TRANSLATE/TRADUTOR

domingo, julho 22, 2018

CONVENÇÃO DO PSL CONSAGRA NESTE DOMINGO A CANDIDATURA DE JAIR BOLSONARO PARA PRESIDENTE DO BRASIL. JORNALISTAS DA GRANDE MÍDIA ESTÃO ALVOROÇADOS.



Nestes dois vídeos o pré-candidato Jair Bolsonaro, ao lado de seu filho Flávio Bolonaro, candidato ao Senado pelo Estado do Rio, faz uma chamada por meio das redes sociais concitando seus apoiadores a prestigiar a Convenção do PSL, que se realiza neste domingo no Rio de Janeiro, quando Jair Messias Bolsonaro passará à condição oficial de candidato à Presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL). O endereço do evento é Av. Paulo de Frontin, n. 01, no Centro de Convenções Sul-América.
Já no Twitter a postagem é da conta oficial do PSL. Além de seu filho Flávio, o presidenciável Jair Bolsonaro tem ao lado também o Presidente do PSL, o advogado Gustavo Bebiano conforme se constata logo abaixo da conclusão desta postagem.
Nas pesquisas de sondagem das preferências dos eleitores, Bolsonaro aparece em primeiro lugar em todas.
Também na Convenção deste domingo poderá ser definido o nome da advogada e professora de Direito da USP, Janaina Paschoal, como candidata a Vice-Presidente. Janaina tem se destacado em âmbito político por ter sido co-autora do pedido de impeachment da Dilma Duchefe. 
Até a noite deste sábado ainda não havia sido definido oficialmente o nome de quem será o candidato a vice-Presidente da República a chapa de Jair Messias Bolsonaro.
Embora a Convenção do PSL que ungirá Jair Bolsonaro como candidato oficial do Partido à Presidência da República seja das mais importantes, haja vista que o presidenciável esta no topo das pesquisas - além de ser o campeão nas redes sociais com mais de 5 milhões de seguidores - é praticamente ignorado pela grande mídia. Zapeando pela internet na madrugada deste domingo constatei que Convenção que oficializará Bolsonaro com candidato presidencial não é sequer citada.
Velho de guerra no jornalismo eu já sabia de antemão que não encontraria nada. Se há algo noticiado sobre a Convenção do PSL em algum desses veículos da grande mídia será para denegrir Jair Bolsonaro. 
E afirmo, com o conhecimento de viver o ambiente de redação por vários anos, que os jornalistas, algo em torno de 99,9%, constituem um bando de boçais. Todos são esquerdistas, trotskistas, comunistas, marxistas e mais recentemente vestiram a fantasia da dita diversidade bundalelê e adoram instalações de nudismo e conceituam todas essas iniquidades produzidas pelo politicamente correto como "cultura".
O que está ocorrendo com a campanha presidencial no Brasil é igual ao que aconteceu durante a eleição presidencial nos Estados Unidos. Lá como aqui agora, toda a grande mídia caiu de pau sobre Trump e continua malhando o Presidente vitorioso. 
Lá como aqui há um surto daquela doença incurável que os médicos psiquiatras denominam de psicopatia. No passado os psicopatas eram internados em hospícios, mas o movimento comunista conseguiu a façanha de fechá-los. Os loucos de todos os gêneros estão soltos. Boa parte deles estão nas redações da grande mídia, no show business, na dita área da "cultura", e até mesmo nas Universidades ostentando títulos de mestre e de doutor. Cáspite!.
Em síntese é isto que está acontecendo. Mas asseguro que vocês, caros leitores, ainda não viram tudo. A campanha presidencial está apenas começando...
_________________________
Domingo, dia 22, acontece a nossa Convenção Nacional Eleitoral 2018. Oficializaremos a pré-candidatura de @jairbolsonaro para a Presidência da República e, a de Flávio Bolsonaro, para o Senado.  Será no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio, das 09h às 17h. Esperamos você! pic.twitter.com/hfszf1SC8M

sábado, julho 21, 2018

CONGRESSO DO PERU APROVA DESTITUIÇÃO DA CÚPULA DO JUDICIÁRIO POR ENVOLVIMENTO COM ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO


