TRANSLATE/TRADUTOR

sábado, janeiro 30, 2016

DESMORONA O CASTELO DE LULA

A revista Isto é que chega às bancas neste sábado traz uma alentada reportagem sobre o rumoroso caso do já famoso tríplex do edifício Solaris, localizado em área nobre do Guarujá, que coloca Lula no olho do furacão das investigações da Operação Lava Jato. Documentos obtidos por ISTOÉ colocam em xeque versões apresentadas pelo ex-presidente sobre o tríplex no Guarujá, que entrou na mira da Lava Jato por suspeitas de camuflar pagamento de propina. 
Transcrevo a parte inicial da extensa reportagem da revista IstoÉ com link ao final para leitura completa. Leiam:

Na sexta-feira 29, o Ministério Público de São Paulo intimou para prestar depoimento o ex-presidente Lula, sua mulher Marisa Letícia e o ex-presidente da OAS, Leo Pinheiro. Lula será ouvido em 17 de fevereiro como investigado, sob a suspeita de ter praticado crimes de ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro. Frente a frente com os promotores, a família do ex-presidente e o empreiteiro terão de apresentar justificativas mais plausíveis do que aquelas já expostas até agora a respeito do tríplex localizado no condomínio Solaris, no Guarujá, e reformado pela OAS, que na semana passada transformou-se em alvo da mais recente fase da Operação Lava Jato. As suspeitas, segundo os procuradores, recaem sobre o uso dos apartamentos do Solaris, entre eles o de Lula, para “repasse disfarçado de propina a agentes envolvidos no esquema criminoso da Petrobras.” Em outras palavras, pagamento de suborno do Petrolão.
MARÉ DE MISTÉRIOS
ISTOÉ teve acesso a três documentos que comprometem as versões exibidas por Lula, desde que o caso veio à tona. No ano passado, quando surgiram as primeiras denúncias de que a empreiteira OAS, envolvida nas falcatruas da Petrobras, desembolsou mais de R$ 700 mil na reforma do apartamento no litoral paulista, o Instituto Lula se esmera em negar com veemência que o ex-presidente ou a ex-primeira-dama Marisa Letícia sejam donos do imóvel. Eles seriam, segundo insistem em afirmar, apenas cooperados de uma cota da quebrada Bancoop, a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo, já comandada por dirigentes petistas, como João Vaccari Neto e Ricardo Berzoini, hoje ministro de Dilma, que deixou mais de três mil famílias sem ver a cor de seus imóveis e do dinheiro aplicado por eles movidos pelo sonho da casa própria. O discurso do principal líder petista persistiu até semana passada, apesar de toda a sorte de depoimentos que confirmaram a presença rotineira de integrantes da família Lula durante as obras responsáveis por mudar (para melhor) a configuração do tríplex. Os documentos que ISTOÉ apresenta agora revelam que Lula jamais abriu mão do imóvel. Há sete anos, a família Lula deveria ter exercido o direito, caso tivesse interesse, de se desfazer da cobertura de frente para a praia e receber a restituição em dinheiro do que havia desembolsado até ali. Mas não o fez. Na época, um acordo foi selado, transferindo o empreendimento atrasado e inacabado da Bancoop para a OAS. 
Clique sobre a imagem para vê-la ampliada
Ratificado na assembleia dos proprietários em 27 de outubro de 2009 e subscrito pelo ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, o “Termo de Acordo para Finalização do Residencial”, de 14 páginas, é taxativo. Diz que os investidores do inacabado Residencial Mar Cantábrico, renomeado tempos depois para Solaris, tinham dez dias a contar daquela reunião para se desligarem da Bancoop. Precisavam, afirma a cláusula 8.1 do capítulo VIII, também optar entre duas opções em até 30 dias. A primeira, afirma o capítulo X, receber os valores em espécie com multa. A outra consistia em manifestar o desejo de ficar com o imóvel e custear novas despesas para sua finalização. Os valores já pagos, então, iriam ser transformados em uma carta de crédito pela OAS que deveria ser “usada com exclusividade como parte de pagamento para a aquisição de unidade do empreendimento”. Evidente que aquela era uma oportunidade para que os até então aspirantes a adquirir o imóvel desistissem dele, caso tivessem vontade. Mais do isso. As cláusulas 8.2, 8.3 e 8.4 afirmam que “os cooperados que não atenderem ao disposto item 8.1 infringirão deliberação da Assembleia” e “serão penalizados” com a “sua eliminação da Bancoop”.  Não foi uma mera ameaça. Segundo apurou ISTOÉ junto a cooperados da empresa, quem descumpriu esses itens acabou acionado na Justiça. Por isso torna-se completamente inverossímil a nota divulgada pelo Instituto que leva o nome do ex-presidente, quando sugere que a família Lula poderia decidir, em 2015, entre ficar ou não com o apartamento. Se porventura isso acontecer, sobretudo depois da eclosão do escândalo, ficará configurado mais um favorecimento da empreiteira OAS, implicada no Petrolão, ao petista e seus familiares. Clique AQUI para ler a reportagem na íntegra

16 comentários:

Anônimo disse...

