TRANSLATE/TRADUTOR. CLIQUE NO BANNER

quinta-feira, abril 18, 2019

FAKE NEWS? QUANDO OS ALCAGUETAS DOS COMUNISTAS SÃO ESPICAÇADOS PELA VERDADE DOS FATOS. O CASO DONALD TRUMP.


Mais um excelente vídeo traduzido pela Embaixada da Resistência. E o próprio 'Embaixador' comenta este vídeo do jornalista e youtuber britânico Paul Watson, que resume com um recorte de diversas cenas das ditas grandes redes de televisão que já foram consideradas 'rainhas' da mainstream media e hoje sentem o gosto azedo do vinagre. Sim, todas essas grandes redes de televisão nos Estados Unidos e, mais recentemente aqui no Brasil foram para o vinagre e são motivos de pilhérias e gozações variadas pelas redes sociais, blogs e sites independentes.

Mais recentemente, à falta de caraminguás estatais, os jornalistas dessas empresas de mídia passaram a integrar esquemas de 'fact checking', ou seja, passaram a ser 'caçadores' de fake news (notícias falsas) ...hehe... e prestam serviços para redes sociais como o Facebook, por exemplo. E com um detalhe: posam de arautos da verdade e da sabedoria. Porém o que aconteceu nos Estados Unidos é o bastante para calar para sempre esses impostores que passaram a ser alcaguetas a serviço dos comunistas. 

Comenta o editor da Embaixada da Resistência:
"Passaram mais de dois anos promovendo a narrativa do "Conluio Russo", com a clara intenção de deslegitimar o resultado democrático das eleições americanas. Narrativa que deu origem naturalmente a desacatos violentos e protestos em massa contra o resultado eleitoral, colocando o Presidente Trump sob um permanente ataque e atiçando até uma possível guerra com a Rússia.
Tudo isto enquanto nos acusam de "fake news" (sem especificar) e catalogam de "ameaças à democracia", pelo crime de legitimar a vitória de Trump, e também pelo crime de expressar uma opinião contrária à deles, o que para eles nos constitui como "inimigos da liberdade de imprensa".
Inimigos a ser calados e abatidos em nome da "liberdade de expressão".
Até quando o povo vai continuar a engolir as falsidades destes militantes partidários disfarçados de jornalistas?
Quando acabará a hipnose?
Citando o maior Presidente de todos os tempos;
"As Fake News (leia-se: "grande imprensa") são o inimigo número um do povo americano". E são o inimigo número um, precisamente por serem o inimigo mais poderoso de todos."

11 comentários:

Anônimo disse...

Reinaldo Azevedo é o mais raivoso representante da extrema-imprensa entre nós, e um dos poucos jornalistas que defenderam a medida de exceção exarada pela dupla Tóffoli-Alexandre Moraes. Aliás, esse mesmo jornalista é um propagador de fake news contra o governo Bolsonaro, e desenvolve a sua ação nefasta à luz do dia, sob o silêncio obsequioso de todos os seus colegas da imprensa, até daqueles que se dizem "de direita". Isso é uma vergonha!

Anônimo disse...

todos esses "clowns" do pseudo jornalismo são de uma patetice de dar dó...

é so voce fazer um pequeno apanhado de algumas das manchetes diárias e poderá constatar claramente que ha um método nisso tudo e, muito provavelmente, alguém que organiza esse método...

todos repetem as mesmas ladainhas de maneira incessante todos os dias..

agora a Rede Bobo anuncia que os crimes decresceram 25%...

mas que tudo seria obra, atentai!, do desgoverno Temer!!

eles farão qualquer coisa, se alinharão a qualquer um apenas para desprestigiar o governo Bolsonaro...

a turma do jornalismo viu ate mesmo naquele Congresso fisiologista e na figura eleitoral diminuta do presidente da casa uma espécie de Rui Barbosa salvador da democracia e mantenedor da institucionalidade...

é, voce elegeu Bolsonaro mas ganhou o senhor Bolinha como guardião da Republica...

não ha mais fim de feira do que esse...

Sempre Mais do MESMO disse...

Meio que paralelo ao assunto sobre noticias falsas e até significados manipulados, sempre o OBJETIVO É ENGANAR com ARDIS que SUBVERTEM a RAZÃO:

Eu só queria mesmo saber O QUE É essa "CIDADANIA" que tanto se fala?

A cidadania tinha a ver com CIDADÃO e governo, porque em certas épocas a CIDADE é que "chancelava".
Em certas épocas, e ainda, os estrangeiros não desfrutavam das mesmas possibilidades, ou direitos reconhecidos pelo governo, dos cidadãos nativos. Por exemplo não poderiam abrir negócio próprio, ser dono majoritário de meios de comunicação , votar, servir o exército e etc..

...Então ganhar a cidadania significava ter os mesmo direitos reconhecidos pelo governo aos nativos.

