TRANSLATE/TRADUTOR

segunda-feira, novembro 25, 2013

EM HONDURAS ELEITORES NÃO QUEREM SABER DA MULHER DE ZELAYA E VOTAM CONTRA OS COMUNISTAS. JUAN HERNÁNDEZ DEVERÁ SER O PRESIDENTE.

Juan Orlando Hernández comemora a virtual vitória com correligionários depois do pronunciamento do Tribunal Eleitoral. (Foto do site do jornal El Heraldo, de Honduras.
O direitista Juan Orlando Hernández, 45, deve ser o próximo presidente de Honduras, segundo o Tribunal Supremo Eleitoral (TSE).
Com 24% dos votos apurados, ele acumulava 35% dos votos válidos.
O resultado parcial foi divulgado às 20h locais (meia-noite em São Paulo). Quinze minutos antes, a candidata centro-esquerdista Xiomara Castro havia se declarado vencedora, gerando temores de que seu partido, Libre, não reconheça o resultado oficial.
A provável vitória de Hernández é um triunfo do Partido Nacional (PN, direita), que, em 2009, respaldou a deposição do então presidente, Manuel Zelaya, em 2009, e agora supera a baixa popularidade do atual mandatário, o também nacionalista Porfirio "Pepe" Lobo.
Xiomara, 54, cuja candidatura foi impulsionada pelo marido, Zelaya, aparece em segundo lugar, com 28% dos votos válidos.
Com o resultado, o partido de Zelaya, Libre, fundado há apenas dois anos, se consolida como a segunda força política do país, rompendo o bipartidarismo centenário entre o PN e o Partido Liberal (PL, centro), a antiga sigla do ex-presidente.
Hernández não terá vida fácil no Congresso. A fragmentação política deve aumentar o tamanho da oposição no Legislativo, com presença significativa do Libre (Zelaya deve ser eleito deputado), do PL e, provavelmente, de outra legenda nova, o PAC (Partido Anticorrupção)
Advogado com mestrado em administração nos EUA, Hernández era o presidente do Congresso até junho. Nesse período, impulsionou a criação da Polícia Militar, implantada em outubro, e de programas sociais, fartamente usados como propaganda de campanha.
Essa espécie de governo paralelo de Hernández foi a estratégia para compensar a impopularidade de Pepe Lobo, que falhou em debelar a violência e praticamente desapareceu na campanha.
O principal desafio do presidente eleito será justamente combater a criminalidade. Honduras tem a taxa de homicídios mais alta do mundo, com 86,5 assassinatos por 100 mil habitantes em 2012.
A votação ocorreu sem incidentes mais graves.
A vitória do PN mostra a eficácia de uma campanha marcada por distribuição de benesses como caixões funerários, cimento e cartões de desconto no comércio.
Anteontem, bairros pobres de Tegucigalpa ganharam farta distribuição de produtos de primeira necessidade pela campanha nacionalista.
A eleição presidencial em Honduras, com 5,3 milhões de eleitores, tem apenas um turno. Foram renovados também os 123 deputados do Congresso (unicameral), prefeitos e vereadores.
O presidente é eleito para um mandato de quatro anos, sem nenhuma possibilidade de reeleição. Do site da Folha de S. Paulo

7 comentários:

Alexandre, The Great disse...

O que derrubou a mulher do zelaya foi o "apoio"(abraço de afogado) do ninefingers. O povo hondurenho não suporta elle.

Mata Viva disse...

Também depois que o vagabundo do luladrão fez aquele vídeo apoiando a comadre.Sera que eles não sabem que o povo de la detesta este marginal.

bpistelli disse...

ALUÍZIO, fiquei feliz porque um povo pobre se livrou da ameaça comunista e mostrou que bolsas de m3rd@ não compram a consciência honesta, pobre mas com honra, diferente de Banânia.
-
Colocar o mérito na falta das urnas eletrônicas é CONVERSA PARA BOI DORMIR, se fossem manipuladas nos votos O PT JAMAIS PERDERIA UMA ÚNICA PREFEITURA E NUNCA HAVERIA SEGUNDO TURNO EM NENHUMA ELEIÇÃO.
-
O que li no Youtube sobre as violações do softwere das urnas eletrônicas PERMITE A QUEBRA DO SIGILO DE QUEM VOTOU EM QUEM, o embaralhamento dos votos é desfeito e a ordem de voto e em quem votou permite a fiscais do PT anotar a "ordem de cada nome de eleitor" e número do título e depois colocar a ordem de votação ao lado da ordem de votos, pronto o PT sabe QUEM VOTOU EM QUEM e pode PUNIR COM EXTREMO RIGOR E EXEMPLARMENTE QUEM VOTOU NO PSDB E CORTAR BENEFÍCIOS, alegar fraude ou que houve recadastramento e o cidadão não ficou sabendo e todos teriam PUNIÇÃO EXEMPLAR DADA PELO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES ( vigaristas do partido mensaleiro, o embrião do partido comunista do planeta ).
-
ABAIXO A VOTAÇÃO EM LOCAL FIXO, o eleitor deve votar na urna que quiser dentro da zona eleitoral, o que arrebenta o sistema de fraude.
-
Na hora que votar a urna iria imprimir o COMPROVANTE DE VOTAÇÃO e o mesário não mais o daria, apenas pediria para mostrar bem rapidamente, na mão do eleitor e isto DESTRÓI O SISTEMA DE FRAUDE PORQUE ACABA COM A CHANCE DO PT SABER QUEM VOTOU EM QUEM.
-
O voto em trânsito seria ótimo pois o eleitor se cadastraria para votar em qualquer urna do país fora do município e o comprovante emitido pela urna como se tivesse votado em sua cidade, ficaria na urna como "votos em trânsito recebidos" e somado aos votos na própria zona eleitoral NÃO A SEÇÃO para não cair na urna dele.
Um segundo comprovante de que o eleitor número xxxxx de São Paulo votou em Manaus ( secretos ao mesário dados de onde votou ), ele não poderia saber e o comprovante do TSE emitido por urna e com um código de barras seria escaneado pelo presidente da mesa e atestado de quitação eleitoral do eleitor emitida por e-mail na hora.

Anônimo disse...

Foi só o delinquente Lula fazer propaganda a favor da Xiomara que ela perdeu. O povo hondurenho é sábio e não quer saber do bolivarianismo. Uma pena não termos um Roberto Micheletti por aqui para botar ordem no coreto, como fez lá.
Esther

Julio Moreno disse...

Parece que os distintos não leram a reportagem na parte que diz que foi distribuído fartamente produtos de primeira necessidade aos pobres nos bairros populares, justamente às vésperas da eleição, caras como vocês são burros...

Anônimo disse...

No momento que posto este, os comunistas tchoram largados naquele país de gente inteligente...

huahuahua! Chupem essa, petistas!!!

Anônimo disse...

O Zé Láia não aceitou a derrota.Mas deve ter aceitado a vitória do Maduro por menos de 1% sobre Caprilles.Perguntar não ofende:Se houve maracutaia qual seria a maior probabilidade?Na Venezuela que teve apenas um candidato da oposição que teve mais que 49% dos votos?Ou em Honduras onde havia vários candidatos de centro e centro direita que conseguiram 72% dos votos contra uma só de esquerda conseguiu 28%.Parabéns ao Povo de Honduras que demonstrou grandeza e inteligência.