TRANSLATE/TRADUTOR

sexta-feira, janeiro 20, 2017

O MUNDO É LARANJA

Hora de descartar os delirantes esquerdistas bananeiros
O artigo que segue após este prólogo é de Alexandre Borges, diretor do Instituto Liberal. Borges não é jornalista, mas publicitário. Entretanto, põe no bolso todos os ditos jornalistas da grande mídia, sobretudo aqueles metidos a formular análises políticas. 

Mantive no título deste post o original da análise de Alexandre Borges que foi publicada na edição desta sexta-feira do jornal Gazeta do Povo, de Curitiba. Trata-se de um jornal tradicional do Paraná e que se insere no conjunto dos veículos da grande imprensa. Já havia notado que a Gazeta tem aberto espaço para análises políticas afinadas pelo diapasão da verdade em contraste com a cantilena cretina e pestilenta de um punhado de sequazes do esquerdismo delirante bananeiro que mais não fazem além de promover a desinformação.

Portanto, se quiserem saber o que de fato está rolando e pode rolar com a posse de Donald Trump leiam este artigo de Alexandre Borges e compartilhem à farta pelas redes sociais. Depois dêem um clique desligando a televisão, especialmente a famigerada "Fake News", como passou a ser conhecida a pretensiosa e mentirosa emissora da Globo e aproveite o final de semana deste verão calorento.

Eu, aqui no blog, continuarei esgravatando a internet, as redes sociais e os excelentes sites conservadores norte-americanos para oferecer a vocês, estimados leitores, o máximo de informação e zero de desinformação. Como podem notar não estou mais fazendo link para veículos da grande imprensa. Este link para a Gazeta do Povo é uma feliz exceção e se deve ao fato de que esse jornal pelo menos está quebrando o círculo de ferro da desinformação levada a efeito por essa cambada de diletantes esquerdistas mentirosos que se arvoram na condição de jornalistas para mentir e sobretudo desinformar, valendo-se da boa fé de milhares de leitores e telespectadores. Em tempo: mantive também a ilustração que é de autoria de Felipe Lima. Leiam o artigo de Alexandre Borges:
Enquanto você lê este artigo, a América faz a maior mudança política desde o dia em que Ronald Reagan substituiu Jimmy Carter como morador da Avenida Pensilvânia, 1600, há 36 anos. Você está testemunhando história.
A posse de Donald Trump no cargo mais poderoso do planeta não é inédita apenas por ele ser o mais velho a assumir ou o primeiro que não veio da política ou das forças armadas. Trump representa o momento em que a ordem mundial estabelecida após a queda do Muro de Berlim está, pela primeira vez, em xeque.
Os americanos deram ao Partido Republicano sua maior vitória desde 1928, uma rejeição inegável ao “popular” Barack Obama. Após expiar as culpas do passado, o eleitor preferiu desta vez analisar racionalmente o governo e seu legado, o que inclui a explosão do déficit público e a piora de todos os índices sociais relevantes, sem contar os escândalos que só aparecem nos rodapés das páginas de jornal, mas que ele acompanha de perto nas redes sociais e nos poucos veículos independentes. Foi também um “não” à candidata com acusações de fazer o PT parecer um colégio de freiras.
Com o fim da Guerra Fria e da União Soviética, emergiu uma nova ordem política “globalista” (favor não confundir com “globalização”) em que o mundo se tornaria gradativamente um único Estado sem fronteiras, com as nações perdendo sua autonomia e suas identidades nacionais. Acordos supranacionais eram assinados a todo momento, criando profundas transformações para as populações locais que eram raramente envolvidas nas decisões.
Aos poucos, o Estado-nação soberano e independente foi sendo visto como um anacronismo a ser removido. Qualquer um que se opusesse à perda da soberania do seu país passou a ser demonizado publicamente como “radical”, “xenófobo”, de “extrema-direita” e “protecionista”. A resposta do eleitor às ofensas e calúnias dos “globalistas” chegou com o Brexit e com Trump. E não deve parar com eles.
O bilionário de cabelo laranja não deve ser classificado apressadamente nas categorias usuais de “direita” e “esquerda”. As regras do jogo mudaram, mas muitos ainda tentam entender o novo campeonato usando as velhas cartilhas. Trump foi “conservador” ou “liberal clássico” quando clamou por menos impostos e regulações para liberar a economia das amarras do intervencionismo estatizante do antecessor. Trump foi “esquerdista” quando prometeu US$ 1 trilhão em investimentos públicos em infraestrutura, um pacotaço de fazer John Maynard Keynes e Franklin Roosevelt levantarem do túmulo para aplaudir. Trump foi ambíguo quando falou em melhorar os acordos comerciais do país, o que fez com que os apressados já saíssem classificando suas declarações como “protecionistas”.
O pouco que se pode afirmar neste momento é que Trump, lembrando João Dória em São Paulo, não deixou suas empresas e veio para a política a passeio. Suas escolhas para o ministério mostram uma capacidade admirável de perdoar antigos opositores. Apenas o anúncio do general James Mattis para a Defesa já deixou o mundo um pouco mais seguro. Quem acha que o governo Trump vai dever favores à Rússia não faz ideia de quem ele é.

