TRANSLATE/TRADUTOR

segunda-feira, maio 14, 2018

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL DECISIVA NO BRASIL: LAVA JATO EVISCEROU O VENTRE DA BESTA REPUBLICANA. ELEITOR JÁ NÃO PODE ALEGAR QUE NÃO SABIA.

Nunca na história das eleições presidenciais no Brasil houve algo semelhante com o que está acontecendo agora nessa dita pré-campanha. Aqui no Brasil tem "pré-campanha'', "pré-candidato", "campanha antecipada" e urnas eletrônicas obsoletas há anos. E a obsolescência dessa urna tupiniquim está na ausência daquilo que é obrigatório em qualquer pleito eleitoral, ou seja, a possibilidade de uma auditoria.

Na urna eletrônica brasileira o eleitor aperta o botão e seu voto se transforma num sinal eletrônico que hipoteticamente - já que a urna eletrônica é inauditável - aparecerá na relação final da Justiça Eleitoral como apenas um número que se somará aos demais e a máquina dirá quem venceu, ou seja, qual candidato teve o maior número de votos. Todavia, repito, não há possibilidade de promover uma auditoria, caso seja reivindicada por um partido político.

A par dessa incrível realidade é no rol dos ditos pré-candidatos que se depara com um panorama eleitoral que em nenhum momento da história das eleições brasileiras ocorreu.

Há mais de uma dezena de pré-candidatos listados pelos tais institutos de pesquisa e que incluem até mesmo um cidadão condenado pela Justiça. Há outros ostentando pré-candidatura que são citados na Operação Lava Jato. E são tantos os candidatos que de memória não é possível listá-los, como também é impossível relacionar de cor as siglas de todos os 35 partidos políticos existentes no Brasil, quiçá um recorde mundial de agremiações políticas. E todos esses partidos recebem - pasmem - dotação financeira concedida pelo Estado para realizar suas campanhas. 

Entretanto, o mais incrível de tudo isso é o esforço dos jornalistas da grande mídia em tentar diariamente, por todos os meios possíveis (já nem vou falar nas famigeradas 'fake news') em emprestar notoriedade a ilustres desconhecidos.

E, mais do que os números das ditas "pesquisas eleitorais", o que tem validade inquestionável é o já famoso "teste do avião", ou seja, como se comporta o público nos aeroportos e no interior da aeronave quando entre os viajantes encontra-se de um desses "pré-candidatos presidenciais".

O 'teste do avião' é uma criação aqui deste blog. Dia desses escrevi uma postagem sobre esse teste que, salvo melhor juízo, supera em confiabilidade as ditas pesquisas eleitorais efetuadas por empresas e institutos pesquisadores. A confiabilidade do "teste do avião" é imbatível. Não tem delimitação de campo, elaboração de cartões com os nomes dos candidatos e o emprego de pesquisadores. O "teste do avião", além de ter custo zero tem por isso mesmo 100% de confiabilidade. Afinal, nunca se sabe quem financia esses tais institutos de pesquisa.

Mas isso não é tudo. Tirante o pré-candidato Jair Bolsonaro que viaja apenas em aviões de carreira tendo se saído muito bem no "teste do avião", não se sabe como os demais pré-candidatos se locomovem por esse imenso Brasil. E, sejamos francos, nem se sabe onde fazem contato com os eleitores e como se locomovem. 

A par deste fato, todos dessa penca de pré-candidatos se parecem uns com os outros. Menos com Jair Bolsonaro. Eles repetem como papagaios uma agenda que praticamente é comum a todos. Falam mais por meio de metáforas, omitem sempre o que é essencial e, a rigor, todos eles são iguais na essência e também ocupam generosos espaços na grande mídia. O que leva a crer que se houver segundo turno nessas eleições presidenciais todos estarão unidos contra Jair Bolsonaro. Precisa desenhar?

