TRANSLATE/TRADUTOR

domingo, fevereiro 25, 2018

UMA ALIANÇA DE CENTRO-DIREITA: É POR AÍ QUE PODE SURGIR A GOVERNABILIDADE DIZ O ECONOMISTA PAULO GUEDES QUE DESENHA O PLANO ECONÔMICO DE JAIR BOLSONARO.


O economista Paulo Guedes 
A Folha de S. Paulo entrevistou o economista Paulo Guedes que deverá ser o Ministro da Fazenda de Jair Bolsonaro, caso o atual pré-candidato se torne Presidente da República. E, como não poderia deixar de ser, o tom da entrevista é aquele que já se conhece, o seja, quando o entrevistado não é comunista o entrevistador da Folha se comporta como se estivesse num ringue de luta livre.
É um troço surrealista. O Brasil totalmente arrasado pelos comunistas e a Folha de S. Paulo fazendo de tudo para que os comunistas continuem destruindo o Brasil.
Acrescente-se que não é apenas a Folha de S. Paulo. Redações da grande mídia sempre foram controladas pelos comunistas. Toda essa gente é psicopata de carteirinha mas se considera "intelectual". E os conheço muito bem. De intelectual essa gentalha não tem nada, muito pelo contrário. É em redações de jornais da grande mídia que tenho encontrado ao longo da minha carreira jornalística os tipos mais burros e ignorantes. Infelizmente a burrice não tem cura.
Seja como for, os fatos são óbvios para quem tem o mínimo de bom senso. Ainda mais para um expert, velho de guerra, forjado em altos estudos econômicos como Paulo Guedes.
Por tudo isso, vale a pena ler a entrevista. De toda essa papagaiada em torno da campanha presidencial o único candidato que tem propostas definidas e objetivas é sem qualquer dúvida Jair Bolsonaro. Incluindo agora aquelas relativas ao âmbito econômico.
E ao que tudo indica parece haver uma boa afinação entre Bolsonaro e Paulo Guedes. Oxalá tudo isso frutifique para impedir que a loucura esquerdista transforme o Brasil definitivamente num lixão igual a Venezuela.
Por tudo isso transcrevo a entrevista. Leiam:
Folha - Qual o eixo do programa econômico que o sr. está escrevendo para Bolsonaro?

