TRANSLATE/TRADUTOR

quinta-feira, março 27, 2014

PROFESSORA ANA CAROLINE QUE DENUNCIOU DOUTRINAÇÃO COMUNISTA NAS ESCOLAS DE SANTA CATARINA DETONA EM VÍDEO ARGUMENTOS DA DEPUTADA DO PT


A professora catarinense Ana Caroline Campagnolo, que recentemente denunciou a doutrinação comunistas nas escolas públicas do Estado de Santa Catarina, em vídeo postado no YouTube, surpreendeu-se pelo fato de que pais de alunos encaminharam o vídeo ao deputado Kennedy Nunes. Por sua vez o parlamentar, ao ver o vídeo, considerou a denúncia tão importante que resolveu levar ao conhecimento de seus pares na Assembléia Legislativa.

Isto foi o bastante para deixar irados os esquerdistas com assento na Assembléia catarinense. A denúncia da professora Ana Caroline Campagnolo, muito bem fundamentada, explodiu como uma bomba quando o deputado projetou o vídeo em plenário. Pôs a nu a trágica realidade do ensino público catarinense, cuja base teórica se assenta nas pregações de três vigaristas psicopatas históricos: Karl Marx, Antonio Gramsci e Paulo Freire, ou seja, o pai do comunismo, seu filhote italiano e um embusteiro brasileiro, aliás responsável pelo tremendo atraso da educação brasileira. 

O fato suscitou um discurso de viés tipicamente histérico por parte da deputada Luciane Carminati do PT. Como a professora Ana Caroline Campagnolo até hoje não foi convidada pela Assembléia para de viva voz apresentar seus argumentos, ela mesma resolveu fazer uma réplica em vídeo que acaba de ser postado no YouTube, conforme pode ser visto aí acima.

Endosso as advertências e o candente apelo formulado pela professora Ana Caroline, aos pais das crianças: não abandonem seus filhos nas mãos desses tarados ideológicos do PT. Não são professores, são doutrinadores comunistas cuja missão é transformar as crianças em robôs do PT, fazendo delas seres idiotizados pela lavagem cerebral comunista. Hoje mesmo procure ver os cadernos de seus filhos e o que eles estão escrevendo!, conforme salienta a professora

Ainda está em tempo do deputado Kennedy Nunes abrir espaço na Assembléia Legislativa de Santa Catarina para uma palestra da professora Ana Caroline Campagnolo. Eu estou sugerindo - que fique muito claro - uma palestra e não um debate com militantes histéricos do PT.

Seja como for, a réplica da professora Ana Caroline no vídeo acima já está excelente e o debate sobre a doutrinação comunista nas escolas de Santa Catarina e do Brasil, está apenas começando. E acreditem: não irá parar. Não irá parar porque os brasileiros de bem e que prezam a democracia e a liberdade não se curvarão de jeito nenhuma ante o ataque comunista do Foro de São Paulo, chefiado por Lula e seus sequazes. Deixaram correr solto na Venezuela, deu no que deu: mortes, tortura, prisões, escassez de alimentos, sofrimento, desgraça, tristeza e o fim da democracia e da liberdade!

Lá na Venezuela tudo começou de mansinho, devagar, com a doutrinação das crianças nas escolas, como está ocorrendo no Brasil agora! Pensem nisso!

E para comprovar o que acabei de afirmar sobre a Venezuela, aqui está um exemplo neste vídeo e foto abaixo, que mostra a doutrinação das criancinhas do pré-escolar em escola pública venezuelana:


16 comentários:

Anônimo disse...

Gostaria de dar uma sugestão. Educação ruim ou doutrinação só se vence com educação de boa qualidade que mostre a verdade. Os conservadores e liberais do Brasil deveriam se juntar e fundar uma universidade ou mesmo uma faculdade que ensinasse Teoria Política e Econômica à luz do pensamento liberal...pois não existe NENHUMA. E tem um monte de jovens não-esquerdistas que não tem a quem se agarrar.
Denúncia é bom, mas do que adianta se não tiver um resultado, uma reação? Fico com o coração na mão quando vejo gente corajosa como essa professora. Ela vai comer o pão que o diabo amassou e não vai ter onde se segurar, ou não terá nenhuma referência em educação que a proteja.

Anônimo disse...