Ah, todos eles também defendem ardentemente um indulto para o estafeta de Fernando Henrique Cardoso que neste momento experimenta as 'mudanças climáticas' em Curitiba.

É o establishment brazuca em ação. Desde o golpe da Proclamação da República essa gente vem tungando o erário e pela primeira vez ao longo de mais de um século de mamatas sem limite estão fora do ventre da besta republicana eviscerado pelas laminas afiadas da Operação Lava Jato.

Quem não toma posição neste embate eleitoral é no mínimo estafeta do establishment ou seu beneficiário direto. Não entra nesta conta os néscios de todos os gêneros que não são poucos entre os terráqueos... infelizmente.

16 comentários:

Anônimo disse...

Existia até ex juiz que defendia a lei e sem mais nem menos se ajunta à bandidagem comunibosta, já viu dessa, né, JBarbosa?
Ainda bem que ele desistiu pois doravante não se quer mais aqui comunistas ou quadrilheiros, tanto faz e pesquisas a favor desses vagabndos são montadas prá enganar otarios!
O teste do RESTAURANTE já funcionou tb: quantos do PTaloprados que tiveram que sair às pressas após descobertos?
O do avião funciona muito bem: quantos do PT acossados nos aeroportos, o Gilmar Mendes do quarteto maldito e sabotador do STF, defensores de bandidos?
Urnas eletrônicas sem possibilidade de auditoria são propositadamente pra fraudarem, sob o:
"BOM QUE O POVO SAIBA QUE HOUVE ELEIÇÕES. OS ELEITORES DE NADA VALEM, MAS OS QUE CONTAM OS VOTOS DECIDEM TUDO" - Stálin.
O Partido Militar deveria checar isso e jamais permitir apuração secreta, como da vez passada, armação das esquerdas e cupinchas!

Anônimo disse...

Off topic

ESQUERDISTAS SE REVELANDO

Quer dizer que o Leandro Comunal (Leandro Karnal) tem uma queda pelo terrorista Estouros (Guilherme Boulos) do Partido Socialista do Leblon? Quem poderia imaginar...

https://www.facebook.com/desesquerdizada/photos/a.260350511015560.1073741828.260346504349294/585660131817928/?type=3&theater

Anônimo disse...

É uma clamorosa mentira afirmar a regularidade das eleições quando essa urna eletrônica é utilizada. A fiscalização de todos os atos da eleição é da essência do processo eleitoral. Ora, se apenas um desses atos, por menos importante que seja, for inacessível ao escrutínio do cidadão comum, não se tem mais uma eleição, mas, na verdade, um embuste, um simulacro, uma coisa para "inglês ver", um troço para "cumprir tabela" e enganar o povo fazendo-o crer que participou do processo democrático. Essa excrescência já deveria ter sido há muito abolida. Usem o "teste do usuário". Perguntem, qual grande democracia do mundo utiliza tal estrovenga? Digo que tal não passa de um penduricalho inútil para afastar os olhos do povo do que realmente importa, que é a lisura do processo eleitoral, coisa indispensável num país onde o PT até pouco tempo deitava e rolava comprando tudo na base da grana desviada e outros políticos corruptos ainda mandam e desmandam impunemente. A Justiça Eleitoral costuma gabar-se da eficiência e velocidade do processo eleitoral propiciada pela malfadada urna. Eu pergunto: a justiça é mesmo eleitoral ou então "da tecnologia"? Se a justiça é de fato eleitoral, como valores puramente técnicos/tecnológicos (eficiência e velocidade) podem se sobrepor à finalidade do processo eleitoral, que é fazer com que todos os brasileiros participem da democracia em iguais condições? Querem saber? Que demore um mês a apuração dos votos, mas que, do certame, saia um candidato que se sabe, com toda certeza, que foi o mais votado, e não algum fantoche colocado no poder por quem controla os cabrestos eletrônicos.

Anônimo disse...

