quinta-feira, abril 24, 2014

DEVASSA NAS CATACUMBAS DA PETROBRAS PODE TRAZER À LUZ UM COLOSSAL ACERVO DE MARACUTAIAS, REVELA JORNALISTA.

O jornalista Augusto Nunes não é de jogar palavras fora. Aliás, tem o mérito de de usá-las de forma sui generis, fato que lhe confere o privilégio de produzir os melhores textos da imprensa nacional. 
Além disso é um dos jornalistas mais bem informados. Assim sendo, nesta nota que postou nesta quinta-feira em sua coluna, concluiu-se que neste final de semana pode surgir coisa grande. Normalmente, a revista Veja costuma fazer emergir a verdade dos fatos em sua edição que chega às bancas todos os sábados. Leiam: 
Na segunda-feira, André Vargas renunciou à renúncia. Para desconsolo dos Altos Companheiros, o despachante de doleiro gostou da ideia de agonizar na Câmara dos Deputados. E se lhe bater a vontade de afundar atirando?
Na terça, os promotores italianos não viram nada de errado no julgamento do mensalão e recomendaram que Henrique Pizzolato seja extraditado para o Brasil. Para aflição dos sacerdotes da seita lulopetista, o bandido fujão não está feliz com o tratamento que lhe dispensaram o PT e o Planalto. E se contar o que sabe sobre o Banco do Brasil?
Nesta quarta-feira, a ministra Rosa Weber decidiu-se pela instauração de uma CPI destinada a investigar exclusivamente as patifarias que jorram na Petrobras. Para desespero dos inventores do patriotismo em barris, vai começar a devassa das catacumbas que ocultam o colossal acervo de maracutaias. A insônia de Dilma Rousseff começou faz tempo. E Lula vai perder a voz de novo.
Ainda faltam quinta e sexta. Fora o sábado, que por aqui é o mais cruel dos dias para quem tem culpa no cartório. O que vem por aí vai convencer muita gente de que, neste ano, agosto chegou em abril. Da coluna de Augusto Nunes

APROVADO NA CÂMARA PROJETO QUE AUTORIZA EXECUTIVO A DECIDIR SEM OUVIR O CONGRESSO SOBRE TRÂNSITO E PERMANÊNCIA DE FORÇAS ESTRANGEIRAS NO BRASIL

O misterioso projeto de lei segue agora para votação no Senado
Discretamente, já no crepúsculo desta quarta-feira, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei do Executivo que não deixa de ser muito estranho, principalmente pelo fato de que quem está no Governo é o PT que, por suas vez, é o dirigente do Foro de São Paulo, a organização que articula o movimento comunista na América Latina e que foi fundada por Lula e Fidel Castro em 1990.
Recentemente, o governo da Dilma repassou mais de R$ 1 bilhão de dólares para financiar o porto de Mariel, em Cuba, com o carimbo de secreto. Nem se sabe exatamente quanto de dinheiro do Brasil está sendo encaminhando para as ditaduras comunistas na América Latina e África. Essa gigantesca movimentação financeira que drena recursos do erário não passa pelo crivo do Congresso Nacional. 
É por isso mesmo que uma pesquisa aberta aos internautas no próprio site da Câmara sobre o assunto mostra que mais de 80%  dos que votaram são contra o projeto que dá poderes imperiais para o Executivo que poderá decidir, por exemplo, sobre o estacionamento de forças militares cubanas em território brasileiro, sem quem ninguém fique sabendo. Um avião cubano ou venezuelano pode pousar no Brasil e desovar as temíveis "Avispas Negras", corpo de combate especial cubano que atualmente age na Venezuela em apoio ao chavismo.
E o incrível é que o projeto foi aprovado por 270 votos a 1. Espera-se agora que a Oposição no Senado analise detidamente o projeto. Caso contrário, qualquer hora dessas a Dilma se transforme na versão brasileira de Fidel Castro, ou na melhor das hipóteses, num tiranete como Nicolás Maduro. 
Vejam o que informa o site da Câmara dos Deputados:
O Plenário aprovou, por 270 votos a 1, o Projeto de Lei Complementar 276/02, do Executivo, que permite ao presidente da República delegar ao ministro da Defesa a concessão de permissão para o trânsito e a permanência temporária de forças estrangeiras no Brasil sem autorização do Congresso Nacional, nos casos previstos.
Aprovado na forma de uma emenda substitutiva apresentada pelo deputado Lincoln Portela (PR-MG), a matéria deverá ser votada ainda pelo Senado.
O QUE PREVÊ
O Projeto de Lei Complementar 276/02, do Executivo, autoriza o presidente da República a delegar ao ministro da Defesa e aos chefes das Forças Armadas a permissão para forças estrangeiras transitarem pelo território nacional ou permanecer temporariamente.
Essa permissão vale para os quatro casos em que o presidente da República tem competência privativa para permitir que forças estrangeiras transitem ou permaneçam no território nacional, independentemente de autorização do Congresso Nacional. Esses casos, previstos na Lei Complementar 90/97, são os seguintes:
- execução de programas de treinamento e missão de transporte de pessoal ou carga coordenada por instituição pública brasileira;
- visitas oficiais ou não, programadas por órgãos do governo;
- atendimento técnico, para abastecimento, reparo ou manutenção de navios ou aeronaves estrangeiras; e
- missão de busca e salvamento.
Fora desses casos, o Congresso Nacional deve sempre ser ouvido para a autorização.
Descentralização
O objetivo do projeto é desburocratizar o andamento dessas autorizações, ao delegar poder ao ministro da Defesa. Essa prática já ocorre em diversos países.
Segundo mensagem enviada pelo Executivo, é frequente a demanda de sobrevoo e pouso de aviões militares de países vizinhos. No início da década passada, época em que o projeto foi apresentado, a média era de 800 pedidos por ano de sobrevoo. Além disso, mais de 50 navios de forças armadas estrangeiras ingressavam anualmente em águas brasileiras.
Tramitação
A proposta foi aprovada pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, em 2002; e pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, em 2003, na forma de substitutivo. Desde então, o texto aguardava votação em Plenário.
Íntegra da proposta: PLP-276/2002

BENE BARBOSA, PRESIDENTE DO 'MOVIMENTO VIVA BRASIL', APRESENTARÁ SÉRIE DE PALESTRAS EM SANTA CATARINA SOBRE CONTROLE DE ARMAS E COMO O DESARMAMENTO É USADO NO BRASIL PARA O CONTROLE SOCIAL