No Japão esse cabra safado já teria cometido haraquiri como toda sua corja. Por sua mentiras deveria ter prisão perpétua e como ex-presidente pelos roubos e mortes que esses roubos causaram nas longas filas dos hospitais sucateados deveria trabalhar 8 horas por dia quebrando pedra.
Que todas as mordomias e aposentadorias como ex-presidente e e ex-preso "politico" que queria o regime cubano lhe sejam cortados.
Que nojo dessa família que veio do nada e roubou da mesa o pão de cada brasileiro usou a ignorância de um povo miserável e enriqueceu uma elite esquerdista de artista a empresário. Safado!

Anônimo disse...

O que a ISTO É também? O que foi? Acabou a verba do governo? Acho que imprensa chapa branca está fazendo isso pra tentar se livrar de possíveis investigações de como receberam tanto dinheiro vindo do governo.

Anônimo disse...

Quando a soberba é grande, engole o dono! Está máxima vale para o Lula.

Será que ele não poderia ter comprado um apto., no Guarujá, ou qualquer outro, com os proventos que recebia, como qualquer ser normal??? Claro que poderia.

Mas, aí não seria Lula, né??? Ele queria continuar passando a falsa imagem de pobre operário, homem do povo, eternamente vitimizado.

A farsa acabou!


Chris/SP

TERMINATOR disse...

É, parece que quando estiver sendo bem paga a mídia bananeira pelega esconde ou desvia o ¨assunto¨. Mas se acaba ou atrasa o pagamento então o ¨assunto¨ vira notícia. Tanta preocupação a toa pois bananeiro só lê notícias esportivas (e somente sobre futebol) ou caderno de TV com fofocas dos ídolos dos otários. Claro, de vez em quando leem os quadrinhos e só.

Samuel Vidal disse...

Barco da Marisa = Elba do Collor.

samuel disse...

Mas, aí não seria Lula, né??? ELE TINHA DE TER UM APTO ROUBADO e não pago, kkk está no DNA... Tem de mostrar que é mais esperto que todo mundo. ROUBA E MOSTRA O PAU...

Anônimo disse...

Hehe... diante de uma situação dessas, qual a nota do poder público no Brasil?


"O repelente fabricado pelo Exército, que chegou a ser anunciado pelo Ministério da Saúde como possível parceiro no fornecimento do produto em larga escala para o combate ao vírus zika, não tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A justificativa oficial para abandonar a ideia e recorrer aos fabricantes comerciais foi a de que o laboratório militar seria incapaz de produzir o insumo na quantidade demandada".

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/repelente-do-exercito-para-combater-aedes-nao-tem-registro-da-anvisa-18574598#ixzz3yjkMzbNN
© 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Augusto disse...

Lula falou que é HONESTO? Agora escuta!

https://www.facebook.com/patrialivrebrasil/videos/562819247198797/

Anônimo disse...

A esperteza engoliu o dono.
Esther

Anônimo disse...

Verdade que dona Marisa comprou duas fazendas na Itália para criar cavalos? Imaginem o que eles tem de propriedades lá fora.

Anônimo disse...

O problema da PF, do MPF e do Dr. Moro é que todos eles SABEM que pelo menos parte daquelas dezenas de milhões que Lula recebeu a título de "palestras" de empresas (algumas delas com seus donos presos por roubo do Erário durante o próprio governo do Chefe da Organização) refere-se a simples propina, mas não têm como provar, a não ser que algum dos empresários fale e apresente provas disso!
Mas Lula, como se considera acima do bem e do mal, cometeu alguns erros PRIMÁRIOS, não admissíveis para um CHEFE DE ORGANIZAÇÃO, como é o caso desse triplex e do sítio, bens que estão em nome de terceiros, mas que, pelas provas que saltam aos olhos, são na verdade de propriedade do Chefe, e foram reformados por empresários presos no esquema do Petrolão!!! Parece que desta vez o CHEFE DA ORGANIZAÇÃO se estrepou de vez!!! A menos que o Judiciário feche totalmente os olhos às evidências!!!

Anônimo disse...

O santo do pau oco ..kkkk

Anônimo disse...

Depois de que o coronel Paulo Malhaes disse sobre o cara e nada aconteceu, esqueçam o cara é intocavel o maximo que pode acontecer com ele é cair no esquecimento e comandar o PT por debaixo do pano.

Anônimo disse...

A cada negativa do ator de circo Lula, nada sabia, não sabia de nada, a cada nova prova, mais fica mostrado o que é, a desonestidade, o banditismo o quanto são indignos e baixos esses “Lula da Silva” e dos que estão a seu lado.
Verdadeiras aves de rapina junto com os do partido, opressores e usurpadores dos sonhos dos pobres, falsarios aliados da bandidagem geral, todos a mesma canalhice!

Anônimo disse...

Urgente!!!!, Amorim.

http://ucho.info/coordenador-de-campanha-de-gleisi-e-andre-vargas-e-preso-assaltando-mulheres-no-paraguai

Cavalaria Ligeira

QUEM CANSA, PERDE disse...

CHEGA DE DILMA! ENQUANTO ELA TIVER A CANETA E A CHAVE DO COFRE, O BRASIL ESTÁ FERRADO.

VOTEM SIM:
www.votenaweb.com.br/projetos/impeachment.com
ASSINEM A PETIÇÃO:
www.proimpeachment.com.br

Dia 13/03 - vá pra rua!