TRANSLATE/TRADUTOR

sábado, junho 16, 2018

OS 8 PONTOS DE PAULO GUEDES: O EIXO DO PROGRAMA ECONÔMICO DE JAIR BOLSONARO

O economista Paulo Guedes e o presidenciável Jair Bolsonaro: definindo uma agenda econômica capaz de içar o Brasil do atoleiro e do atraso econômico em que foi lançado pelos ladravazes da Nova República acumpliciados com os comunistas.
O economista Adolfo Sachsida, que integra a equipe econômica do pré-candidato presidencial Jair Bolsonaro, destacou em seu blog os 8 pontos escolhidos pelo economista Paulo Guedes para compor a linha mestra do programa econômico de Bolsonaro e que foram revelados com exclusividade pelo site BR18

1) Recuperação do Equilíbrio Fiscal
2) Aceleração do Crescimento e Geração de Empregos
3) Novo pacto federativo, com descentralização de recursos para estados e municípios
4) Redução da Dívida pública, com privatizações, concessões e desimobilizações, para viabilizar o corte de juros e de gastos com a rolagem da dívida, e promoção do investimento privado em infraestrutura
5) Redução e simplificação de impostos
6) Adoção de Regime de capitalização na Previdência
7) Desregulamentação da economia
8) Abertura da economia
O BR18 também antecipou alguns dos nomes que compõe a equipe de Paulo Guedes. Reproduzo os nomes abaixo:
a) Marcos Cintra
b) Roberto Castelo Branco
c) Rubem Novaes
d) Carlos Costa
e) Abraham Weintraub
f) Arthur Weintraub
g) Adolfo Sachsida
h) Paulo Coutinho
i) Luciano Irineu
j) Carlos von Doellinger
- As informações acima são claras, tem-se um programa econômico liberal e uma equipe técnica a altura do desafio - assinala Sachsida.
E arremata: "Se não acredita em mim, então pesquise sobre os nomes, veja onde estudaram, onde trabalharam, o que produziram na academia e no mercado, e você verá que essa equipe é sem sombra de dúvidas de altíssimo nível, e alinhada a uma agenda econômica liberal".

19 comentários:

Marco disse...

É uma boa agenda, mas insuficiente. Faltam pontos importantes como reduzir o tamanho geral do Estado (privatização é só uma parte disso), abrir à competição externa setores em que ha concorrência monopolista e quebrar a espinha dos sindicatos.
Mas é um bom começo.

Anônimo disse...

E com essas urnas fraudáveis vocês acham que o Bolsonaro vai ser eleito??? Quanta ingenuidade ou mau caratismo!!!

Anônimo disse...

Quem faz campanha pela abstenção é da turma do PT, MDB e PSDB e todo o resto. Mas o Bolsonaro vencerá no primeiro turno.

Anônimo disse...

Ihhhh... as urnas são fraudáveis? Então nem vou votar!

Ferreira pena disse...

Esse programa ma balançou Aluízio, correto e coerente para a situação do Brasil.

Anônimo disse...

Quem faz campanha para votar com essas urnas FRAUDÁVEIS é COMUNISTA!!! Bolsonaro vencerá no primeiro turno???
Com ESSAS URNAS??? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

José Luiz disse...

Falta também incentivar os pequenos e micro empresários, os maiores geradores de emprego, para melhorar a vida dos milhões de desempregados e diminuir, com isso, a violência que assola o país.

Anônimo disse...

Vai ter que mexer com o funcionalismo e privatizar. Não tem jeito.

Anônimo disse...

De fato é desanimador saber que não se pode confiar nestas urnas, mas depende de nós lutarmos por eleições auditávis, ainda há tempo. Implementar aquelas cédulas de votação não é tarefa difícil para o TSE. Como já disse anteriormente, existe um movimento na direção de pedir o retorno do voto em cédulas. Vamos fortificar este movimento desde já para agirmos no final da copa, se Deus quiser. A princípio, poderíamos estar sugerindo estratégias de ação ou outra coisa qualquer, mas temos que nos engajar. Se não participarmos correremos o risco de uma eleição com fraude. Fraude não implica necessáriamente em o Bolsonaro não ser eleito, mas sim em se fazer um arranjo no qual ele seja eleito juntamente com um congresso cheio de petistas e outros esquerdistas. Isto inviabilizaria um governo do Bolsonaro, além de trazer outros males para o país.

