TRANSLATE/TRADUTOR

terça-feira, junho 30, 2015

OPOSIÇÃO ACIONA PGR CONTRA DILMA E SEU MINISTRO-TESOUREIRO. IMPEACHMENT É MAIS UMA VEZ POSTERGADO.

Os partidos de oposição decidiram nesta terça-feira entrar com uma representação na Procuradoria-Geral da República contra a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva (PT). A oposição acusa Dilma e Edinho de praticar crime de extorsão contra o empreiteiro Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia. O empresário, réu na Operação Lava Jato, fechou um acordo de delação premiada e disse aos investigadores que doou 7,5 milhões de reais desviados da Petrobras à campanha à reeleição da petista em 2014 por pressão de Edinho.
Apesar da ofensiva contra o governo federal junto ao Ministério Público, os oposicionistas, que reuniram suas principais lideranças na manhã desta terça, não chegaram, mais uma, vez a um acordo sobre um eventual pedido de impeachment da presidente.
Conforme revelou VEJA, o dono da UTC Engenharia afirmou em depoimento aos investigadores que usou dinheiro do petrolão para bancar despesas de dezoito políticos, entre eles os senadores Fernando Collor (PTB-AL), Edison Lobão (PMDB-MA) e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e que repassou dinheiro desviado da Petrobras para as campanhas do ex-presidente Lula, em 2006, e da presidente Dilma, no ano passado. No caso da campanha de Dilma, os recursos foram entregues depois de uma abordagem de Edinho Silva, então tesoureiro da campanha presidencial, que insinuou que a UTC poderia perder contratos com a Petrobras se não ajudasse na arrecadação eleitoral, segundo relato do empreiteiro. Edinho nega e afirma que a delação "não expressa a verdade dos fatos". Dilma rechaçou o depoimento e disse que "não respeita delator".
"Há ali, explicitado por ele, uma clara chantagem. Ou ele aumentava as doações ao Partido dos Trabalhadores e à campanha da presidente da República ou ele não continuava com suas obras na Petrobras", disse o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), candidato derrotado nas eleições presidenciais de 2014.
Pedaladas - Em outra frente de atuação contra o governo, os partidos de oposição também anunciaram que vão recorrer ao Tribunal de Contas da União (TCU) com a acusação de que as chamadas pedaladas fiscais ocorreram também em 2015. As chamadas "pedaladas" fazem parte da estratégia do governo de segurar pagamentos devidos a bancos públicos com o intuito de registrar gastos menores. Com isso, o governo conseguia melhorar artificialmente suas contas para engordar a meta de superávit primário - que é a economia feita para o pagamento dos juros da dívida pública. A operação, no entanto, é considerada irregular, pois fere a Lei de Responsabilidade Fiscal. Atualmente, o TCU já analisa o uso das pedaladas em 2014. No último dia 16, por unanimidade, a Corte decidiu abrir prazo de trinta dias para que a presidente Dilma explique a manobra e as diversas irregularidades encontradas pelo órgão de controle nas contas do governo referentes ao ano passado. Do site da revista Veja
MEU COMENTÁRIO: O "jornalismo companheiro" nadou de braçadas. O Aécio está fornecendo manchetes para a Folha de S. Paulo e seus homólogos.

8 comentários:

Rejane byMel disse...

Aluízio, por lei cabe impugnaçao da chapa por crime eleitoral, não o impeachment. E o crime de achaque, chantagem é ainda mais grave,cai na área penal, fora da política. A oposição ta agindo certo.

Anônimo disse...

desde quando temos oposição no brasil, o PSDB é o cobertor do PT ,nos estamos e ferrado.

Anônimo disse...

MAS QUE PSDB BORRÃO DO AECIO, NÉ GENTE?
Os comunistas NÃO RESPEITAM NADA E NINGUÉM, nem mesmo o que escrevem e sacramentam com todas as medidas judiciais se oportunamente não convier à causa, a questão da DELAÇÃO PREMIADA que Dilma assinou tempos atrás e agora quer desconsiderar.
Os revolucionários comunistas respeitam apenas os interesses do partido, as conveniências de momento e depois para voltarem atrás na validade da delação premiada é apenas questão de necessidade, se acaso for para um adversário, aí sim, voltará a ter validade!
Bando de larapios, oportunistas e chantagistas!

Anônimo disse...

Sera que ninguém percebeu ainda que o P.S.D.B é um partido comunista
e tenta dar cobertura política ao P.T. Estamos perdidos!!!

Anônimo disse...

Qual oposição??

Alexandre Sampaio disse...

São Paulo, 1 de julho de 2.015

Prezado Sr. Amorim,

Ontem o PSDB mais uma vez mostrou sua verdadeira face e ferrou com 87% da população favorável a redução da maioridade penal. Cinco canalhas, sem vergonhas, votaram contra a PEC, que por sua vez, não refletia o desejo da população exatamente, mas seria o possível no momento. E muitos acham que essa porcaria de partido de fato é oposição ao PT. Com licença. Vou ali tomar um plasil e já volto!

Anônimo disse...

Para o Planalto, quanto mais caos na sociedade provocada pelos "dimenores de 18 anos, tanto melhor!2016 será o ano em que o Brasil começara a exorcizar as CURRIOLAS DO PT E DE SEU SOCIO PSDB DO MOLEIRÃO DO FHC DO PT; o primeiro, esterco da pior qualidade e fede mais que gambá, sendo especialista apenas como ave-de-rapina e de incompetência; o PSDB, por fingir que faz oposição, a outra lâmina da mesma tesoura, outra imundície, merecedora de ir com o vigarista PT para o aterro sanitário!
Aliás, Aécio com esse discurso de "cautela prá lá e cautela prá cá", como tem, NÓS É QUE TEMOS DE TOMAR CAUTELA COM V E SEU FARISEU PSDB, por estar nesse partido hipócrita, fingido, desde a entrada de Lula enrola o povo, encena teatro de ser oposição!
Não sabia que a companhia de teatro PSDB era tão boa de palco assim não sô!

Anônimo disse...

Só me falta o desgraçado do Russomano vencer aqui em SP. O elemento não tem condição intelectual para governar a cidade de SP. Mas, o povinho "ingnorante" o adora porque ele tem programa na televisão. Estou de saco cheio de ter de arcar com as escolhas dos ignorantes que aqui chegam para "enricar". Ah, se eu fosse o Alkmin proibiria a migração de brasileiros p/ SP. Não cabe mais ninguém aqui e os haitianos não param de chegar para engrossar a fila dos criminosos e tirar emprego dos brasileiros, que já não têm.
Esther