Clique sobre a imagem para vê-la ampliada
Nos dias 28, 29 e 30 de abril, o estado de Santa Catarina será o primeiro estado brasileiro a receber o ciclo de palestras que terão como temas: CONTROLE DE ARMAS – Como o desarmamento vem sendo usado no Brasil para o controle social: visão da legislação passada, atual e futura” e “PL 3722/12 – Avanços e desafios do Projeto de Lei que revoga o Estatuto do Desarmamento”. 
As palestras serão ministradas pelo especialista em Segurança Pública e presidente da ONG Movimento Viva Brasil, professor Bene Barbosa – uma das maiores autoridades brasileiras no assunto – e pelo Dep. Federal Rogério Peninha Mendonça (PMDB) autor do projeto de lei em discussão. As cidades que receberão o evento são serão São José (grande Florianópolis), Blumenau, Joinville, Rio do Sul e Lages.
Na segunda-feira, dia 28/04, Peninha e Bene estarão na sede do Clube .38, em São José, na Grande Florianópolis. O evento está marcado para às 19h30min, é gratuito e aberto ao público. Blumenau sediará a apresentação na manhã de terça-feira, dia 29/04, na Câmara de Vereadores. À noite, os palestrantes seguem para Joinville. Na quarta-feira, o evento será realizado nos municípios de Rio do Sul e Lages. (Do site do Movimento Viva Brasil)
São José – 28/04 – 19h30min
Clube .38
Rua Altamiro Di Bernardi, 186
Bairro Campinas


Blumenau – 29/04 – 10h30min
Câmara de Vereadores
Rua XV de Novembro, 55
Centro


Joinville – 29/04 – 19h30min
Joinville Square Garden
Avenida Santos Dumont, 2625
Bairro Santo Antonio


Rio do Sul – 30/04 – 14h
UNIDAVI
Rua Guilherme Gemballa, 13
Bairro Jardim América


Lages – 30/04 – 19h30min
ACIL – Associação Comercial de Lages
Avenida Belisário Ramos, 2276
Centro

Maiores informações:
Rafael Pezenti - rafapezenti@gmail.com
(47) 9215 2242

quarta-feira, abril 23, 2014

MINISTRA DO SUPREMO ROSA WEBER DETERMINA AO SENADO INSTALAÇÃO DE CPI EXCLUSIVA PARA INVESTIGAR A PETROBRAS

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quarta-feira (23) que o Senado instale comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar exclusivamente a Petrobras.
Rosa Weber atendeu a pedido da oposição e rejeitou ação dos governistas, que propuseram investigações também nos contratos dos metrôs de São Paulo e do Distrito Federal, supostas irregularidades no porto de Suape (PE) e suspeitas de fraudes em convênios com recursos da União, além das denúncias sobre a Petrobras.
Impetrado no dia 8 de abril por dez senadores, o mandado de segurança da oposição contestava a decisão da Mesa do Senado, que optou por juntar diversas suspeitas de irregularidades em uma única CPI, em vez de aceitar a proposta da oposição, focada apenas na Petrobras.
A oposição pedia que o STF cancelasse liminarmente a decisão do presidente do Senado de ampliar o alcance da CPI, alegando que a decisão contraria direito líquido e certo da minoria parlamentar de constituir comissão parlamentar de inquérito.
Já o mandado de segurança impetrado pela senadora Ana Rita (PT-ES) no dia 9 de abril questiona a própria CPI requerida pela oposição com o argumento de que os quatro temas relacionados à Petrobras já seriam desconexos entre si. Do site UOL

REGIME CHAVISTA PODE DESMORONAR: CRISE NA VENEZUELA TORNA-SE MAIS AGUDA COM INFLAÇÃO GALOPANTE E ESCASSEZ DE ALIMENTOS LEVANDO POPULAÇÃO AO DESESPERO.


Este vídeo circula pelo mundo por meio das redes sociais e revela a extensão da crise na Venezuela. 

O tiranete comunista da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou mais uma de suas presepadas. Vai investir novamente contra os estabelecimentos comerciais no sentido de "regular preços". Ao mesmo tempo mantém nas ruas a truculenta Guarda Nacional Bolivariana que ataca a população desarmada.

Segundo informações que circulam pelas redes sociais, a crise na Venezuela não se dissipou. Com a tendência intervencionista estatal no estilo cubano, a escassez de produtos tende a aumentar.

Na verdade, o desabastecimento é uma estratégia antiga dos regimes comunistas, desde os tempos da extinta URSS. Cuba continua aplicando o mesmo esquema e há 50 anos e os cubanos passam privações e fome, particularmente os idosos. É uma forma de desestruturar os cidadãos emocionalmente, já que passam a dedicar todo o seu tempo para correr atrás de alimentos.
Prateleiras e frigoríficos vazios nos supermercados deixar os venezuelanos desesperados o que os obriga a viver todos os dias em busca de alimentos.
Desde 2003, a Venezuela aplica um rígido controle cambial, com o dólar cotado a 6,30 bolívares – no câmbio paralelo, a moeda é negociada a um valor até oito vezes superior.
O livre acesso à compra e venda de divisas americanas está proibido desde 2003 no país. Pessoas físicas e jurídicas precisam realizar seus pedidos por meio de mecanismos burocráticos e somente no câmbio oficial, de 6,30 bolívares por dólar. Por terem de seguir regras fiscais e contábeis, as empresas só podem operar com o câmbio oficial do governo e acabam perdendo muito dinheiro com isso, ou simplesmente deixam de produzir pois os lucros não cobrem os custos, segundo reportagem do site da revista Veja nesta segunda-feira.
A tendência é que a crise na Venezuela se aprofunde de forma dramática daqui para frente. A denominada "comunidade internacional", sempre invocada pela grande imprensa internacional, continua de olhos fechados para o povo venezuelano.
O setor produtivo venezuelano está praticamente paralisado. Os empresários e investidores estão abandonando o país. Isto já ocorre desde os tempos do finado caudilho Hugo Chávez e se agudizou depois que Maduro chegou ao poder atrelando a Venezuela ao regime cubano.
O que está ocorrendo na Venezuela pode ocorrer no Brasil, caso o PT consiga mais um mandato presidencial. A crise na Venezuela começou devagar, de leve, e foi se transformando em verdadeiro caos à medida em que o projeto comunista do Foro de São Paulo, foi sendo aprofundado.
O Foro de São Paulo é a organização comunista fundada por Lula e Fidel Castro em 1990. cujo objetivo é transformar todos os países latino-americanos em ditaduras comunistas.
O Foro de São Paulo continua sendo desconhecido da maioria dos brasileiros por obra e graça dos jornalistas, em sua maioria simpatizantes e mesmo militantes do esquerdismo. A grande mídia brasileira já está completamente dominada pelos esquerdistas. Sobra atualmente apenas a revista Veja.
Assim aconteceu também na Venezuela. Hoje os jornais independentes que restam no país estão conseguindo operar graças a doações de papel jornal doado por empresários de comunicação da Colômbia. As televisões e rádios já estão todas nas mãos dos chavistas.

Sponholz: Assassinato de Reputações!


terça-feira, abril 22, 2014

O ENFRAQUECIMENTO POLÍTICO DO PT ABRE A PRIMEIRA OPORTUNIDADE DE ALTERNÂNCIA NO PODER EM MAIS DE UMA DÉCADA NO BRASIL: A HORA E A VEZ DE AÉCIO NEVES!