Sebastião

Anônimo disse...

ENQUANTO ISSO, A MIDIA ESQUERDISTA PUBLICA QUE BOLSONARO ESTÁ PERDENDO VOTOS...
Verdade sim, mas propaganda falsa de esquerdistas sem esclarecem de quem, como dos estrupadores, de invasores de terra que as tomam para depois as revenderem, dos comunistas PT_PSDB, das ongs esquerdistas, dos defensores de bandidos em geral, dos que querem foro privilegiado para corromperem sem serem punidos, como os quadrilheiros do PT e associados, dos traficantes em geral que perderão suas bocadas que têm num regime comunista e de todos que querem que o Brasil continue a merda que está pois para eles será lucro!

Anônimo disse...

Ótima colocação, Sebastião!

Perfeito!

Marat Silva disse...

Parece que os comentaristas esperavam todo PLANO DE GOVERNO de Bolsonaro exposto; Seria precipitado e ingênuo, o apresentado é o esboço do esboço do futuro plano de governo. Afinal não se dá munição ao inimigo, eles que arranjem a sua ou pereçam.

Anônimo disse...

E terão que abrir a caixa de pandora do BNDES, que tudo indica ser uma fonte inesgotável de dinheiro do Tesouro Nacional, dinheiro nosso, mas que segundo um levantamento é o grande patrocinador ....

"BNDES patrocina ideologia partidária do Governo, enriquece
protagonistas do sistema e empobrece o Brasil?" “Descortinando seu véu protetor!”

"Desde que Guido Mantega deixou a presidência do BNDES, em 2006, e se tornou Ministro da Fazenda, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social tornou-se peça chave no modelo de desenvolvimento proposto pelo governo. Desde então, o total de empréstimos do Tesouro ao BNDES saltou de R$ 9,9 bilhões — 0,4% do PIB — para R$ 414 bilhões — 8,4% do PIB."

"Seguem exemplos de investimentos que o banco considerou estarem aptos a receberem investimentos financiados por recursos brasileiros:

Porto de Mariel (Cuba): Valor da obra – US$ 957 milhões (US$ 682 milhões por parte do BNDES). Empresa responsável – Odebrecht.
-
Hidrelétrica de San Francisco (Equador): Valor da obra – US$ 243 milhões. Empresa responsável – Odebrecht. Após a conclusão da obra, o governo equatoriano questionou a empresa brasileira sobre defeitos apresentados pela planta. A Odebrecht foi expulsa do Equador e o presidente equatoriano ameaçou dar calote no BNDES.
-
Hidelétrica Manduruacu (Equador): Valor da obra – US$ 124,8 milhões (US$ 90 milhões por parte do BNDES). Empresa responsável – Odebrecht. Após 3 anos, os dois países ‘reatam relações’, e apesar da ameaça de calote, o Brasil concede novo empréstimo ao Equador.
-
Hidrelétrica de Cheglla (Peru): Valor da obra – US$ 1,2 bilhões (US$ 320 milhões por parte do BNDES). Empresa responsável – Odebrecht.
-
Metrô Cidade do Panamá (Panamá): Valor da obra – US$ 1 bilhão. Empresa responsável – Odebrecht.
Autopista Madden-Colón (Panamá): Valor da obra – US$ 152,8 milhões. Empresa responsável – Odebrecht.
-
Aqueduto de Chaco (Argentina): Valor da obra – US$ 180 milhões do BNDES. Empresa responsável – OAS
-
Soterramento do Ferrocarril Sarmiento (Argentina): Valor – US$ 1,5 bilhões do BNDES. Empresa responsável – Odebrecht.
-
Linhas 3 e 4 do Metrô de Caracas (Venezuela): Valor da obra – US$ 732 milhões. mpresa responsável – Odebrecht.
-
Segunda ponte sobre o Rio Orinoco (Venezuela): Valor da obra – US$ 1,2 bilhões (US$ 300 milhões por parte do BNDES). Empresa responsável – Odebrecht.
-
Barragem de Moamba Major (Mocambique): Valor da obra – US$ 460 milhões (US$ 350 milhões por parte do BNDES). Empresa responsável – Andrade Gutierrez.
-
Aeroporto de Nacala (Moçambique): Valor da obra – US$ 200 milhões ($125 milhões por parte do BNDES). Empresa responsável – Odebrecht.
-
BRT da capita Maputo (Moçambique): Valor da obra – US$ 220 milhões (US$ 180 milhões por parte do BNDES). Empresa responsável – Odebrecht.
-
Hidrelétrica Tumarím (Nicarágua): Valor da obra – US$ 1,1 bilhão (US$ 343 milhões). Empresa responsável – Queiroz Galvão.
-
Projeto Hacia El Norte – Rurrenabaque-El-Chorro (Bolívia): Valor da obra – US$ 199 milhões. Empresa responsável – Queiroz Galvão
-.
Abastecimento de água da capital peruana – Projeto Bayovar (Peru): Valor não conhecido. Empresa responsável – Andrade Gutierrez.
-
Renovação da rede de gasoduto em Montevideo (Uruguai): Valor não informado. Empresa responsável – OAS.
-
Existem mais 3000 (três mil) empréstimos concedidos via BNDES apenas no período entre 2009 e 2014, porém nem o BNDES nem e o Governo Federal fornecem valores

http://leonardosarmento.jusbrasil.com.br/artigos/171125726/bndes-patrocina-ideologia-partidaria-do-governo-enriquece-protagonistas-do-sistema-e-empobrece-o-brasil-descortinando-seu-veu-protetor

É muito dinheiro. Bilhões ou Trilhões????

O Libertário disse...

A montanha de recursos que os poucos cidadãos produtivos são obrigados a fornecer para uma quantidade de gente inútil, corrupta e preguiçosa passar os dias vagueando por "repartições" inventando dificuldades, licenças, carteirinhas, requerimentos, ou no máximo desenhando a ridícula tomada de três pinos não permitirá nunca ao Brasil sair do atoleiro movediço em que se meteu. Já devemos metade do PIB portanto, metade do Brasil já não nos pertence. Tem que mudar radicalmente.

Anônimo disse...

Crise no PSL de São Paulo: Major Olímpio X Joice Hasselmann.

A jornalista, "dona de um canal de TV", "atriz" da série cômica: 'A Fonte', que se auto-intitula falaciosamente "embaixadora" de Israel e "professora" de um cursinho, não aprovado pelo MEC, de jornalismo com Ética, quer porque quer ser a governadora do estado de São Paulo. Essa pretensão absurda acabou por prejudicar bastante a imagem de Eduardo Bolsonaro. Fiquem espertos com ela! 😠

Ferreira pena disse...

Pela privatização da Petrobrás, Caixa, Banco do Brasil e demais estatais.

Anônimo disse...

Comuna é fogo!

Vejam que o assunto é o esboço do plano econômico de Jair Messias Bolsonaro. Mas eles trocam espertamente de assunto e falam de outras coisas para desviar o foco.

Tem até um com nome falso de santo martirizado e um outro que escreve apoiando a opinião do cabeça de melão. Vcs não enganam mais.

A nossa sorte é que comunistas que vem aqui no blog, embora obstinados, são muito burros e ignorantes e fica fácil identificar as opiniões das ratazanas vermelhas.

JMB 2018!!

Gasparzinho disse...

Aluízio, concordo que é apenas um resumo ou esboço do Plano Econômico da equipe do Presidente Bolsonaro.
Os demais candidatos que queimem pestana para fazer os seus.

Marcelo Rodrigues Cunha disse...

Cortar gastos e subsídios.