segunda-feira, novembro 24, 2014

O CASO "ROSEMARY DE LULA": DOIS ANOS DEPOIS DA OPERAÇÃO PORTO SEGURO DA PF, NADA FOI RESOLVIDO.

Paulo Vieira, Rubens Carlos Vieira e José Weber Holanda: cargos e salários ainda em vigor. Acima Rosemary junto com figurões do governo da Dilma quando era a 'poderosa' chefe do escritório de representação do Palácio do Planalto em São Paulo.
Enquanto o país assiste, estarrecido, ao desenrolar da Operação Lava Jato, que apura o desvio de bilhões de reais da Petrobras para os cofres de partidos políticos, outra investigação que começou com o mesmo estardalhaço caminha a passos lentos, sem que punições tenham sido aplicadas aos principais envolvidos. Trata-se da Operação Porto Seguro, que completa dois anos neste domingo. Segundo a Polícia Federal, o esquema viabilizava a negociação de pareceres técnicos com a ajuda de servidores de diferentes esferas da República: desde o número dois da Advocacia-Geral da União (AGU) até a chefe do gabinete da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Noronha.
Nesse período, 23 pessoas foram indiciadas pela PF e 24 foram denunciadas pelo Ministério Público. Contudo, entre os 15 funcionários públicos envolvidos, nove continuam recebendo salários do governo. Os que foram exonerados são Rosemary, o nome mais proeminente da turma, o diretor da Antaq,Tiago Lima, o agente da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), Mauro Henrique Costa Souza, e o ouvidor afastado da Antaq, Jailson Santos Soares. O delator do esquema, Cyonil da Cunha Borges, técnico do Tribunal de Contas da União (TCU), pediu a própria exoneração e, hoje, trabalha como servidor do governo do Rio de Janeiro, após ter sido aprovado no concurso de auditor fiscal da Secretaria da Fazenda.
Os demais dez servidores envolvidos continuam recebendo religiosamente seus rendimentos provenientes da União - um custo mais de 2 milhões de reais para os cofres públicos, segundo dados do Portal da Transparência.
IMORALIDADE DENTRO DA LEGALIDADE
A situação dos envolvidos na Operação Porto Seguro é mais um dos casos de imoralidade dentro da legalidade. Segundo a lei nº 8.112/90, que trata do funcionalismo público, os servidores concursados só podem ser demitidos em duas hipóteses: se forem julgados e condenados na esfera criminal por algum crime contra a administração pública, ou se forem alvo de condenação na esfera administrativa, por meio de processos administrativos disciplinares (Pad). Sempre que um servidor é indiciado pela Polícia Federal ou denunciado pelo MPF, o Pad se faz necessário. É o caso dos participantes da trupe de Rosemary.
Segundo a Controladoria Geral da União (CGU), apenas o Pad de Rose, como é conhecida, foi concluído. Os demais ainda estão em aberto — alguns obstruídos pelas defesas dos indiciados. No caso de Rubens Carlos Vieira, ex-diretor da Agência Nacional de Aviação Civil, a conclusão do processo está prejudicada por uma ordem judicial conseguida pela defesa, que exclui Vieira da obrigação de ser interrogado. No caso dos funcionários do Ministério da Educação, Márcio Alexandre Lima e Esmeraldo Malheiros Santos, acusados de fornecer certificados e diplomas a troco de favores, os processos só não foram concluídos porque foram expedidos três mandados de segurança e duas ações cíveis para impedir a exoneração dos servidores. O mesmo ocorreu com a funcionária da SPU, Evangelina Pinho. No caso de José Weber Holanda, que era o então número dois da Advocacia Geral da União (AGU), houve afastamento do cargo, porém, ele continua atuando no órgão para o qual foi concursado, que é o Ministério do Planejamento. Já Ênio Soares Dias, ex-chefe de gabinete da Antaq, continua sua função, porém, loteado em outro órgão: o Ministério dos Transportes.
No âmbito criminal, o processo caminha a passos de tartaruga. Apenas em fevereiro deste ano a Justiça Federal decidiu abrir ação para apurar crime por parte de Rosemary e outros dezessete envolvidos no esquema. A denúncia do Ministério Público havia sido feita em dezembro de 2012, menos de um mês após a deflagração da operação da PF. A investigação foi desmembrada em pelo menos três focos: a atuação de Holanda, da AGU, a do ex-senador Gilberto Miranda, que teria se beneficiado dos pareceres conseguidos com o esquema, e o das empresas portuárias, que podem ter financiado a troca de favores. Os indiciados são acusados de corrupção, formação de quadrilha e tráfico de influência.
Já na área cível, a demora no julgamento da primeira ação de improbidade administrativa contra os investigados ocorre por causa de sua transferência para a Justiça Federal do Distrito Federal, feita a pedido da defesa de Holanda, um dos nomes mais graduados da investigação. Fontes ligadas ao processo afirmaram ao site de VEJA que a medida é procrastinatória, já que todo o esquema foi operado no estado de São Paulo.
ROSEMARY FOGE DA IMPRENSA
Personagem principal do esquema, por sua proximidade com o ex-presidente Lula, Rosemary Noronha não quis conversar com o site de VEJA — e tampouco seu advogado, o criminalista Cesar Vilardi. Ele faz parte da banca de onze advogados que cuida da defesa de Rose, cuja fatura não se sabe ao certo quem paga. Além dos processos cível e criminal, há outro imbróglio que requer a atuação da defesa. Recentemente, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheu um pedido da Infoglobo e do jornalista Thiago Herdy Lana para ter acesso aos gastos efetuados com o cartão corporativo do governo federal utilizado por Rosemary, com as discriminações de tipo, data, valor das transações e CNPJ/razão social. A decisão saiu há 10 dias. Ainda cabe recurso.
Ao site de VEJA, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, negou que o Instituto tenha qualquer relação com a ex-funcionária. Okamotto afirmou que não é amigo íntimo de Rose e se mostrou, de certa forma, insatisfeito com a forma como ela tem sido tratada pela opinião pública. “Ela paga de forma desproporcional pelos seus erros, se é que tenha cometido algum”, afirmou. Por telefone, Rose disse que não “tinha nada para falar a VEJA, nem à imprensa”. Antes adepta a viagens recebidas de presente de funcionários do segundo escalão do governo, ela agora raramente sai de casa. Vive na mesma cobertura no bairro da Bela Vista, região central de São Paulo. Recentemente, seus únicos compromissos “inadiáveis” são as saídas para cuidar da estética.
Seu marido, João Batista de Oliveira Vasconcelos, sustenta os gastos da família com o negócio próprio: é dono de uma construtora no bairro do Jabaquara, em São Paulo. Segundo a PF, a empresa está localizada numa saleta de um prédio frugal, apesar de já ter tido contrato de 1 milhão de reais com a Cobra Tecnologia, empresa que depois foi adquirida por um braço do Banco do Brasil. 
José Cláudio Noronha, ex-marido de Rose, também apontado como beneficiário do esquema, tinha um cargo de confiança na Infraero de 2005 a 2014, onde exercia a função de assessor especial. Em 15 de fevereiro deste ano, pediu a rescisão do contrato. Texto do site da revista Veja

