TRANSLATE/TRADUTOR

sexta-feira, março 25, 2016

UM ESPANTALHO ZANZANDO NO PALÁCIO DO PLANALTO: REPORTAGEM DE 'ISTOÉ' REVELA OS 7 CRIMES DE DILMA.

Na terça-feira 22, a presidente Dilma Rousseff proferiu o seu mais inflamado discurso desde o início da crise política. O pronunciamento apoiou-se no pretenso argumento de que até agora ela não cometeu crime algum e que, por isso, estaria sendo vítima de um golpe contra a democracia. “Não cometi nenhum crime previsto na Constituição e nas leis para justificar a interrupção do meu mandato. Neste caso, não cabem meias palavras: o que está em curso é um golpe contra a democracia”, afirmou Dilma. 
A retórica repetida como ladainha em procissão é típica de mandatários em apuros, quando não há muito mais o que fazer senão aguardar o fim que se avizinha. Em seus últimos dias como presidente, em 1992, Fernando Collor recorreu ao mesmo expediente. “Custe o que custar, eu serei o primeiro a estar na defesa e no embate da nossa Constituição. As manobras interessam aos que formam o sindicato do golpe”, disse Collor em agosto daquele ano. Ironicamente, quem estava do outro lado da trincheira, defendendo a legitimidade das ações para apear Collor do poder, era o PT.  
Naquele momento de efervescência do País, muito semelhante ao vivenciado pelos brasileiros nos últimos dias, os petistas estavam amparados pela lei. “Não tem nenhum paralelo entre golpe e impeachment. O impeachment é uma solução constitucional”, disse em junho de 1992 o então deputado do PT, José Dirceu, em entrevista ao Roda Viva. De lá para cá, a Constituição, ao menos em sua essência, não mudou. Quem mudou foi o PT. Os dois pronunciamentos, de Dilma e Collor, embutem um sofisma destinado a ludibriar a população. 
A fala de Dilma, em especial, ignora as fartas evidências dos crimes atribuídos a ela e que dão legitimidade não só ao processo de impeachment em análise na Câmara como a outras iniciativas contra ela no Poder Judiciário, incluindo a investigação em tramitação no TSE para apurar irregularidades na contabilidade da campanha à reeleição. Para a Polícia Federal, Ministério Público e Justiça Eleitoral há fortes indícios de que Dilma tenha cometido ao menos sete crimes só neste mandato: o de responsabilidade, improbidade administrativa, extorsão, falsidade ideológica, desobediência, o de responsabilidade fiscal e eleitoral. 
OBSTRUÇÃO DA JUSTIÇA
Na seara criminal, a mais contundente das acusações contra a presidente é a inequívoca tentativa de, em ao menos quatro episódios diferentes, tentar barrar a Lava Jato. Obstruir a atuação da Justiça é crime. Tipificado no inciso 5 do Artigo 6º da Lei 1.079, que define os crimes de responsabilidade passíveis de perda de mandato. Há duas semanas, Dilma foi flagrada em interceptação telefônica, autorizada pelo juiz Sérgio Moro, numa conversa com o ex-presidente Lula para combinar os detalhes de sua nomeação para a Casa Civil. 
No diálogo, Dilma disse a Lula que enviaria a ele por intermédio de um emissário um “termo de posse” para ser utilizado “em caso de necessidade”. A presidente começava a atuar ali para impedir que Lula fosse preso. Àquela altura, o Planalto já tinha informações de que o Ministério Público, em Curitiba, estava pronto para pedir a prisão preventiva do petista. Em nota, o Planalto afirmou que o trecho do grampo no qual Dilma diz para Lula usar o termo de posse “em caso de necessidade” não se refere a uma precaução contra uma eventual prisão. 
E sim à possibilidade de que o ex-presidente não comparecesse à cerimônia de posse de novos ministros porque a ex-primeira-dama Marisa Letícia encontrava-se enferma em São Paulo. A versão não para em pé. As ações do Planalto confirmam a intenção de Dilma de livrar Lula dos problemas com a Justiça. Numa iniciativa nunca antes adotada na história republicana, a Presidência fez circular edição extra do Diário Oficial para dar a necessária publicidade legal ao ato de nomeação no mesmo dia em que foi assinado pela presidente. 
Ao mesmo tempo, Dilma colocou em marcha a seguinte estratégia, conforme apurou ISTOÉ: enquanto Lula ficaria com o termo de posse subscrito pela presidente, esta manteria consigo a documentação assinada pelo petista. Quando os agentes federais abordassem Lula, em São Paulo, ele assinaria a cópia do termo de posse já subscrito por Dilma. Em Brasília, a presidente assinaria o documento contendo a assinatura de Lula, encaminhando-o para publicação no Diário Oficial. E o novo ministro da Casa Civil evitaria a prisão. 
Lula não foi para a cadeia, mas a divulgação dos grampos inviabilizou a nomeação. Clique AQUI para ler a reportagem completa

