segunda-feira, outubro 20, 2014

ATAQUES DE GILBERTO CARVALHO À MEMÓRIA DE EDUARDO CAMPOS EM SUA VISITA A PERNAMBUCO PODEM TER UM IMPACTO FATÍDICO NAS URNAS

Em sua coluna no site Diário do Poder e que veiculada em uma grande rede de jornais cobrindo todo o Brasil, o jornalista Cláudio Humberto, numa nota intitulada “Tiro no pé”, revela que o ministro Gilberto Carvalho (foto), homem forte de Lula no staff da presidente Dilma Rousseff, nestas alturas da campanha presidencial já é persona non grata na terra natal do falecido Eduardo Campos.
Segundo consta, Gilbertinho, como é tratado dentro do Palácio do Planalto, teria perdido as estribeiras em suas críticas político-eleitorais atingido a memória de Eduardo campos.
“Pesquisas mostram que os ataques do ministro Gilberto Carvalho à memória de Eduardo Campos, em sua última visita a Pernambuco, ofenderam a família, aliados e… eleitores. Dilma descobrirá no dia 26."

DEBATE DA TV RECORD: AÉCIO COLOCA DILMA NA DEFENSIVA E PROVA MAIS UMA VEZ QUE É O MELHOR CANDIDATO PARA RESGATAR O BRASIL DO ATOLEIRO DO ATRASO, DA ROUBALHEIRA E DA INFLAÇÃO.

Cena do debate realizado pela Rede de TV Record
O debate que foi ao ar na noite deste domingo pela TV Record entre Aécio Neves e Dilma Rousseff, pelo menos foi mais educado. Dilma que não emitiu sequer um leve sorriso, conteve-se ou foi estrategicamente contida pelo seu marqueteiro. Terceirizou as baixarias para Lula que no sábado abriu o esgoto petista e lançou os dejetos contra o povo mineiro, conforme relata este artigo. Tanto é que o candidato Aécio Neves acionou o Ministério Público para que investigue o estoque de impropérios e calúnias verberados de forma ensandecida por Lula.

Nas assertivas de Dilma, viu-se mais do mesmo. A implicância com o governo de Fernando Henrique Cardoso. Aliás, se fosse depender do apoio do PT o Brasil continuaria como no tempo do boi e do arado, submisso a uma inflação galopante que castigou o povo brasileiro severamente durante anos seguidos. O PT na época votou contra o Plano Real que estabilizou pela primeira vez na história do Brasil a economia com o controle da inflação. De cara, um quilo de frango àquela época passou a custar R$ 1,00! Incrível não? E vejam que a carne desapareceu da mesa dos brasileiros com aquela idiotice de controle de preços ditadas por Sarney, então presidente. Vivíamos a farra do over-night, que remunerava os ricos da noite para o dia, aqueles que podiam investir. 

Os mais jovens nem sabem o que é viver numa hiperinflação. Se soubessem jamais votariam no PT, que continua patinando naquele discurso populista mentiroso e delirante. É justamente o mesmo discurso da Dilma agora e isso antecipa que a eventualidade de um novo governo do PT detonará o que resta de estabilidade da moeda! Perdem os pobres mesmo!

E foi tudo isso que Aécio Neves procurou deixar claro para os brasileiros que ouviram e viram o debate. Não existem milagres. Só se faz um país crescer com política econômica firme, clara e responsável que impeça de qualquer maneira a volta da inflação. Os maiores beneficiários disso são principalmente aqueles que vivem de salário! 

A par dessa política econômica responsável urgente, cabe também por um fim na imensa roubalheira do dinheiro público. Essas duas bandeiras de Aécio Neves, o controle da inflação e o fim da infame e vergonhosa roubalheira compõem o cerne da questão. Colocadas em prática essas duas medidas o ânimo é recobrado em todos os níveis pois gera a confiança nos investidores fato que pode colocar o Brasil novamente num ciclo virtuoso. 

Para os que gostam de circo, o debate da Record foi morno. Em parte isso é verdade, porém a volta da Dilma a um estado mais próximo da normalidade, pode decorrer de vários fatores, dentre os quais o fato de que a pancadaria desferida contra Aécio Neves teve o efeito bumerangue. Sabe-se que o tracking - pesquisas qualitativas - realizadas pelas campanhas provavelmente detectaram um aumento da já muito alta rejeição à Dilma. 

Por outro lado, conforme foi ventilado em colunas políticas da grande imprensa brasileira, nas suas andanças por vários Estados brasileiros Aécio Neves teria sido municiado com documentos que revelam algumas coisas a respeito da Dilma. Os dirigentes petistas sentiram o cheiro de carne queimada e resolveram baixar a bola no debate, terceirizando com Lula a tarefa de desferir a baixaria contra o candidato tucano.

Isso foi feito em Minas Gerais e parece que também não funcionou porque uma multidão correu às ruas da capital mineira num grande ato em favor de Aécio Neves. O mesmo viu-se no Rio de Janeiro onde as cores da Bandeira Brasileira dominaram um ato pró-Aécio inclusive com direito ao Hino Nacional Brasileiro, que os petistas nunca souberam de cor. Aliás, de cor eles sabem a letra da Internacional Socialista.

Sei que os leitores procuram sempre a opinião sobre quem venceu o debate. Ora, se Aécio Neves perder debate para Dilma Rousseff, não empata com mais ninguém!