domingo, novembro 23, 2014

LÍDER DA OPOSIÇÃO PEDE CONVOCAÇÃO DE LULA E DILMA NA CPI DA PETROBRAS

Ronaldo Caiado, líder da oposição no Congresso quer a dupla petista depondo na CPI
O líder da oposição no Congresso, Ronaldo Caiado (DEM-GO), quer que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sejam convocados para depor à CPI da Petrobras. O motivo é a reportagem de VEJA que mostra como em 2009 Paulo Roberto Costa passou por cima de toda a hierarquia da Petrobras para advertir - por e-mail - o Palácio do Planalto que, por ter encontrado irregularidades pelo terceiro ano consecutivo, o Tribunal de Contas da União (TCU) havia recomendado ao Congresso a imediata paralisação de três grandes obras da estatal.
"Ela disse que não vai deixar pedra sobre pedra e que ela está disposta a aprofundar toda a investigação. Nada mais justo do que ela ir à CPI para esclarecer, em primeiro lugar, a fala do Alberto Yousseff e, agora, esse e-mail do Paulo Roberto Costa", diz o parlamentar. A primeira convocação a ser solicitada, entretanto, será a do ex-presidente Lula, que comandava o governo à época e que ignorou a recomendação do TCU e liberou as obras.
Para Caiado, o e-mail de costa é uma prova importante do envolvimento de Dilma nos desmandos: "Ela não pode dizer que não conhece,  porque recebeu um e-mail direto de alerta". A assessoria de Caiado está estudando o regimento do Congresso para saber se ele pode apresentar requerimentos na CPI da Petrobras. O parlamentar não é membro da comissão mas, na condição de líder, pode participar das reuniões. 
O líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy, disse neste sábado que a reportagem comprova o elo entre Dilma, Lula e Paulo Roberto Costa - e aproxima ainda mais a presidente da República do escândalo na Petrobras.
"Esse fato aproxima o escândalo do Palácio do Planalto e mostra a participação do ex-presidente Lula e da presidente Dilma nas pilantragens da Petrobras", diz o tucano, que também chama atenção para o fato de Paulo Roberto Costa ter se dirigido diretamente à então ministra da Casa Civil, sem seguir a hierarquia natural de seu cargo. 
Para Imbassahy, o caso também explica o temor do governo com as apurações: "Isso revela um dos motivos pelos quais o governo atua diretamente para impedir nosso trabalho na CPI da Petrobras". Ele afirma que a revelação também reforça a necessidade de que uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito seja instalada na próxima legislatura, em fevereiro. A CPI atual vai funcionar até 22 de dezembro.
Também neste sábado, o Palácio do Planalto emitiu uma nota em que repete as alegações enviadas à redação de VEJA e reproduzidas na reportagem. Do site da revista Veja

IMPERDÍVEL! ENTENDA COMO FUNCIONA A SUBVERSÃO COMUNISTA E A DESMORALIZAÇÃO DE UM PAÍS ATÉ O PONTO EM QUE SUAS INSTITUIÇÕES NÃO FUNCIONAM MAIS. COMO COMEÇA A OCORRER AGORA NO BRASIL.



CARO LEITOR: NÃO GASTE SEU DINHEIRO COMPRADO JORNAIS COMO FOLHA DE S. PAULO, ESTADÃO, O GLOBO. JOGUE TAMBÉM SUA TELEVISÃO NO LIXO! ESSES GRANDES VEÍCULOS DE MÍDIA ESTÃO LAVANDO DO SEU CÉREBRO. VOCÊ NÃO PRECISA GASTAR SEU DINHEIRO COM ESSAS PORCARIAS. O QUE VOCÊ PRECISA É UMA BOA CONEXÃO DE INTERNET E SABER ONDE ENCONTRAR A INFORMAÇÃO VERDADEIRA. ISSO CUSTARÁ BEM MAIS BARATO DO QUE CEVAR ESSES JORNALISTAS VAGABUNDOS, MENTIROSOS E SUBVERSIVOS.

Recomendo muito que os estimados leitores vejam com atenção o vídeo acima. A qualidade da imagem não é das melhores, porém o som está perfeito bem como as legendas em português. Trata-se de uma palestra do ex-agente da KGB, Yuri Bezmenov, ou Tomas Schuman (nome adotado por Yuri depois de sua deserção).

Com duração de 1 hora, esta palestra é de fundamental importância para entender o que está ocorrendo atualmente no Brasil. Se você leitor fica pasmado com uma sucessão de escândalos, roubalheiras variadas, impunidade, violência e a inércia de boa parte dos cidadãos brasileiros que ou apoiam ou se calam ante todos os tipos de iniqüidades, depois de ouvir esta palestra começará a entender tudo! Sob o domínio do PT e do Foro de São Paulo, a Nação brasileira passou a ser vítima de um processo de subversão e conseqüente desmoralização. O objetivo dessa sórdida maquinação tem por finalidade golpear mortalmente a democracia e a liberdade.

A seguir transcrevo texto da jornalista Graça Salgueiro, do blog Nota Latina e que também faz parte do elenco de articulistas do site Mídia Sem Máscara, ambos com links permanentes aqui no blog na coluna ao lado rolando o blog para baixo.

Salgueiro comenta e dá alguns detalhes desta palestra que é, sob todos os aspectos, imperdível! A postagem no Youtube é de 2011. Mas o contéudo da exposição de Schuman não perderá nunca a sua validade. É ouro puro! Leiam o que informa a Graça Salgueiro:
Uma palestra oferecida na Summit University de Los Angeles pelo ex-agente da KGB Yuri Bezmenov, ou Tomas Schuman (nome adotado depois da Deserção), para uma platéia bastante numerosa como se pode ver nos vídeos. 
Bezmenov já é conhecido de muitos de nós, por causa da entrevista que concedeu em 1983 e que pode ser revista (ou vista) no site do Farol da Democracia Representativa (parece que este blog não está mais disponível).
Nesta palestra, bastante didática e coroada pelo seu bom humor, também oferecida em 1983, ele explica uma das principais funções do KGB que, longe de centrar-se no campo da espionagem -- que abrangia apenas 15% de suas funções -- ocupava-se do esquema da subversão nos países-alvo da extinta URSS. Esse processo, que foi idealizado para dar seus frutos após 20 anos, obedecia a etapas rigorosas e consistia em desmoralizar, dominar e destruir esses países através de seu sistema religioso, político, econômico, da ordem e da lei, da cultura, de suas tradições. Os subversores eram na maioria das vezes pessoas que vinham para intercâmbio como estudantes, atores, diplomatas, jornalistas que levavam anos estudando na Universidade Patrice Lumumba - como muitos brasileiros que hoje ocupam cargos no governo brasileiro, e nós sabemos quem são - e depois retornavam a seus países para cumprir a missão.
O processo se dava de forma lenta e gradual, de modo a que os novos conceitos fossem sendo introduzidos de modo imperceptível e só aconteciam se o país a ser subvertido aceitasse esta condição. (Leiam este artigo e compreendam como a coisa funciona criminosamente). É fácil ver como aqui na América Latina este processo "prosperou" como em nenhum outro, pois nunca tivemos um país com governantes suficientemente fortes para dizer "não, muito obrigado; sua oferta não me interessa", e lutassem para que seus valores, religião, leis permanecessem intactos. Observem, por exemplo, que os países de ditadura totalitária não permitem que seus cidadãos tenham acesso a informações vindas de fora, porque isto iria subverter a ordem interna de seu regime, como ocorre ainda hoje em Cuba, Coréia do Norte, China comunista, etc.
Esta palestra é na verdade uma aula magna de valor inestimável, embora nos chegue um tanto tardia pois já concluímos todas estas etapas, mas não só vale a pena ouvi-la com muita atenção como deve ser divulgada amplamente. Na audição desta segunda-feira do "True Outspeake", Olavo faz uma análise muito boa sobre estes vídeos e pode ser ouvida clicando no banner ao lado. A palestra é toda em inglês mas também há legendas em português, um trabalho primoroso de David Balparda Carvalho, que pode-se obter clicando num triângulo na barra inferior direita e em seguida num retângulo acima deste.
Não vou me alongar mais porque a palestra dispensa comentários. Peço apenas que façam um paralelo com o que este homem diz -- e ele foi um agente desta transformação, enquanto jornalista do Novostia Press -- e o que vivenciamos hoje no Brasil e em todo o continente latino-americano, sobretudo com a ditadura da mídia, toda ela prestimosa subversora. Ouçam e meditem sobre cada palavra dita porque, talvez, ainda tenhamos alguma chance de sobrevivência se levarmos isto a sério. E, notem, este homem fez estas denúncias há 26 anos e hoje os subversores colhem seus frutos abundantes, conforme ele mesmo afirmou ser o tempo aproximado para a consecução plena da estratégia.