Ou seja, SENDO NATIVO POR SI SÓ JÁ GARANTIAB A CIDADANIA.

MAS AÍ as FILODOXIAS, confundidas com filosofia, começaram a ESTENDER SIGNIFICADOS da mesma forma que, quando conveniente, particularizam significados PARA SEMPRE APROVEITAR SIGNIFICADOS JÁ CRISTALIZADOS INSTINTIVAMENTE para NOMEAR COISAS DIVERSAS. Da MESMA FORMA a FILODOXIA PARTICULARIZA SIGNIFICADOS JÁ INTUITIVOS para AFASTA-LOS de QUESTÕES QUE NÃO DESEJAM QUE SEJAM APREENDIDAS e CORRETAMENTE ASSOCIADAS ÁQUILO QUE AS CLASSIFICAM.
(ex.: cidadania e escravidão)

Ou seja, o que há é a IMBECILIZAÇÃO através da REPETIÇÃO FRENÉTICA e HISTÉRICA a fim de, literalmente, lavar cerebros para depois suja-los com excrementos filodoxos.

Todos gostam de repetir qualquer coisa que acreditem lhes "EMBELEZAR a PERSONALISDADE".
Trata-se da vaidade ansiosa pelo apoio da opinião alheia.

Exatamente por isso que muitos repetem discursos na certeza de que estão "CAUSANDO" ou "LACRANDO", mas estão apenas se imbecilizando.

Porém, basta questioná-los sobre o que estão falando com tanta galhardia e sensação de superioridade para causar-lhes risíveis "GPFs MENTAIS". O Mamãe Falei e o Gabriel Monteiro são ótimos em demonstrar isso em vídeos. Já que só em vídeos é possivel crer que tanta gente fala soberbamente, simulando orgulho sincero, sobre coisas que desconhecem completamente, mas que, como absolutos PAPAGAIOS, saem a REPETIR ALUCINADAMENTE AS MAIORES ASNEIRAS em pretenso odor de sabedoria.

...aí aqueela vaidade que, na ânsia de obter a opinião alheia favorável, acaba levando o tolo a passar graves vexames, como aqueles com os quais os youtubers citados nos brindam e tanto nos faz rir com a desgraça alheia. Não a desgraça do momento, mas sim a desgraça que são esses tipos que, de tão sedentos de ostentação de virtudes, acabam repetindo asneiras apenas em busca de "CAUSAR", "LACRAR" e assim deixando a nu a desgraça que são. Porém mais se importam em exibirem-se para outros PAPAGAIOS que os APLAUDIRÃO em busca da RECIPROCA: o onhecido "ASINUS ASINUM FRICAT"

...PQP!!!!

Animais aprendem o que é verdade, mas seres ditos racionis deveria DESCOBRIR o que é a verdade ao RECONHECE-LA e APREENDE-lA, que é diferente de aprende-la: quem aprende decora e qualquer animal pode decorar truques. Descobrir, apreender e CONHECER é bem diferente de meramente aprender.

Anônimo disse...

“De tanto se repetir uma mentira, ela acaba se transformando em verdade.”
― Joseph Goebbels

*

Uma mentira repetida mil vezes continua sendo uma mentira até que a verdade a liberte.

Anônimo disse...


“Somos socialistas porque vemos a questão social como uma questão de necessidade e justiça para a própria existência de um estado para nosso povo e não como uma questão para piedade barata e sentimentalismo humilhante. O trabalhador tem direito a um padrão de vida que corresponda ao que produz.”

― Joseph Goebbels

- https://kdfrases.com/frase/128146

fake life disse...

Sem neuras de teorias da conspiração, de fato há um movimento subterrâneo que pode ser atribuído ao tal establishement para desestabilizar os governos de Direita que atualmente estão restaurando as diretrizes e os princípios políticos, sociais e econômicos que permitiram a evolução, a estabilidade e a paz das sociedades no mundo inteiro. O violento jus sperniandi da Esquerda ora rechaçada e que usa a extrema mídia para agir, também se infiltra nas sombras, nas entrelinhas e até de forma subliminar nas relações sociais. Como destaque, temos o caso da difusão e expansão do Politicamente Correto, uma “doutrina” cujo conteúdo não passa de uma ficção e de um elogio do fingimento, da enganação e da falsidade. O PC tem se manifestado nas filigranas das imagens e dos diálogos e se expande com uma capilaridade incrível: da madame que, para se sentir parte da “solidariedade” induzida, não compra um poodle e adota um vira-lata abandonado até a “obrigatoriedade” de tratamento diferenciado (acima da simples urbanidade) a todos os serviçais, dos públicos aos privados - com inclusão de cota gay - todos aqueles com que topamos no cotidiano das compras no supermercado, na farmácia, no transporte urbano, etc., etc., de preferência exigindo do consumidor deferência e preocupação com o bem estar dos “funcionários” com os quais interage, por pura necessidade, de forma ocasional ou regular (e note-se que dizer “empregado” é muito incorreto hoje). Por exemplo, mire esta imagem num supermercado paulistano Pão de Açúcar/Casino: o comprador pergunta à repositora dos legumes e verduras em que gôndola está o repolho, mas a “funcionária” treinada primeiro lhe dá uma lição de boas maneiras e só responde que não há repolho depois de insistentemente metralhá-lo com vários “bom dia” aos quais ele deveria responder “bom dia!” com um sorriso agradecido... Isso aí deve ser parte de alguma versão gramsciana da Ditadura do Proletariado. Au secours, prefiro um robô! (lídia)