Não tem nenhum dúvida que Aécio Neves reúne todas as condições de Estadista de verdade. Tem o controle emocional, mesmo ante qualquer baixaria como se viu no debate do SBT. Tem a experiência parlamentar e já foi presidente da Câmara Federal, atualmente é Senador. Combina o conhecimento administrativo e legislativo o que faz uma grande diferença. Essas qualidades não fazem parte do currículo da "presidenta", além do fato de que ela é uma mulher má, incapaz de um sorriso. É bruta, tosca, e tem sérias dificuldades de articular uma frase completa com fluência e que seja inteligível.

Mas a campanha ainda não terminou. E o que se pode dizer é que há mais coisas nesses últimos dias que nos separam a eleição que devem vir a público. 

Por enquanto, Aécio Neves, sem qualquer dúvida é o favorito. 

domingo, outubro 19, 2014

CRESCE A ONDA AZUL PRÓ-AÉCIO NEVES QUE COBRE O BRASIL DE NORTE A SUL COM O INAUDITO REFORÇO DOS ELEITORES DE MINAS GERAIS!

Multidão realizou neste domingo ato pró-Aécio em Belo Horizonte
A situação está assim: tracking da campanha de Aécio Neves (acompanhamento diário das preferências dos eleitores) seguindo o blog do Reinaldo Azevedo, mostram que o candidato tucano repete o que mostrou a pesquisa IstoÉ/Sensus. Mostra que a onda Aécio não arrefeceu, pelo contrário, sobe na mesma intensidade da ridícula e agressiva pancadaria desferida pelos psicopatas do PT. Quanto mais eles mentem e agridem mais cresce a onda azul que varre o Brasil de Norte a Sul.
Deve-se acrescentar que essa onda pró-Aécio recebe mais força pelo ânimo dos eleitores mineiros que vêm realizando manifestações que têm reunido multidões.

Neste domingo, conforme o blog do Coronel, d eleitores do candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB) promoveu em Belo Horizonte, uma caminhada em apoio ao tucano. Eles se reuniram na Praça JK, no Bairro Sion, Região Centro-Sul da capital, e seguiram pela Avenida Bandeirantes até a Praça da Bandeira, no Bairro Mangabeiras, num percurso de cerca de dois quilômetros. Os apoiadores estavam vestidos com as cores da bandeira do Brasil. Na semana passada, o ato em prol do candidato do PSDB foi na Praça da Liberdade, no Bairro Funcionários, também na Região Centro-Sul, onde militantes deram um abraço simbólico no cartão-postal de BH.
O povo nas ruas se manifestando reflete-se nos trackings e nas últimas pesquisas realizadas pelos institutos que medem a tendência eleitoral em todo o Brasil.

O ATOLEIRO MORAL DE LULA

Por Nilson Borges Filho (*)
 Belo Horizonte acompanhou uma das cenas mais repugnantes de toda a campanha presidencial. O protagonista? Luiz Inácio Lula da Silva. Fora de si, avermelhado, camisa ensopada de suor, andando de um lado para outro feito um destemperado, sob a corte de  desqualificados que o aplaudiram no final da verborragia, Lula agrediu, da pior forma possível, o senador Aécio Neves. O pecado de Aécio? Estar na frente de Dilma Rousseff nas pesquisas de intenção de voto e com larga possibilidade de ser o próximo presidente da República.
O motivo? A perda do poder e de suas  benesses e o medo de ver que seus oito anos de governo e os quatro de Dilma não passaram de uma fraude. Lula  em campanha em Manaus já havia insinuado que Aécio dirige bêbado e que isso não faz bem a um presidente. Logo Lula, conhecido no Brasil inteiro pelo seu gosto excessivo pela cachaça nos tempos de sindicalista e pelo uísque nos tempos em que habitava o palácio Alvorada.
No auge...
Como melhorou de vida, deixou a marvada e se encantou com o bom e velho escocês. Lula bebe e quase sempre perde a compostura quando se excede. Em Belo Horizonte um Lula ensandecido, cuja única explicação é que a mudança está se consolidando além do que dizem os institutos Datafolha e o Ibope, desceu ao nível do submundo da política rasteira. Lula é amoral e baixo.
Os ataques em Belo Horizonte foram de uma sordidez inimaginável, chegando a insinuar que o candidato Aécio tem o costume de agredir mulheres. Vejam: esse é o mesmo Lula daquele que preso em São Paulo tentou sodomizar um rapaz do MEP, que dividia a cela com ele. A justificativa de Lula para se ato abjeto era a de que não podia viver sem mulher. Perguntado sobre o ocorrido, o rapaz do MEP, hoje um senhor de meia idade, disse que não ia responder porque sendo evangélico não poderia mentir. Pois então que falasse a verdade.
A rigor, o ex-presidente é um "exemplo" de homem que respeitoso com as mulheres, mormente com a sua. Quando presidente e em viagens ao exterior em missão oficial, Lula deixava a esposa, Dona Marisa Letícia , em casa e se esbaldava com a madame Rosemary Noronha pelos bons hotéis mundo afora. No avião presidencial madame Rose – como era chamada pelos íntimos – era sempre contemplada com os melhores assentos. Rosemary Noronha é amiga íntima de Lula desde os tempos de sindicato. À medida que Lula subia os degraus do poder, madame Rose ascendia na carreira de servidora pública.
Com a chegada de Lula à presidência, madame Rosemary Noronha foi nomeada Chefe do Escritório da Presidência da República, onde mandava e desmandava. Tinha por costume humilhar funcionários e emparedar políticos com a alegação de que era muito próxima do PR.
...e agora na decadência.
Exato, era assim “PR” que madame se referia a Lula com terceiros. Transformou as instalações da presidência da República em São Paulo em um lupanar e o gabinete em um espaço de saliência. É esse  senhor, Luiz Inácio Lula da Silva, que em público elogiava dona Marisa Letícia – a galega, como gostava de chama-la para se exibir -  e no privado dividia os lençóis com a madame Rose. É esse senhor, cheio de amor para dar, que hoje ataca o senador Aécio Neves com calúnias abjetas.
Ao lado de Lula, todo faceiro, o governador eleito Fernando Pimentel aplaudia as barbaridades ditas pelo ex-presidente, sem expressar uma ponta de incômodo. Lula e Dilma – por sugestão do Goebbels em compota – foram treinados para descontruir o candidato Aécio Neves, mesmo que para obter seus resultados valesse até ofender a honra do adversário.
Afinal, a Veja desta semana escancara a bandalheira na Petrobras  com matéria sobre  a delação do doleiro Alberto Youssef. O roubo na Petrobras azeitou o caixa de campanha de Dilma Rousseff em 2010, revelou o doleiro. O que leva a concluir que o atual mandato de Dilma Rousseff está sob suspeita por vício de forma e conteúdo.
(*) Nilson Borges Filho é mestre, doutor e pós-doutor em direito e articulista colaborador deste blog.