ESQUERDISTAS E ASSEMELHADOS, OS IDIOTAS ÚTEIS QUE SERÃO SIMPLESMENTE ELIMINADOS PELOS PRÓPRIOS 'COMPANHEIROS'

Para complementar este post, faço a postagem de outro vídeo onde Yuri Besmenov explica como esses bobalhões, incluindo a maioria dos jornalistas brasileiros e professores universitários que promovem a lavagem cerebral marxista do povo e, sobretudo, dos estudantes, serão os primeiros a serem eliminados numa eventual vitória dos comunistas.
Não tem preço, neste caso, eventualmente, ver todos esses idiotas sendo executados a queima roupa pelos próprios 'companheiros', depois que a 'revolução comunista' for vitoriosa. Yuri dá o exemplo, inclusive, de Cuba, onde centenas de idiotas úteis foram assassinados pela turma do Fidel Castro, enquanto e outras centenas apodrecem nos calabouços do regime.
Não deixem de ver este vídeo também.

Sponholz: O petrolão e a dosimetria da pena!


sexta-feira, novembro 21, 2014

REPORTAGEM-BOMBA DE 'VEJA' REVELA QUE LULA E DILMA ROUSSEFF SABIAM DO PETROLÃO E PODERIAM IMPEDI-LO. MAS DEIXARAM ROLAR.

A reportagem-bomba da revista Veja que chega às bancas no raiar deste sábado corrige a visão enviesada que as matérias da imprensa “alternativa” da turma do PT, representada principalmente pela  Folha de S. Paulo, Estadão e o O Globo oferecem aos leitores na tentativa de promover a operação-abafa sobre o escândalo do petrolão. Essa reportagem-bomba de Veja é um furo magnífico que faz zerar até aqui todos os esforços empreendidos pelos psicopatas e depravados que editam os jornalões, o Jornal Nacional e outros menos votados, mas que também se esmeram em evitar aquilo que vai se tornando inevitável: o impeachment da Dilma e, ato contínuo, para usar uma expressão policialesca com convém ao fato, a provável proscrição do PT. Aliás, como já afirmei em outros textos aqui neste blog, o PT não é um partido político, mas um movimento comunista que dirige o Foro de São Paulo, entidade fundada por Lula e Fidel Castro em 1990 destinada a transformar a América Latina numa tal URSAL - União das Repúblicas Socialistas da América Latina, cuja capital é Havana.

Segundo Veja, “Paulo Roberto Costa enviou e-mail a Dilma Rousseff em 2009, quando ele estava à frente da diretoria de Abastecimento da Petrobras, e ela, da Casa Civil do governo Lula. Na mensagem, o pivô do petrolão passa por cima de toda a hierarquia da estatal para advertir o Planalto das irregularidades detectadas pelo Tribunal de Contas da União e sugerir uma solução política para o problema. O governo seguiu sua orientação.” 
A revelação da matéria de capa de Veja faz todo o sentido. A roubalheira da Petrobras é parte do esquema. Os bilhões desviados dessa estatal é usado pelo PT e o Foro de São Paulo para estabelecer o que Lula e seus sequazes denominam de “hegemonia do partido”. O enriquecimento ilícito de alguns, dentre eles os donos das empreiteiras e seus cupinchas predadores dos cofres públicos, é apenas um dos aspectos nojentos da trama comunista do Foro de São Paulo. Significa uma parte do ato de assassinar a democracia e a liberdade, ou seja, o dinheiro serve para comprar o apoio que o PT jamais teria para estar há 12 anos no poder. Com esses bilhões de reais roubados dos cofres públicos, ou seja, o dinheiro que é de todos os brasileiros, o PT compra consciências, obtem o apoio total e irrestrito de todos aqueles que tinham o dever constitucional de impedir a instalação de uma ditadura comunista bolivariana no Brasil. É por isso que o Congresso Nacional está completamente comprado. Igualmente o Supremo Tribunal Federal e o Tribunal Superior Eleitoral, haja vista que este último contratou a empresa venezuelana Smartmatic, alvo de sérias denúncias, conforme publiquei aqui no blog, para operar todo o serviço de votação eletrônica eleitoral.
Esta é a questão principal que vai além do roubo desses bilhões da Petrobras: conseguir a adesão e o apoio irrestrito ao projeto do Foro de São Paulo cujo objetivo é transformar o Brasil em mais um republiqueta comunista bolivariana. E esse projeto diabólico está tão avançado que já tem o respaldo do Congresso Nacional e de praticamente de todos os ministros da Suprema Corte de Justiça, além da grande imprensa brasileira cujas redações de seus veículos são controladas pelos esbirros do PT e Foro de São Paulo sob a complacência criminosa de seus proprietários, sobrando apenas a revista Veja e seu site na internet. O resto faz parte da camorra comunista. Deve-se acrescentar também que além desses pontos de apoio via aparelhamento, os maiores empresários brasileiros estão de braços dados com o PT e o Foro de São Paulo. Acreditam que uma ditadura comunista bolivariana será para eles o paraíso na Terra, quando então não terão mais os estorvos eventuais do Legislativo, do Judiciário, do Tribunal de Contas da União e, por consequência, da revista Veja e dos jornalistas independentes que restam neste país. Vislumbram poder viver em eterno festim diabólico e orgiástico enquanto pisoteiam os cadáveres dos dissidentes.
Na abertura da reportagem-bomba, Veja publica o facsímile do email de Paulo Roberto Costa.
A reportagem-bomba de Veja que chega às bancas é realmente de teor explosivo ao estabelecer o elo direto entre o petrolão e os governos de Lula e da Dilma. Transcrevo nota da coluna do jornalista Augusto Nunes que dá uma ideia do contéudo da ampla reportagem de Veja. Leiam:
Sábado é mesmo o mais cruel dos dias para gente com culpa no cartório, reafirma a edição de VEJA que logo estará nas mãos dos assinantes e leitores. Desta vez, o sono dos pecadores será perturbado por informações que começam pela mensagem eletrônica enviada por Paulo Roberto Costa a Dilma Rousseff e se estendem por todas as páginas da reportagem de capa. As revelações atestam que Dilma e Lula ignoraram todos os sinais de que havia algo de podre no reino da Petrobras. A omissão dos governantes liberou o bando criminoso para o prosseguimento do saque.
Outro email divulgado por VEJA escancara o plano concebido para materializar um dos sonhos do governo lulopetista: assassinar a independência do Tribunal de Contas da União com a nomeação de ministros obedientes aos interesses e caprichos do Planalto. Gente como Erenice Guerra, por exemplo. A melhor amiga de Dilma só não foi transferida para o TCU por ter tropeçado num caso de polícia no meio do caminho. Descobriu-se que Erenice chefiava, simultaneamente, a Casa Civil e uma quadrilha de traficantes de influência.
Tudo somado, conclui-se que o Petrolão foi uma ignomínia de tal forma superlativa que agora começou a subverter a Bíblia. Os cavaleiros do apocalipse brasileiro, por exemplo, não se limitam a quatro. São incontáveis, têm sido vistos com frequência e se tornam especialmente perturbadores quando aparecem num sábado.

