TRANSLATE/TRADUTOR

sábado, setembro 18, 2010

EXTRA! ESTUDO DE UNIVERSIDADE AMERICANA MOSTRA COMO É POSSÍVEL FRAUDAR UMA ELEIÇÃO COM URNAS ELETRÔNICAS


VEJA TAMBÉM ESTE MESMO VÍDEO COM LEGENDAS EM PORTUGUÊS AQUI
Este vídeo foi produzido pela Universidade americana de Princeton, New Jersey e mostra como é possível fraudar uma eleição contaminando uma máquina de votar com um programa malicioso, um 'virus' (malware no jargão da informática). O audio é em inglês, porém com legendas em espanhol facilitando a compreensão para quem não entende inglês. Vale a pena ver o vídeo.

Segundo o site Fuerza Solidária, onde capturei este vídeo, informa que foi apresentado na Venezuela pela ESDATA. A máquina tem um design bem mais avançado do que aquele das máquinas utilizadas no Brasil na última eleição. Segundo o vídeo, o programa que essa máquina roda é produzido pela empresa Diebold, a mesma empresa que fornece a maioria das máquinas de votar em uso no Brasil. Também é da Diebold o software para operações da Caixa Econômica Federal e outros estabelecimentos bancários e industrais e de serviços. Pelo menos nos caixas das lotéricas o programa é da Diebold, empresa global americana de tecnologia.

Esta máquina, ao que parece, registra o voto e papel e emite um ticket que colocado numa urna permite a realização de auditoria o que não é possível nas atuais urnas eletrônicas utilizadas no Brasil.

A cada eleição ressurge o assunto e se multiplicam pesquisas de especialistas de universidades importantes, como é Princeton, cujas conclusões  comprovam a possibilidade de fraude eleitoral.

Publiquei em post recente aqui no blog o caso da urna utilizada na Índia, onde um engenheiro provou que a urna eletrônica indiana, que é similar a brasileira, pode ser manipulada através de um telefone celular. O engenheiro indiano foi preso porque se negou a revelar a fonte que lhe entregou uma urna para a pesquisa.

Não se trata portanto de mais uma teoria conspiratória dessas que circulam pela internet, porquanto vídeos como este reportam estudos sérios feitos por especialistas de vários centros de pesquisas tecnológicas e de universidades importantes, como é o caso de Princeton. 

O assunto merece ser debatido de forma aberta e transparente. Quem tem alguma noção de informática sabe perfeitamente que em qualquer computador - e a urna é um computador - pode ser inoculado um malware, ou seja, um virus capaz de reorganizar o funcionamento da máquina e alterar o resultado final da contagem do votos, como é o caso da máquina de votar.

CLIQUE E SIGA ---> BLOG DO ALUÍZIO AMORIM NO TWITTER

6 comentários:

Fred SP disse...

Perfeito post! Sem contar que o terreno já está sendo preparado através das "pesquisas" de opinião. Dilma aparece com 51% (um boa idéia para o bebum), portanto se a máquina "preparada" apresentar 47% de votos, a imprensa comprada não vai precisar levantar a credibilidade das urnas. A armaçõ já iniciou, agora é esperar a confirmação no dia 3 de outubro. Por isso que devemos lutar pelo impeachment desta candidata (sic).

Esperança disse...

OAB nacional se recusa a homologar urnas eletrônicas, Por Amílcar Brunazo Filho
http://www.conjur.com.br/2010-set-17/oab-nacional-recusa-homologar-software-usado-urnas-eletronicas

Anônimo disse...

Caros leitores,
qualquer pessoa que entende um pouquinho de informática sabe que não existe sistema 100% seguro é muito facil fazer um algoritimo que possa fraldar os votos dos cidadãos.Uma forma de fiscalizar seria a votação paralela em algumas urnas, onde teriam os votos em papel e na urna eletronica para poder confrontar os resultados no final.

Telma disse...

É tanta sujeira que mal acabei de chegar do exterior e já estou enjoada...É obvio que não é seguro nenhum sistema de votação, principalmente aqui, terra dos bandoleiros. O bando do Lampião (Lula da Silva e Casa Civil) vão fazer de TUDO para continuar no comando. Já começou com as mentirosas pesquisas. Mas o povo brasileiro, em sua maioria é analfabeto, ignorante e, como tal adora ser enganado.
http://satellim-sopracontrariar.blogspot.com
Um abraço
Telma

Anônimo disse...

Pois é...E agora,como ficam as caras de uns que outros blogueiros vizinhos(risos) que debochavam de quem insistia na fraude das urnas?Até afirmando que era tudo seguro porque já era mesário há não sei quantas eleições?Como se fiscal e mesário fosse alguma coisa em informática.
Ainda bem que blog não tem webcam pra conversa direta,né?
Será que vão teimar que as outras 'conspirações' são todas fantasias de nóias?

Que milico,digo,mico.

Tinha de ser voto de papel como era antes,contável e recontável.Urna eletrônica é pra quem tem pressa demais pra ver resultado,como se saber tudo em 24 h antecipasse um salto de progresso antes da posse.

abrunazo disse...

Aluizio,

tem o mesmo vídeo do teste de princeton com legenda em português em:
http://www.youtube.com/watch?v=0AKR-Lo-700