Não se esqueçam, nas próximas eleições, de votar em candidatos que APÓIAM O POVO BRASILEIRO, que votou contra o desarmamento naquele plebiscito que os políticos fingem ignorar!!!

Anônimo disse...

A última cartada são as urnas inauditáveis.Mas com esse número imenso de militares participando do pleito,creio que os manipuladores dessas urnas terão que pensar duas vezes antes de fazer alguma falcatrua.Creio também que nenhum desses militares tem algum com comprometimento a ponto de precisar de fraudes para se eleger.Um sargento vale mais do que qualquer candidato da ORCRIM , e esta é a razão do pânico.Mesmo que não haja voto impresso,vamos passar o rodo.De alto a baixo.O risco de fraude está presente até o último segundo,e como o Mestre Aluizio já disse,ninguém pode dizer que não sabia,então cabe a nós que sabemos,fazer uma pressão tamanha que os fraudadores sintam medo de dar um passo errado.A bandidagem politica já percebeu o desmoronamento do seu castelo de cartas e tentam no desespero suas últimas investidas contra a sociedade.O teste do avião foi mais uma grande pegada do Mestre,porque contraria tudo o que a imprensa venal apresenta em pesquisas manipuladas de acordo com o pagamento.
A realidade nua e crua é que de todos os partidos vivem do fundo partidário,do aluguel de legendas e todo o tipo de trambique,mas com o time verde oliva isso não funciona e eles estão entrando em campo com tudo e com apoio da sociedade que não aceita mais tanta mentira.Entre os mais aplaudidos estão o Capitão Bolsonaro e o General Mourão.Só estes dois bastam para botar horror porque não são parte desse sistema criminoso.
O bisturi da Lavajato abortou todos os projetos da ORCRIM,esparramou suas tripas no chão.Assim como o Juiz Sérgio Moro usou sua caneta na forma de bisturi,Bolsonaro vai usar o mesmo instrumento para cortar as mamatas que enriqueceram essa bandidagem.Muitos delles já estão na fila,depois outros entrarão.As cabeças a premio são muitas e todas terão o merecido tratamento.Vai ser um "pega pra capar" que nunca foi visto no Brasil.
Creio que a bandidagem não vai pagar para ver,mas sabem que a limpeza começou, e sabem também que não vai parar até que esteja pronta.
É bom JAIR se acostumando.
Bolsonaro no primeiro turno em 2018.

Odilon Rocha disse...

Como sempre, perfeito, caro Amorim!

Fabiano Santos disse...

Ótimo texto.
O teste do avião, como foi dito, é a verdadeira "pesquisa eleitoral". Tanto é que deu pra ver uma das últimas viagens de Gilmar Mendes, em voo comum.

Cactus disse...


.
Excelente texto, Aluízio!
.
Mudando um pouco de assunto, hoje na rádio Jovem Pan (subliminar é Pã, um deus pagão dos infernos) o Jornal da Manhã (idiotia, pois é um rádio-jornal), a economista Denise Campos de Toledo
tratou do assunto da economia da Argentina, que está se utilizando de empréstimos junto ao Fundo Monetário Internacional, dizia ela no comentário final que aquele governo não fez a lição de casa, e portanto tinha ficado de recuperação, ou coisa parecida.
.
A dita “economista” deveria ter explicado o que é uma “lição de casa”, aliás, deveria, se souber, ter apontado isso muito antes para o governo argentino, afinal ela sabe tudo de lição de casa. Deve ser uma criançona que estuda no primário e pensa que somos idiotas iguais a ela.
.
Típico de rádio que não informa nada, é só blá blá blá e frases subjetivas, para fingir que entende alguma coisa, engabelando os seus ouvintes.
.

Anônimo disse...