Se Trump fizer as obras públicas que promete e mantiver as grandes empresas no país, além de oferecer uma boa alternativa ao Obamacare, terá um cacife eleitoral quase imbatível em 2020, mesmo com a imprensa já embarcando alegremente na campanha de Michelle Obama. Se baixar impostos e tirar regulações, poderá turbinar a economia e entregar a promessa de fazer a América “grande novamente”. O tempo dirá.

16 comentários:

Anônimo disse...

enquanto isso a porquinha news e seus porquinhos publicam fotinhos comparando a posse de Bobama com do Trump...

os caras agora querem ganhar no quesito quem atrai mais publico...tsc, tsc...

deve estar dificil pra turminha dos barbixinhas se conformarem que Trump esta eleito e empossado...

Anônimo disse...

e os caras sao tao mentirosos que estao noticiando que "protestos tomaram as ruas", como se os EUA estivessem ardendo em chamas...

haja vagabundice jornalistica...

nem sei como essa gente nojenta se suporta dentro de uma redação desses ditos portais de noticias...

e obviamente que a montagem monstrando a diferença de publico entre a posse do Bobama e do Trump partiu dos chorões da CNN e foi rapidamente replicada pelos chorões daqui...

coitados, tem de se contentar em "ganhar" alguma coisa...

Anônimo disse...

Aluizio, veja o vídeo abaixo antes que tirem do ar.

"Uma bomba!!!! A jornalista Fabiane Vasconcelos traz algo que pode mudar o rumo das investigações do acidente que envolveu Teori."

https://www.facebook.com/nasruas/videos/1243255752432986/

Davi Abreu disse...

Caro Aluizio, poderia fornecer uma lista de bons sites americanos para nos manter informados? Obrigado, abraços!

Anônimo disse...

Veja: "Governo Trump apaga site de mudanças climáticas e anuncia planos"
Não só prometeu mas não deu nem tempo de mais choradeira. Chega dessa farsa de aquecimento global e mudanças climáticas que só servem para a mamata desse monte de ONGs esquerdistas. No Brasil parece que o governo também está recuando daquele programa Inovar-Auto que só serviu para os fabricantes importarem aqueles motores downsized dos companheiros europeios que não duram 100 mil km e tem altíssimo custo de reparo e manutenção e, sem vantagens significativas.

Anônimo disse...

"Os americanos deram ao Partido Republicano sua maior vitória desde 1928, uma rejeição inegável ao “popular” Barack Obama."
Segundo o site do Estadão, o Obama deixa o cargo com altíssima popularidade com aprovação de 60%. Eles são mentirosos.
Concordo com o comentário acima, a mídia deu destaque para o protestos violentos de meia dúzia de black blocks que com certeza serão presos.

Anônimo disse...