Eu já havia assistido o vídeo.
É simplesmente exemplar a atitude da professora, que dá de 1000 a zero em muita gente por aí.
Esse pessoal do PT e "companheiros agregados" pensam que vamos nos intimidar, que vamos nos encolher.
JAMAIS!!
Já a deputada...
Odilon Rocha
João Pessoa - PB

Anônimo disse...

ESSA CNBB... MOUTROU SUA VERDADEIRA FACE.

Percival Puggina
Sei que o texto transcrito a seguir parece escrito com o cotovelo, mas era preciso ser fiel ao trabalho de seus redatores. Trata-se de um trecho do documento Análise de Conjuntura, referente a março de 2014, preparado pela assessoria da CNBB para a 83ª reunião do Conselho Permanente da entidade, ocorrida entre os dias 11 e 13 deste mês em Brasília.

“Em análises anteriores da conjuntura econômica foi assinalado o discurso alarmista da imprensa e o alarmismo de analistas econômicos, não sem contradições na análise da realidade. Está bem presente um viés ideológico que perpassa todas as análises evidenciando um conluio entre a imprensa e os donos do dinheiro no país. O tom das análises reflete rancor, raiva e oposição ao governo atual, com parcialidade tal que perde o sentido de objetividade. A chave de leitura é uma oposição visceral do mundo financeiro e empresarial ao governo da presidente Dilma, ampliada com o horizonte das eleições em outubro deste ano.”

Mais aqui: http://tribunadaimprensa.com.br/?p=82759

lgn disse...

É curioso observar que a deputada petista se coloca contra o tradicional ensino onde o professor faz com que o aluno engula o prato pronto. O que ela defende é que o prato precisa ser trocado pelo prato marxista. Simples assim. Seu raciocínio e argumento é de um aluno pouco instruído.

João Labrego disse...

Nasci em 1963 e estudei durante todo o regime militar.

Qual não foi minha surpresa, depois dos 21 anos de idade, quando deparei-me com uma juventude revoltada e petulante, após o início da democracia em 1985.

Isso ocorreu porque, segundo li de um estudante de 1982, que o marxismo começou nas escolas nesse ano.

O marxismo ensina os estudantes a reclamarem mas não os ensina a estudarem e se realizarem na vida.

Daí a raiva que eles sentem de pessoas como eu que se dedicaram a um projeto de vida construindo uma carreira profissional, uma família e um lar.

Rita Rafaeli disse...

As milícias virtuais extinguiram a página da moça no facebook, mas ela já providenciou outra. Eles vão fazer o diabo para vencer as eleições, como já avisaram que fariam. Éu só não esperava que eles trouxessem o diabo em pessoa para o palanque. Mas trouxeram.

Aluizio Amorim disse...

AVISO AOS NAVEGANTES:
Comentários defendendo o indefensável não serão publicados de maneira nenhuma! Este blog tem o compromisso com o jornalismo de verdade e a defesa intransigente da liberdade, do Estado de Direito Democrático, além de ser, obviamente, declaradamente anti-comunista!
Agradeço a compreensão.

Nonsense disse...

Vale a pena dedicar alguns minutos, principalmente quem lida com educação de forma direta - professores - ou quem simplesmente tem filhos em idade escolar. Essa garota, pois nitidamente é uma mulher bem nova, abraçou uma das mais difíceis profissões que há no Brasil: ser Professora, e com TODA A MAIS ABSOLUTA CERTEZA não o fez por buscar ter um alto, ou até bom rendimento financeiro - sabemos que seja em qual Estado for, os salários pagos para professores, são VERGONHOSOS -, se ela escolheu tal profissão, por si só já merece nosso respeito: NÃO HÁ, REPITO, NÃO HÁ PROFISSÃO MAIS NOBRE, pois ser um PROFESSOR e a base PARA TODAS AS DEMAIS PROFISSÕES. A fala dela é longa, não por falta de argumentos sendo repetitiva, mas por ser ANALÍTICA ponto por ponto, DESCONSTRUINDO, de forma muito fácil, os argumentos da Deputada de SC que nitidamente usa de sofismo e vai se exaltando ao tentar, como todo bom petista, defender o seu ponto de vista com agressões e com a tal chamada pureza de intenções e a já cansada fala de "luta de classes". O Brasil vive um momento, mais de uma década, onde a educação, seja ela básica ou universitária, busca nivelar para baixo, diria para o nível educacional o ex Presidente Lula (e faço aqui uma ressalva e uma consideração: inteligente ele é muito, mas lhe falta e sempre lhe faltou conhecimento científico formal, por PURA PREGUIÇA). Vivemos em uma era, já vivemos há mais de uma década, onde se quer os alunos podem ser reprovados: devem passar de ano ainda que não tenham aprendido e apreendido nada na escola.
A essa tão jovem professora, todo o meu respeito em buscar o diálogo e ter conteúdo para discutir e fazer os pais pensarem.
Parabéns Professora Ana Caroline Campagnolo.