Congresso do Peru aprovou nesta sexta-feira (20), por unanimidade, a destituição dos integrantes do Conselho Nacional da Magistratura (CNM). Os sete conselheiros do órgão estão envolvidos em um escândalo de corrupção envolvendo os mais altos níveis do judiciário peruano revelado após a divulgação das suas conversas telefônicas.
O CNM tem funções similares ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no Brasil, como a de melhorar a gestão e fiscalizar o Judiciário.
Em sessão plenária extraordinária do Parlamento, convocada pelo presidente peruano, Martín Vizcarra, a remoção dos conselheiros foi aprovada pelos votos dos 118 legisladores presentes.
Os afetados são Hebert Marcelo Cubas, Baltazar Morales, Maritza Aragón, Orlando Velásquez, Ivan Noguera, Guido Águila e Julio Gutiérrez Pebe.
Os congressistas debateram durante duas horas o relatório da comissão de Justiça que recomendou sua destituição por causa séria, segundo o artigo 157 da Constituição. Nas ruas, manifestantes protestavam contra a corrupção na frente do Palácio de Justiça, em Lima.
Conhecida a votação, Vizcarra afirmou que "a remoção dos membros do #CNM é um passo fundamental para reformar o sistema judicial".
Em sua conta no Twitter, o presidente saudou a decisão do Congresso. "Agora vamos seguir trabalhando para devolver a todos os peruanos a confiança em suas instituições", disse.
ESCÂNDALO ENVOLVE ALTOS NÍVEIS 
O escândalo de corrupção se tornou público na semana passada, com a divulgação de uma série de escutas telefônicas que revelaram uma ampla rede de tráfico de influência, suborno e prevaricação nos mais altos níveis do judiciário peruano, incluindo altos magistrados, empresários e políticos.
Nos áudios que chocaram o país, juízes e membros do CNM, oferecem redução de penas, trocam favores e fixam preços por sentenças.
As escutas custaram o cargo do ministro de Justiça e Direitos Humanos, Salvador Heresi, protagonista de um áudio, e cinco juízes da Corte Superior de Justiça de Callao, entre eles seu presidente, Walter Ríos, que pedia um suborno de pelo menos US$ 10 mil em troca de favorecer a nomeação de um procurador.
O caso dos juízes é um "déjà vu" da história peruana recente. O vazamento de áudios ou vídeos gravados em segredo provocaram a queda de dois presidentes, Alberto Fujimori em 2000 e Pedro Pablo Kuczynski em março, além da suspensão há um mês do popular legislador Kenji Fujimori, filho do ex-presidente.
O presidente Vizcarra defende a urgência de uma reforma do Judiciário. Um projeto de reforma será elaborado por uma comissão que deverá ter uma lista de propostas até 28 de julho, aniversário da independência do Peru, quando Vizcarra fará um discurso à Nação do Congresso. A proposta do governo deverá ser revisada e debatida pelo Parlamento, controlado pela oposição.
ARGUMENTOS PELA DESTITUIÇÃO
Na sessão desta sexta, cada bancada no Congresso teve um tempo de 10 minutos para expôr seus argumentos a favor da destituição dos conselheiros.
O porta-voz da bancada governista Peruanos Por el Kambio, Gilbert Violeta, afirmou que "o Congresso não pode fugir de tomar uma decisão de destituição" e pediu a seus colegas que demonstrem "estarem do mesmo lado lutando contra a corrupção".
"Temos que investigar a relação entre os partidos políticos, assim como alguns parlamentares e líderes políticos que tentam influenciar diferentes órgãos do sistema judicial e no CNM. Com quais objetivos, para que, influenciar em que processos, em que casos?", disse Violeta, referindo-se às supostas coordenações entre os magistrados e o partido fujimorista Força Popular.
Por outro lado, o porta-voz da bancada esquerdista Novo Peru, Oracio Pacori, afirmou que a corrupção "transformou o Conselho Nacional da Magistratura em um mercado negro, onde se traficam influências, sentenças, zombando da Justiça".
Pacori afirmou que a remoção dos magistrados "tem que significar o caminho para a verdadeira reforma do sistema judiciário que envolva os 33 milhões de peruanos e não uma reforma simplesmente sem diálogo".
JUIZ DA CORTE SUPREMA SUSPENSO
Minutos antes da votação no Legislativo, o portal de notícias "IDL-Reporteros" divulgou novos áudios de conversas do juiz suspenso da Corte Suprema, César Hinostroza, que decidiu a favor da líder opositora Keiko Fujimori em uma investigação por lavagem de dinheiro. No áudio, Hinostroza revela sua aparente proximidade com os legisladores fujimoristas Luz Salgado e Miguel Torres.
Em uma conversa, Hinostroza pede ao empresário Antonio Camayo que interceda pela sua filha para que possa trabalhar no escritório de advogacia de Torres, e em outra conversa, ele conta a outro interlocutor que "qualquer coisa, Luz (Salgado) é amiga".
Em um áudio divulgado anteriormente, o polêmico juiz coordenou com Camayo reuniões com uma "Senhora K" da "força número 1". O codinome presumivelmente pode se referir a Keiko Fujimori e seu partido Força Popular. No entanto, Keiko nega ter tido alguma reunião com Hinostroza.
Em outra gravação transmitida pela mídia local Hinostroza oferece absolvição a um homem condenado por estuprar uma menina de 11 anos. Do site G1