Talvez seja esta a eleição brasileira que mais necessite de resultados confiáveis. Ou aplicamos o voto impresso na ítegra, seja qual for o custo financeiro que isto envolverá, ou corremos o sério risco de agravarmos, em incontroláveis proporções, esta crise política que estamos vivenciando hoje. Estes juízes do STE estão brincando com fogo, parece que ainda não se deram conta do perigo ao qual estão submetendo o país. Ainda que não houvesse lei obrigando a relização das eleições com voto impresso, o simples uso do bom senso, dado o momento que vivemos, já nos obrigaria a realizar uma eleição segura (auditável).
UMA ELEIÇÃO SEGURA NÃO TEM PREÇO!

Sebastião

Anônimo disse...

O Maior perigo para Bolsonaro é a urna viciada eletrônica

Anônimo disse...

O que a Comissão da Verdade tentou esconder do país? As Esquerdas mataram 119 pessoas, e 19 delas foram assassinadas antes do AI-5.

Obs. Não gosto muito do Reinaldo Azevedo mas desta vez ele fez uma excelente matéria contra fakenews sobre General Medeci.

http://www3.redetv.uol.com.br/blog/reinaldo/o-que-a-comissao-da-verdade-tentou-esconder-dos-brasileiros-esquerdas-mataram-119-pessoas-e-19-delas-foram-assassinadas-antes-do-ai-5/

Cactus disse...

.
Reinaldo Azevedo, um picareta que fez de tudo para ajudar o seu ídolo bandido Lula, escrevendo um monte de excrementos contra o seríssimo juiz Sergio Moro.
Para este picareta o Lula é o mocinho e juíz é o bandido.
.
Para este picareta não há provas contra o Lula. Mas este picareta escreve um monte de excremento contra o regime militar sem apresentar uma prova sequer.
.
Sabemos que a época do regime militar foi a melhor época que existiu neste país: os bandidos ficavam presos e as pessoas honestas tinham segurança e empregos para escolher, repito: escolher. Hoje o que temos é um monte de bandidos no governo assaltando os cofres públicos e fraudando as eleições com urnas eletrônicas, que nenhum país decente usa, além de milhões de desempregados e milhões recebendo bolsa esmola, um país em queda livre.
.
E ainda tem gente que lê este picareta e acredita, como o anônimo acima. Deve ser mais um dos seus gerados zumbis.
.

Anônimo disse...

Mais importante seria o teste do metrô ou do busão, já que a maioria esmagadora dos eleitores se situa na faixa dos que usam esses meios de transporte.

O teste seria quem entra e sai vivo ou inteiro.


Lanterna

Anônimo disse...

Cactus!
Quem acompanhou Reinaldo, que sus matérias eram bem diferentes, uma informação imparcial, conforme lí parece que deu uma quinada para esquerda.
Como disse o comentarista acima, desta vez fez uma excelente matéria, aliás é quase uma releitura do escreveu em 2010, citado por Reinaldo em 2017.

"No dia 12 de janeiro de 2010 — há quase cinco anos, portanto —, publiquei a lista de todas as pessoas que foram assassinadas pelos terroristas de esquerda. Cheguei a 119. O Clube Militar fala em 120. Que fossem apenas duas, pouco importa: suas respectivas mortes e seus respectivos nomes tinham de estar na lista da Comissão da Verdade. Por que não estão? Pelo visto, essa turma não leva a sério aquela história de que a morte de qualquer homem nos diminui. Eles não se sentem diminuídos nem com mais de 100.

E que se note: entre os 434 mortos “do bem” (os assassinados pelas esquerdas, pelo visto, são “mortos do mal”), há uma pessoa que já se sabe estar, felizmente, viva. Trata-se de Dirce Machado da Silva. A relação elaborada pelas esquerdas inclui, por exemplo, os que morreram de arma na mão no Araguaia. Antes que prossiga, uma questão de princípio: não deveria ter morrido uma só pessoa depois de rendida pelo Estado. Ponto final. Não há o que discutir sobre esse particular.

