, purgados das restrições muitas vezes ridiculamente morais, que os mais velhos , como eu, o senhor , e muitos, vimos acontecer no âmbito mesmo familiar, sendo exclusivos e não inclusivos, em uma síntese benéfica ao tecido social no planeta. È o que oro aconteça. O equilíbrio, este fio de navalha onde só os destemidos e desapegados podem percorrer, e creio, sejam estes, os que herdarão o novo mundo.

Anônimo disse...

Pacaraíma em RR em alerta pois mais de 100 venezuelanos invadem a cidade para comer e morar, isso por dia; eles dizem: o país quebrou, falta de tudo!
Isso é que é o tal de maravilhoso comunismo, o que os gangsters do PT queriam implantar no Brasil!
Em 2018, eliminaremos o resto de partidos comunistas do Brasil: que vão todos para o raio que os parta!
ESSE REGIME É O "DEFENSOR DOS TRABALHADORES" QUE TANTO ROSNAM NOS CAMINHÕES DA CUT!

Cactus disse...

.
O que o Temer vai dizer sobre este vídeo?
.
Estamos aguardando. Embora sei que o comunista vai ficar caladinho...
.
.
.
https://www.youtube.com/watch?v=033dIWJdKy8&feature=youtu.be
.
Estamos perdidos, se não fizermos nada.
.

O Libertário disse...

Li a primeira postagem, em 2011, e nunca mais esqueci, até mesmo da particularidade do barbudinho de chapéu com um copo na mão e olhar enviesado. Foi oportuno postar novamente. Obrigado.

Anônimo disse...

"O socialismo é a filosofia do fracasso, a crença na ignorância, a pregação da inveja.
Seu defeito inerente é a distribuição igualitária da miséria."
Winston Churchill

samuel disse...

"ALEMÃES QUEREM A REELEIÇÃO DE mERKELL. o QUE HÁ COM ELES?" Biased media Lembram dos polls do TRUMP?

Anônimo disse...

Caro Aluízio,
Parabéns pelo(s) Texto(s) !
Melhores à cada próximo...
ABC

João Luiz Pereira Tavares disse...

Reflita:

================================
Títulos Publicitários. COMUNICAÇÃO
=================================


A PILATRAGEM ESTÁ ATÉ EM FRASES: tipo «Pronatec»…

Você já viu PRONATEC fazer alguma coisa de brilhante na história brasileira nos últimos anos, como AS ESCOLAS TÉCNICAS O FAZEM NA Alemanha???? (Se viu…, ¡poste aqui imediatamente!).

Pois é… PURA PROPAGANDA ideológica da esquerdalha, em frases ou títulos [“Pronatec” é um tí-tu-lo].

Pronatec é a propaganda mais picareta na história da publicidade brasileira (pior que: «Danoninho vale por um bifinho». Pronatec fica em 1º de picaretagem petista]. Picaretaço.

Bom… Eis:


SUI-GENERIS:
Cabeças arejadíssimas e sui-generis são críticos do PT…
Não é aquele papo repetitivo de Petistas, não… Confira e analise, para confirmar isso. Reflita.


Eis:
AS FRASINHAS DO PT:
“casa grande e senzala; “burguesia”; «velha mídia»; “pobre viajando de avião”; «minha casa minha vida»; 20 milhões na Classe Média [rssssssss];


“PRONATEC” (a maior picaretagem do planeta!); “não vai ter golpe” substituído agora por outra frasinha de efeito, e de caso pensado: “fora Temer”; “coxinha”; a picaretagem máxima de rir: “fascista” (inflação total do conceito!);
“luz para todos”; “Coração Valente” e o clássico: “Nunca na história desse país”…, do Lula.

Bom:
Muito do Lixo cultural atual no Brasil vem da Narrativa do PETISMO populista. Pelo contrário, Weffort foi um erudito como Ministro da Cultura da era Fernando Henrique...

E quanto a Rede Globo, na divulgação da breguice, baranguice, o cafona e o Kitsch:

O PT é a Rede Globo; a Rede Globo é o PT.

==================================
PRONATEC é uma picaretagem Dilmanta
==================================