EXTRA! AO VIVO ONLINE O II SIMPÓSIO NACIONAL DE IDEIAS CONSERVADORAS QUE SE REALIZA NESTE SÁBADO EM RIBEIRÃO PRETO (SP)


O que seria impensável no Brasil até pouco tempo atrás, realiza-se neste sábado em Ribeirão Preto SP o II Simpósio Nacional de Ideias Conservadoras. O primeiro ocorreu no ano passado também em Ribeirão Preto.
O evento foi aberto às 9 horas e prosseguirá ao longo deste sábado, com diversas palestras e debates que têm como foco, desta feita, o pleito presidencial deste ano no Brasil, bem como análises políticas, econômicas e sociais sob o ponto de vista conservador.
Trata-se de uma iniciativa pioneira e, como não poderia deixar de ser, descurada pela grande mídia nacional, a ponta de lança do establishment nacional que pela primeira vez na história está boquiaberto, pasmo, de ver o crescimento desde o golpe da República de 1889, de um movimento conservador consistente. Tão consistente que tem nesta pré-campanha presidencial pontuando na frente das pesquisa o presidenciável Jair Bolsonaro cuja carreira política esteve sempre fundada justamente nas propostas conservadoras.
As informações sobre o evento estão disponíveis no site Terça Livre, que também promove a transmissão online, conforme o vídeo acima que permanecerá disponível para que os leitores aqui do blog possam acompanhar ao vivo este II Simpósio Nacional de Ideias Conservadoras que se realiza no Hotel JP, em Ribeirão Preto - São Paulo.

sexta-feira, julho 20, 2018

COPA DO MUNDO CORRE O RISCO DE ACABAR. ESQUERDISTAS QUEREM IMPEDIR A COMPETIÇÃO NOS ESPORTES POR MEIO DA DITADURA DO 'POLÍTICAMENTE CORRETO'.


O site Tradutores de Direita traduziu mais um vídeo especial produzido pela PragerU que revela o quanto é danosa a "engenharia social" do marxismo cuja principal ferramenta é o deletério "politicamente correto" por meio do qual a bandalha comunista tentar detonar inclusive a competição que é alma do esporte.

Os formuladores dessa engenharia social, à guisa de alcançar a "igualdade" avançam no sentido de destruir as competições esportivas. Se ninguém se contrapõe ao avanço dessa bestialidade comunista mais adiante desaparecerão todos os tipos de esporte competitivo, como o futebol, por exemplo.

Se a escumalha comunista da diversidade bundalelê alcançar seu objetivo dentro de alguns anos não haverá mais a Copa do Mundo e nenhuma outra disputa esportiva.