Este artigo de Nivaldo Cordeiro está muito bom. Transcrevo após este prólogo. Sobretudo, realista. Ressalta dois fatos: o evidente enfraquecimento do PT frente ao eleitorado e a viabilidade evidente da candidatura de Aécio Neves, embora isso não represente uma alternativa à direita ou ao centro. Aécio é do PSDB - Partido da Social-Democracia Brasileira e, portanto, de um espectro político nos moldes da esquerda européia, algo que a filosofia política conceitua como “socialismo fabiano”. 
Mas o simples fato de haver a oportunidade concreta em mais de uma década de alternância no poder, fato que por si só oxigena a democracia, já é um ganho excelente. Além do fato, é claro, que Aécio Neves reúne todas as condições requeridas pra o cargo. Já foi deputado, Presidente da Câmara Federal, Governador de Minas Gerais e atualmente é Senador e presidente do PSDB. Além do fato de que o PSDB reúne o melhor quadro de técnicos qualificados, sobretudo na área econômica que está na UTI em decorrência da loucura do socialismo revolucionário e corrupto do PT. 
Esta portanto será a eleição decisiva para o Brasil. Esqueçam essas bobagens de anular o voto e de usar as redes sociais para futricas políticas irresponsáveis. Esta será uma eleição decisiva para tirar o Brasil desse marasmo em que foi lançado pela brutal incompetência do PT e, sobretudo, pela ameaça de golpe comunista que vem sendo alinhavado por Lula e seus sequazes. Isto não é brincadeira. Dêem uma olhada na Venezuela!
Encareço os estimados leitores que leiam o artigo de Nivaldo Cordeiro, que é economista, analista político, escritor e ativista político incansável nas redes sociais. A análise que ele formula é perfeita. O título original do artigo que está publicado no excelente site Mídia Sem Máscara, é “O Enfraquecimento Político do PT”. Leiam: 
Observar a cena política brasileira nesse ano eleitoral tem sido surpreendente. Ninguém, ao virar do Ano Novo, poderia afirmar com alguma chance de sucesso que poderia haver alternância de poder. Certo: tirar socialistas radicais e pôr no lugar os socialistas fabianos não parece grande coisa à primeira vista. Resta a pergunta: qual a alternativa? A direita não tem candidato, nem mesmo o centro, representado pelo PMDB, tem candidato. Mais uma eleição de triunfo total da esquerda se desenha.
Não obstante, penso que a alternância será muito positiva. Primeiro, porque será a garantia de que o processo democrático vai continuar, sem que a tentação golpista do PT possa se consumar. Eu sempre me lembro que Hitler, até 1933, era quase inofensivo. Depois que empolgou o poder terminou em genocídio. O mesmo aconteceu nas experiências socialistas em toda parte, a mesma que o PT que fazer por aqui, ao abrigo e na liderança do Foro de São Paulo. Então não é possível descansar enquanto a opção do puro e simples continuísmo for a maior possibilidade. Nenhum brasileiro informado e responsável poderá querer tal coisa.
A alternativa viável é Aécio Neves, um legítimo representante das oligarquias regionais que, pragmaticamente, pratica discurso à esquerda. Mas bem vimos as suas últimas declarações, muito corajosas, falando que a realidade nacional poderá exigir medidas duras. Aécio, como membro da elite tradicional, não quer ver o circo pegar fogo. Provavelmente faria um governo a meio do caminho do que faria o seu avô e o que fez Fernando Henrique Cardoso.
A agenda contra-revolucionaria seria retardada um pouco se ele ganhasse. Acho que Aécio daria prosseguimento a ela, ainda que em ritmo mais lento. Mesmo que pessoalmente queira, não conseguiria segurar os socialistas do PSDB e seus aliados na marcha da revolução. E não tem como segurar o STF, que tomou o freio nos dentes e desandou a legislar. Viveremos mais dez anos, pelo menos, de revolução fabiana com Aécio. Rever o processo exige que o centro e a direita se unam para produzir um candidato viável diante dos socialistas. Essa realidade precisará ser construída.
Não penso que chorar o leite derramado resolva alguma coisa. Não adianta anular voto e nem esbravejar contra a realidade nua e crua. Ela é o que é. A direita não tem nome algum. Nem o centro político. Penso ser do interesse de todos os brasileiros a alternância agora, mesmo que entre pares socialistas. O totalitarismo ameaçará a nação se houver continuísmo.
A possibilidade de alternância do poder, tirando o PT e adiando qualquer tirania, é precisamente o racha no PMDB. No Rio de Janeiro, terceiro maior colégio eleitoral, já foi consumado. Na Bahia, quarto maior colégio, também. Minas Gerais tem o candidato da terra, que naturalmente poderá ser o mais votado. Em Pernambuco igualmente, com Eduardo Campos tirando votos do campo petista. Esses movimentos enfraqueceram para valer a candidatura oficial. Nisso se funda o que estou aqui dizendo. O eleitorado paulista, o maior colégio eleitoral, sempre deu seu voto contra o PT, em maioria.
Pior do que a queda de popularidade de Dilma Rousseff em todos os institutos de pesquisa é o racha nas elites, para o PT. Vimos que o empresariado está quase na oposição, porque oposição não pode ser. Mas é evidente que rachou. O reflexo está nas decisões do PMDB, de não apoiar o PT em colégios importantes. Fica cada dia mais evidente a desintegração das instituições no Brasil. E também da economia, posto que os petistas, ao contrário da gente do PSDB, aposta no desenvolvimentismo, não dando bola para os perigos da inflação e lutando convictamente para engrandecer ainda mais o Estado todo-poderoso. A economia brasileira está ficando inviável e isso custará muito em termos de crescimento econômico e desordem na atividade produtiva. A situação já está de difícil correção e o empresariado acordou para o drama. O jeito é tirar o PT.
De qualquer modo, tudo indica enfraquecimento do PT diante do eleitorado. Essa é a maior notícia política dos últimos tempos.

AÉCIO DETONA O GAROTO DE RECADOS DE LULA


Vale apena ver este vídeo. O Senador Aécio Neves, com toda a categoria e firmeza, detona o lacaio de Lula, o ex-cara-pintada Lindberg Farias  que outrora puxou o coro: Fora Collor. Entretanto, na primeira oportunidade seguiu seu mestre e correu para o abraço de Collor, como mostra a foto abaixo.

Mais uma vez o senador Aécio Neves mostrou que é estadista e manteve o debate em alto nível, fato que deixou Lindberg nervosinho. E foi preciso que diversos senadores o cercassem para que não partisse para o ataque físico contra o senador Aécio Neves.

O Lindberg, como todos os comunistas, é um psicopata.

Sponholz: Briga de guaipecas.