Sponholz: Dá-lhe, Aécio! Abaixo o Foro de São Paulo!


ALÉM DE TUDO, DILMA É CÍNICA. REFLEXO DE SUA PSICOPATIA AGUDA.

A presidente Dilma Rousseff (PT) admitiu neste sábado (18) que houve desvio de recursos na Petrobras e disse que pretende fazer o possível para ressarcir os danos causados aos cofres públicos.
"Farei todo o meu possível para ressarcir o país. Se houve desvio de dinheiro público, nós queremos ele de volta. Se houve, não. Houve, viu?", afirmou a presidente.
Esta foi a primeira vez que a presidente admitiu a possibilidade de que tenham ocorrido desvios de recursos públicos na Petrobras desde que a empresa foi atingida pelas investigações da Operação Lava Jato da Polícia Federal.
Em depoimentos ao Ministério Público Federal, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef disseram que empreiteiras e outros grandes fornecedores da Petrobras pagaram propina a políticos que apoiam o governo petista para obter facilidades em seus negócios com a estatal.
Na sexta-feira, a Petrobras anunciou a criação de comissões internas para investigar as irregularidades e informou que estuda a possibilidade de pedir o ressarcimento dos recursos desviados dos cofres da empresa pelo esquema.
Questionada sobre as medidas em entrevista no Palácio do Planalto neste sábado, Dilma confirmou a decisão, mas não entrou em detalhes.
"Tomarei todas as medidas para ressarcir tudo e todos, mas ninguém sabe hoje ainda o que deve ser ressarcido", disse a presidente. "A chamada delação premiada onde tem os dados mais importantes não foi entregue a nós."
A maioria dos depoimentos de Costa e Youssef é mantida em sigilo pelo Supremo Tribunal Federal, onde deputados e senadores acusados têm foro privilegiado para serem investigados e processados.

"Não acho que alguém no Brasil tenha a primazia da bandeira da ética", disse Dilma. "O retrospecto do PSDB não lhe dá essa condição. Não dá a partido nenhum." Da Folha de S. Paulo deste domingo
MEU COMENTÁRIO: Não deixa de ser digno de nota que só depois que apareceu a citação de suposta propina a Sérgio Guerra, do PSDB, já falecido, é que a Dilma aparece admitindo a roubalheira na Petrobras que suaviza com o qualificativo de 'desvio'.
Mas não deixa de ser asquerosa a declaração cínica da Dilma, afirmando que vai apurar o caso. Logo ela, que segundo o delator do Petrolão, teve sua campanha eleitoral em 2010 irrigada pelos recursos tungados do cofre da estatal.
O PT é um cancro que corrói o Brasil. Fosse um país sério imediatamente Dilma teria sua candidatura impugnada e, ato contínuo, sofreria o impeachment.
Isto é o que está na lei. Mas como se vê, Lula, Dilma e seus sequazes se consideram, à moda de Luiz XIV, a própria lei.
Agora mesmo surgiu mais uma denúncia de repasse pela Petrobras de meio milhão de dólares para o índio cocaleiro bolivariano Evo Morales. Coincidentemente na reta final de sua campanha eleitoral para um terceiro mandato. O vagabundo alterou a Constituição de forma a lhe conceder o direito de correr quantas vezes quiser. Igual ao que pretende - prestem a atenção - o PT com a sua proposta da tal "reforma política" com "constituinte exclusiva".
O sujeito que vota nessa máfia vermelha, além de ser um escroto sob todos os pontos de vista, é conivente com essa verdadeira barbárie cometida por esses tarados ideológicos psicopatas e histéricos de todos os matizes, que fazem o que querem com os recursos públicos amealhados dos contribuintes.
O PT tem de ser proscrito. E isso eu tenho a certeza absoluta que acontecerá. Quem viver verá. Acreditem!