20 comentários:

Anônimo disse...

Fala sério, se vc visse um filme com esse enredo, não acharia absurdo? Faz 2 semanas que a presidanta foi flagrada conspirando com um criminoso indiciado e ainda está solta; em vez de mandar prender os dois, o ministro do supremo fica magoadinho e implica com um juiz federal;o país desabando e os membros da quadrilha soltos,conspirando, discursando, gastando nosso dinheiro, inacreditável!

Anônimo disse...

Todos sabem que nas novelas os atores representam com muita maestria diversas situações irreais da vida, e fazem parecer certas situações verdadeiras, graças à capacidade de encenarem com perfeição certas cenas que beiram o real, de fazerem a muitos otarios de crerem que o falso se tornou verdadeiro!
E desafio a qualquer um: quem faz melhor o papel de vítima das elites, vítimas de golpes, vítimas de atrapalharem seus planos de ajudarem o povo, dentre mais firulas que os desequilibrados do PT?
O aloprado José E Cardoso por exemplo vomitando nas tvs, excelente ator que é, encenando serem honestíssimos os conspiradores Dilma e Lula!
Linda tese do RA:
... "Para encerrar: se Dilma é impopular porque era honesta, cabe perguntar se, como corolário da tese, Lula era popular porque era desonesto?...
Saiam dessa, tarados do PT!

TERMINATOR disse...

Xeque mate!

Ferreira Pena disse...

Será que após Lula e Dilma teremos a Marina? O povo continua idiota como sempre, a esquerda sabe seduzir com seus sonhos utópicos de igualdade e barriga cheia para todos. Triste Brasil!

Fernando M C de Mello disse...

O RATO E A PRINCESA !

O Sindicalismo é uma atividade nobre e necessária, quando algum grupo de uma categoria é escolhido para assistir à categoria, monitorar e lutar por algum Direito violado, assistir juridicamente, enquanto toda a Categoria esta ocupada e trabalhando, muitas vezes sem ter tempo pra ficar lendo tudo e defendendo seus direitos.

O SINDICALISMO é uma atividade Nobilíssima !

Mas o Peleguismo é a traição e desvio mais abjetos, explorador da confiança, utilitaristas das pessoas , nojentos e reprováveis, desvios graves que levam prejuízos imensos às categorias , às pessoas e mesmo a uma Nação inteira como temos assistido nesta REPUBLICA PELEGA !

Eles podem ter tentado fazer os Diabos como confessaram:

O problema do Peleguismo que coopta o Sindicalismo, é a ramificação da infiltração dos interesses da luta pelo poder nas operações das Instituições. O aparelhamento que disvirtua o fim das Operações legitimas !

É comum a sabotagem de membros de alguma Categoria para apoiar afetos e subverter desafetos;

É muito comum.

Por exemplo, neste caso das Escutas do rato que pegou na ratoeira a Presidente da Republica, bem pode esse teatro todo ser obra da CONTRA INFORMAÇÃO dos que estavam grampeados.

As Operações das Teles não obedeceram a Ordem Judicial no dia da Operação Atheleia e bem podem ter combinado com o rato e a Presidente a forja da Indiscrição demorando o encerramento da escuta, mais de uma hora depois de emitida pelo Juiz, intervalo em que combinaram com os atores a conversa que ouvimos, com o único objetivo de criar a Polêmica e tentar transferir ao rato a imunidade da Presidente, blindando o rato com uma transfusão de Direitos e de Garantias.

O cidadão Moro fez muito bem como patriota!

NEGANDO A LÓGICA DA SOMBRA COM A VERDADE DE FATOS PAUTOU A JUSTIÇA, O JUDICIÁRIO E A HISTÓRIA DO BRASIL !