Paulo Guedes - A Constituição de 88 previu a descentralização de recursos. Ela foi imperfeita, porque nós perdemos tempo no combate à inflação. A morte do Tancredo [Neves, em 1985] foi uma infelicidade. O Tancredo era um veterano de 1964, quando ele viu a democracia se perder pelo problema inflacionário. Quando ele vê a inflação subindo, entra dizendo: é proibido gastar, vou controlar os gastos públicos. Quando nós fomos para congelamento de preços, Cruzado, esse tipo de coisa, nós nos perdemos, nós fomos na direção da Venezuela, para a hiperinflação.
Como fazer na prática?
No programa do Afif [para presidente, que ele coordenou, em 1989], eu propunha privatizar tudo. Para zerar a dívida mobiliária, a dívida pública federal interna.
Vender patrimônio para pagar dívida é boa política?
É só fazer a conta: dois anos atrás foram R$ 500 bilhões e ano passado, R$ 380 bilhões de juro da dívida. Bota isso 25 anos. Dava para ter acabado com a miséria?
Mas privatizar tudo?
Privatizasse um pouco que fosse. Vá olhar hoje a despesa pública. Será que valia a pena? Ou pagar um superavit fiscalzinho, só para não deixar a dívida crescer muito? O país continua sendo um paraíso dos rentistas e inferno dos empreendedores. Os impostos subindo, os gastos públicos saindo de 18% do PIB quando os militares entraram para 45%, quando Lula e Dilma saíram, sendo 38% de impostos e 7% de deficit. É um governo totalmente disfuncional. O governo é muito grande, bebe muito combustível. Mas se você olhar para educação, saúde, ele é pequeno. Já que a democracia vai exigir a descentralização de recursos para Estados e municípios, o governo federal tem que economizar. Onde? Na dívida. Se privatizar tudo, você zera a dívida, tem muito recurso para saúde e educação. Ah, mas eu não quero privatizar tudo. Privatiza metade, então. Já baixa metade da dívida.
Tem clima para privatizar?
A pergunta é o contrário: tem clima para não privatizar? Onde começou o mensalão, Bradesco ou Correios? Onde se acusa o Eduardo Cunha? Caixa, loterias, fundos de pensão. Onde foi o petrolão? Petrobras. Você vê clima para continuar com as estatais?
Sempre há resistência.
Resistência de quem? O povo brasileiro é contra? Ou será que são vocês [imprensa]? Eu nunca escutei isso do povo. Eu escutei isso da Folha, de jornalistas tucanos, petistas...
As joias da coroa, Petrobras, Banco do Brasil, Caixa, tudo isso é privatizável?
Por que não pode vender o Correio? Por que não pode vender a Petrobras? E se o mundo for para um negócio de energia solar? E o shale gas [gás de xisto]? E se o petróleo, daqui a 30 anos, estiver valendo US$ 8 [o barril]? Você sentou em cima de um totem, ficou adorando o Deus do óleo. Por que uma empresa que assalta o povo brasileiro tem que continuar na mão do Estado?
O sr. fala de corrupção nas estatais, mas a Odebrecht, por exemplo, é privada.
Evidentemente, há piratas privados e criaturas do pântano político.
Então o sr. admite que corrupção não ocorre apenas no setor estatal?
Tira o oxigênio. Já viu alguém do Bradesco corromper alguém do Itaú? Alguém do "Jornal do Brasil" corromper alguém da Folha? O privado não corrompe o privado, quando corrompe é preso. Não digo privatizar a qualquer preço, estou falando de gestão de patrimônio público.
Bolsonaro tem histórico intervencionista, é ele o indicado para liderar essa agenda?
Tem algum problema a Dilma ter sido presidente porque foi guerrilheira? Teria algum problema um sujeito que foi capitão do Exército tentar ser presidente?
Ele se converteu ao liberalismo?
Tem que perguntar para ele. Ele me pediu um programa econômico. Esse grau de intervenção do Estado na economia dá um poder extraordinário. Por que as pessoas têm medo do Bolsonaro? Será que é porque a máquina de moer na mão dele deve doer?
O que é a máquina de moer?
O tamanho do Estado. O Leviatã.
Ele vai domar o Leviatã?
A pergunta é: vocês acham que está bom do jeito que está? Crescimento baixo, desemprego... Será que depois de 30 anos de social-democracia esse grau de intervenção do Estado na economia corrompeu, degenerou? Eu acho que sim. A Lava Jato é uma denúncia disso. É possível fazer uma aliança de centro-direita, onde em vez de aumentar imposto seja reduzido gasto público? Em vez de criar 150 estatais, como o PT, seja reduzir e privatizar de verdade? Em vez de combater a inflação só com juros na Lua, fazer a parte fiscal com juro baixo?
Previdência é a principal reforma hoje?
O governo fez o teto sem ter feito a casa. O teto cai. A reforma da Previdência é parte da reforma fiscal. A Previdência tem várias bombas. Uma é a demográfica, por isso tem que empurrar a idade para cima. Tem a da desigualdade, entre o sistema privado e o do funcionalismo. Tem uma terceira, que é a do financiamento. Você deixa 50 milhões sem carteira assinada para a outra metade poder ter emprego, porque cada emprego custa outro em encargos. O sistema liberal-democrata é o chileno. Não é repartição, é capitalização. Não é gestão pública, o governo garante o resultado, mas terceiriza a gestão, numa nova indústria. É capitalismo na veia. Em vez de o recurso ser dissipado, é acumulado.
Haveria uma transição?
Sim. Você tem que criar para a juventude, liberta pelo menos seu filho. O sujeito tem 18 anos, tem duas opções: carteirinha azul, com proteção da Justiça Trabalhista etc., entra na velha Previdência. Quer a porta da direita? Carteirinha verde-amarela. Não tem encargo trabalhista, zero. Se você quer a carteira verde-amarela, você aumenta a sua empregabilidade, porque você está recusando a Justiça Trabalhista. Tem outro problema, o sistema mistura assistência com Previdência. Às vezes o cara não contribuiu, precisa de uma renda mínima, não é Previdência.
Seria mantido o Bolsa Família?
Isso se chama voucher educação. Milton Friedman, 1960 em Chicago. E foi aplicado depois no Chile. O PT precisa pagar royalties.
O sr. ouviu críticas por sua aproximação com Bolsonaro?
É possível a ordem conversar com o progresso? O progresso não é Paulo Guedes, o progresso são as ideias liberais.
E a ordem é Bolsonaro?
A ordem é Bolsonaro. São os valores tradicionais e conservadores. Pode juntar trotskista com marxista, socialista, social-democrata e fazer governos de coalizão de esquerda? Pode. É possível uma aliança política entre o liberal econômico e conservador em costumes? É por aí que pode vir a governabilidade, uma aliança de centro-direita. É um novo eixo. É mais Brasil e menos Brasília. É não ter toma lá, dá cá, não ter 40 ministérios.
Dá para cair para quantos?
Eu sugeri 10. Bolsonaro gosta do número 15.
Como o sr. trataria a questão dos impostos?
Tem que simplificar e reduzir as alíquotas. Tem alíquota de 40%, mas o cara é isento. A de 37,5% e o isento. A Inconfidência Mineira ocorreu quando os impostos chegaram a 20%. Eu acho que nenhuma alíquota no Brasil podia ser mais de 20%. Em vez de ter o isento e o de 37%, vamos para o 20%? Paga todo mundo. Tem que reduzir drasticamente o número de impostos, são 54, quando você soma as contribuições. Tem que cair para 8, ou 10 no máximo. Agora, você não vai fazer isso num dia.
Quais?
Imposto de Renda, IVA, IPTU, poucas coisas. Mas temos que conversar ainda.
O estilo do Bolsonaro incomoda o sr.?
Ele tem os valores dele: Deus, pátria, família. "Ah, mas é a favor da tortura". Ele é realmente, torturou alguém?
Ele elogiou torturador [Brilhante Ustra].
O Ustra disse que não torturou ninguém. Quem está falando a verdade, quem não está? E um dos direitos do parlamentar é o de opinião.
Ele não se excede?
Todos nós, né? Você nunca se excedeu? O negócio de não merece ser estuprada [refere-se a frase dita contra a deputada Maria do Rosário] eu vi, a mulher estava defendendo um estuprador. E inverteu, de repente ele era o estuprador. Visivelmente foi um cara enfurecido, falando algo onde perdeu temporariamente a razão. Conheci muito políticos de maneiras civilizadas e crápulas de comportamento. E estou vendo uma pessoa que todos dizem que é bruta, mas que tem demonstrado muita retidão comigo.