MINISTÉRIO PÚBLICO APURA MISTERIOSO REPASSE DE MEIO BILHÃO DE DÓLARES FEITO PELA PETROBRAS PARA O COCALEIRO BOLIVARIANO EVO MORALES DURANTE SUA CAMPANHA À REELEIÇÃO

O índio cocaleiro Evo Morales com a Dilma: muy amigos...
O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) pediu à Corte a abertura de uma auditoria para apurar eventual dano ao erário no pagamento à Bolívia, pela Petrobras, de US$ 434 milhões extras pelo fornecimento de gás ao Brasil.
O repasse à estatal boliviana YPFP foi feito em setembro, a título de "indenizar" o país vizinho, de maneira retroativa, por componentes nobres que vêm misturados ao produto. O pagamento, correspondente ao período 2008-2013, é uma reivindicação antiga do presidente Evo Morales.
Em 2007, durante a crise do gás, Morales pediu ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que a Petrobras passasse a contemplar a Bolívia com um adicional pelo "gás rico", o que não está previsto no contrato original, de 1996. O acordo foi aprovado em agosto pela Petrobras, pressionada pela necessidade de mais suprimentos de gás boliviano para as termelétricas, com a baixa dos reservatórios das hidrelétricas País afora.
Trata-se de um acerto polêmico, principalmente porque, segundo alguns especialistas, o potencial dos componentes nobres não é aproveitado. Eles poderiam ser usados na indústria petroquímica, mas, para isso, o País teria de instalar no curso do gasoduto Brasil-Bolívia uma planta que os separasse do gás fornecido. Na prática, todo o produto é queimado em termelétricas, residências e carros.
Conforme a representação ao TCU, assinada pelo procurador Júlio Marcelo de Oliveira, as notícias sobre o repasse à Bolívia "relatam fatos graves". "Pagamentos sem previsão contratual absolutamente não podem ocorrer. Uma renegociação de preços poderia fazer sentido para o futuro, jamais para o passado, uma vez que não havia nada de errado com os termos contratuais vigentes", argumenta.
Segundo ele, há que se apurar se, de fato, os componentes ricos do gás boliviano não têm aproveitamento para o Brasil, por não haver ao longo do gasoduto uma planta separadora. "A Petrobras estaria, pois, remunerando a Bolívia por algo que não teria nenhuma utilidade econômica para suas atividades", sustenta.
O pedido de investigação diz ainda que, "diante de tantos e graves problemas notoriamente enfrentados pela Petrobras em razão da captura de parte de seus negócios por uma organização criminosa, há que se debruçar detidamente em todos as negociações realizadas".
A representação foi enviada nesta quinta-feira, 16, ao ministro José Jorge, que avaliará se abre ou não a auditoria. A Petrobras alega que o acordo visou solucionar, "de maneira mutuamente satisfatória e definitiva, divergências na execução do contrato de importação de gás natural".
Segundo a estatal, toda a negociação teve como objetivo obter vantagens econômicas, principalmente no curto prazo. A companhia diz que, graças ao acerto, houve ganho de US$ 343,52 milhões com a operação de uma termelétrica em Cuiabá e a recuperação do gás pago e não retirado em anos anteriores. "A projeção é que já em outubro recuperaremos todo o valor pago à YPFB", acrescenta, em nota.
Para o MP, entre outros aspectos, é necessário investigar como foi conduzida a negociação, quem a autorizou e quais foram seus fundamentos. A peça também requer apuração sobre quais estudos viabilizaram a decisão e as vantagens dela para o Brasil.
"Caso comprovados os fatos e demonstrada sua ilicitude, há que se apontar as responsabilidades pela renegociação e pelo prejuízo dela advindo, apurando-se a ocorrência de gestão temerária e apenando-se os gestores envolvidos", propõe o MP junto ao TCU. Do jornal O Estado de Minas

PREFEITURA DE BELO HORIZONTE TAMBÉM EMPREGOU EX-MARIDO DA DILMA, O EX- TERRORISTA CLÁUDIO GALENO LINHARES.