PSDB FECHA COM AÉCIO RUMO À PRESIDÊNCIA DO BRASIL E ANUNCIA PARA O DIA 14 DE JUNHO O LANÇAMENTO OFICIAL DO CANDIDATO EM SÃO PAULO

A reunião da Executiva Nacional do PSDB em Brasília
A Executiva Nacional do PSDB, reunida nesta terça-feira (22), divulgou uma carta em apoio ao presidente nacional da legenda, senador Aécio Neves. No texto, intitulado “Um novo tempo para o Brasil. Um novo Brasil para os brasileiros”, o partido defende que Aécio Neves é a alternativa para as mudanças que a sociedade deseja . No mesmo encontro, o PSDB definiu o dia 14 de junho o lançamento oficial da candidatura de Aécio à Presidência da República, em São Paulo. A seguir, a íntegra do texto divulgado pela Executiva:
Um novo tempo para o Brasil
Um novo Brasil para os brasileiros
Senador Aécio Neves,A grande maioria dos brasileiros vem manifestando um claro desejo de ver mudanças importantes acontecerem no país.Para onde quer que se olhe, percebe-se que os anos de um regime de improviso, compadrio e ineficiência têm custado muito caro ao Brasil. Nós, brasileiros, queremos ter o país que merecemos ter.  
Queremos um Brasil solidário:
Que não se conforme com a administração diária da pobreza do seu povo, mas busque de forma concreta as condições para a sua superação; que tire das sombras as escolas esquecidas e os hospitais precários e trate com respeito nossos jovens e idosos.
Queremos um Brasil corajoso:
Um Brasil em que o governo central articule e assuma com coragem a liderança do enfrentamento da grave situação de violência e criminalidade que, de forma covarde, rouba vidas de milhares de brasileiros.
Queremos um governo que assuma suas responsabilidades:
Que não permita que sua participação no financiamento da saúde dos brasileiros continue caindo ano a ano. Que apoie, de verdade – e não apenas na propaganda -, quem mais precisa e menos tem.
Queremos um país que saiba que a educação é a porta de libertação e emancipação de um povo:
Que não aceite conviver com o analfabetismo; que faça da melhoria da qualidade do ensino público brasileiro verdadeira causa nacional.
Queremos um país responsável:
Que não tolere a presença da inflação, que respeite contratos e busque a valorização dos salários.
Um país que garanta a autonomia de suas instituições e preserve a todo custo as liberdades – que rechace todo tipo de censura e qualquer que seja o nome em que venha disfarçada.
Queremos um país em que estados e municípios não sejam vistos como inimigos a quem se transfere responsabilidades e se negam as condições necessárias para assumi-las.
Que busque no desenvolvimento sustentável um paradigma coletiva e ele seja a moldura para o nosso futuro.
O Brasil está cansado de desvios e mazelas que se repetem indefinidamente, dos escândalos de corrupção em série. Queremos sentir confiança e orgulho do nosso país!
E para que esse sonho de Brasil possa um dia ser realidade, nós, representantes de todas as direções estaduais do nosso partido, manifestamos, unanimemente, a nossa confiança na sua liderança e o nosso apoio ao seu nome e propomos que a Comissão Executiva Nacional o submeta à convenção nacional, como nosso candidato à Presidência da República.
As bases do PSDB reafirmam sua unidade política, seu entusiasmo e sua disposição à luta. Estamos prontos para, ao lado de milhões de brasileiros, dar nossa contribuição na travessia para um novo Brasil. Via Blog do Coronel

ESCÂNDALO DOS SUPERSALÁRIOS DOS MARAJÁS DA PETROBRAS FOI ABAFADO QUANDO DILMA ROUSSEFF ERA PRESIDENTE DO CONSELHO DA ESTATAL IMPEDINDO CONVOCAÇÃO DE CPI EM 2007

Acima Dilma presidindo o Conselho da Petrobras. Abaixo uma das festas da estatal para cenas de marketing e os bons momentos de Sérgio Gabrielli com Graça Foster.
Em 2007 a oposição tentou em vão aprovar uma CPI para investigar uma série de irregularidades na Petrobras. Na ocasião o senador Alvaro Dias, baseado em documentação enviada ao Ministério da Previdência e à Receita Federal revelando que os supersalários dos marajás da estatal, que fecharam 2007 em torno de R$ 710 mil, ou seja, uma média mensal salarial de Cr$ 60 mil. 
Em 2007, Dilma Rousseff presidia o Conselho de Administração da Petrobras. Naquela época, como agora, a CPI foi abortada. Lula era então o todo poderoso e vivia embalado pelo marketing aparecendo em fotos com as mãos sujas de petróleo e alardeava que sob o seu reinado o Brasil atingia a autosuficiência na produção de petróleo.
Recolho do site do Estadão matéria datada de 26 de junho de 2007, quando estourou o escândalo dos supersalários da Petrobras que reproduzo abaixo. Tomem uma calculadora e façam as contas atualizando os supersalários dos marajás da estatal tomando como base os aumentos salariais normais dos trabalhadores brasileiros. Sem contar as vantagens diretas e indiretas, diárias, ajudas de custos, jetons e mordomias correlatas auferidas pela casta dos marajás. Leiam:
Diante da revelação que os integrantes da cúpula da Petrobrás recebem supersalários, o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) cobrou ontem a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobrás já na próxima semana. De acordo com reportagem do jornal Correio Braziliense, documentação enviada pela Petrobrás ao Ministério da Previdência e à Receita Federal mostra que os vencimentos - salários mais bônus - de cada um dos diretores e do presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, fecharam 2007 em torno de R$ 710 mil, uma média mensal salarial de R$ 60 mil.
O senador, autor do requerimento de criação da CPI, criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, por autorizarem reajustes de até 90%, entre 2003 e 2007, para a diretoria executiva da estatal. A diretoria é em boa parte loteada entre nomes do PT e do PMDB. Indicado pelo PT, o diretor de Operações e Exploração da empresa, Guilherme de Oliveira Estrella, por exemplo, teve rendimentos aumentados de R$ 368.711,36 em 2003, para R$ 701.764,79 em 2007.
"É evidente que dirão: ?Mas isto é legal?. Não há dúvida, deve ser legal; afinal, os atos foram praticados em função de normas estabelecidas pela empresa, com o aval do Poder Executivo, já que quem preside o Conselho da Petrobrás é a ministra da Casa Civil. Nós não estamos discutindo a legalidade: nós estamos questionando a moralidade", afirmou Dias.
Para ele, a necessidade da CPI estaria mais do que justificada pela irregularidades reveladas nas operações Águas Profundas, Royalties e Castelo de Areia da Polícia Federal. "São fatos relevantes que justificam investigação em profundidade, para a necessária responsabilização civil e criminal, se os ilícitos forem confirmados. A CPI tem a função de colocar o mal à luz para chegar ao conhecimento da população, que pressiona e exige providências" , disse ele, referindo-se a denúncias de superfaturamento e pagamentos indevidos nas obras da refinaria de Pernambuco e na construção de plataformas para exploração de petróleo em alto mar.
Ao contrário dos demais servidores da Petrobrás, cujos aumentos salariais são definidos em acordo coletivo da categoria, os vencimentos dos diretores são decididos em assembleia-geral ordinária do conselho administrativo e fiscal da empresa, uma vez por ano. A assembleia deste ano, diz a reportagem, aprovou, em 8 de abril, a destinação de R$ 8,2 milhões para o pagamento de salários e benefícios aos diretores, conselheiros e presidente da estatal.
Presidido por Dilma, o conselho de administração da Petrobrás é integrado ainda pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, o próprio Gabrielli, o empresário Jorge Gerdau, e o ex-ministro das Minas e Energia Silas Rondeau. Do site do Estadão