LOBÃO E OLAVO: O HANGOUT DO JUÍZO FINAL!


Neste hangout de Lobão e Olavo de Carvalho, uma análise sobre as manifestações de 15 de novembro que ocorreram não apenas em São Paulo, mas em diversas capitais e cidades brasileiras quando o povo levou às ruas o seu protesto anti-PT, anti-Foro de São Paulo e o repúdio avassaladora corrupção que mergulha o governo do PT e seus sequazes num lodaçal de roubalheiras que não tem paralelo na história dos Brasil.

Além disso, analisam o momento político brasileiro e caem de pau na grande imprensa brasileira e internacional que vêm sistematicamente boicotando as manifestações. Vale a pena assistir.

Na verdade, este hangout traz os assuntos que jamais são apresentados e debatidos pelos veículos da grande imprensa brasileira, isto é, aquilo que concerne essencialmente à política. 

E o fato da imprensa se limitar a debater abobrinhas, faz parte do esquema do comunismo do século XXI, encarnado pelo PT e seus sequazes, que é promover a desinformação.

EMPREITEIROS DO PETROLÃO TENTAM ESCAPAR DAS MALHAS DA LEI USANDO O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL PARA TIRAR O CASO DAS MÃOS DO JUIZ SÉRGIO MORO

Asfixiadas por uma investigação sem precedentes, as empreiteiras alvo da Operação Lava Jato bateram à porta do Supremo Tribunal Federal. Elas querem tirar o processo sobre corrupção na Petrobrás da alçada da 13.ª Vara Federal de Curitiba, base da investigação da Polícia Federal. É um movimento estratégico das gigantes da construção. O argumento central é que o caso não poderia seguir fora do Supremo a partir do momento em que a investigação encontrou indícios de envolvimento de dois deputados federais, que têm direito ao chamado foro privilegiado em ações penais: o paranaense André Vargas (sem partido) e o baiano Luiz Argôlo (SDD).
Por meio de uma reclamação ao Supremo, o engenheiro Gerson de Mello Almada, vice-presidente da Engevix Engenharia S/A, pede liminarmente a suspensão dos efeitos da ordem de prisão expedida contra ele. A medida, embora em nome de apenas um acusado, é endossada por outras defesas.
No dia 10, a Justiça Federal no Paraná ordenou a custódia de Almada e de outros 24 alvos da investigação, a maioria dirigentes das principais empreiteiras do País. Jamais essas empresas, detentoras de centenas de contratos com a administração pública, passaram por tal momento.
A reclamação já está nas mãos do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo. Ela é subscrita pelos criminalistas Fábio Tofic Simantob, Débora Gonçalves Perez e Maria Jamile José. Fábio Tofic argumenta que as ordens de buscas e de prisão “caracterizam manifesta usurpação da competência privativa do STF, disposta no artigo 102, I, b, da Constituição Federal”.
Segundo o criminalista, a Justiça Federal no Paraná, que conduz as ações da Lava Jato, cindiu as investigações quando se deparou com indícios de cometimento de crime por autoridades com prerrogativa de foro, notadamente André Vargas, então no PT, “sem submeter a questão ao Supremo”. Tofic classifica de “inaceitável cisão, em primeira instância, da investigação de suposto esquema que teria como razão de ser o locupletamento de agentes políticos com foro nesse Tribunal”.
O criminalista aponta o que chama de “usurpação da competência do Supremo Tribunal Federal mediante deliberada ocultação da descoberta de indícios de crime relacionados aos deputados federais André Vargas e Luiz Argôlo” – ambos de laços estreitos com o doleiro Alberto Youssef, operador do esquema de propinas e corrupção na Petrobrás.
Fábio Tofic adotou o mesmo argumento em 2013, quando obteve decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF3) para tirar da Justiça Federal no município de Jales (SP) os autos da Operação Máfia do Asfalto – investigação sobre corrupção em 78 cidades do interior paulista que apontou envolvimento de parlamentares com prerrogativa de foro.
Na ocasião, o juiz de primeiro grau enviou à Procuradoria Regional da República da 3.ª Região parte dos autos relativa a parlamentares. O TRF3, porém, decidiu que quem detinha competência para tal medida era a própria Corte, e não o juiz de primeira instância. Do site Diário do Poder

Sponholz: Uma presidenta perdida no cipoal do petrolão.


quinta-feira, novembro 20, 2014

CARA DE PAU E MENTIROSA: DILMA FALA COMO SE O ROUBO DO PETROLÃO FOSSE OBRA DE OUTRO GOVERNO.

A presidente Dilma Rousseff disse hoje (20) que o governo não faz “qualquer tipo de pressão” para inibir investigações sobre casos de corrupção no país. De alguma maneira, ela e seus ministros tentam assumir a paternidade da iniciativa pela Operação Lava Jato, quando na verdade as relações do seu governo com fornecedores e empreiteiras é que são investigados.
Chefe do governo sob suspeita, porque afinal o esquema do Petrolão começou em 2004, no governo Lula, e foi desmantelado apenas este ano pela Justiça Federal, Dilma disse que a Polícia Federal e o Ministério Público investigam corruptos e corruptores e que o combate à corrupção “nunca foi tão firme e severo” como em seu governo.
“A Polícia Federal, o Ministério Público e instituições do estado brasileiro estão investigando corruptos e corruptores e não há qualquer tipo de pressão do governo para inibir as investigações. Não tenho, nunca tive e nunca terei tolerância com corruptos e corruptores. Queremos a investigação em toda sua integralidade. O Brasil sairá muito mais forte desse processo, mais forte ainda por respeitar as regras do Estado de Direito em que vivemos”, disse ao discursar na 2 ª Conferência Nacional de Educação (Conae). Do site Diário do Poder

Sponholz: PT bate seu próprio recorde de roubalheira!


FANTASMA DO IMPEACHMENT RONDA O PALÁCIO DO PLANALTO. PETISTAS E SEUS ACÓLITOS ESTÃO APAVORADOS.

A prisão dos poderosos chefões de empreiteiras, acusados de subornar autoridades e políticos para obter contratos bilionários na Petrobras, aumentou a tensão de aliados do governo no Congresso. Só falam em eventual impeachment de Dilma. Eles próprios, governistas, temem o  surgimento de indícios de envolvimento da presidenta no escândalo, ou informações sobre dinheiro sujo no financiamento da sua reeleição.
Em off, petistas ilustres trabalham com a certeza de que o tesoureiro João Vaccari Neto arrastará o PT, de vez, para o centro do escândalo.
Mesmo com estrelas do partido enroladas no esquema do Petrolão, o PMDB espera tirar proveito do enfraquecimento de Dilma.
Enfraquecida, Dilma se valerá do PMDB para sobreviver. Em caso de impeachment, pode até assumir a presidência com Michel Temer. Do site Diário do Poder

MEU COMENTÁRIO: E por falar em impeachment da Dilma, por que será que o DataFolha e o Ibope não medem mais a popularidade da 'presidenta'? 