Cláudio, o ex da Dilma.
Além do irmão Igor Rousseff, o ex-marido da presidente Dilma Rousseff (PT) Cláudio Galeno de Magalhães Linhares integrou o quadro da Prefeitura de Belo Horizonte como funcionário comissionado. Ele exerceu cargo de confiança por cinco anos durante a administração do petista Fernando Pimentel (PT), recém-eleito governador de Minas, e de seu sucessor e então aliado Marcio Lacerda (PSB). Galeno atuou como consultor técnico especializado, nomeado para atuar diretamente no gabinete do prefeito, com salário que chega hoje a R$ 13.569,68.
A nomeação do ex-marido de Dilma ocorreu em maio de 2005. Quatro anos depois, em janeiro de 2009, quando o mandato de Pimentel se encerrou, ele foi exonerado do cargo. Galeno voltou à prefeitura em abril de 2009, já na administração do recém-eleito Lacerda, dessa vez como gerente de 1º nível da Gerência de Acompanhamento de Colegiados. O salário para esse cargo atualmente é de R$ 8.544,04.
Na gestão de Lacerda, que em seu primeiro mandato era apoiado pelo PT e pelo PSDB, Galeno integrou o Comitê Governamental de Gestão Participativa e também o Conselho Fiscal da Belotur, empresa municipal de turismo. Ele saiu da prefeitura em 5 de julho de 2010, data da publicação de sua exoneração no Diário Oficial do Município (DOM).
Dilma Rousseff, Cláudio Galeno e Fernando Pimentel, que foi também ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior da presidente, eram amigos da época de juventude em Belo Horizonte. Na década de 1960, eles militavam no Comando de Libertação Nacional (Colina), organização de esquerda que combateu a ditadura militar.
Galeno e Dilma se casaram em 1967, em um cartório civil com a presença de familiares e poucos amigos. O casamento não durou mais de dois anos. Em 1969, os dois militantes, já na clandestinidade, fugiram da capital mineira para o Rio. Pouco depois, Galeno foi para o Rio Grande do Sul, a pedido do Colina, e Dilma continuou no Rio. O militante participou no ano seguinte de sequestro de avião em Montevidéu, Uruguai, e ficou refugiado em Cuba. Assim como Dilma, Galeno se casou novamente.
IRMÃO Mais velho dos irmãos, Igor Rousseff também esteve na Prefeitura de Belo Horizonte com cargo de confiança durante a gestão de Pimentel, fato questionado em debate presidencial do SBT/Alterosa, anteontem, pelo candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB). Igor, que é advogado, foi nomeado assessor especial de Pimentel em setembro de 2003, pouco depois de o petista assumir a prefeitura, com a aposentadoria do então prefeito Célio de Castro. Em 1º de janeiro de 2005, ele foi exonerado da função.
Três meses depois, o irmão de Dilma, que na época era ministra da Casa Civil do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, voltou à prefeitura como assessor especial da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação. Ele exerceu o cargo por três anos e 10 meses, até 1º janeiro de 2009, quando se encerrou o mandato de Pimentel. Assim como Igor Rousseff, todos os servidores que não tinham cargos efetivos na estrutura da administração municipal foram exonerados. Do site do jornal Estado de Minas

sábado, outubro 18, 2014

Sponholz: Saco cheio!

Clique sobre a imagem para ampliá-la

REPORTAGEM-BOMBA DE 'VEJA' ATIRA A PÁ DE CAL SOBRE O PT AO REVELAR QUE O PETROLÃO É O 'MENSALÃO DOIS' QUE FINANCIOU INCLUSIVE A CAMPANHA DA DILMA DE 2010.

Se os brasileiros pensavam que tinham visto tudo sobre a roubalheira promovida pelos governos do PT, incluindo aí, evidentemente, os dois mandatos do bebum de Rosemary, seguidos pelo desastre do “poste”, vermelho estão enganados. Há um estoque de informações verdadeiramente incandescentes e, sobretudo, vergonhosas, do que já foi revelado pelo Paulinho do Lula e por Beto, como carinhosamente era chamado pelos petistas o operador do petrolão. 
E, como não poderia deixar de ser, este é, mais uma vez, o mote para a reportagem-bomba da revista Veja que já está disponível para iPhone e tablet e a versão impressa será desovada no raiar deste sábado pelas bancas de todo o país. Nenhum brasileiro poderá emular o Lula e a Dilma dizendo que não sabia. Mesmo aqueles que por alguma razão não adquiram a revista, ficarão sabendo sim, porque Veja já está pautando os alegres rapazes que conduzem as redações da grande mídia, sobretudo as emissoras de televisão. Mesmo quem não saiba distinguir o A de X, bem como os analfabetos funcionais e aqueles analafabetos por conveniência ficarão sabendo dos detalhes escabrosos da corrupção gigantesca, avassaladora urdida dos porões do Palácio do Planalto locus do bunker comandado por Lula e frequentado por seus sequazes, tendo à frente, como "gerentona" Dilma Rousseff.
Lembram-se das pesadas multas fixadas pelo STF e aplicadas aos mensaleiros condenados no famigerado crime do mensalão? Lembram-se também como eram pagas, digamos assim, de forma descontraída e ligeira pelos petistas? E de onde vem tanto dinheiro que custeia os mais caros programas eleitorais do PT, jatinhos especiais, viagens, equipe de campanha de nível de Hollywood, enfim todo esse aparato monumental que o PT dispõe? Lembram-se, por exemplo, do crime do dossiê fajuto, quando meia dúzia de capangas de Lula foram flagrados com R$ 1,750 milhão em dinheiro para comprar um dossiê fajuto na tentativa de destruir moralmente José Serra? Até hoje não se sabe, ou pelo menos, não se sabia, a procedência dessa grana. À época, Lula do alto do seu cinismo abriu aquela boca suja e fétida de cachaça acusando seus próprios sequazes de "aloprados". Até hoje não foi esclarecida a origem do dinheiro. Todavia, convenhamos, R$ 1,750 milhão é ninharia no mundo glamouroso do poder infinito desses vagabundos malditos, mentirosos e salafrários, cujas partes baixas são lambidas diariamente pela maioria dos jornalistas da grande imprensa brasileira, com destaque para a Folha de S. Paulo que recentemente contratou o chefe dos invasores de propriedades em São Paulo, pau mandado do PT, como colunista semanal do jornal. 
Depois que fecharam os hospícios, aliás uma reivindicação de todos os comunistas e assemelhados, os loucos e psicopatas de todos os gêneros passaram a ser reconhecidos como seres humanos e foram reintroduzidos na sociedade. Boa parte deles dirige redações de jornais, revistas, televisões e sites da internet. Outro tanto, evidentemente, dirige uma Nação como o Brasil!
O que listei nos parágrafos anteriores são apenas fiapos do fabuloso emaranhado de sacanagens (malfeitos uma ova, é sacanagem da grossa) de todos os tipos e gêneros que se tornaram ao longo da última década sob os governos do PT, em eventos normais. Trata-se, portanto, de uma barbaridade inominável, chocante e aterradora.
A reportagem-bomba de Veja desta semana dá mais um mergulho nesse lodaçal da imoralidade e da mentira, revelando aos brasileiros o conteúdo da delação do doleiro Alberto Youssef, mais conhecido pelos íntimos como "Beto".
Quando assinou seu acordo de delação premiada, o doleiro Alberto Youssef prometeu entregar aos investigadores da Operação Lava Jato informações que iriam 'chocar o país'. Reportagem de Veja revela que na semana passada ele cumpriu a promessa: contou que a campanha de 2010 de Dilma Rousseff foi em parte financiada com dinheiro desviado da Petrobras, listou 28 parlamentares que se serviam das propinas e expôs as entranhas do que chamou de 'mensalão dois'.
Isto é apenas um aperitivo do que relata a reportagem-bomba de Veja que deve ser lida por todos os brasileiros sequiosos pela verdade. E o depoente se esmera nos detalhes e ironias, ao qualificar, sem pestanejar, que a gatunagem nos cofres da Petrobras representou o "mensalão dois", corroborando o que os cidadãos brasileiros mais atentos já haviam intuído. Explica-se, portanto, que a explosão do mensalão versão número 1, adiou apenas o plano do PT de transformar o Brasil num apêndice de Cuba. Tanto é que recentemente, por pouco, o decreto 8.243, que joga a pá de cal na democracia representativa, não foi votado, porém continua na pauta. Faz sentido, portanto, que o doleiro Beto se refira à engrenagem da diabólica roubalheira na Petrobras como o "mensalão dois". Grande parte dos parlamentares mergulharam de cabeça no lodaçal, traindo de forma sórdida o povo brasileiro. Vendem-se por 30 dinheiros. A história bíblica se repete no ano de 2014 na Terra de Santa Cruz.
E, para não deixar pedra sobre pedra, a reportagem-bomba de Veja revela, ainda, que a campanha de Dilma Rousseff em 2010 foi adubada com dinheiro procedente do petrolão. Num país verdadeiramente sério essa gente toda estaria na cadeia. 
O verdadeiro faniquito a acometer a Dilma e outros tantos do seu séquito ainda está para acontecer. Mas que vai acontecer, vai. De qualquer maneira!