segunda-feira, abril 21, 2014

SOB A INÉRCIA DAS AUTORIDADES, NOVA INVASÃO DE TERRENO EM FLORIANÓPOLIS É REPELIDA PELA PRÓPRIA POPULAÇÃO DO BAIRRO QUE EXPULSOU OS INVASORES

Dois momentos da invasão: a chegada da polícia dialogando com os invasores. Acima o momento em que os cidadãos da comunidade do Rio Vermelho decidiram expulsar os invasores e queimaram a bandeira comunista vermelha . (Fotos do site da RBS/Diário Catarinense/Hora)
Um bando do PT invadiu em dezembro do ano passado um terreno em Florianópolis, num flagrante esbulho possessório. Sob a patrulha da ideologia politicamente o que deveria ser feito imediatamente, ou seja a reintegração de posse, não ocorreu. O bando se intitula "ocupação Amarildo" em alusão a um elemento de favela do Rio de Janeiro, suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas, que desapareceu recentemente e foi o mote, inclusive, para diversos ataques de vandalismo no Rio de Janeiro e São Paulo.

Depois de muitas delongas e "negociações", decidiu abandonar o terreno recentemente, não sem antes ter promovido passeatas e badernas semelhantes nas adjacência da movimentada rodovia SC-405, que liga o centro de Florianópolis às praias do Norte da Ilha. Florianópolis fica em sua maior parte sobre a Ilha de Santa Catarina.

Pois bem. O mesmo bando resolveu voltar a Florianópolis e decidiu neste domingo de Páscoa invadir um terreno na praia do Rio Vermelho, também no Norte da Ilha. Por obra e graça do jornalismo esquerdista que domina as redações dos veículos, os invasores que agem em Florianópolis já são denominados "amarildos" e o cabeça do bando é seguidamente entrevistado pelas televisões, rádios e jornais catarinenses.

Como ocorreu na primeira invasão, a polícia chegou e decidiu (ou decidiram seus superiores) não fazer nada, o que acabou levando a própria população desse bairro de Florianópolis a agir por conta própria, ou seja, fazer justiça com as próprias mãos, fato que degenerou em confusão e obrigou os invasores a abandonar o local.

E notem que os cidadãos que expulsaram os invasores não eram os donos do terreno, que pertence à União. Todavia, fazer justiça com as próprias mãos é algo intolerável num Estado de Direito Democrático.

Entretanto o episódio serve como um alerta. A maioria dos cidadãos de Florianópolis, como de resto do Brasil inteiro, é constituída de gente que trabalha, que rala no dia a dia, que paga impostos. Muitos conseguiram a duras penas adquirir um imóvel.

A reação desta segunda-feira feriado de Tiradentes, ocorrida no Rio Vermelho, é um aviso claro e evidente. As pessoas de bem não irão tolerar invasão de propriedades privadas de jeito nenhum. Muitas pessoas que reagiram aos invasores sequer possuem propriedades, a mostrar que é apenas uma minoria de gente ligada ao MST, o braço armado do PT, que está sendo acionada dentro do esquema comunista do Foro de São Paulo de promover a agitação e comoção social para abrir o caminho ao que chamam de 'reforma política'. Tal reforma proposta pelo PT, que já noticiei e analisei aqui no blog, prevê a convocação de uma Assembléia Nacional Constituinte destinada a rasgar a Carta Magna de 1988 e no seu lugar erigir uma nova Constituição de forma a transformar o Brasil numa ditadura comunista que inclui a abolição da propriedade privada. Esta é a verdade!

Repito que fazer justiça com as próprias mãos é inaceitável, mas não tem como esconder uma realidade: a leniênica das autoridades constituídas que se submetem, num ato volitivo tolerante e contrário à Lei, aos ditames da ideologia do pensamento politicamente correto, que constitui o principal estratagema utilizado pelo comunismo do século XXI para subverter os valores em que estão ancoradas a lei e a ordem. Grosseiramente isso é denominado "marxismo cultural" e vem sendo aplicado pelo PT e seus acólitos principalmente nas escolas, universidades e por meio da grande mídia.

Episódios de justiça feita com as próprias mãos têm ocorrido em diversas partes do Brasil recentemente, sendo que o caso emblemático diz respeito ao um ladrão que foi amarrado em um poste no Rio de Janeiro. 

Insisto mais uma vez: justiça pelas próprias mãos é intolerável. Porém, esse fenômeno raro (as invasões) em anos atrás começou a se tornar frequente à medida em que a impunidade foi aumentando depois que o PT chegou ao poder. E mais ainda depois que os Direitos Humanos passaram a ser invocados em favor dos bandidos!

Está na hora das autoridades agirem. Sobretudo as polícias, que têm o dever de defender os cidadãos no que respeita ao direito de propriedade e à segurança sob todos os aspectos. 

O que acaba de ocorrer em Florianópolis é um alerta claro e inequívoco: os cidadãos de bem exigem o respeito à lei e à ordem e deploram a anarquia.

CONFIRAM o que noticiou a imprensa de Florianópolis clicando AQUI,  AQUI e AQUI 

Sponholz:O enigma da Petrobras está esclarecido!


VENEZUELA CONTINUA EM CLIMA DE PRÉ-GUERRA CIVIL COM ESCASSEZ E ANARQUIA. CIVIS LUTAM CONTRA A POLÍCIA E BANDOS PARAMILITARES DO TIRANETE NICOLAS MADURO.