OPERAÇÃO 'CURINGA' DA PF DESCOBRIU TUDO: DILMA E PIMENTEL FIZERAM O DIABO EM MINAS GERAIS PARA DERROTAR AÉCIO NEVES.

DOIS 'TERRORISTAS' EM APUROS: Dilma e Pimentel agora envolvidos em crime eleitoral em Minas Gerais como beneficiários do esquema
A Polícia Federal (PF) deflagrou nessa terça-feira (18) a operação “Curinga” com o intuito de coibir fraude nos cofres da Previdência Social no Norte de Minas. No curso das investigações, a PF deparou-se com fortes indícios de crime eleitoral em benefício de candidatos da coligação do PT. Dessa forma, a operação policial será desmembrada.
Isso porque os nomes dos deputados petistas Reginaldo Lopes, reeleito para a Câmara dos Deputados e cotado para assumir o Ministério da Educação, e do deputado estadual Paulo Guedes foram citados no relatório parcial da PF. O envolvimento dos parlamentares com a quadrilha do INSS foi descartado, mas eles podem ter sido beneficiados eleitoralmente.
O esquema de fraude na Previdência foi montado dentro da prefeitura e da Câmara Municipal de Monte Azul. O escritório do INSS em Espinosa, cidade localizada a 40 Km de Monte Azul, foi utilizado pelo bando. Os principais políticos de Monte Azul estão diretamente envolvidos com o rombo nos cofres da Previdência, estimado em R$ 200 mil, e com os crimes eleitorais. Entre eles, o vice-prefeito, três vereadores, três secretários da prefeitura, além do sindicato de trabalhadores rurais da cidade, todos eles ligados ao PT. A partir de documentação forjada, o grupo conseguia aposentadoria para pessoas que nunca foram trabalhadores rurais.
QUADRILHA DO PT EM AÇÃO
O Hoje em Dia teve acesso aos documentos e aos grampos telefônicos da investigação. De acordo com o inquérito, benefícios previdenciários, materiais de construção, combustível, além de cadastros do Bolsa Família, auxílio-doença, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e até dentaduras foram oferecidos em troca de voto.
Além da Zona da Mata, o Norte de Minas foi a região na qual a presidente reeleita, Dilma Rousseff (PT) obteve maior vantagem perante o tucano Aécio Neves, seu principal oponente. Em Monte Azul, por exemplo, Dilma obteve 76% dos votos da cidade, enquanto Aécio ficou com 14%. Guedes e Lopes conquistaram 30% dos votos válidos do município. Lopes foi o mais votado, e Guedes, o segundo.
Em um dos grampos telefônicos, o vereador Geraldo Moreira dos Anjos, o Ladim (PT), foi flagrado orientando o eleitor Flávio Custódio Teixeira a votar nos candidatos do PT. O vereador petista, segundo o inquérito, intermediou a inclusão da mulher de Teixeira na lista do Bolsa Família. A inclusão dela no cadastro será investigada, já que a maioria das benesses, especialmente os programas de transferência de renda e as aposentadorias, foram destinadas a pessoas que não poderiam ser contempladas.
Em outro diálogo, o vice-prefeito de Monte Azul, Antônio Idalino, o Toninho da Barraca (PT), foi pego autorizando o caminhão-pipa da cidade a fornecer água para uma piscina na casa de um eleitor. Numa outra conversa, o petista determina que a dentista da prefeitura faça dentaduras para eleitores.
FIZERAM O DIABO NO INTERIOR
Contra o vice-prefeito de Monte Azul, Antônio Idalino Teixeira, o Toninho da Barraca (PT), a Justiça Federal em Montes Claros, no Norte de Minas, decretou mandado de condução coercitiva e busca e apreensão na casa do político e na prefeitura. Ele é considerado uma das principais peças do esquema.
O servidor do INSS de Espinosa Ronaldo de Medeiros Boeira e os vereadores Geraldo Moreira dos Anjos, Geraldo Ladim (PT), e Marineide Freitas da Silva, a Marineide do Sindicato (PT), foram presos temporariamente.
O mesmo ocorreu com o presidente do sindicato dos trabalhadores rurais de Monte Azul, Antônio Tolintino, e seu secretário, Nilton Rodrigues Nunes. Conforme as investigações, os dois são suspeitos de fraudar os processos de aposentadorias rurais por tempo de serviço. Os benefícios eram concedidos a pessoas que não preenchiam os requisitos legais.
Já o vereador Francisco de Assis Gonçalves Dias, o Diassis (PP), foi conduzido para prestar depoimento e teve a casa vasculhada pelos federais. Depois do interrogatório foi liberado.
Três secretárias de Monte Azul também estão entre os investigados. São elas: Aurélia de Paula Santos (Educação), Vanessa dos Anjos Dias (Saúde) e Cássia Michele Gomes (Finanças). Para as três, foram expedidos mandados de condução coercitiva, além de busca e apreensão em suas residências e na prefeitura.
NO ENCALÇO DO DEPUTADO PETISTA
Durante todo o dia, a reportagem fez contatos com a prefeitura e com a Câmara Municipal de Monte Azul, mas até o fechamento desta edição ninguém foi encontrado para comentar a ação da PF.
Em entrevista ao Hoje em Dia, o deputado Paulo Guedes classificou a operação de “factoide eleitoral”, mas comprometeu-se a averiguar o assunto. “Se houve alguma irregularidade, não tenho nada a ver com isso. Obtive 165 mil votos em todo o Estado. É impossível policiar todos os aliados”, declarou.
Mais votado do PT em Minas, o deputado federal Reginaldo Lopes foi procurado no celular e em seu gabinete, em Brasília. A assessora de imprensa do parlamentar em BH chegou a atender os telefonemas do Hoje em Dia. Alegou que o parlamentar estava com a agenda cheia de compromissos. Depois, informou que o parlamentar não iria se manifestar nessa terça.
OPERAÇÃO TEM 19 ALVOS
Ao todo, 19 pessoas são alvo da operação “Curinga”, sendo que 17 foram levadas para a sede da Polícia Federal (PF) em Montes Claros, no Norte de Minas, e outras duas são procuradas. A polícia informou ainda que 39 mandados judiciais de busca e apreensão, condução coercitiva e sequestro de bens estão sendo cumpridos.
Uma segunda fase da operação “Curinga” será deflagrada para reprimir possíveis crimes eleitorais. Os investigados responderão, neste primeiro momento, por crimes contra a administração pública, estelionato, formação de quadrilha e falsidade ideológica, dentre outros. Uma vez condenados, as penas máximas aplicadas aos crimes podem ultrapassar 20 anos. Do site do jornal Hoje em Dia

quarta-feira, novembro 19, 2014

OLAVO DE CARVALHO: AS MANIFESTAÇÕES E A ALIANÇA ENTRE A GRANDE IMPRENSA BRASILEIRA E O FORO DE SÃO PAULO.

Ouça esta entrevista da Rádio Vox com o escritor, filósofo e jornalista Olavo de Carvalho que analisa a conscientização política de boa parte dos brasileiros que agora foi à ruas protestando contra o avanço do comunismo bolivariano levado a efeito pelo PT e seus satélites. Sim, porque os manifestantes não se limitiram as protestar apenas contra a corrupção ou a pedir o impeachment da Dilma. Inúmeros cartazes protestavam contra o Foro de São Paulo, a organização comunista fundada por Lula e Fidel Castro em 1990 com o objetivo de transformar todos os países latino-americanos em repúblicas socialistas de viés cubano, como já está acontecendo na Venezuela.

