TRANSLATE/TRADUTOR

sábado, julho 29, 2017

DEPUTADO JAIR BOLSONARO DENUNCIA MANOBBRA DO TSE NO CASO DAS URNAS ELETRÔNICAS


O pré-candidato à Presidência da Republica, deputado Jair Bolsonaro, em vídeo postado em sua página do Facebook, denuncia a manobra do Superior Tribunal Eleitoral (TSE) que teima em manter nas eleições presidenciais de 2018 as velhas e ultrapassadas máquinas de votação eletrônica.

Como salienta o deputado Jair Bolsonaro, o Congresso Nacional decidiu já em 2015, pela troca do sistema eletrônico de votação. O novo sistema de votação eletrônica permite a impressão do voto em papel que é depositado numa urna para eventual necessidade de auditoria.

Para saber mais sobre isso leia matéria especial que escrevi e postei aqui no blog.

11 comentários:

Anônimo disse...

BOM QUE HAJAM ELEIÇÕES, OS ELEITORES DE NADA VALEM, MAS OS QUE CONTAM OS VOTOS DECIDEM TUDO - Stálin
Ninguém deveria votar para não perder tempo, acaso se forem em urnas como anteriormente fraudaveis, mais que comprovado, faceis de serem manipuladas: Aecio ganhou, mas nao levou pois o FHC não deixou nem tentar rever o processo e ainda em apuração secreta!
A SMARTMATIC preferiu Dilmerda!

Anônimo disse...

Você foi, é e será enganado. O povo dá poder às víboras que depois se voltam e mordem seu calcanhar.

Conheceis a verdade e a verdade vos libertará.

Até quando?

Índio/SP

Antipetista disse...

Vai ter outro golpe lá no STF, Bolsonaro, quando barrarem a tua candidatura. Lembre-se que tem uma ação contra ti correndo lá naquele tribunal bolivariano. Os caras jogam pesado e não deixarão você concorrer ao pleito, caso tenhas chance de ganhar.

Anônimo disse...

"Fontes ligadas ao último Casal 20 da política norte-americana revelaram planos do ex-presidente Barack Obama de pedir o divórcio a Michelle, com quem teve duas filhas.
"Agora que ele saiu da Casa Branca e não precisa mais posar de maridinho amável, Obama deu um chega pra lá na esposa e arrancou do anelar esquerdo a aliança matrimonial", aponta a notícia do site norte-americano "Radar Online".- do Diário do Poder

Marcelo disse...

Boa tarde.
Vamos iniciar uma campanha.
Voto impresso ou vamos quebrar as urnas.
Eu vou ....

Cactus disse...

.
Você mesmo pode provar a farsa da Nasa.
.
Simples, basta ver este vídeo sobre a Estação Espacial Internacional e fazer o mesmo:
.
https://www.youtube.com/watch?v=0-MqSfAXi44
.
A Nasa é um lixo.
.

Anônimo disse...

Aposto que tem Ministros na folha de pagamento de agências estrageiras de países comunistas. São inimigos externos.
Os líderes comunistas e seus lacaios estão no alvo do Mundo Livre, já estamos presenciando suas quedas.

Força TRUMP!

Mario Castilho disse...

E nós com isso?

Anônimo disse...

Temos que fazer alguma coisa prática. No momento o que me ocorre, conforme comentário em outro post, é criar um abaixo assinado. O problema é que não sei lidar com isso e nem tenho acesso a pessoas que saibam. Isto tem que ser feito o quanto antes. Da minha parte eu me mobilizaria para convencer um bom número de pessoas a assinarem, caso Deus me dê esta condição.

Sebastião

Tataum disse...

A legislação poderia mudar para

1) pré-selecionar os candidatos através de uma “malha fina” eleitoral, o que incluiria o ficha-competência (sabe o que diz e faz), o ficha-coerência (faz o que sabe e diz) e o ficha-ideologia (diz o que sabe e faz), bem como o velho ficha-limpa, ou seja, a pessoa (e, por extensão, o partido) só poderia lançar uma candidatura, se não ficar retido nesse processo;
2) permitir candidatos independentes (sem partido), ou seja, a valorização do indivíduo e sua soberania, solapada pelo coletivismo socialista, no cenário político;
3) extinguir o voto proporcional e as famosas listas, pois isso distorce a unidade do voto (um eleitor, um voto, um candidato) e transfere muito poder aos partidos;
4) estabelecer o fim do voto obrigatório;
5) efetivar o voto eletrônico/impresso, lei aprovada já em 2015;
6) apurar os votos eletrônicos conjuntamente com os respectivos votos impressos, ou seja, nada de pressa na divulgação ou de auditorias posteriores por amostra, somente pela totalidade;
7) proibir que ministros do STF sejam também presidentes do TSE;
8) proibir definitivamente a apuração secreta;
9) estabelecer que os eleitores dos candidatos vencedores, bem como os partidos e militantes, paguem de forma razoável e proporcional (70% para os eleitores e 30% para os não eleitores daquele candidato?) a conta financeira, social e moral da ignorância ou má-fé de seu candidato no poder, caso ações ou omissões de natureza criminosa ou ética sejam cometidas (como os eleitores, junto com os políticos, são elementos ativos e fundamentais dessa equação de poder numa democracia, eles têm que arcar com as consequências de seus atos e não se fazer de vítima, socializando o prejuízo com toda a sociedade);
10) estabelecer, a título de simetria, que os eleitores do candidato vencedor recebam de forma razoável e proporcional (70%/30% ?) os bônus da competência e boa-fé do seu candidato vencedor em relação aos seus não eleitores. Se há mérito, ele deve ser recompensado, sob pena da luta pelo poder perder o sentido ou desejo.

Anônimo disse...

Aluizio, em 2018 o Presidente do TSE será o Ministro Dias TOFFOLI ... As coisas começam a se desenhar para trazer de volta o PT à Presidência da República. E aí a ROUBALHEIRA será perpetuada na administração pública do Brasil. E o POVO/ELEITOR será escravizado pelos comunistas que assumirão o poder mais uma vez.

Esse esquema diabólico tem de ser detido a qualquer preço. O TSE, apesar de Lei votada há mais de 2 anos, instituido o voto IMPRESSO na urna eletrônica, o TSE, repito, está armando para SUPRIMIR o VOTO IMPRESSO em 2018. É a ditadura bolivariana no TSE querendo "ESCOLHER" os candidatos "vencedores". Isto é, mais uma vez o ELEITOR vai ser PALHAÇO no picadeiro desse circo armado pelo TSE. E o povo/eleitor vai ficar INERTE, PASSIVO, aceitando esta afronta ??? Ou vai quebrar todas as urnas que não tiverem VOTO IMPRESSO, como sugerem alguns ???