O vídeo acima reporta cenas ocorridas na noite deste domingo em Chacao, cidade da área metropolitana de Caracas, quando se vê manifestantes encurralando a polícia a paus, pedras e coquetéis molotov. São cenas que a grande mídia escamoteia dando uma idéia de que está tudo voltando ao normal na Venezuela, o que é uma deslavada mentira.
Quem acompanha o noticiário internacional apenas por meio de veículos da grande mídia tem a impressão que a crise na Venezuela arrefeceu e que o tiranete Nicolás Maduro conseguiu controlar tudo depois da malfadada reunião no Palácio Miraflores, destinada ao “diálogo”, que contou coma presença da Oposição.
Entretanto, a verdade é que nada mudou na Venezuela. Nem um milímetro. A população continua sob o assédio da polícia e dos ‘coletivos’, bandos armados paramilitares que foram instituídos já durante o reinado do defundo caudilho Hugo Chávez, comm assessoria cubana.
Além do terrorismo de Estado os venezuelanos continuam enfrentando a escassez de alimentos, uma estratégia antiga dos comunistas para anular a participação política dos cidadãos que passam a viver o dia a dia correndo atrás dos alimentos. Isto acontecia na ex-URSS e na ex-Alemanha oriental, e ocorre há meio século em Cuba e também na Coréia do Norte.
De fato não existe diálogo de paz coisa nenhuma e ficou muito claro que a decisão do líder oposicionista Henrique Capriles, de participar daquela reunião no Palácio Miraflores, foi um desastre total, já que legitimou o mandato do tiranete Nicolás Maduro.
Capriles foi àquela reunião sem impor qualquer condição. Nem mesmo exigiu que Leopoldo López, considerado atualmente como o maior líder oposicionista venezuelano, fosse libertado. López continua preso há mais de dois meses sem julgamento. E ainda há mais três prefeitos oposicionistas também encarcerados nas masmorras da política política do regime. Estão presos justamente porque se negaram a ceder aos caprichos do psicopata Nicolás Maduro que não hesita em prender e assassinar. Maduro é um assassino sanguinário que foi treinado na juventude em Cuba. É homem de confiança de Fidel Castro e seu irmão Raúl.
As notícias procedentes da Venezuela atualmente circulam apenas pelas redes sociais, particularmente pelo Twitter, onde chovem dezenas de denúncias, fotos, vídeos e textos reportando o fato de que a situação no país continua a mesma, isto é, a violência impera. Inconformados com o terror, a fome, insegurança e a miséria impostos pelos psicopatas teleguiados de Havana os venezuelanos continuam nas ruas.
Anunciam também pelo twitter que durante esta semana deverão ocorrer protestos em todo o país contra lei editada pelo tiranete Nicolás Maduro, que determina a doutrinação comunista nas escolas, abrangendo desde o pré-escolar à universidade. Maduro transformou-se num ditador depois que a Assembléia Nacional lhe conferiu poderes para legislar por decreto. 
Apesar de tudo isso, a grande imprensa internacional continua tratando Nicolás Maduro como “presidente”, quando na verdade é um ditador comunista. A Venezuela já vive uma situação anárquica de pré-guerra civil.

SEMANA DECISIVA: MANIFESTAÇÃO DO STF SOBRE CPI DA PETROBRAS MOSTRARÁ O GRAU DE APARELHAMENTO DA MAIS ALTA CORTE DE JUSTIÇA PELO PT.

Vista parcial da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos comprada pela Petorbras por US$ 1,2 bilhão de dólares
Em uma semana considerada decisiva para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobrás, a oposição acredita que a entrevista do ex-presidente da estatal José Sérgio Gabrielli ao Estado reforça seus argumentos a favor de uma investigação no Congresso que apure negócios da empresa.
Na entrevista, publicada ontem, Gabrielli afirma que a presidente Dilma Rousseff não pode fugir de sua responsabilidade pela decisão da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos - operação iniciada em 2006 e concluída em 2012, após a Petrobrás perder uma batalha judicial com a empresa belga Astra Oil. A aquisição da refinaria localizada no Texas, ao custo final de US$ 1,2 bilhão, é a principal polêmica que envolve a estatal. Dilma, então ministra da Casa Civil, era a presidente do Conselho de Administração da empresa na época do negócio.
"O objetivo dela (a CPI) é exatamente determinar, sem qualquer pré-julgamento, qual é a responsabilidade de cada um nesse caso da refinaria de Pasadena e em outros episódios envolvendo a Petrobrás. A CPI não é uma demanda das oposições, como querem fazer crer alguns governistas, mas sim da sociedade brasileira", afirmou ontem ao Estado o pré-candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves.
No Palácio do Planalto, a entrevista de Gabrielli foi tratada com discrição. Auxiliares da presidente procuraram minimizar o impacto da fala do ex-presidente da Petrobrás. A avaliação é que se trata de uma linha de defesa adotada por Gabrielli, já que a operação de compra da refinaria de Pasadena está sob investigação da Polícia Federal, do Ministério Público e do Tribunal de Contas da União (TCU) e ele poderá ser chamado a depor.
A expectativa é que a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, decida amanhã se o Congresso pode instalar uma CPI restrita à estatal, como querem os oposicionistas, ou ampliada - para investigar também o cartel dos trens em São Paulo e no Distrito Federal e obras no Porto de Suape, em Pernambuco -, como desejam os governistas.
Líder do PSB na Câmara, o deputado Beto Albuquerque (RS) afirmou que, além de mostrar a necessidade de se fazer a CPI para investigar a operação de compra de Pasadena, ficou claro que Gabrielli "deu um puxão de orelhas" em Dilma.
"Quando o Gabrielli assume a responsabilidade pela compra de Pasadena, por ser o presidente da companhia, na época, ele está sendo honesto. Não tem como negar que é mesmo o responsável. E não há como negar que Dilma, então presidente do Conselho de Administração, tem responsabilidade igual", disse. "O Gabrielli botou a bola na marca do pênalti."
Já para o líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes Ferreira (SP), Gabrielli foi muito claro na entrevista. "Ele disse, sem rodeios: 'somos todos responsáveis'. Não adianta achar que uns vão tirar a sardinha do fogo com a mão do gato. Está muito claro que a então ministra Dilma Rousseff era responsável pela decisão da compra da refinaria. Ela era presidente do Conselho de Administração, que aprovou a compra." Leia MAIS

domingo, abril 20, 2014

PSICOPATAS DO PT PERSEGUEM DIPLOMATA BRASILEIRO E MANTÊM SENADOR BOLIVIANO NA SITUAÇÃO DE PRESO POLÍTICO DO ÍNDIO COCALEIRO EVO MORALES CUMPRINDO PENA NO BRASIL

