TRANSLATE/TRADUTOR

quarta-feira, abril 26, 2017

SABOTAGEM NA PGR: NO BREU DAS TOCAS UM MONSTRENGO SE AGITA PARA DESMANTELAR E LIQUIDAR A OPERAÇÃO LAVA JATO.

Há momentos em que os cidadãos e cidadãs de bem  desse imenso e mambembe Brasil tem carradas de razões para jogar a toalha.
Mais uma vez, no breu das tocas do establishment, surge mais um monstrengo destinado a fazer tábula rasa da Operação Lava Jato. E o monstro mora ao lado da força-tarefa da Procuradoria Geral da República (PGR). Já foi identificado, segundo editorial do jornal O Estado de S. Paulo e está pronto para dar o bote mortal de forma a livrar das malhas da Lei a canalhada ladravaz que saqueou os cofres da Nação. O título original do editorial é "Sabotagem contra a Lava Jato". Transcrevo na íntegra:
Quem quiser identificar um foco de sabotagem contra a continuidade das investigações da Operação Lava Jato, que estão sendo conduzidas pela força-tarefa da Procuradoria-Geral da República (PGR), não precisa ir muito longe. Basta olhar para o próprio Ministério Público Federal (MPF).
Numa proposta que não deixa margem a dúvidas quanto às verdadeiras intenções de sua autora, a subprocuradora-geral da República Raquel Elias Dodge apresentou ao Conselho Superior da instituição um projeto de resolução que obriga o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a ter de mudar a equipe que o assessora no momento em que a Lava Jato se encontra numa de suas fases mais importantes.
A votação da proposta só não foi concluída na sessão de ontem porque Rodrigo Janot pediu vista, quando 7 dos 10 conselheiros já haviam se manifestado a favor da resolução e 1 contra. O procurador-geral alegou que em momento algum foi consultado sobre a resolução e afirmou que, por causa das especificidades técnicas das investigações, não tem como mudar sua equipe. Como só faltam votar dois conselheiros, a aprovação da resolução é uma questão de tempo.
Entre outras inovações, o projeto de resolução limita em 10% o número de procuradores que uma unidade do Ministério Público Federal pode ceder para participar de investigações em outra unidade. Isso atinge o coração da Operação Lava Jato, pois desde sua instalação ela sempre contou com especialistas do MPF vindos de todo o País. Só no caso da Procuradoria Regional do Distrito Federal, por exemplo, 8 dos 29 procuradores federais – cerca de quase 30% – estão atuando nos tribunais superiores em nome da PGR. O órgão é responsável não apenas pelas investigações de quem tem foro privilegiado, como, igualmente, pela formalização dos grandes acordos de delação premiada que envolvem parlamentares e empreiteiras do porte da Odebrecht e da OAS.
No total, há atualmente 41 procuradores federais cedidos à Procuradoria-Geral, dos quais 10 estão trabalhando na Operação Lava Jato. Sua substituição, por causa da resolução que está sendo votada pelo Conselho Superior do MPF, poderá retardar as investigações, pois os novos procuradores que Rodrigo Janot terá de nomear precisarão de tempo para conhecer os processos. E, como o próprio Janot alegou, a PGR não dispõe de especialistas em número suficiente para conduzir as investigações mais complexas. Essa morosidade era tudo o que os advogados dos réus queriam, para tentar fazer com que as ações penais de seus clientes prescrevam.
O projeto de resolução estabelece ainda um prazo máximo de quatro anos para que um procurador federal possa atuar fora de sua unidade de origem. Como a força-tarefa da PGR em Curitiba começou a trabalhar há mais de três anos, isso significa que os membros do MPF a ela cedidos também terão de ser substituídos até o final do ano. Essa é mais uma inovação intempestiva que pode gerar problemas de descontinuidade nas investigações e comprometer a coleta das provas necessárias para fundamentar a proposição de ações penais contra políticos e empreiteiros.
O mais grave é que nem mesmo as entidades de procuradores da República – cujos dirigentes são candidatos ao cargo de Janot, que será substituído em setembro – se opuseram à resolução. “Não há ninguém insubstituível. A Operação Lava Jato é um trabalho de instituição, não um trabalho de apenas alguns colegas, por mais brilhantes que sejam”, disse ao jornal O Globo o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti.

Fica evidente que, por trás do projeto de resolução apresentado ao Conselho Superior do Ministério Público Federal, há irresistíveis pressões corporativas, pois notáveis personagens desse edificante episódio almejam suceder a Rodrigo Janot, preocupando-se mais com suas aspirações do que com a mais importante investigação que a instituição do Ministério Público já conduziu na história do País. (Estadão)

13 comentários:

Anônimo disse...

TAMBÉM SÃO OS MAIS INTERESSADOS NA "LISTA FECHADA", bem evidente que há interesses de derrubar a Lava Jato pois são os principais candidatos praticamente todos envolvidos em corrupção especialmente os marginais comunistas do PT e DOUTRAS ESQUERDAS RADICAIS, TIPO PSOL, PSTU E MAIS MERDAS SOB FORMA DE PARTIDOS POLÍTICOS e dos que se aliaram a eles, varios partidos capchos, a soldo e compartilharam da maior roubalheira dessepaiz!
Mas redes estão aí para entregarem todos esses vermes que corrompem e corroem o Brasil!
A derrocada do depravado PT nas últimas eleições foi só o aperitivo!
Em 2018, será completada a faxina geral dessas pragas-de-gafanhotos com cabeças recheadas de fezes de Satã!
A gente passa nas portas dos Sindicatos e lê nas faixas a furia deles contra o corte do imposto sindical para usarem como quiserem... bão né, gente, cortando a mamata deles...