No comentário explicando o vídeo, os Tradutores de Direita anotam:

Encerrada a copa do mundo ainda há uma lição valiosa a ser aprendida com os esportes: troféus são para vencedores.

Afligidos com o politicamente correto, é comum que grande parte das escolas americanas dê troféus de participação, medalhas de 1º lugar para todos os participantes e propaguem o discurso "o importante é participar".

Pois bem, Cobi Jones, ex-jogador do Vasco, tem algo a dizer sobre essa cultura que anula o poder da competividade para a formação de caráter e educação do indivíduo.

Em mais um vídeo da PragerU, a ideia de que participar é mais importante do que vencer perde de goleada. Confira.

Sponholz: Direita X Esquerda.

Clique sobre a imagem para vê-la ampliada

quinta-feira, julho 19, 2018

UM VERDADEIRO FENÔMENO ELEITORAL: JAIR BOLSONARO É IGUAL A MASSA DE PÃO. QUANTO MAIS BATEM MAIS ELE CRESCE.


Enquanto o jornalismo a soldo do centrão esquerdista, aquela penca de candidatos ridículos, segue produzindo fake news o presidenciável Jair Bolsonaro está com o pé na estrada.

Nesta quinta-feira desembarcou em Goiânia, a capital do Estado de Goiás e depois deverá seguir para Rio Verde, no interior de Goiás, que se destaca como polo empresarial.

O saguão do aeroporto de Goiânia foi pequeno para conter a multidão que entre outros slogans da campanha do Bolsonaro, em coro repetia: "Eu vim de graça!, conforme se pode constatar no vídeo acima.

A verdade que deixa o dito "centrão", que reúne os últimos capachos da dita "Nova República", mergulhado em profunda depressão é que Jair Bolsonaro é um fenômeno político jamais visto no Brasil. Ainda mais pelo fato de que é hostilizado diariamente pelos jornalistas da grande mídia, toda ela. E não apenas isso. Bolsonaro não tem marketeiro, não fornece caraminguás para essa gentalha da dita "mainstream media", não possui cafofo cheio de malas de dinheiro e viaja de avião de carreira na classe econômica.

Além do mais, como se pode ver, a galera que o apoia não dispõe de nenhum adereço alusivo à campanha, como faixas, cartazes e outros badulaques de propaganda que, como se sabe, custam muito dinheiro. 

Esta é a realidade da campanha de Bolsonaro. Ao longo da minha carreira jornalística que iniciei em 1971, tendo sido inclusive editor e repórter de política em jornal diário, não vi nada nem parecido até hoje com a performance de Jair Bolsonaro.

Dadas as condições simples, para não dizer precárias, da estrutura de sua pré-campanha presidencial e tendo contra si toda a grande mídia, Jair Bolsonaro está mais para um milagre do para um fenômeno político! 

Não é à toa que as redes sociais - especialmente o Facebook e o Twitter - estão acionando todos os algoritmos possíveis para restringir o alcance orgânico de postagens como esta aqui.

Mas a emenda está pior que o soneto. À medida que o tempo passa rumo à eleição presidencial de outubro próximo a popularidade de Bolsonaro cresce. O presidenciável é como massa de pão. Quanto mais se bate mais cresce. 

Sponholz: Vigaristas em ação.


Clique sobre a imagem para vê-la ampliada

quarta-feira, julho 18, 2018

BOLSONARO É APLAUDIDO POR HOMENS DE NEGÓCIOS BRASILEIROS COMO PRESIDENTE VIÁVEL, DESTACA O SITE BLOOMBERG.

Os empresários brasileiros não teriam nada contra um governo de direita liderado pelo ex-capitão do Exército, Jair Bolsonaro, disse o chefe da indústria do país em uma entrevista ao site Bloomberg.

Robson Andrade, chefe da Confederação Nacional da Indústria (CNI), disse que Bolsonaro é aplaudido pelos líderes empresariais por causa de sua proposta de levar a lei e a ordem ao país. O chefe do influente lobby empresarial também criticou a proposta do candidato de esquerda Ciro Gomes de reverter a liberalização do mercado de trabalho aprovada em 2017.