23 comentários:

Anônimo disse...

nossa, isso nao foi uma entrevista, mas uma inquisição, um interrogatorio cretino e armado, onde o reporterzinho cumpria sua missao de colocar respostas na boca do entrevistado...

o sujeito vai para uma entrevista completamente inconformado pela opção politica do seu entrevistado...

pelo amor de Deus, parem de dar entrevistas para a Bolha, nao servem de nada, sao altamente contraproducentes...

olhem as perguntas capciosas e cretinas elaboradas pelo jornal...

as tres ultimas sao vergonhosas...

deveriam perguntar a todo candidato que apoie o jararaca:

-pela sua condenação,
-pela ocultação de patrimonio, pela qual foi condenado.
-pelas mortes provocadas pela esquerda,
-pela miseria na Venezuela,
-pela miseria permanente e pelos presos politicos de Cuba
-pelas invasões aterrorizantes tocadas no campo pelo MST

enfim, o rosario de demencias provocadas pela esquerda pelo mundo afora seria infinito...

mas eles nao perguntam nada disso...

parem de dar entrevista para a Bolha, parem!!!!

samuel disse...

Com o Tax Cut os EUA passam a ter o imposto mais baixo do mundo (depois da China).
Consta que as firmas Canadenses vão mudar para os EUA e assim as firmas de muitos países (as do Brasil JÁ ESTÃO LÁ). É tão simples fazer o booooom! DIMINUA O ESTADO!