Esta nova realidade política brasileira é o mote desta entrevista de Olavo de Carvalho, levada a efeito de forma descontraída onde tem lugar o humor e a descontração, sem que isso tire o impacto das denúncias e revelações de Olavo de Carvalho, velho de guerra do jornalismo brasileiro e que trabalhou em todos os veículos da grande mídia brasileira e que  vive nos Estados Unidos há mais de uma década.

Recomendo que ouçam. Vale a pena.

OPOSIÇÃO CONSEGUE ADIAR VOTAÇÃO DE PROJETO ILEGAL DO PT QUE TENTA MAQUIAR AS CONTAS DO GOVERNO QUE NÃO FECHAM POR CAUSA DAS ROUBALHEIRAS

Na data consagrada à Bandeira do Brasil, lá estava no Congresso Nacional a turma do PT, tentando aplicar o golpe bolivariano nas contas públicas comandando pelo Romero Jucá e tendo como coadjuvante a deletéria Gleisi Hoffmann, implicada no petrolão. Na maior cara de pau esses vagabundos agem livremente jogando mais lama sobre as instituições democráticas para enterrar o Brasil quando deveriam estar na cadeia!
A base aliada fracassou na tentativa de reduzir o prazo de tramitação do projeto que permite ao governo driblar a meta de superávit primário. Em votação, os governistas não conseguiram o número mínimo de votos exigido para que o texto fosse apreciado ainda nesta quarta-feira pela Comissão Mista de Orçamento (CMO), como pretendia o Executivo.
O projeto, que altera o orçamento de 2014, chegou a ser dado como aprovado em uma sessão tumultuada da CMO na noite de terça-feira. A oposição protestou, apontando que a votação se dera de forma irregular, sem a comprovação de que havia maioria a favor do texto. Depois de uma reunião entre líderes partidários nesta quarta, fechou-se acordo pela realização de uma nova votação para evitar questionamentos. 
Para votar novamente o projeto, entretanto, seria preciso respeitar o regimento do Congresso, que exige um prazo de duas sessões regulares entre uma votação e outra de uma mesma matéria. É o chamado interstício. Encurtar esse prazo exige o aval dos integrantes da CMO. Mas tal manobra tampouco foi aprovada. Em votação para definir se haveria ou não quebra do interstício, o resultado foi de 15 votos a favor e 7 contra. O governo precisava da maioria absoluta dos 40 integrantes da comissão - ou seja, 21 votos.
Após a proclamação do resultado, o presidente da CMO, o deputado Devanir Ribeiro (PT-SP), e a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) chegaram a afirmar que bastava a maioria dos presentes para a quebra do interstício. Mas a oposição chamou a atenção para o regimento comum do Congresso, que exige a maioria absoluta. Devanir acatou. O líder do DEM, Mendonça Filho (PE), provocou o Planalto: "O governo precisa aprender a fazer mobilização nesta Casa", disse ele. Apesar da vitória temporária da oposição, a tendência é que o projeto seja aprovado.
O texto proposto pelo governo permite abater do resultado fiscal deste ano todos os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e as desonerações tributárias. O projeto altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), tirando do governo a obrigação de cumprir qualquer objetivo fiscal neste ano. A meta de superávit primário do setor público estabelecida na LDO é de 167,4 bilhões de reais ou cerca de 3% do Produto Interno Bruto (PIB). Mas, com os descontos, o governo pretende estabelecer uma meta de 99 bilhões de reais neste ano, equivalente a 1,9% do PIB. 
Os gastos com o PAC somaram 47,2 bilhões de reais e as desonerações chegaram a 75,7 bilhões de reais entre janeiro e setembro, de acordo com dado dados do Tesouro. O resultado primário do setor público consolidado, que inclui governo central, Estados, municípios e estatais, também ficou negativo em 15,3 bilhões de reais no acumulado de nove meses, o primeiro na série histórica do Banco Central iniciada em 2002. Do site da revista Veja

Sponholz: Lula, o lobista da Odebrecht, no lodaçal do petrolão!


TITANIC BRASIL: ROMERO JUCÁ COMANDA NO SENADO A TRAMÓIA DO PT PARA MAQUIAR AS CONTAS DO GOVERNO QUE NÃO FECHAM NEM A PAU!

Romero Jucá dirá depois que não sabia. Afinal, é discípulo diligente do Lula e da Dilma. Esse filme ainda poderá ter um final trágico...

O senador Romero Jucá (PMDB-RR) apresentou hoje (18) à Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional (CMO) parecer favorável ao projeto de lei do Executivo que modifica a atual Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para ampliar o abatimento da meta de superávit primário deste ano.
Parlamentares da oposição apresentaram 80 emendas, mas o relator rejeitou todas, mantendo o texto do governo com apenas uma alteração, que ele próprio sugeriu. Jucá troca no texto do governo a expressão “meta de superávit” por “meta de resultado”. Isso porque não se sabe se 2014 fechará com déficit ou com superávit primário.
A proposta encaminhada na semana passada ao Congresso permite que o governo desconte do resultado primário os gastos com as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e as desonerações tributárias concedidas em 2014. No texto, o relator diz que a meta de resultado primário não é imutável ou rígida. Para ele, fixar ou modificar o número tem o propósito básico de trazer ao conhecimento e ao debate as consequências do conjunto das decisões adotadas no campo econômico e fora dele.
O senador defende a aprovação do projeto por considerá-lo importante para o equilíbrio fiscal. De acordo com ele, o governo está tratando a questão de forma transparente e com respeito. “Quanto mais rápido o país puder sinalizar para o equilíbrio fiscal e para a ausência de conflito nessas questões, melhor será a sinalização para os mercados interno e externo e, quanto mais conflituoso for o processo, pior será a leitura”, disse Jucá, na semana passada.
O parecer de Jucá deve começar a ser discutido ainda hoje, na reunião da CMO. A previsão dos governistas é que a matéria seja votada e aprovada amanhã (19) pela comissão, para, então,  seguir para apreciação do plenário do Congresso. A oposição, que vem criticando o projeto desde sua publicação, promete obstruir as discussões e a votação da proposta. Do site Diário do Poder

terça-feira, novembro 18, 2014

Sponholz: Com Petrolão, Papuda prepara "suíte presidencial"!


NA TAILÂNDIA INTERVENÇÃO MILITAR DERRUBOU O 'PARTIDO VERMELHO' , DETONOU A CORRUPÇÃO E TROUXE ALÍVIO, PAZ E ALEGRIA PARA O POVO.


Caros amigos leitores. Quem acompanha este blog sabe que por inúmeras vezes aponto para o fato de que a grande mídia brasileira está completamente sob o domínio dos esbirros do PT. Sou jornalista há mais de 40 anos. Portanto esta é uma seara que, modéstia à parte, domino. Antes de continuar sobre o objeto deste post, faço uma digressão. Ao final retorno ao mote principal deste escrito que se relaciona com o vídeo acima e, evidentemente, à política. 

Iniciei a carreira na redação de jornal diário onde permaneci por pelo menos uns 18 anos, passando depois ao jornalismo empresarial. Dei uma beliscada no magistério lecionando para curso de jornalismo. Mais adiante compartilhei com um sócio uma pequena agência de publicidade e dei consultoria de comunicação para algumas empresas e entidades empresariais, até que me transferi com armas e bagagens para a internet onde edito este blog diariamente sem interrupção há pelo menos uns oito anos.