"Não estamos preocupados com a direita. Precisamos de um presidente que esteja ciente da situação do Brasil e que possa colocar o país no caminho do crescimento", disse Andrade à Bloomberg News em Brasília, quando questionado sobre Bolsonaro. "Ele foi aplaudido porque os empresários gostaram do que ele disse, especialmente quando ele mostra autoridade".

Bolsonaro, um defensor de menos restrições ao uso da força policial que nega o regime militar do Brasil era uma ditadura, lidera pesquisas de opinião que excluem Luiz Inácio Lula da Silva. O ex-presidente está preso atualmente por corrupção e provavelmente será impedido de concorrer na eleição presidencial de outubro.

A confiança das empresas despencou em junho, depois que uma greve de caminhoneiros de 11 dias enfraqueceu a administração do presidente Michel Temer e aumentou a incerteza política em torno das eleições. Os analistas reduziram quase pela metade suas estimativas de crescimento para 2018 após a greve ter minado uma recuperação dos investimentos e do consumo já mais lenta do que o esperado.

Embora a retórica populista de alguns candidatos seja desconcertante, quem ganhar a corrida não terá escolha a não ser cortar os gastos para consertar as contas públicas brasileiras, incluindo um corte nos benefícios de pensão, disse Andrade, que favorece a privatização de todas as empresas estatais, incluindo a gigante do petróleo. Petrobras.
BUROCRACIA
Reduzir a burocracia e eliminar a incerteza jurídica terá que estar no topo da lista de prioridades do próximo presidente para atrair investimentos, disse Andrade, citando a incerteza jurídica em torno da prisão e da candidatura de Lula.

"O país hoje é imprevisível", disse ele.

O Brasil ocupa o 125º lugar entre 190 países no índice Doing Business 2018 do Banco Mundial. O relatório coloca o Brasil em 184º lugar e o 176º lugar pela facilidade de pagar impostos e abrir um negócio, respectivamente. Do site Bloomberg ->> Clik here to read in English

Sponholz: Semelhanças...