PARABÉNS AO JUIZ MORO e OBRIGADO !

NÃO FOSSE SUA INTELIGÊNCIA E CONSCIÊNCIA, O CONTEÚDO CRIMINOSO PODERIA ESTAR DEBAIXO DOS TAPETES DAS INSTITUIÇÕES COVARDES OU NA MESMA GAVETA EM QUE SE ENCONTRA HÁ MUITOS ANOS OS PROCESSOS CONTRA RENAN CALHEIROS !

E O RATO ESTARIA DEBAIXO DA SAIA DA PRINCESA ! O QUE TODO O POVO JÁ SABIA MAS A REVELAÇÃO DOS ENTENDIMENTOS DO CRIME FORNECEU A INEQUÍVOCA BASE DE CERTEZA !

O CONTEÚDO É CLARAMENTE DE INTERESSE PÚBLICO, E NÃO SOMENTE PÚBLICO, HISTÓRICO, PARA A HISTORIA POLICIAL DO PAIS E PARA A HISTORIA DA NAÇÃO !

AS GERAÇÕES PRESENTE E FUTURAS LHE AGRADECEM PELA GRANDEZA DE SEU CARÁTER !

VALEU !

TRANSFUSÃO DE IMUNIDADE DA INSTITUIÇÃO PARA A PESSOA NÃO É POSSÍVEL, MUITO MENOS DA AUTORIDADE INVESTIDA PARA UM CRIMINOSOS COMUM , NEM FORJANDO EM TEATROS , EVENTO DE CONTRA INFORMAÇÃO COM PRATICAS DE MAIS CRIMES , SÓ NUM JUÍZO VENDILHÃO SE FINGIRIA CONVENCIMENTO ! http://tektonike.blogspot.com.br/2016/03/o-rato-e-princesa-o-sindicalismo-e-uma.html

Aqui não, jararaca! disse...

É possível um poste fazer cara de bunda?!

Anônimo disse...

Que vocação, meu Deus! A Dilma deve ter entrado para a Colina (os militantes desse grupo diziam “a” Colina, denominação associada a serra – como Sierra Maestra e a organização) há 50 anos, no 1º ano da faculdade. Gente engajada na tal luta contra a Ditadura, e daquela época em Minas, afirma não conhecê-la outros que sim, mas que fazia parte de um terceiro escalão, coisa hoje rotulada de ‘baixo clero’ (devia pichar muro e jogar panfleto na rua). Portanto, a “gerentona” (ai, jisuis!) foi SEMPRE comandada, sempre subserviente, sempre soldado raso. Parece que a única coisa que aprendeu nesse meio século de sabujice foi destratar aos berros e palavrões os subordinados e, recentemente, a se defender das sérias acusações de crimes em encenações públicas de atriz canastrona. Vai assim até cair, não vai mudar depois de velha.

Anônimo disse...

Tantos crimes e nada de enjaularem essa vil e corrupta criatura. Lamentável!

Anônimo disse...

Impeachment é possível SIM! Dilma teria cometido pelo menos 14 crimes facilmente constatados pela sociedade e grande mídia, leiam no link abaixo, é muito extenso para ser publicado aqui, e eu acrescentaria ainda mais nesta lista o crime de obstruir a justiça nomeando Lula como ministro!
http://opesadelodospoliticos.com/2015/05/dilma-teria-cometido-pelo-menos-14-crimes-facilmente-constatados-pela-sociedade-e-grande-midia.html

Anônimo disse...

Teori atrasou o processo contra Lula. Deu 10 dias de prazo a Lula. Teori torna-se responsável pelas consequencias abaixo. O vídeo deveria se chamar: CADE O TEORI TRAIDOR DO BRASIL:

🔴 PERIGO - GUERRA CIVIL, GOLPE, INVASÃO, INIMIGOS. CADÊ o Exército Brasileiro ???
TioLoko
https://www.youtube.com/watch?v=X6nwBo3ls6Q

Finish them! disse...

A ordem interna do pt é: Jogar o máximo de "M" no ventilador!

Anônimo disse...

Caro Aluizio, só repassando...


OLHA O GOLPE ARMADO PELO TEORI ZAVASCKI

Vou explicar melhor para vocês a palhaçada armada por Teori, Eduardo Cardozo, Dilma e Lula.