Anônimo disse...

Ótimo vídeo! Argumentação clara e embasada para um importante alerta aos pais.

Parabéns, Professora Ana Caroline!

Ítalo Alexandre disse...

Nasci em 1992, estudei em escolas de baixa qualidade de ensino, só aprendi realmente algo importante quando atingi os 15 anos de idade. Quase tudo que aprendi veio das leituras que fiz por conta própria e de observação do cotidiano ao meu redor. Vejo na educação a falta de inteligência crítica de professores e alunos, além de uma crescente ignorância que não os deixa entender nada de ensinamento algum. Os professores não sabem ensinar o que é capital, quem dirá saber ensinar o que é socialismo (basicamente um sistema utópico que nunca existiu em país algum). Os marxistas não sabem falar sobre Marx e simplificam sua teoria em "reclame", Paulo Freire não atrasou a educação, os educadores é que não largam uma teoria excelente para sua época, mas que já está ultrapassada. Por outro lado os conservadores tendem a se agarrar a disciplina rígida, moralista e principalmente cristã em um país que possui uma riqueza cultural e religiosa como o Brasil. Precisamos reformular a educação com urgência, mas não nos parâmetros arcaicos de "direita e esquerda", precisamos de novos parâmetros, pois esses não nos servem mais. Digo mais, não só a educação, precisamos rever nossa constituição e torná-la um documento realmente útil e universal, que pare de dar privilégios a alguns e faça leis que englobe todos, pois seja hetero, homo, bi, negro, branco, pardo, mulato, amarelo, descendente de imigrante, índio, católico, evangélico, ateu, agnóstico, espirita, homem, mulher, adulto, criança, adolescente, idoso ou qualquer outra definição, somos todos brasileiros e se a constituição é nacional, os direitos e sanções são para todos e não para alguns.

Raul Carlos disse...

Deputada, tomou? Isso é aula que voce deveria escutar todos os dias, Antonio Gramsci era um safado, A teoria de Gramsci era:"você tem , mas eu não".
-Parece uma simples atitude de ladrão ! É uma ação fora da lei, fora do contrato social ! Ter algo por mérito e esforço próprio é algo ruim e muito penoso para eles, pois não gostam de trabalho. São eternos mamadores e parasitas. E quando são revolucionários, tornam-se ladrões. Esses são os comunistas do capital alheio.

Anônimo disse...

Pais, olhem o que seus filhos estão estudando? Vocês estão preocupados com o que a escola está ensinando? O que? Li direito? Sou educadora no estado do Paraná há 10 anos e posso falar com propriedade sobre o assunto: ninguém "doutrina" criança nenhuma no nosso país. Nós professores estudamos materialismo dialético somente para aprender a respeitar o conhecimento prévio do aluno. Imagino que professores falam de Marx e outros em filosofia, mas nas outras disciplinas nós trabalhamos o conteúdo científico historicamente elaborado pela humanidade. Essa professorinha está fazendo uma confusão e a maioria das pessoas simplesmente não entende a discussão!! Gente, cadê os educadores de direita e o que eles defendem????? Eles não existem!!! Porque os filósofos da educação não são de direita ou de esquerda, eles refletem pura e simplesmente a educação! Que linha "de direita" educacional vocês sugerem? Hein? Hein?

Anderson disse...

meus parabéns professora Ana, você está de parabéns. Precisamos de mais pessoas corajosas como você neste país.

Lidia maria da silva disse...

Este PT é uma vergonha nacional.


Anônimo disse...

Por favor, pesquise sobre a Smartmatic, empresa que fraudou as eleições para presidente em 2014 e ajude a divulgar que quem reelegeu dilma não foram os nordestinos.

Jesus33 disse...

Você tem toda razão, mas o q será dos brasileiros se ficarmos refem desses bandidos no poder, falando e atuando em nosso nome?! Teremos q acordar, fazer barulho para chamar atenção, deixar bem visível o que está acontecendo aqui.
Orgulhosa dessa professora, de verdade!