Antes disso retornei à universidade onde nem sei como arranjei tempo para fazer o mestrado em Direito e escrever dois livrinhos e centenas de artigos, reportagens, sem falar que já fui ghost-writer de muitos figurões, principalmente do meio empresarial, quando implantei e dirigi o sistema de comunicação da Fiesc ficando por lá uns 29 anos. 

Ao fazer um inventário do que realizei esse anos todos concluo de fiz muito pouco. Poderia ter feito muito mais. Tanto é que aos 67 anos de idade continuo em franca atividade editando este blog e arranjando tempo para as redes sociais e até mesmo o para o prosaico Instagram e ainda para dar um trato numa velha guitarra que há uns 4 anos tirei do estojo para empreender uma caminhada musical pelo jazz. Deixei o rock para trás depois que abandonei a música que me rendeu alguns trocados quando era jovem. O diabo é que o dia tem apenas 24 horas. Muito pouco para minha avassaladora curiosidade multifacetada que acaba valendo apenas para mim mesmo. Mas isso me diverte muito! Gosto de ser como sou. 
Vista noturna da majestosa e cosmpolita metrópole Bangkok, a capital da Tailândia.
Com a internet na mão, aí é covardia. Tenho acesso até mesmo a um bucólico parque em  Bangkok, a capital da Tailândia, e fico sabendo que lá há também - ou havia? - um Partido Vermelho, espécie de PT, que já estava transformando aquele pujante país asiático, uma monarquia constitucional, numa usina de corrupção bolivariana sob o comando de uma Primeira Ministra, o que equivaleria à Presidenta petralha que temos por aqui. Há pouco tempo, aconteceu por lá algo parecido com que está havendo neste momento no Brasil. Igual à Tailândia, temos um partido vermelho, uma 'presidenta' e um turbilhão de corrupção.

O vídeo acima foi feito por um comerciante e missionário evangélico brasileiro que vive na Tailândia. Lauro, é o nome dele. Pelo sotaque, se não me engano, é gaúcho. Lauro recebeu de um amigo brasileiro um vídeo de um desses jornais da Globo em que a apresentadora emposta a voz para chamar dois correspondentes internacionais da emissora. Um deles é o velho de guerra Renato Machado que está em Londres. O assunto é a crise política na Tailândia. O foco é a intervenção militar que houve naquele país derrubando a poderosa 'Dilma' tailandesa, a primeira ministra da corrupção asiática.

Lauro, agora transformado numa espécie de correspondente deste blog, elaborou este vídeo acima, justamente para chamar Renato Machado e seus colegas globais de mentirosos. E vejam que este vídeo foi realizado e postado no dia 27 de julho deste ano, quando o assunto por aqui ainda era a Copa do Mundo. 

Mas como explica Lauro no vídeo, a deposição do governo tailandês ocorreu depois que o povo resolveu ir para a rua. Lá aconteceu o confronto com o partido vermelho. O povo foi às ruas e a Primeira Ministra Yingluck Shinawatra inclusive contratou mercenários, assassinos profissionais e franco-atiradores variados para alvejar os manifestantes! Houve mortes! Houve sangue! E o povo não teve outra alternativa: pediu ao Rei - lembrem que, como disse, a Tailândia é uma Monarquia Constitucional - uma intervenção militar.

Lauro, no vídeo, recomenda aos patrícios que não vejam os jornais das televisões brasileiras porque eles mentem. No que eu concordo inteiramente com Lauro. Neste ponto retomo o lead deste post. 

Lauro tem absoluta razão, porque Renato Machado e seu colega correspondente internacional, afirmam que houve um golpe, as Forças Armadas estão nas ruas, que o clima é tenso e fatos correlatos. Empostam mais uma vez a voz, franzem o cenho enquanto aparecem as imagens com os militares armados e cercando os palacetes da corrupção e da sacanagem.

Lauro, nosso "correspondente" internacional depois de explicar calmamente a verdadeira situação na Tailândia, sentado num banco do parque, sai a passear com a câmera na mão mostrando o belo parque, os jardineiros podando os arbustos, as crianças brincando, muita gente passeando ou dormindo em alguns bancos ao longo do caminho que serpenteia entre os arbustos.
BONITINHA MAS ORDINÁRIA: A premiê Yingluck Shinawatra, a 'petralha asiática', derrubada pelo povo com auxílio dos militares.
E Lauro afirma: estão vendo? Não há tensão nenhuma! Ele explica que no dia em que a Primeira Ministra de lá foi apeada do poder, o povo comemorou lotando naquele dia todos os restaurantes tailandeses que contaram com filas homéricas de cidadãos contentes e aliviados com os militares nas ruas e ocupando as emissoras de televisão para se comunicar diretamente com o povo. Todos queriam festejar o fim da opressão e da corrupção e estavam tranqüilos, muito tranqüilos com os militares tomando conta da situação até que novas eleições sejam convocadas.

Quem não gostou foi a redação da Rede Globo, ou seja, aquele bando de vagabundos, esbirros do PT e do foro de São Paulo, maconheiros, diletantes, depravados, vadios, picaretas e mentirosos. Tanto é que a Globo escamoteou as manifestações do último sábado, dia 15, no Brasil.

Como salientei no primeiro parágrafo deste texto o que estou dizendo é a mais absoluta verdade. Afinal, eu também sou velho de guerra do jornalismo. Entretanto, não sou idiota e muito menos mentiroso. Não costumo lamber o rabo de comunistas como faz o Renato Machado e seus coleguinhas de redação da Rede Globo.

Há pelo menos uma década não assisto televisão. Exceção para ver a seleção do Barba e da Dilma levar pau e comer 7 X 1 da Alemanha. Neste blog chove comentários de leitores irados com a grande mídia brasileira. Não só aqui nos comentários do blog, mas estou ouvindo isso com incontida satisfação por todos os lugares onde ando.

Ah!, embora com atividades variadas conforme narrei acima, arranjo tempo para vadiar no Shopping Beiramar Shopping, o melhor aqui em Florinópolis, onde tomo os meus cafés espressos e faço "comícios relâmpago".
Já agendei para qualquer momento ou em edição extraordinária, rasgar e picar um exemplar da Folha de S. Paulo em público. A insólita cena será devidamente filmada e fotografada para futura postagem aqui no blog...hehe...

Não deixem de ver o vídeo. É meio longo, mas vale a pena. O Lauro vive por lá. Verão que ele bem poderia ser o correspondente da Rede Globo na Tailândia.

Ah! no início do vídeo aparecem as cenas dos militares nas ruas... eita!