Heloisa disse...

Meu Deus, esse pessoal da Folha abusa do direito de ser anti- profissional. Que coisa mais nojenta!

Anônimo disse...

MAS AS SERPENTES COMUNISTAS NUNCA RELATAM SEUS TORTURADORES - CASO DA VENEZUELA, É A VERDADEIRA TORTURA DE UM POVO - COMO DEIXANDO de propósito FALTAR ALIMENTOS, REMEDIOS ETC., PRECISA MAIS?
NEM RECORDEDEMOS OS MAIORES TORTURADORES DA HUMANIDADE, TODOS PESTES COMUNISTAS, COMO MAO, LÊNIN, CASTRO, POL POT, STÁLIN E OUTRAS PESTES NEGRAS...
Os comunistas são demonios ambulantes, revelam ser os filhos do Dragão de Cor de Fogo do Ap 13 que vieram torturar a humanidade, passando-se como anjos de Luz, os pobristas de plantão!
Que fizeram os pestistas nesse quase 14 anos senão pilharem o Brasil e manter o povo na miseria para poder mante-lo no cabresto das bolsas-miseria??
Quer povos mais torturados que na Coreia do Norte, Cuba médicos(?) alugado ao governo para manter os burgueses do partido etc, incl. os cidadãos presos, como se fossem bandidos?

Anônimo disse...

Tem que privatizar tudo! Estado minimo. Imposto único com aliquota única para todos. Por mim teria 7 ministerios: alimentação, saude genética, trabalho, moradia, educação, defesa e o principal onde todos os outros desaguam, o da CULTURA Patriótica Liberal-Conservadora.

Anônimo disse...

O Google e o Google Play Services ocuparam toda memória do meu celular. Alguém pode me dizer o telefone deles para eu doar meu celular para o Google?

Aqui não, jacaré! disse...

E vcs acham que as perguntas poderiam ser outras?

Reporter/entrevistador de jornal comunista só faz pergunta pro-comunismo...

Tataum disse...

Sugiro ao Bolsonaro, a sua equipe e aos seus eleitores que doravante gravem por conta qualquer entrevista que derem, pois a edição tendenciosa e a distorção dos fatos, bem como a injúria, a calúnia e a difamação, vão correr soltas nos campos eleitorais vindouros, principalmente no segundo semestre. Não me surprenderia nem um pouco dizerem que surgiu o novo Roberto Campos ou mesmo o novo Hjalmar Schacht tupiniquim.

Anônimo disse...

Os adoradores de Bolsonaro não percebem que estão sendo usados por ele. Bolsonaro diz uma coisa e na prática faz outra. Bolsonaro sempre vota com a esquerda e elogiava loucamente o Chávez da Venezuela. Mas seus defensores cegos e fanáticos acreditam que ele é a solução. Quem quer se livrar da esquerda de verdade não vota no Bolsonaro. Bolsonaro é melancia.

NoBomber disse...

Boa noite Aluízio,
-----
-----
Esse Economista é a pá-de-cal no movimento Esquerdista que busca desacreditar o candidato Bolsonaro.
--
Garante Credibilidade, Conhecimento Econômico e Vivência Prática em Economia e Negócios.
--
Não vai ter prá ninguém nessa área: menos ainda para o PASQUIM ESQUERDISTA "FALHA de SÃO PAULO" e seu Laboratório de GÊNIOS-da-RAÇA(sic)...
--
ORDEM + PROGRESSO = NAÇÃO FELIZ e PRÓSPERA !!!
-----
-----
Boa semana !
ABC

O Libertário disse...

O entrevistado saiu-se esplendidamente. Quem levou um vareio foi o entrevistador.

Anônimo disse...

O Fantástico da Globo tentando provar de que o apoio das redes sociais ao Donald Trump e os protestos da população contra o Queermuseum são “fakes”.
Se encaixa naquele mandamento comunista: "Acuse os outros daquilo que você faz"
A Globo é uma organização esquerdista globalista alinhada com o George Soros e com os esquerdistas americanos que tentam boicotar o governo Trump. A Globo fracassou (mais uma vez) ao tentar emplacar o Luciano Huck como candidato a presidente. O avião do Luciano comprado com empréstimo subsidiado do BNDES foi "abatido" em pleno voo!
O Bolsonaro que se cuide que vem campanha suja da Globo nas eleições.