Mas o que é que os livros de história, boa parte da imprensa e, agora, a Comissão da Verdade escondem de você, leitor? Apenas a… verdade! As esquerdas alegavam até outro dia que o Regime Militar, ao longo de 21 anos, havia matado 424 pessoas — número agora ampliado para 434. É um total provavelmente inflado. Mortos comprovados eram 293 (agora não sei). Os outros constavam como “desaparecidos” e se dava de barato que tenham sido eliminados por agentes do regime. Havia casos em que a vinculação com a luta política não estava comprovada. E, como já lembrei, estão na lista os mortos do Araguaia, que estavam lá para matar ou morrer. Que corpos tenham sumido, é evidente, é inaceitável. Que pessoas tenham sido executadas depois de rendidas, idem. Adiante.

O que não se diz é que o terrorismo de esquerda matou nada menos de 119 pessoas, muitas delas sem vinculação com a luta política. Quase ninguém sabe disso. Consolidou-se ainda outra brutal inverdade histórica, segundo a qual as ações armadas da esquerda só tiveram início depois do AI-5, de 13 de dezembro de 1968. É como se, antes disso, os esquerdistas tivessem se dedicado apenas à resistência pacífica.

Neste primeiro post sobre as vítimas dos terroristas de esquerda, listo apenas as pessoas mortas antes do AI-5: nada menos de 19. Em muitos casos, aparecem os nomes dos assassinos.

Se vocês forem procurar, muitos homicidas estão na lista dos indenizados do Bolsa Ditadura, beneficiados por sua suposta “luta em favor da democracia”. Ou, então, suas respectivas famílias recebem o benefício, e o terrorista é alçado ao panteão dos heróis. Os casos mais escandalosos são os facinorosos Carlos Marighella e Carlos Lamarca. Quem fez a lista dos assassinados pela esquerda é o grupo Terrorismo Nunca Mais. “Ah, lista feita pelo pessoal ligado os militares não vale!!!” E a feita pela extrema esquerda? Vale? Ademais, as mortes estão devidamente documentadas. Seguem os nomes das 19 pessoas assassinadas antes do AI-5 e, sempre que possível, de seus algozes. Em outros posts, os outros 100 nomes.

Ah, sim: PARA AS VÍTIMAS DA ESQUERDA, NÃO HÁ INDENIZAÇÃO. Como vocês sabem, elas não têm nem mesmo direito à memória. Foram apagados da história pela Comissão da Verdade, que é de mentira.

AS VÍTIMAS DAS ESQUERDAS ANTES DO AI-5:
1 – 12/11/64 – Paulo Macena, vigia – RJ
Explosão de bomba deixada por uma organização comunista nunca identificada, em protesto contra a aprovação da Lei Suplicy, que extinguiu a UNE e a UBES. No Cine Bruni, Flamengo, com seis feridos graves e um morto."
Etc...
https://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/os-mortos-sem-sepultura-historica-da-comissao-da-farsa-1-os-assassinados-pelas-esquerdas-antes-do-ai-5/

Cactus disse...

.
Ao anônimo.
.
Se o Lula disser que dois mais dois é igual a quatro, pronto, o Lula é um cara que diz a verdade e merece respeito.
.
Ora, o Reinaldo passou anos malhando o Sergio Moro como Judas no sábado de aleluia, e defendendo o bandido Lula. Até agora, após muitos e muitos juízes considerarem a culpa de Lula, o picareta não se redimiu, não pediu desculpas sequer uma vezinha do erro.
.
Conheço bem o perfil patológico dos picaretas, dão uma que de estão do seu lado, mas no fundo não deixam a picaretisse.
.
Se quer ser engabelado por picaretas, faça um bom proveito, siga o Reinaldo Lula Azevedo. Ah, ia me esquecendo... pede para ele te acompanhar em um dia de visita ao Lula em Curitiba...
.

Anônimo disse...

Leandro e um comunista nojento,sua boca parece comendo bosta.