Sponholz: ecos do debate: PT em pânico!



sexta-feira, outubro 17, 2014

PF DESCOBRE DOCUMENTO SUGERINDO QUE HOMEM-BOMBA DA PETROBRAS TERIA SIDO COTADO PARA MINISTRO DA DILMA

Paulinho, como era chamado por Lula, em dois momentos: acima com Lula e Dilma e abaixo Dilma recebe um autógrafo de Paulinho nas costas em evento da Petrobras.
Agentes da Polícia Federal encontraram uma troca de mensagens em celular entre o megadoleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato, e o deputado Luiz Argolo (Solidariedade-BA), em que eles comentam convite para que o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa havia sido convidado para assumir o cargo de Ministro das Cidades do governo Dilma Rousseff (PT).
Paulo Roberto Costa substituiria o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP), do mesmo partido que o indicou para o cargo de onde ele comandaria o assalto aos cfres da maior estatal brasileira. Ribeiro deixou o cargo para se desincompatibilizar e disputar as eleições deste ano.
E a pior parte do relato é que o ex-diretor corrupto da Petrobras esnobou o convite, recusando-o, segundo os termos do diálogo. Youssef chega a afirmar, em mensagem a Argôlo, sobre a recusa do parceiro no maior escândalo de corrupção do governo Dilma: “Foi a melhor coisa que ele fez na vida!”
A Presidência da República negou “com veemência” que Paulo Roberto Costa tenha sido convidado para o cargo, mas eram conhecidas as relações muito próximas entre ele e a presidente Dilma. Além de fotografia em que ele autografa um blusão da Petrobras que ela vestia, durante visita a uma plataforma da Petrobras, Paulo Roberto Costa foi um dos poucos convidados ao casamento da filha de Dilma, em Porto Alegre. Na ocasião, nem mesmo o chefe imediato dele, Sergio Gabrielli, que presidia a estatal, recebeu convite para a cerimônia. Do site Diário do Poder

APÓS DEBATE, AÉCIO GRAVA VÍDEO AGRADECENDO APOIO E EXORTANDO PARTIDÁRIOS E APOIADORES A SOMAREM FORÇAS NA RETA FINAL DO SEGUNDO RUMO À VITÓRIA.


Logo após o debate levado ao ar pelo SBT, o candidato Aécio Neves gravou este vídeo agradecendo o apoio dos brasileiros à sua caminhada rumo à Presidência da República exortando partidários, simpatizantes e apoiadores a somarem forças nesta reta final do segundo turno rumo à vitória.

quinta-feira, outubro 16, 2014

VÍDEO QUE MOSTRA DILMA PASSANDO MAL APÓS O DEBATE FOI TIRADO DO YOUTUBE PELO SBT, MAS JÁ ESTÃO NO AR OUTRAS CÓPIAS. SE NÃO VIU, VEJA:


Este vídeo é uma cópia do original e está disponível no Youtube, já que o SBT tirou do ar todos os que haviam sido postados logo depois que Dilma alegou ter sofrido mal-estar com queda de pressão.