Prestem atenção. Se alguém não entender algo, me perguntem ao final, pois é importante que TODOS compreendam, a fim de que compartilhem e esse mau caráter do Teori, um LOBO EM PELE DE CORDEIRO, veja que sacamos a jogadinha dele para dar foro privilegiado ao Lula.

É o seguinte:

Todos os Ministros do STF são iguais, nenhum deles é superior ao outro.

Sendo assim, uma decisão liminar de um dos Ministros somente pode ser reformada por decisão desse próprio Ministro (reconsideração) ou pelo Pleno, que é a reunião dos 11 Ministros, os quais votarão se concordam ou não com a decisão recorrida. Nunca pode ser reformada por decisão de outro Ministro.

Foi por isso que nesses recursos todos do Governo contra a decisão do Gilmar Mendes, nós vimos que a Rosa Weber, o Fux e o Fachin não aceitaram mexer na decisão do Gilmar.

Não havia o que fazer, a não ser esperar o dia 30/03 quando o STF voltaria a se reunir.

Mas...o desespero do PT era grande. Precisavam dar um jeito de conseguir foro privilegiado ao Luladrão.

Aí que veio a maracutaia.

Teori sabia que não poderia reformar a decisão liminar do Gilmar Mendes, pelo motivo dito linha atrás.

Como evitar que Lula fosse para o Juiz Moro, sem mexer na liminar do Gilmar Mendes?
Vejam o que fizeram:

O Eduardo Cardozo, da advocacia geral da união, entrou com um pedido um tanto quanto estranho.

Nesse pedido, ele queria que as gravações envolvendo a Dilma e o Jaques Wagner fossem enviadas para o STF, sob o argumento de que tais pessoas teriam foro privilegiado, ou seja, só poderiam ser julgadas perante o STF.

Outro pedido do lacaio do PT foi que não mais fossem divulgados os conteúdos das gravações.

Esses, em linhas gerais, foram os pedidos – existem mais detalhes, mas não interessam ao que me proponho a lhes explicar.

Agora vamos parar um segundo e raciocinar um pouco.

As gravações já não tinham vazado?

Já não era de conhecimento de todos?

Então para que pedir sigilo delas?

Outra coisa: Dilma e Jaques não eram investigados pelo Moro, afinal o juiz de Curitiba sabe que não tem competência para processá-los, pois ambos têm foro privilegiado.

segue...

Anônimo disse...

continuação...

Então, por que diabos o Advogado Geral da União, cuja função é SEMPRE defender a União, pediu para as gravações irem para o STF?

Se forem, como de fato irão, o STF poderá julgar a Dilma e o Jaques, mas se ficassem lá com o Moro, nada aconteceria, não é mesmo?

Por que raios a AGU iria fazer um pedido estranho desses? Um pedido que, aparentemente, custará um processo do Janot (procurador da República) contra Dilma e Jaques? Não era melhor deixar com o Moro? Nada aconteceria daí.

E é aí que vem o truque da decisão do fdp do Teori, truque esse que as pessoas não perceberam.

Prestem atenção!!!!!!!

O grampo estava no Lula, correto?

Se aparece Dilma e Jaques é em conversa com o Lula, correto?

Mesmo porque, o investigado era SOMENTE o Lula.

Quem deveria pedir tais gravações para ver se houve ou não crime de Dilma e Jaques seria o Rodrigo Janot, procurador da República, pois a ele cabe entrar com processo contra autoridades com foro competente.

Mas não. Estranhamente quem fez tal pedido foi a AGU, que é quem tem por finalidade defender tais autoridades.

Agora vocês vão entender o motivo:

É interessante para a Advocacia Geral da União que Dilma e Jaques sejam julgados pelo STF, pois daí existe entendimento do STF de que, quando um terceiro que não tem foro privilegiado está envolvido com o ato criminoso a ser julgado por quem o tenha, no caso o Lula, o STF pode declarar que sua participação é indissociável da acusação existente contra a pessoa (ou pessoas – Dilma e Jaques) que tem cargo que garante o foro privilegiado, ou seja, esse terceiro, mesmo não tendo inicialmente direito a foro privilegiado, PASSA A TER.