Clique sobre a imagem para vê-la ampliada

A PESTILÊNCIA PETISTA


Por Maria Lucia Victor Barbosa (*)
No comando petista não se encontra cérebros que se destaquem como dotados de QI relevante. Exemplo de quem não conseguiu extrapolar níveis mais primitivos de raciocínio foi o da presidente cassada, Dilma Rousseff. Incapaz de unir uma frase com outra, seu linguajar turvo tornava-se incompreensível quando ela cismava de não ler o discurso preparado por assessores. Seu governo foi um desastre completo para o país e nos registros de nossa história sua passagem será marcada como pior presidente que já tivemos. Mesmo assim, ela é candidata a senadora por Minas Gerais. Se ganhar, abdico de minha naturalidade mineira e finco raízes ainda mais profundas no Paraná.
Minha naturalidade paranaense será reforçada se o governador de Minas, Fernando Pimentel, de extensa ficha corrida, que teve um pé no impeachment e não paga o funcionalismo for reeleito. Então, Minas não será sequer um retrato na parede, mas profunda decadência que deixa para trás vultos políticos que foram importantes no cenário nacional.
Se Rousseff é um caso emblemático de atraso, pode-se dizer que petistas entranhados até hoje em cargos federais, estaduais e municipais são de uma aterradora mediocridade, de uma incompetência impressionante, características nas quais se agregam a arrogância e a prepotência próprias de recalcados que vão à forra quando pegam uma beiradinha de poder. Ao mesmo tempo, os petistas se especializaram numa oposição sórdida, feita de ameaças, de truculência, de desmoralização dos que não rezam pela cartilha do misto de seita e máfia. Diante disso, impressiona o fato de que por quase 14 anos o Brasil foi governado por esse tipo de gente, ou melhor, desgovernado. O resultado amargamos até hoje.
Não se pode negar que entre petistas existe cérebros mais espertos, mas cuja capacidade mental foi utilizada para o crime em forma de roubalheira. O PT institucionalizou e estatizou nossa histórica corrupção e derramou sua pestilência por toda a nação trazendo atrás de si a chusma de políticos chamados de esquerda e outros mais.
Esse período tenebroso mostrou Poderes constituídos venais, apequenados, desfibrados, pois o PT tem o dom de apodrecer tudo aquilo que toca. Agora eles querem voltar usando chicanas, artimanhas, mentiras, engodos, procedimentos asquerosos como o recente espetáculo indigno do desembargador do TRF4, companheiro Rogério Favreto, que estando de plantão resolveu salvar o chefão presidiário não se importando nem um pouco em enxovalhar a Justiça. Como afirmou em artigo a desembargadora, Dra. Marília Castro Neves: “o atuar do desembargador de plantão foi criminoso e em qualquer país sério ele já estaria afastado de sua jurisdição”.
Infelizmente, estamos no Brasil dos absurdos e quando o exemplo vem de cima a pestilência se espalha com maior velocidade. No Supremo existe, notadamente, um trio do mal que solta bandidos que o juiz prende, que desrespeita a Constituição em vez de ser seu guardião, que age não através da lei, mas da amizade ou inimizade, de interesses particulares ou ideológicos.
Um exemplo recente do que se fala foi o agir do ministro Dias Toffoli, que sequer preenche requisitos para ocupar tão alto cargo. Como num passe de mágica ele livrou da cadeia e da sentença de mais de 30 anos seu patrão José Dirceu, a mente maligna do PT que anda pontificando para angariar votos e induzir à violência os incautos que, por ventura, acreditarem em suas patacoadas.
Felizmente, hoje existe reação. Ela está na Lava Jato, no íntegro e competente juiz Sérgio Moro, em alguns promotores, na Polícia Federal, em desembargadores do STF4, do STJ e outros magistrados dignos.
Entretanto, no seu desespero para voltar ao poder custe o que custar, os golpes sórdidos vão continuar. Ilude-se quem acha que o PT acabou. Pode-se sentir seu odor pestilento nos ataques desferidos ao Estado Democrático de Direito. E mesmo que não consigam seu intento tentarão destruir o próximo presidente. O PT é o partido do ódio e da negação. 
Só o povo pode evitar tal tragédia. Afinal, Dilma Rousseff foi despejada do cargo pelo clamor de milhões de vozes que se uniram nas ruas. Resta aguardar se esse tipo de cidadania se repetirá.
(*) Maria Lucia Victor Barbosa é socióloga.

terça-feira, julho 17, 2018

BOLSONARO DESMASCARA A GRANDE MÍDIA. COLUNISTA DO JORNAL O ESTADO DE S. PAULO É EMPREGADA DE JOÃO DORIA.


O pré-candidato presidencial Jair Bolsonaro acaba de postar o vídeo que está aí acima detonando a jornalista Sonia Racy, que possui uma coluna no jornal O Estado de S. Paulo, e que publicou uma nota mentirosa a respeito do deputado. Trata-se de uma "fake news" autêntica. Segundo apurou Bolsonaro, a jornalista é pena alugada do João Doria e, por extensão, do PSDB, e possui uma coluna de fofocas no Estadão.

As coisas funcionam assim na grande mídia que está desesperada porque ninguém mais compra esses papeluchos e também não acessa mais os sites dessas empresas de comunicação, justamente por serem usinas de produção de "fake news". 

Na verdade essa gentalha, que se intitula jornalista, é pena alugada do establishment e está desesperada face à performance do pré-candidato Jair Bolsonaro. Temem perder suas boquinhas.

A grande mídia sempre foi podre, mas não fedia tanto quanto agora, depois do surgimento da internet com as redes sociais e sites e blogs independentes que fazem um contraponto desesperador para essa gentalha que sempre viveu de caraminguás estatais ou oriundos de políticos e empresários do velho establishment.