'THE ECONOMIST' DETONA: ELEITORES BRASILEIROS DEVEM SE LIVRAR DA DILMA.

Uma figura que faz lembrar Carmen Miranda, mas com ar enfadonho e que carrega sobre a cabeça frutas apodrecidas. É com essa imagem que a conceituada revista britânica The Economist acompanha a seguinte frase: por que o Brasil precisa de mudança. A edição distribuída na América Latina traz nesta sexta-feira capa que trata das eleições no Brasil. E sentencia: os eleitores brasileiros devem se livrar de Dilma Rousseff e eleger Aécio Neves.
O texto lembra que em 2010, quando Dilma foi eleita, o Brasil parecia finalmente fazer jus a seu imenso potencial. A economia crescia a 7,5% ao ano. 
DILMA DERRETE O PAÍS
Quatro anos depois, a economia patina e os avanços sociais andam em marcha lenta. E lembra que em junho do ano passado milhões de brasileiros saíram às ruas para protestar por melhores serviços públicos e contra a corrupção.
Depois de fazer um panorama das viradas que marcaram a corrida eleitoral no Brasil, o texto trata da atual situação econômica do país. Ao citar a crise econômica mundial – apontada por Dilma como a culpada pelo atual quadro brasileiro –, a revista salienta que o país tem se saído pior do que os vizinhos latino-americanos no enfrentamento da questão. Cita ainda a intromissão constante do governo federal nas políticas macroeconômicas e as tentativas de interferir no setor privado como responsáveis pela queda nos investimentos.
Ao tratar dos problemas de infraestrutura e da burocracia que atravanca o país, a revista afirma que Dilma reforçou a mão do Estado na economia, servindo-se favores para iniciados, como incentivos fiscais e empréstimos subsidiados de bancos estatais inchados. A Economist diz ainda que Dilma prejudicou a Petrobras e a indústria de etanol, mantendo o preço da gasolina contido à força “para mitigar o impacto de sua política fiscal frouxa”. Cita ainda os sucessivos escândalos que envolvem a estatal.
TURBINANDO AÉCIO
A Economist trata, por fim, dos ataques perpetrados pela campanha petista contra Aécio. Classifica como infundadas as alegações de que o tucano colocaria fim ao Bolsa Família – e lembra que ao longo dos anos o PT caricaturou o PSDB como um partido “de gatos gordos sem coração”. O texto explica que as políticas propostas por Aécio, ao contrário do que quer fazer crer o PT, beneficiariam os brasileiros mais pobres. Diz que ele promete fazer o país voltar a crescer. E que sua história e a de seu partido tornam a promessa crível. Afirma que Aécio tem uma equipe impressionante de conselheiros liderados por Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, que é respeitado por investidores. Cita as promessas de retorno a políticas macroeconômicas sólidas, de redução no número de ministérios, de simplificar o sistema fiscal e aumentar o investimento privado em infraestrutura. E sentencia: Aécio merece ganhar.
“Aécio lutou de forma tenaz na campanha e já deu provas de que pode fazer funcionar suas políticas econômicas. A maior ameaça aos programas sociais no país é a forma como o PT hoje conduz a economia. Com sorte, o apoio de Marina Silva, que já foi do PT e nasceu na pobreza, deve ajudá-lo. O Brasil precisa de crescimento e de um governo melhor. Aécio é quem tem mais condições de fazê-lo”, encerra o texto. Do blog do Reinaldo Azevedo

EMPRESÁRIOS E POPULAÇÃO DE CLÁUDIO (MG) DEFENDEM AEROPORTO QUE DILMA ATACA E NEGA HOMOLOGAÇÃO IMPEDINDO ASFALTAMENTO DA PISTA


O aeroporto de Cláudio-MG, atacado pela presidente Dilma, a qual em mais uma de suas 'fantasias eleitorais', diz ter sido desapropriado irregularmente quando Aécio Neves ainda era governador de Minas Gerais, é defendido por empresários e pela população. Alegam que a cidade necessita do aeroporto para comércio, negócios e até mesmo para eventuais emergências de saúde.

Segundo empresários da região, até o momento o governo Dilma não homologou/autorizou o asfaltamento da pista bem como ainda cria obstáculos para seu funcionamento integral, por pura 'birra política'. Vídeo postado por: http://folhacentrosul.com.br/noticias

Sponholz: Cadê o bebum de Rosemary?

Ao atacar Aécio Neves no debate querendo imputar a ele a condição de dipsomaníaco, Dilma fez lembrar uma época em que Lula transformou no "aerolula" num verdadeiro lupanar regado ao nectar do diabo. Seria impossível não relembrar este sensacional cartoon do Mestre Sponholz. Aliás, onde anda Lula?

DEBATE PARA QUÊ? A MAIORIA DOS ELEITORES JÁ ESCOLHEU AÉCIO NEVES PARA LIVRAR O BRASIL DO JUGO BOLIVARIANO DO NEO-COMUNISMO PETISTA.