Sérgio S. França Carvalho disse...

Enfim alguem com ideias boas. Sabemos o quanto será difícil implantarmos as medidas apresentadas. Mas o caminho e este. Privatizar tudo.

Anônimo disse...

Quem acredita que Bolsonaro é esquerda tira o cavalo da chuva. Quando falou sobre Chávez acreditou como milhões de brasileiros acreditaram nas lorotas de Lula.
Veja o vídeo até o fim.

https://www.youtube.com/watch?v=b4U5g1a2Yd4

Aos 6 minutos começa a entrevista de Chávez, Disse que não quer privatizar; que Cuba; é uma ditadura e é contra o comunismo esse foi o Chávez de Bolsonaro, abra em tela cheia para ler o que fala.
Não venha destilar o veneno aqui. Não cola mais, estamos mais que imunizados desses déspotas que apenas visam poder e dinheiro.

Anônimo disse...

Entre em Configurações --> Aplicativos e mande limpar os dados.

Limpe vídeos do WhatsApp, esses são os comedores de memória.


Lanterna

Anônimo disse...

Aluízio

Parabéns pelo blog,é dos poucos que vale a pena ler. Mas gostaria de levantar um ponto para você pensar e compartilhar com seus leitores.

Não existe jornalista petista, como não existe procurador petista, juiz petista, governador petista, deputado petista, político petista etc

O que existem são petistas que se infiltram na República e ocupam o cargo de jornalista, procurador, juiz, deputado, governador etc.

A condição de petista antecede e se sobrepõe a todas as outras, porque eles não estão ali pelo ofício e para produzir pelo que são pagos e que se espera deles - mesmo porque eles não acreditam nisso, só acreditam na sua ideologia carcomida e no seu papel de "revolucionário".

É importante divulgar isso, porque ajuda a entender muito do modo de ser e agir dos petistas. E nós ensina a derrotá-los.


Lanterna

Alexandre Sampaio disse...

Paulo Guedes colocou esse(a) comunistazinha de merda em seu devido lugar. Só o fato de haver um candidato, que não abaixe mais a cabeça e balance o rabinho para esses pulhas da imprensa, já justifica o voto em Bolsonaro.

Anônimo disse...

Engraçado. O cara quer privatizar tudo. Vamos só esperar se o Bolsonaro vai ter coragem de falar em privatização. Falou da necessidade da reforma da previdência mas Bolsonaro é contra. Quando uma coisa tem tudo pra não dar certo daí é que não dá mesmo.

Anônimo disse...

E tem gente que não só acredita, malha a Globo jurando de pés juntos que de direita assim como FHC. Nem colocando palitinhos nos olhos os pedralhas percebem que são seus camaradas.

Ferreira Pena disse...

Esse cara é bom Aluízio. Sabe esclarecer onde quer chegar o futuro governo. Mas quase tudo vai passar pelo congresso, como será o apoio do presidente Bolsonaro?

Anônimo disse...

Esse lixo de jornalistas e jornalismos não dá mais.
Sou a favor é de uma intervenção militar. Não acho que Bolsonaro vai conseguir governabilidade se for presidente. Os militares teriam respaldo para fechar o Congresso e banir jornalistas vagabundos como os da "Falha".

Ou Bolsonaro convoca logo em seguida (se se sagrar presidente) às forças armadas ou vai o Brasil para o beleléu.

Anônimo disse...

Tem uns e outros aí já na missão comunista de desacreditar Bolsonaro. São todos emissários da ideologia das trevas que, no afundar de seu barco, tentam uma última manobra.

A esses eu digo:

Acabou a boquinha... VÃO TRABALHAR, VAGABUNDOS!!!

Wanderley Camy disse...

Só um golpe da esquerda tira essa dupla que vai levar o Brasil adiante, vai nos tirar dos ultimos 50 anos perdidos!!