Isto é: "A hora de descriminalizar as drogas
Atual legislação alimenta o tráfico e fortalece as facções criminosas"
Passou da raia, esses jornalistas trabalham para o crime organizado.
Em outra noticia: "Justiça proíbe aumento de limites de velocidade nas marginais Tietê e Pinheiros (São Paulo)
Na decisão, o juiz Luis Manuel Fonseca Pires disse que a redução da velocidade nas vias, em vigor desde julho de 2015, foi “motivada tanto por um grave quadro urbano de acidentes fatais no trânsito quanto por orientação internacional de adoção de medidas preventivas, ações concretas que alcançaram expressivos resultados estatísticos de acentuado declive dos casos de mortes nas marginais Pinheiros e Tietê, e sem prejuízo sensível à circulação de veículos”.
Reparem na trecho "sem prejuízo sensível à circulação de veículos"
Além de não ter competência para formular ou alterar políticas públicas o juiz desconhece ou finge desconhecer. Após a redução de velocidades, da instalação de ciclovias e faixas de ónibus, a cidade virou um caos, aumentando a poluição, causando perdas econômicas incalculáveis para a cidade e colocando em risco a saúde da população. Comércios foram fechados, empresas foram para outras cidades, milhares de empregos foram perdidos. Adicionalmente, como todo petista profundamente interessado nos pobres,o prefeito Fernando Haddad sucateou a saúde. A população deu a devida resposta nas urnas demitindo o pior prefeito que a cidade já teve de forma humilhante que, também, esse juiz finge desconhecer.
Espero que o prefeito João Doria dê a devida resposta e aproveite para eliminar as ciclovias que ninguém usa e atrapalham o trânsito da cidade.

Unknown disse...

www.wnd.com (um dos melhores!)
www.leagueofpower.com
www.patrioticviralnews.com
www.conservativezone.com
www.washingtonexaminer.com

Aluizio Amorim disse...

Unknown,
grato pelas dicas de sites conservadores americanos. Realmente são ótimos. Acrescento também o www.breitbart.com . Creio que o leitor que solicitou estas dicas já pode começar a acessar esses excelentes sites conservadores americanos.
Valeu!

Davi Abreu disse...

Obrigado aos nobres amigos pelas indicações! Farto de acessar notícias nos canais brasileiros e estrangeiros da velha mídia corrupta e vendida aos interesses sórdidos dos globalistas. Abraços!

Tales disse...

Por favor tirem o nome de dória...
Dória tem um passado obscuro, pai "perseguido" pelo regime militar.

Até agora vi um "showbusiness" promovido pelos marqueteiros do psdb (sim aquele partido patife comunista), precisavam de um nome novo eis o menino-de-ouro! Sorridente, sempre se vestindo de braçal do povão e com centenas de câmeras apontadas p/ seus feitos populares, é o verdeiro Populacho estilo Jango. Até quando nos deixaremos sermos enganados.

Anônimo disse...

Porque a turma do PT, com a vitoria do Trump não baixa na Venezuela, por enquanto, pois breve... Melhor calar!
Os 3 liderecos da A Latrina Vermelha, o Evo Coca, Rafael Correa e Maduro não treparam nas tamancas contra Trump, porquê?
Não são tão atrevidinhos e falantes?
Acorde, gente acima; acabou a era do Obambundão!

Masa disse...

Leia a ótima análise do discurso de Trump neste Link abaixo, recomendo:

https://jornalivre.com/2017/01/20/com-trump-na-presidencia-irrompe-a-violencia-da-extrema-esquerda/comment-page-1/#comment-28262

Antonino Camelier disse...

Caro Aluizio
A vitória do Trump, no campo político, é uma vitória sua, no campo jornalístico. Congratulations!

samuel disse...

Ao Anónimo que forneceu o link "https://www.facebook.com/nasruas/videos/1243255752432986/"
É MELHOR v NOS DIZER O QUE ESTÁ DITO LÁ POIS O LINK FORNECIDO ESTÁ BLOQUEADO...

samuel disse...

Com exceção do wnd (do filho de libaneses JOSEPH FARAH) desconheço os blogs listados acima SEGUE A LISTA DOS QUE EU SIGO:
http://www.infowars.com/
http://clashdaily.com/
http://www.breitbart.com/
http://lidblog.com/
http://www.wnd.com/
http://www.thegatewaypundit.com/
http://www.thereligionofpeace.com/
breitbart e infowars é um "must"para quem quer ser bem informado.