Calmo, tranquilo, educado e incisivo, Aécio Neves mais uma vez venceu sim o debate promovido pelo SBT-Folha de S. Paulo. E para não tomar muito tempo dos honrados leitores serei conciso neste post. Creio que a fotomontagem acima resume tudo: um estadista face a uma "presidenta" em fim de carreira cuja especialidade é mentir, tergiversar e imputar ao seu oponente as acusações delatadas pelo seu amigo Paulinho, da Petrobras, que com todas as letras revelou a escandalosa corrupção na Petrobras que, inclusive, serviu para irrigar financeiramente a campanha da própria Dilma!

Se eu fosse o Aécio Neves não iria a mais nenhum debate com essa mulher maluca. Não perderia o meu tempo em debater com um tipo como Dilma, a fantoche de Lula. Dilma cumpre missão do Foro de São Paulo, a organização comunista fundada por Lula e Fidel Castro em 1990, durante o famigerado congresso que reuniu todos os psicopatas latino-americanos, chefetes comunistas, para traçar o plano de ataque à democracia em todo o continente latino-americano.

Tentaram levar no papo os brasileiros para golpear de morte a democracia mas acabaram encontrando ampla resistência da maioria dos eleitores que rejeitaram o PT no primeiro turno desta eleição e passaram a concentrar os votos agora em favor de Aécio Neves

Isso é visível e sentido em todos os quadrantes do Brasil! Basta andar pelas ruas, pelos shoppings, pelas rodoviárias, pelos aeroportos. Por todos os lados se vê na cara das pessoas a ojeriza ao PT! A maioria dos brasileiros acabou descobrindo que estava embarcando na aventura bolivariana que ocorreu na Venezuela, na Bolívia, no Equador, na Argentina e no Uruguai. Este último país acaba de ficar famoso no mundo por se ter tornado, sob os auspícios do Foro de S. Paulo, no paraíso das drogas alucinógenas que vão desde a maconha, a cocaína e o crack até o ácido lissérgico. Viram que estavam embarcando na canoa furada do PT que tem em mira, em última instância, a destruição da família para finalmente destruir a democracia e a liberdade; para rasgar a Constituição e avançar sobre o direito de propriedade das pessoas. Parece coisa de louco mas é a mais pura verdade.

Objetivamente, PT nunca governou o Brasil. Apenas se ocupou de levar adiante a sua revolução bolivariana comunista. Tinha como favas contadas que seria capaz de escravizar o povo brasileiro, algo que designam como "avançar democratiamente". Mas a reação está aí nesta eleição: a rejeição à anarquia e ao ataque insidioso ao Estado de Direito Democrático. Tanto é que o tal programa Mais Médicos não passa de um ovo da serpente vermelha e isto foi descoberto pelo Exército brasileiro conforme podem verificar aqui.

Tudo isto acabou desembocando nesta eleição. E o escolhido para libertar o povo brasileiro dos grilhões da ditadura ultra-comunista do PT é Aécio Neves.

Esta é a questão que, embora seja escamoteada nos debates, é a que governa o voto dos brasileiros. Os brasileiros renegam o PT, como renegam qualquer tipo de ditadura. Ninguém mais quer saber de PT. E isto está representado claramente nesta campanha.

Seria melhor, mais adequado e proveitoso para todos que o PT se conscientizasse desta realidade. 

E nada mais será preciso acrescentar.

Sponholz: Lula, o carrasco da Dilma!


EXÉRCITO DESCOBRE INFILTRAÇÃO DE MILITARES CUBANOS NO PROGRAMA 'MAIS MÉDICOS' DO PT. DENÚNCIA JÁ CHEGOU À CÂMARA DOS DEPUTADOS, MENOS NA GRANDE IMPRENSA.

Esta foto mostra um dos desembarques de médicos cubanos trazidos ao Brasil pelo governo da Dilma. Agora se confirma o que sempre se soube, que o programa Mais Médicos do PT é o cavalo de Tróia que está desovando no Brasil a espionagem cubana, conhecida como G-2. Isto já ocorreu na Venezuela, onde o Exército daquele país há muito tempo já conta com a 'assessoria' cubana em suas fileiras.
É supreendente que a informação que segue não tenha chegado às redações dos grandes veículos de comunicação, mas está na coluna do jornalista Cláudio Humberto. Além disso, o fato, ao que parece, repercutiu no âmbito da Câmara dos Deputados, porém, ninguém, a não ser o jornalista Claudio Humberto, reportou o fato que é de extrema gravidade: Vejam:

Informe reservado “Mensagem Direta de Inteligência” (MDI) ao ministro Celso Amorim (Defesa) atestou que a ditadura cubana infiltrou militares no programa Mais Médicos. A descoberta foi da Base de Administração e Apoio do Ibirapuera, do Comando Militar do Sudeste, em São Paulo, que recebe gente do Mais Médicos. 

Ouvido, um suspeito confessou ser capitão do Exército cubano, e que não está sozinho. Amorim nada fez.


Militares brasileiros desconfiaram do “médico” por seus hábitos de caserna (cama sempre arrumada, por exemplo). Era o capitão cubano.


A infiltração de militares no Mais Médicos repercutiu na Câmara. O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) quer convocar Amorim a se explicar.


Bolsonaro avisa que não adianta Celso Amorim negar a existência do informe reservado que lhe foi enviado: ele obteve cópia do documento. Da coluna de Cláudio Humberto