O esquema funciona desse modo. Uma colunista "pena alugada" publica uma nota contra Bolsonaro e o resto da grande mídia repercute. Não escapa mais ninguém dessa mídia podre, mentirosa e vagabunda.
Clique sobe a imagem para vê-la ampliada


PROJETO DE CENSURA DAS GRANDES EMPRESAS DE TECNOLOGIA PERSEGUE OS CONSERVADORES E PRIVILEGIA OS COMUNISTAS


O site norte-americano Infowars acaba de publicar na íntegra um um relatório intitulado, em tradução livre do inglês,  "O Plano Mestre de Censura Decodificado",  que pode ser lido na íntegra e baixado no seu computador. 

Trata-se de um relatório que que analisa e denuncia o esquema de censura das grandes empresas de tecnologia. Basicamente, o foco é banir da internet, sobretudo das redes sociais, qualquer informação, comentário e/ ou análise de viés conservador. Este ato censório conta com a participação das ditas empresas de fact cheking, ou seja de "checagem dos fatos", as quais decidem  o que é verdade e o que é mentira. 

Os censores, ditos 'analistas', serão os comunistas e hipsters bundalelês. Vem daí o conceito de 'fake news', ou seja, "notícias falsas". Em outras palavras: o objetivo é censurar as mensagens de viés conservador e liberar geral as fake news da bandalha esquerdista, com destaque para a "diversidade bundalelê" contida na tal Agenda 2030 da ONU.

Em tradução livre do inglês por meio do tradutor online e posterior copydesk, reproduzo a matéria do site Infowars. Leiam:
O relatório de fácil leitura, intitulado O Plano Mestre de Censura Decodificado, destina-se ao americano comum a entender como funciona a censura online e como os vários métodos de repressão funcionam juntos para reprimir a liberdade de expressão na Internet.
Começa com uma “tripla ameaça” às instituições:
1) mídia legada corporativa
2) verificadores de fatos e provas “objetivas”
3) sites de mídia social
Estas atacam a liberdade de expressão em três frentes diferentes:
1) Alimentando uma mentalidade de “linchamento” no público para matar o discurso político “desencadeador”,
2) Por meio de "checagem de fatos" dos pontos de vista conservadores, julgando-os "notícias falsas" enquanto, em contraste, alegando pontos de vista liberais - ou simplesmente do establishment - são "factualmente verdadeiros", o que leva a
3) “Sombra” proibindo - ou removendo completamente - conservadores (incluindo libertários) das mídias sociais.
“Essas três frentes conspiram para atacar, difamar os originadores de certos tipos de discurso (como discurso conservador, discurso pró-Trump, discurso de saúde natural, discurso de legalização pró-cannabis, etc.”, afirmou o autor do relatório, Mike Adams, “Assim, estamos agora diante de uma espécie de tempestade perfeita na América - um 'apocalipse de liberdade de expressão' - onde todas as instituições que antes pediam proteção da liberdade de expressão estão agora conspirando ativamente para exterminá-la”.
"Esse ataque coordenado à liberdade de expressão está ocorrendo agora à vista."
E, se não for contestada, levará a uma Internet futura em que apenas uma opinião “oficial” é permitida para cada tópico de discussão; um monopólio corporativo substituirá o mercado livre de idéias da Internet. Nenhum debate nem pontos de vista divergentes serão tolerados.
Seu objetivo geral é ter uma Internet “controlada” na qual um punhado de sites de mídia controlam a maior parte do tráfego na web.
Em outras palavras, essa versão da Internet não é diferente da TV nos anos 60, na qual um punhado de agências de notícias controlava a programação (noticiário) oferecida ao público que não tinha influência real no discurso.
Existem soluções legislativas, no entanto, que são apresentadas na parte seis do relatório.
"Leia este documento na íntegra", acrescentou Adams. “Encaminhe para seus representantes em Washington D.C.”
"Instar os legisladores e nosso presidente a agirem sobre isso agora, ou perderemos não apenas nossa liberdade para falar, mas nosso direito de participar de forma significativa nas plataformas dominantes de espaço público através das quais as interações sociais e profissionais agora ocorrem."
Clique aqui para uma versão do relatório em inglês impresso em tela cheia.