O diplomata Eduardo Saboia foi lançado ao ostracismo pelos psicopatas do PT que dominam o Itamaraty
Protagonista de uma história com roteiro cinematográfico, com direito a fuga e ameaças, o diplomata Eduardo Saboia vive em um limbo desde que trouxe ao Brasil o senador boliviano Roger Pinto Molina. O ex-parlamentar de oposição era perseguido pelo governo de Evo Morales e ficou asilado, com o aval do governo brasileiro, por 455 dias na Embaixada do Brasil na Bolívia. Servidor de carreira, Saboia é ministro-conselheiro do Ministério das Relações Exteriores. Após a epopeia com a fuga de Molina para o Brasil, ele se tornou alvo de processo disciplinar que se arrasta há oito meses na comissão de sindicância do Itamaraty – e não tem prazo para ser concluído. Na última quarta-feira, o colegiado voltou a empurrar a decisão se ele deve ou não ser punido pelo episódio: prorrogou os trabalhos por mais 30 dias, como vem ocorrendo sucessivamente desde outubro. Enquanto aguarda uma deliberação sobre o caso, Saboia foi deixado na geladeira e lotado em uma função administrativa. Constrangido, ele pediu licença do cargo no dia 8.
Ex-encarregado de Negócios na Embaixada brasileira, Saboia tem 46 anos, metade deles vividos no Itamaraty. A atuação do diplomata era considerada impecável pelo Ministério das Relações Exteriores e lhe rendeu, inclusive, uma condecoração pelo ex-presidente Lula com a medalha da Ordem do Rio Branco. No entanto, a carreira foi interrompida após, diante da inoperância do governo brasileiro, ajudar o senador a escapar das ameaças da tropa comandada por Morales. Molina denunciou o envolvimento de autoridades bolivianas com o tráfico de drogas. 
Logo ao chegar ao Brasil, no final de agosto, Saboia foi afastado de suas funções e tornou-se objeto de investigações de uma sindicância interna do órgão. Um relatório final, que deve ser elaborado por uma comissão, decidirá se o diplomata deve ou não ser punido. As medidas disciplinares aplicáveis vão desde uma advertência à demissão do cargo.  
Com o futuro incerto, o diplomata foi realocado no cargo secundário de assessor no departamento de Assuntos Financeiros e de Serviços do Itamaraty – uma função administrativa, sem status de chefia nem gratificações que tinha como ministro. “Isso é um assédio moral do ponto de vista de não conceder qualquer atividade na altura do que ele possa exercer. Hoje ele está sentado em uma cadeira sem fazer nada”, afirma a defesa de Saboia, o advogado Ophir Cavalcante.
(...)
Senador Roger Pinto Molina permanece também com a situação indefinida no Brasil, como se fosse um preso político do índio de araque Evo Morales cumprindo pena no Brasil.
A presidente Dilma Rousseff classificou o episódio como uma “quebra de hierarquia” e disse que a embaixada brasileira na Bolívia é “extremamente confortável”. Do outro lado, Saboia alegou que, por “questões humanitárias”, não poderia deixar uma pessoa viver daquela forma em uma dependência do Brasil. O diplomata ainda alegou que informou o Itamaraty somente após o episódio por motivos de segurança. Como consequência, o então ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, foi exonerado.
“O governo brasileiro deixou que o instituto do asilo se transformasse em uma situação de violação da dignidade de uma pessoa que estava sob os nossos cuidados. Isso é muito sério e é algo que deveria ser investigado: quem é o responsável ter deixado isso chegar até esse ponto?”, questiona Saboia. “Eu não tive outra opção além daquela para preservar a vida de uma pessoa e a imagem do meu país.”  
Assim como Saboia, o senador boliviano ainda não teve a situação definida. Molina espera aval do governo Dilma para morar legalmente no Brasil enquanto está abrigado, de favor, na casa do senador Sérgio Petecão (PSD-AC), em Brasília – hoje ele pode permanecer no país graças ao refúgio provisório concedido pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare).   
Questionada pela reportagem sobre o motivo da demora para a conclusão dos trabalhos da sindicância e o cargo incompatível exercido por Saboia, a assessoria de imprensa do Itamaraty afirmou que não iria comentar o caso. Leia MAIS

DEVASSANDO O COVIL DOS PSICOPATAS: PROGRAMA "CAMPING DIGITAL" DO PT REVELA A ARTICULAÇÃO PETISTA PARA O GOLPE DE ESTADO COMUNISTA SOB O EUFEMISMO DE 'REFORMA POLÍTICA'

Com um título que parece sugerir um mergulho de jovens no mundo da tecnologia - Camping Digital - o PT está reunindo a garotada, durante este feriadão de Páscoa, para submetê-la a uma lavagem cerebral no atacado. Depois pretendem soltar esses jovens no mundo virtual da internet, sobretudo nas redes sociais, para a prática do terrorismo cibernético.
Quando vocês, prezados leitores, toparem na área de comentários dos leitores, com textos estranhos e confusos aqui no blog já sabem, são os terroristas cibernéticos petralhas em ação. Deixo passar alguns para que vocês fiquem sabendo de que forma eles agem. Alguns tentam se passar por oposicionistas e desqualificam Aécio Neves acusando-o de fracote e exigem que seja “mais agressivo”, quem sabe, sair por aí mordendo os acólitos do Barba. 
Mas como vinha dizendo, esse tal Camping Digital, inclui sessões de lavagem cerebral, já que tem como palestrantes dinossauros comunistas como o Paulo Vanucci, que se diz jornalista político. Foi cevado ideologicamente na ECA da USP. 
Vanucci, o coveiro da democracia.
Ao Vanucci, velho de guerra, pois desde os anos 60 do século passado tenta liquidar a democracia para substitui-la  pela “ditadura do proletariado”, caberá a tarefa de fazer crer aos jovens barraqueiros que a democracia representativa está em crise. Ato contínuo desfiará um discurso mentiroso e, sobretudo, subversivo, para abordar a tal “reforma política”, que o PT já tem pronta há muito tempo. 
Esse projeto, conforme já apontei aqui no blog, o PT tentou desovar no Congresso sob o embalo dos protestos de junho de 2013, que, a rigor, foram promovidos pelo próprio PT, para criar um estado de tensão capaz de abrir caminho, a toque de caixa, para a proposição e aprovação da famigerada “reforma política”. Esta primeira tentativa falhou, quando o PMDB sentiu cheiro de carne queimada. O objetivo primordial dessa vigarice comunista é a convocação de uma Assembléia Constituinte exclusiva para votar a tal reforma.
Foi isto que aconteceu na Venezuela, quando Chávez, de um só golpe, fechou o Senado e criou uma Assembléia Nacional Bolivariana, via constituinte, obviamente sob o controle chavista. Deu no que deu. Coisa similar ocorreu no Equador e Bolívia e faz parte do esquema do Foro de São Paulo, que é aplicar essa reforma em todo o continente latino-americano, ou seja, a convocação de Assembléias Constituintes, mecanismo destinado a jogar a pá de cal no que resta de democracia no continente. Os comunistas pretendem enterrar a democracia representativa para no seu lugar criar uma coisa chamada de democracia direta, com no base no assembleísmo controlado pelo partido.
No Brasil, a técnica empregada pelo PT usa a agitação política, com o intuito de criar um clima de comoção nacional que justifique uma reforma política. Poderão inclusive utilizar a Copa do Mundo, que eles mesmo trouxeram para o Brasil, para atingir esses diabólico objetivo.
É que para convocar uma Assembléia Constituinte tem de ocorrer uma ruptura da ordem constitucional, um levante armado, um golpe de Estado ou algo semelhante. Como não é o caso, porque o povo brasileiro está mais por fora do que arco de barrica, o PT tentará criar artificialmente esse clima beligerante que facilite empurrar goela abaixo dos brasileiros uma Assembléia Constituinte para rasgar a Constituição Democrática de 1988 e no seu lugar escrever a Carta Magna Vermelha que transformará o Brasil em mais uma republiqueta comunista como aconteceu na Venezuela. 
Se acham que estou exagerando, basta que vejam conteúdo do programa desse convescote comunista denominado Camping Digital. Está lá tudo vazado no dialeto politicamente correto: discussão sobre gênero, gaysismo, mobilidade urbana, luta de classes, segregação de jovens da periferia (lembram-se dos ‘rolezinhos?’,) e tem muito mais, incluindo, até mesmo, um debate denominado "Parâmetros da liberdade de expressão", com o famigerado Paulo Henrique Amorim. Há também um debate sobre “Leis de Meios de Comunicação”, um troço que foi criado recentemente na Argentina, sob a direção desses psicopatas co-irmãos de Lula e seus sequazes.
O que resumi neste artigo são apenas alguns detalhes. Vale a pena conferir toda a programação clicando aqui e aqui para ver a página inicial. Vendo tudo isso já dá para ter uma idéia do que virá mais adiante: um golpe de Estado comunista como ocorreu na Venezuela. Lá os cidadãos acordaram tarde demais. O regime do tiranete Nicolás Maduro recebeu de Chávez a coisa quase pronta e que acaba de ser concluída.
Quando há dois meses os venezuelanos partiram para os protestos nas ruas foram recebidos a tiros e cacetadas, gás lacrimogênio, prisões e torturas. Pelo menos mais de 40 pessoas já foram mortas. Há centenas de prisioneiros nos calabouços da polícia política, prefeitos presos e o líder oposicionista Leopoldo López continua trancafiado numa prisão militar sem qualquer julgamento.
O Paulo Vanucci, o teleguiado de Lula, está excitadíssimo! Ele falará aos participantes desse convescote petralha sobre a "crise da democracia representativa" e exultará o tal modelo bolivariano, eufemismo para a palavra "comunista", banida de forma diligente do vocabulário político e jornalístico como se o comunismo não existisse mais.