VENEZUELA RECRUTA CRIANÇAS E ADOLESCENTES BRASILEIROS PARA SEREM DOUTRINADOS A ATUAR NA "REVOLUÇÃO BOLIVARIANA" A SER DEFLAGRADA NO BRASIL PELO GOVERNO DO PT

O venezuelano Elias Jaua, titular do Ministério das Comunas, da ditadura de Nicolás Maduro, em sua recente incursão pelo Brasil para recrutar crianças e adolescentes para serem doutrinados e treinados no comunismo bolivariano na Venezuela.
O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO) instaurou inquérito civil para apurar um suposto recrutamento ilegal de crianças e adolescentes brasileiros pelo governo da Venezuela. Segundo o órgão, eles seriam levados para serem doutrinados a atuar na chamada "revolução bolivariana".
A ação contra a União é assinada pelo procurador da República Ailton Benedito. Ele diz que tomou a medida baseando em notícias veiculadas pela imprensa brasileira de que o vice-presidente setorial do Desenvolvimento do Socialismo Territorial da Venezuela e titular do Ministério das Comunas, Elías Jaua, leva adolescentes brasileiros para o país desde 2011.
No inquérito, consta ainda uma notícia veiculada no site do governo venezuelano de que 26 crianças e adolescentes participaram do treinamento no estado de Sucre das chamadas “Brigadas Populares de Comunicação”, com o intuito de moldá-los como "futuros jornalistas para servir o país".
"Temos que saber em que condições, quem levou e quem autorizou a ida dessas pessoas até a Venezuela. Abrimos o inquérito justamente para apurar em que circunstâncias isso ocorreu, qual a idade dos envolvidos, de onde são e qual a real quantidade deles", disse Benedito ao G1.
O procurador adiantou e que vai encaminhar ainda nesta segunda-feira (17) ofício ao Ministério das Relações Exteriores para saber quais as providências estão sendo tomadas nesse sentido. Segundo Benedito, esse é o órgão do governo federal que, neste caso, tem competência para estabelecer a relação com os outros países e esclarecer a questão. Depois de notificado, o ministério tem até dez dias para se manifestar.
O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem. Do site G1
Facisímile da cabeça da reportagem do jornal norte-americano em espanhol El Nuevo Herald
JORNAL NORTE-AMERICANO TAMBÉM PUBLICA A MESMA INFORMAÇÃO
O jornal El Nuevo Herald, que integra a cadeia de jornais Miami Herald, de Miami (EUA), também traz em seu site reportagem sobre a atuação do ministro venezuelano Elias Jaua no Brasil. Aliás, a descoberta de Jaua em território brasileiro deu-se, nos dias que antecederam o segundo turno eleitoral, porque a Polícia Federal flagrou a babá dos filhos do venezuelano quando desembarcou no Brasil levando uma pistola 38 em sua bagagem de mão. Este assunto relatei aqui no blog.
Segundo reportagem do site de Veja, venezuelano Elías Jaua é um especialista em atividades clandestinas. Em 1992, ele estava entre os mais de 1.000 conspiradores envolvidos na sangrenta tentativa de golpe de Estado que deu fama ao coronel Hugo Chávez. Depois que Chávez chegou à Presidência, em 1999, Jaua passou a fazer parte da cúpula do novo governo, ocupando cargos variados, mas sempre com a responsabilidade de cooptar, articular e treinar movimentos sociais e milícias armadas com o propósito de implantar o “socialismo do século XXI” na Venezuela e de exportar esse modelo para os países vizinhos. Apropriadamente, Jaua comanda há dois meses o Ministério do Poder Popular para os Movimentos Sociais.
Como Jaua esteve no Brasil no período final da campanha do segundo turno o assunto praticamente foi escondido pela grande imprensa brasileira que, com exceção da revista Veja, opera o esquema de mídia do Foro de São Paulo. Por isso é que essas reportagens são minimizadas e o enfoque no caso de Jaua, explorou apenas o aspecto policial da prisão da babá de seus filhos. Afinal, a coisa não pode ser simplesmente varrida do noticiário. Neste caso, os jornais, em sua maioria controlados por editores comunistas, tratam de diminuir a importância desses eventos, embora como se nota agora, fatos como esse são de extrema gravidade e revelam a que ponto alcançou a atuação do Foro de São Paulo em território brasileiro, impulsionada pelo PT em conluio com Cuba e Venezuela. O objetivo é o golpe comunista bolivariano que tem mira, adiante, a aprovação pelo Congresso Nacional de um tal “plebiscito da Constituinte” objetivando uma reforma política que não passa de um golpe de estado como aqueles ocorridos na Venezuela, Equador, Bolívia, Nicarágua e Argentina. O golpe de estado neo-comunista se utiliza dos mecanismos democráticos para ao final destruir a democracia e as liberdades civis. Aliás, tem sido um assunto recorrente aqui no blog, embora a totalidade dos veículos de mídia brasileiros estejam escamoteando essas informações já que estão acumpliciados com o PT.
Transcrevo a reportagem do El Nuevo Herald no original em espanhol: 
El Ministerio Público Federal (fiscalía) de Brasil pidió explicaciones al gobierno sobre la supuesta participación de niños y adolescentes brasileños en brigadas de comunicación de Venezuela, informaron fuentes oficiales.
Según la Fiscalía, que cita documentos del gobierno de Venezuela, 26 menores brasileños participan en las brigadas de comunicación en el estado venezolano de Sucre, donde fueron llevados “con el objetivo de ser adoctrinados en la revolución bolivariana”, según un comunicado.
El fiscal Ailton Benedito, de la oficina del estado de Goiás del Ministerio Público, consideró que el envío de esos menores a Venezuela puede incurrir en una “violación a los derechos humanos”, según la nota.
El comunicado cita una noticia de prensa según la cual el ministro venezolano de Comunas y Movimientos Sociales, Elías Jaua, “recluta” a niños brasileños desde el 2011 con el fin de que participen en las brigadas de comunicación.
La fiscalía dio un plazo de 10 días para que la cancillería de Brasil ofrezca informaciones sobre las condiciones de los menores brasileños que han sido llevados a Venezuela y si estos han participado en actividades de “adoctrinamiento”.
Jaua realizó una visita a Brasil el mes pasado, sin aviso previo al gobierno brasileño, para firmar un acuerdo de colaboración con el Movimiento de los Trabajadores Sin Tierra (MST), una importante asociación campesina de izquierdas.
El canciller brasileño, Luiz Alberto Figueiredo, manifestó su malestar al gobierno de Venezuela por el viaje sin aviso de Jaua y por la firma de los acuerdos que pudieran constituir una “injerencia en asuntos internos”.
Tanto la oposición brasileña como la venezolana han exigido explicaciones a sus respectivos gobiernos para conocer las actividades de Jaua en Brasil. Do site do jornal El Nuevo Herald

segunda-feira, novembro 17, 2014

CIDADÃO VENEZUELANO ADVERTE OS BRASILEIROS SOBRE O PERIGO DO COMUNISMO BOLIVARIANO DO PT E DIZ QUE NA VENEZUELA TAMBÉM NINGUÉM ACREDITAVA QUE O SISTEMA CUBANO FOSSE APLICADO NAQUELE PAÍS.


Durante a grande marcha contra o PT realizada no último sábado, dia 15 de novembro, na av. Paulista, em São Paulo, um venezuelano fez um vigoroso alerta aos brasileiros sobre o que aconteceu na Venezuela, com a ascensão do chavismo bolivariano ao poder, a versão venezuelana do PT e integrante do Foro de São Paulo, conforme mostra este vídeo.

Escutem com atenção. Sua alocução é bem curta. Diz que lá na Venezuela, como ocorre atualmente no Brasil, ninguém acreditava que naquele país fosse implantada uma ditadura comunista do tipo cubano. Infelizmente o fatídico vaticínio se tornou realidade e há 14 anos o povo venezuelano vive sob o tacão de uma ditadura comunista assassina que começou com o defunto tiranete Hugo Chávez, amiguinho de Lula e da Dilma, e continua agora com o tiranete Nicolás Maduro.

Veja e escutem o vídeo. Compartilhem! É um depoimento muito importante de uma cidadão venezuelano que foi obrigado a fugir de seus próprio país!