Ferreira pena disse...

A esquerda vagabunda de lá não aceitou o relatório, diz ser vago e coisa e tal. A doença é incurável!

Ferreira pena disse...

A canalha voltou a atacar na Band News. Um comentarista que nunca vi por lá disse que o relatório é inconclusivo. A vagabundagem continua, a esquerda não dá tréguas.

Sempre Mais do MESMO disse...

Pois é Lidia,
o tratamento cortês é sempre louvável, mas eu entendo que cortesia deve ser natural. Qdo trato com cortesia e não há recíproca, pouco me importo, já que também me dou o direito de não ser cortês com canalhas e cretinos que acreditam que expressões corporais de superioridade os fazem superiores. São raros, mas existem esses pulhas que tentam se convencer que ocupante de um cargo no Estado devem ostentarem superioridade ante os pagadores de impostos.

Aliás o PT estabeleceu que discussão com parasita estatal é crime passível de prisão. Não se pode questionar um vagabundo negligente e muito menos cobrar-lhe para que faça aquilo para o qual é pago. Contudo o parasita estatal pode tratar rispidamente os reles pagadores de impostos, sobretudo os tais "FISCAIS" que já falam como que dando ordens aos servos do Estado, que tem direito apenas de pagar os impostos e no máximo suplicar a compreensão das "otoridades".

Contudo, cara lídia, o POLITICAMENTE CORRETO é muito mais aantigo do que possa imaginar a nossa vã história. NIETZSCHE a ele se referia como ANTI NATUREZA. Ou ma oral anti natureza.

Aliás Nietzsche era um crítico da "feminilização" humana, so sentido que ele dava ao feminino como algo frágil. Ele apontava isso no sec XIX e previa uma deterioração moral pelo impulso de moldar-se a essa moral anti natureza que idiotizava o HUMANO, DEMASIADO HUMANO.

Agora temos escancarado as vistas de todos aquilo que Nietzsche previa como resultado da pregação massificante.
NIETZSCHE desdenhosamente se dizia IMORALISTA, porém nem sempre justificava seu ataque à moral por pura moralidade.

Aliás uma das passagens geniais ée quando ele diz que opõe-se à moral POR MORALIDADE. Na verdade não era contra a como regra de convivio, mas contra a moral anti natureza. Também não tinha a opinião de que a justiça fosse a vontade do mais forte, mas assim verbalizava porque a realidade é que O MAIS FORTE VAI IMPOR SUA VONTADE e OBRIGAR QUE TODOS A CHAMEM de JUSTIÇA>

...não é preciso ser um genio para constatar essa realidade. Inventaram até sufixos para SUBVERTER o entendimento das questões, sobretudo quanto a Justiça. Assim surgiram: "justiSSa Social", "direito positivo", "leis democráticas" e por aí vão os criativos SOFISMAS fabricados para subverter o senso natural de justiça, sobretudo nos poucos seguros que se redimem repetindo opiniões celebres, como se a celebridade lhes garantisse verdade.

Abs.

Sempre Mais do MESMO disse...

Corrigindo:

"e por aí vão os criativos SOFISMAS fabricados para subverter o senso natural de justiça, sobretudo nos poucos INseguros que se redimem repetindo opiniões celebres, como se a celebridade lhes garantisse verdade, atribuindo dignidade."

disse...

Há jornalista citado que se desmente cotidianamente. Suas idéias de tempos atrás sao totalmente contraditórias das quais hoje fala e escreve. Camaleão que queria ser Paulo Francis e se revelou grande humorista, digo, palhaço do estabilishment. Tucano do bico até a ultima pena do rabo, agora se posiciona frontalmente contra tudo que possa alcançar políticos, supremos lacto-purgas e financiamento de revistas com dinheiro contribuinte, enfim, aves de rapina escondidos sob o manto de inocentede aves coloridas de bico grande e apetite maior ainda. Arrogante, desreipeitoso com a verdade e seus colegas de jornalismo, reage ferina e desesperadamente ao não ver realizados seus vaticínios. Rumo ao ostracismo merecido, se desespera ao saber que a história vai ignorá-lo da nesma maneira que manterá Francis em lugar especial.