sábado, abril 19, 2014

CENAS DE UMA FACETA CHOCANTE DA DITADURA COMUNISTA CUBANA: OS IDOSOS TÊM DE MENDIGAR PARA SOBREVIVER.


Yusnaby Perez é um jovem cubano que sai diariamente pelas ruas de Havana, a capital cubana, com um celular na mão e se dedica a fotografar e filmar cenas que revelam a desgraça em que vive a população cubana. 
No texto que acompanha o vídeo postado no YouTube, e que transcrevo no original em español, Yusnaby mostra a situação de extrema miséria em que vivem os idosos, que qualifica como “os esquecidos da Revolução”. 
Diz que imagens como essa jamais serão mostradas na imprensa oficial, já que Cuba não tem imprensa livre.
Infelizmente, devo acrescentar ao desabafo desse jovem cubano, que no Brasil, a imprensa ainda continua livre, porém é censurada dentro das próprias redações pelos próprios jornalistas, em sua maioria comunistas, adoradores do assassino Fidel Castro e seu regime espúrio.
Aqui no Brasil de liberdade de imprensa verdadeira sobram os blogs independentes como este aqui e um único veículo da grande mídia que se pode dizer que exerce o jornalismo verdadeiro e repudia as ditaduras comunistas, que é a revista Veja, seu site na internet, seus colunistas e blogueiros.
Vídeos como este dificilmente aparecem na grande mídia brasileira a mostrar o quanto de censura à imprensa já existe no Brasil. Curiosamente uma censura efetivada pelos próprios jornalistas a serviço do Foro São Paulo, a organização transnacional comunista criada por Lula e Fidel Castro em 1990 no Brasil.
Yusnaby Pérez provavelmente não sabe disso porque em Cuba só existe a imprensa oficial. 
Espero que este vídeo sirva para alertar os brasileiros que neste ano terão a última oportunidade de impedir a cubanização do Brasil pelo PT, votando em massa em Aecio Neves, que é o candidato oposicionista democrático que reúne as condições de vencer.
Aqui o texto de Yusnaby Pérez, sobre a vida miserável dos cubanos, sobretudo os idosos abandonados à própria sorte:
EN ESPAÑOL - Así conozco a cada una de las personas que publico. Así muchas historias del día a día llegan a mí y me ponen en el compromiso moral y humano de contarlo al mundo. Me temblaba la mano mientras grababa el video y la indignación vestida de impotencia estaba a flor de piel. ¿Qué miserable puedo ser al grabar a estos señores en su más desesperada necesidad de sobrevivencia? ¿Qué irresponsable puedo ser al no denunciar al mundo las calamidades que sufren tantos ancianos en mi país?
Hoy les di a estos señores todo lo que tenía en los bolsillos, hasta las galletas dulces que compré por el camino a la abuela que llevaba 20 días malnutriéndose. Me siendo indignado conmigo mismo y a la vez disgustado por no poder ayudar a todos.
Imágenes como estas jamás serán mostradas por la prensa oficial, no son preocupación del gobierno de Cuba. Aquí hago mi denuncia como ciudadano preocupado por el futuro de mi país y exijo QUE TODOS LOS ANCIANOS cobren una pensión digna. ¡Para eso trabajaron toda su vida!
No dejaba de pensar en mi abuela, en mí cuando tenga esa edad. Volví a casa sin un centavo, pero volví a casa con mucha más fuerza que antes.

sexta-feira, abril 18, 2014

UMA LUZ SE ACENDE NO HORIZONTE!


Este é o programa do PSDB que foi ao ar nesta quinta-feira à noite. Sem luta de classes, sem ufanismo barato, sem pretensão desmedida, sem arrogância, sem agressões e sem a demagogia mentirosa que há mais de uma década castiga e atrasa o Brasil.

Quem não viu pode ver agora. E os brasileiros não têm mais motivos para lamentar a falta de alternativa, a falta de liderança política com preparo intelectual e experiência no âmbito da administração pública.

Aécio Neves veio para exorcizar o fantasma do autoritarismo vermelho. Veio para somar em vez de dividir o povo brasileiro. Isso é muito bom.

Ninguém aguenta mais viver sob o açoite de um governo corrupto, produtor de crises e ameaças ao Estado de Direito democrático. Ninguém aguenta mais ver a incompetência total instalada no mais alto Poder da República, fato que sequestra o desenvolvimento do Brasil. Os brasileiros não merecem viver sob esse estado de anarquia e insegurança; sob a constante ameaça à democracia e à liberdade.

Finalmente resplandece uma luz no fim desse tenebroso e fantasmagórico túnel.