Em resumo, basta o Teori, nessa tal análise que ele diz que vai fazer das gravações que lhe serão enviadas por Sérgio Moro, dizer que a participação de Lula é impossível de ser destacada das acusações contra Dilma e Jaques, que Lula será julgado pelo STF, MESMO NÃO SENDO MINISTRO, MESMO COM A LIMINAR DO GILMAR MENDES.

Entenderam a palhaçada do Teori?

Teori é um vagabundo. Tudo foi feito de caso pensado.

Enganam-se os que estão achando que é um simples pedido de envio ao STF das gravações.

Tem a cartada por trás disso, que é justamente levar o Lula para ser julgado pelo STF.

Daí fica fácil imaginar o final: O STF dirá que Dilma, Jaques e Lula nenhum crime praticaram

E pronto, todos livres.

Em resumo, foi uma jogada arquitetada pelo PT, em conluio com o STF, para que Luladrão, numa linguagem bem popular, CONSEGUISSE FORO PRIVILEGIADO INDIRETAMENTE, mesmo que a decisão de Gilmar Mendes de suspender sua posse de Ministro seja confirmada em plenário..

Teori pensa que o povo é burro.

Teori pensa que não existe profissional do Direito para analisar sua verdadeira intenção por trás de sua decisão.

Teori foi CALHORDA, corruPTo, COMPRADO!

POUCAS PESSOAS SE TOCARAM DO QUE IRÁ ACONTECER e precisamos avisar a todos (podem copiar e colar minha explicação).

COMPARTILHEM AO MÁXIMO.

O POVO TEM QUE SABER QUE SERÁ ENGANADO DE NOVO. (Jhek Jhones Deboch)



FlagShare

Anônimo disse...

“Professor” é expulso de escola depois de ameaçar “exterminar família de aluno”

http://rodrigoconstantino.com/artigos/professor-e-expulso-de-escola-depois-de-ameacar-exterminar-familia-de-aluno/

Anônimo disse...

Aluizio, fico imaginando como será nosso ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO daqui a 50 anos com uma CONSTITUIÇÃO COMUNISTA com LEIS COMUNISTAS. Não dá!
Esse negócio de defender o IMPÉRIO DAS LEIS pode ser um tiro no pé. Temos que lutar por um ESTADO LIBERAL e não um estado libertino, com leis que permitam a prosperidade com iniciativas individuais sem prejuízo de outros entes individuais ou coletivos. Esse governo e o PT nunca tiveram projeto para o Brasil a não ser a apropriação e o patrimonialismo do Estado e dos bens de produção. É só posição de PODER.

Quem quer dividir o país são os patriotas do MST, PT, CUT, FUP e outros agrupamentos que tomaram de assalto o Estado e implantaram em seus guetos a DITADURA DO PROLETARIADO. Não temos que partir pro pau. É isso o que eles querem, a violência, para se justificarem diante das mídias, como vítimas e "perseguidos políticos". São uns CANALHAS!

Anônimo disse...

Concordo com a explicação do Jhek Jhones Deboch acima. Olha, tem isso e muito mais. Agora vamos fazer nossa parte e pressionar pelo fim da carreira do Teori Traidor do Brasil. Vamos nos manifestar de todo jeito contra o Teori, que cuspiu no Direito, cuspiu no STF e cuspiu na cara de todos os brasileiros de bem. Teori Traidor do Brasil!

Anônimo disse...

Foi EXATAMENTE para isso que os bandidos do pt colocaram elle lá, pra defender lula mais a diante!

Ferreira Pena disse...

O mundo dessa mulher é um mundo onde a mentira sempre foi o norte; ao associar-se com o Lula passou a viver num mundo fora da realidade objetiva: a coisa só piorou. Essa mulher mente para a própria sombra, e acha tudo normal, mentiu para o regime militar, mentiu quando se diz torturada, e continua mentindo quando se diz perseguida. Merce cadeia, mas vai ter? É o mesmo caso do Lula, vai ter cadeia?, vai se o Teori deixar.

Ferreira Pena disse...

Estão estamos lascados, com a quadrilha livre e o país no ralo?

Anônimo disse...

Luiz diz: mas se fosse assim o processo da esposa e filha de Eduardo Cunha deveriam ter ficado no STF, pois ele praticou crimes junto com elas, no entanto foram remetidos ao S Moro