Paulo disse...

A sorte destes vagabundos é que os bananeiros são um povinho pacífico que vivem para torcer para times de futebol e pular carnaval. Aliás, a tal da ¨baleia azul¨ devia mesmo virar moda aqui com milhões de bananeiros se suicidando porque não fariam falta nenhuma no mundo.

Jr Medeiros disse...

A desonestidade no Brasil é endêmica e não causada por esta ou aquela pessoa.
A desonestidade faz parte de nossa cultura, além de ser aceita é vista como virtude pela maioria da população deste país.
Os pais ensinam a desonestidade à seus filhos porque foi assim que também aprenderam.
Pessoas comuns e aquelas que ocupam altos cargos nas esferas públicas e privadas vivem de desonestidade porque são guiadas pelos valores de sua cultura.
Vejam o exemplo da classe política:
Os cargos políticos não são ocupados por seres de outros planetas, mas por BRASILEIROS.
Sendo brasileiros, adivinhem qual será seu modus operandi?
O brasileiro em geral vê sua cultura como virtude (“o brasileiro é um povo do bem, honesto, gentil e trabalhador”.) e não como defeito.
Se esta cultura é virtuosa, pra que mudar? Não é esse o raciocínio?
A cultura brasileira é uma doença.
Não é possível uma doença curar à si mesma.
“Parece que ser honesto no Brasil é crime”. (Juca Chaves)

Adilson Nagamine disse...

Alô senado é grátis 0800 61 22 11
Abuso de autoridade não

Anônimo disse...

Falaram no Antagonista que todos os "conselheiros" estão de olho na vaga de procurador geral da república.O que deixa claro que a intenção de tal medida é agradar a quadrilha, afinal é ela que faz a famigerada escolha. Isso só nos mostra que se continuarmos aceitando tudo vamos ficar pior que os venezuelanos e franceses juntos. O novo "pgr" provavelmente será igual aquela senhora que comanda o judiciário venezuelano que abona tudo que maduro faz.
As coisas só chegaram ao nível que estão com a participação de todos os poderes, há exceções, mas infelizmente poucas.Que futuro queremos para nossos filhos e netos? temos que reagir. Ficar só reclamando na internet não nos leva a lugar nenhum, eles estão é rindo de nossa cara, tanto é que as coisas no governo hoje continuam iguais aos anteriores. Roubo sem fim. Não precisamos de movimentos sociais é só nos unirmos e lutar para defender nosso país, antes que seja tarde.

Anônimo disse...

Esse aqui tem ótimas charges:

http://www.newtonsilva.com.br

Anônimo disse...

Comunistas apreciam mesmo é serem parasitas, caso dos sindicatos de fachada com a contribuição sindical para defender os "trabalhadores"!
Eles fomentam greves para depois pegarem uma grana por fora para acabarem com as mesmas que eles programaram para gerar mais $$$$ dos industriais que estão sendo prejudicados...
Comunistas só dão rasteiras no outros, né Dom Mula, quando foi sindicalista?

Anônimo disse...

Prezado Aluizio,

Boa tarde.

Segue o seguinte link de editorial publicado no SITE DA CORRENTE O TRABALHO DO PT - TENDÊNCIA INTERNA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES:

http://otrabalho.org.br/editorialedicao805/


O texto explicita a estratégia do PT para a greve do dia 28 de abril.

É importante divulgar à população que os apoiadores da greve do dia 28 estão na verdade apoiando o PT.

Forte abraço e continue sua luta.

Davi Abreu disse...

O que eu fiz pra Deus para merecer ter nascido nessa pocilga de país?

Anônimo disse...

Senador Roberto Requião estaria envolvido na Operação Carne Fraca...

http://polibiobraga.blogspot.com.br/2017/04/o-senador-roberto-requiao-estaria.html

Anônimo disse...

O que o PT e seus ministros da Defesa comunistas fizeram com o Brasil?
http://averdadequeamidianaomostra.blogspot.com.br/2014/12/gramscismo-militar-da-unasul-ingerencia.html?m=1
����
Peneirar notícias, analisar e ponderar.
Pesquise, quem tiver interesse, sobre o Conselho de Defesa Sul-Americano (CDS).
Acordos de cooperação militar com os árabes, chineses e especialmente russos.
Alguém sabe mais?
E hoje no governo Temer?
O ministro da defesa? O das Relações Exteriores é o Aluysio Nunes Ferreira, o da lei de migração, imaginem...

Sheila Prass disse...

Li algo que me surpreendeu e queria saber se é verdade: os sunitas e os xiitas são historicamente facções dentro do Islã que se declaram inimigas, embora ambas tenham como fundamento a jihad. Cada uma das FACÇÕES políticas se juntou a uma vertente ESPECÍFICA do nazi-marxismo: os SUNITAS ficaram com a vertente nazista e os XIITAS com a vertente comunista.Sunistas estão do lado nazista apoiando os globalistas como George Soros, União Europeia e Arábia Saudita financiando o terrorismo do Estado Islâmico...e os xiitas estão do lado russo, chinês e os bolivarianos da Am. Latina (por isso Mahmud Ahmadinejah do Irã foi visto por aqui aos abraços com Lula e Chávez). Putin é inimigo do Estado Islâmico, mas amigo do Hezbollah e do Irã. E a América Latina será palco de uma grande disputa entre ambas facções.

Anônimo disse...

Nada disso muda o fato de que o próprio Janot é um canalha petista e vagabundo.